Vírus do Nilo Ocidental mata duas pessoas na Espanha e hospitaliza 23

Em Madri

21/08/2020 11h30

Duas pessoas morreram e 23 estão hospitalizadas no sul da Espanha devido a um surto do vírus do Nilo Ocidental, causado pela picada de um mosquito, informaram as autoridades hoje.

Uma mulher de 85 anos morreu por causa da doença nesta sexta em um hospital de Sevilha, um dia depois de um homem de 77 anos se tornar a primeira vítima mortal, disse uma porta-voz da secretaria de Saúde do governo regional da Andaluzia.

A porta-voz acrescentou que entre os 23 internados pelo vírus, sete estão em terapia intensiva (UTI).

O vírus do Nilo Ocidental apresenta sintomas parecidos com os da gripe, mas em casos extremos pode dar lugar a tremores, febre, coma e uma inflamação do cérebro conhecida como encefalite. Também pode causar meningite.

O vírus do Nilo Ocidental é um vírus ARN de fita simples que causa a febre do Nilo Ocidental. É membro da família Flaviviridae, mais especificamente do género Flavivirus, que também inclui o vírus zica, vírus da dengue e vírus da febre amarela.

Descoberto em 1937 em Uganda, o vírus é transmitido por aves e infecta os humanos através da picada de mosquitos. Ocorre na África, Ásia, Europa e Austrália.

O surto na Espanha ocorreu nas cidades de Coria del Río e La Puebla del Río, ambas às margens do poderoso rio Guadalquivir.

O governo regional da Andaluzia pulverizou várias áreas úmidas da região para matar mosquitos e reduzir o risco de transmissão. Também incentivou a população da região a usar mosquiteiros em casa.

O surto deste vírus ocorre em meio ao combate da pandemia de coronavírus na Espanha, um dos países mais afetados na Europa, com cerca de 378.000 casos diagnosticados e aproximadamente 29.000 mortes.


UOL
*******************

Mais um vírus para a coleção viral virótica viralizante de 2020!
E esse tem até nome de praga do Egito.
Este é o ano do quarto cavaleiro do Apocalipse, sem sombra de dúvida!

JP em 25.08.2020

Comentários
Compartilhar