Aparecem novos agroglifos em Santa Catarina, revelando possíveis eventos à frente!

Círculos misteriosos surgem em propriedade de Entre Rios

Por CAROLINE FIGUEIREDO, CHAPECÓ
14/10/2020

Os chamados agroglifos foram vistos por produtor rural no último fim de semana; os desenhos chamaram atenção dos moradores da região.

Círculos misteriosos foram vistos em uma plantação de trigo em Entre Rios, no Oeste de Santa Catarina, e chamaram a atenção de moradores da região. Os chamados agroglifos foram encontrados pelo produtor rural Claudecir Pavan, no último fim de semana, domingo 11.10.2020, que ficou surpreso ao ver o tamanho e o detalhe dos desenhos.

Os moradores afirmaram não ter visto nenhuma movimentação diferente nos últimos dias que pudesse ter relação com os desenhos. São vários círculos no centro e dois menores aos lados.

ET’s?
Os círculos misteriosos intrigam os moradores que levantam a hipótese de serem feitos por seres extraterrestres. A ausência de provas concretas que confirmem a procedência dos desenhos mantém o mistério sem resolução.

Daniela Oruoski, sobrinha do produtor Claudecir Pavan, quis conferir de perto os círculos. Segundo ela, o primeiro impacto é de dúvida, por se tratar de algo estranho.

“Sempre ouvi falar que aparecia em Ipuaçu, uma cidade vizinha, mas nunca tinha visto de perto. Quando comecei a observar os detalhes do trigo vi que as dobras eram perfeitas. As medidas e a distância entre os círculos também era exata. Não acredito que um ser humano tenha tamanha habilidade para fazer isso sem deixar rastros”, relatou.

Surgimento
Os agroglifos aparecem em Santa Catarina desde o ano de 2008. Os primeiros foram registrados em Ipuaçu, mas essa foi a primeira vez que os círculos são encontrados em Entre Rios.

Segue o vídeo:


Nesta imagem, temos uma ideia da dimensão do agroglifo, comparando com as pessoas caminhando no centro da figura:

Análise do agroglifo

Embora ele pareca um pouco torto à primeira vista, ele não é de origem humana.
Primeiro, porque os próprios moradores locais não registraram NENHUMA ATIVIDADE HUMANA nos campos naqueles dias, e também NÃO ACHARAM RASTROS HUMANOS AO REDOR DAS FORMAÇÕES.

Uma moradora local entrou em contato comigo, dizendo que o terreno da região tem uma topografia muito irregular mesmo, o que pode ter contribuído para esse design de linhas tortas no modelo final.
E existem dois argumentos.


Primeiro, crops circles com linhas tortas já apareceram várias vezes na Inglaterra MAS FORAM CONSIDERADOS LEGÍTIMOS, exatamente por apresentarem, ou melhor, não apresentarem rastros humanos ao redor da plantação e nem registro de atividade humana por parte dos moradores locais.


E segundo, muitos crops circles que apareceram com linhas exatas na Inglaterra, foram considerados falsos, ou de origem humana, após avaliação.
Não é tão simples julgar assim, só pela finalização do objeto.
Por isso, eu prefiro atentar aos possíveis significados da mensagem que vejo.

Os moradores locais também falam da simetria do trigo rebaixado enquanto caminham pela formação.

As imperfeições do desenho, muitas vezes, se devem á irregularidades existentes no próprio campo, como desníveis do solo e irregularidades na própria cultura.

E o que estes agroglifos nos mostram?
Antes, tivemos dois agroglifos no Paraná.
O primeiro, em 27 de setembro, formas aleatórias espalhadas pela plantação (também de trigo) e o segundo, em Palmeira, Paraná, dia 5 de outubro, mas sem imagens aéreas para análise.

O terceiro muda de estado, e surge em Santa catarina, manhã de domingo, 11 de outubro, repetindo o estilo dos crops circles ingleses que costumam aparecer preferencialmente nos domingos.

A imagem mostra até um padrão recorrente nos crops circles ingleses, ou seja, três círculos maiores alinhados num eixo central, cercados por curvas de nivel, ao total, sete curvas.
Detalhe: um dos círculos externos está envolvido por um anel.

Geralmente este tipo de crop circle representa alinhamentos planetários (no caso, basicamente, eclipses) e ondas de energia sendo geradas, como ondas gravitacionais e impactos na Terra e no Sol.

O círculo externo com anel pode representar o eclipse solar, que vai acontecer 15 dias depois do eclipse lunar, então representado pelo círculo da outra extremidade, com a Terra no centro.

Eclipse lunar

Os próximos eclipses

Um eclipse lunar irá ocorrer em 30 de Novembro de 2020, que será visível em algumas partes do mundo.
O eclipse lunar de 30 de novembro de 2020 será um eclipse penumbral, o último dos quatro eclipses lunares do ano. Terá magnitude penumbral de 0,8285.

Depois de 15 dias, acontecerá um eclipse solar total.
O eclipse solar de 14 de dezembro de 2020 será um eclipse total visível no sul da América do Sul e terá totalidade no Chile e na Argentina, parcial no Brasil. Esse eclipse cruzará o Sul da América do Sul.
E este agroglifo, na cidade de Entre-Rios, região sul do Brasil, parece ecoar esse fenômeno, reforçando a possibilidade real de grandes impactos de energia sobre a Terra no período.

Outra análise
O agroglifo apareceu no dia 11 de outubro, e se cada curva de nível representa um dia, temos uma contagem de sete dias, que vai de 11 a 18 de outubro. Esta data, 18 de outubro, o próximo domingo, também pode estar sendo assinalada aqui dentro de algum evento, além dos eclipses do final do ano.

Vamos aguardar e conferir.
Lembrando que os inocentes círculos de areia que apareceram no final de junho de 2020 numa praia do Rio Grande do Sul, anunciaram um ciclone-bomba, que estourou dias depois… e ninguém os levou a sério na época.
Talvez muitos também não levem a sério esta nova mensagem de alerta.

JP em 15.10.2020

ATUALIZAÇÃO

E então, debochadores…
Seria o caso de dizer:
“Deus (e os ETs) escrevem certo… por linhas tortas?”

JP em 20.10.2020

ATUALIZAÇÃO

A chegada do Sistema Nêmesis no Agroglifo brasileiro

Analisando sob outra perspectiva, vemos, além do diagrama de um alinhamento planetário ou eclipse (lunar e solar) – e a análise de alinhamento planetário já teve uma primeira interpretação confirmada em 19 de outubro e o terremoto 7.5 graus no Alasca, vemos que esse diagrama astronômico na forma de um pictograma ou círculo de cultivo nos campos de Santa Catarina também sugere o nosso sistema solar (Sol no centro) com sete órbitas descritas (Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano) e um OBJETO penetrando no sistema orbital.

Recentes medições declaram que o objeto P 7X já adentrou na órbita de Júpiter, e se aproxima da órbita de Marte.
Veja o diagrama.

Urano é um planeta (na sétima órbita do Sol) que tem um sistema de anéis, como Saturno, embora menos expressivo. E o que vemos é um astro com anel de um lado, na sétima órbita e, do outro lado, outro astro bem grande, próximo do tamanho de Urano no diagrama, e que já cruzou a sétima e sexta órbitas, e começa a avançar na direção da quinta órbita.
Pois bem, esta é a posição exata do objeto P 7X, se aproximando cada vez mais da quinta órbita, e colocado do outro lado do céu em relação ao planeta Urano.

Então, órbitas, sistema solar e sistema Nêmesis, bem como ondas de propagação de energia gravitacional aumentando a medida que o objeto se aproxima mais para dentro do sistema solar… e tudo isso vai ganhar um extraordinário reforço com os eclipses de novembro e dezembro, porque eles vão ocorrer exatamente nestas regiões do céu marcadas por este e muitos outros crops circles anteriores a este.

Podemos esperar ainda um final de 2020 com muitos eventos de impacto.
Lembrando que o eclipse lunar será em 30.11.2020, e o eclipse solar, em 14.12.2020

Ps: segundo os crops circles, nada que se relacione ao sistema Nêmesis já se encontra do lado do Sol, conforme muitas imagens de vídeos. As explicações são outras. Pelo menos, ainda não.

JP em 24.10.2020

Comentários
Compartilhar