O mistério do crop circle previsto no dia 11 de Julho de 2020 – ondas de energia em julho, impactos no Sol e na Terra

Um magnífico crop circle apareceu em Cley Hill, dia 11 de julho (reportado hoje, 12 de julho, nos sites internacionais e páginas especializadas).

Ele tem um estilo que combina vários elementos, labirinto, fechaduras, torres de transmissão e ondas (circulos concêntricos) e alguns círculos internos que parecem marcar posições de planetas e ou estrelas, numa espécie de coordenadas astronômicas, para fornecer alguma data, alguma fonte de sinal ou mesmo fonte de comunicação.

Porque a imagem que ele evoca é a de uma fonte sonora, luminosa, ou energia propagante.

Pode inclusive estar falando de alinhamentos planetários e ondas sísmicas.
Até porque nos próximos dias de julho, Júpiter e Saturno vão se envolver com alinhamentos exatos em relação a Terra, o que pode causar estas perturbações todas.

Inclusive os dois grandes círculos dentro do campo das ondas parecem representar exatamente os planetas Jupiter e Saturno, até em escala de tamanho. Alinhamentos e ondas sísmicas (terremotos) estão incluidos nesse modelo.

Alinhamento Sol-Terra Saturno em 20 de julho de 2020

O círculo central representa o SOL, e as duas formas de fechadura podem estar representando dois fortes disparos de energia do Sol nestes eventos planetários a frente. Buracos na coroa solar produzindo intensa radiação de ventos solares também se aplicam aqui.

Niveis orbitais com rupturas já apareceram em crops circles anteriores, e representam perturbações gravitacionais atravessando as camadas planetárias do sistema solar.

Alinhamento Sol-Terra Jupiter em 14 de julho de 2020

Numa visão alternativa, estes três círculos podem representar os dois alinhamentos acima, envolvendo Sol e os dois planetas de maior massa do sistema solar, em dias próximos, de 14 a 20 de julho, gerando muita energia sísmica (as ondas que todo mundo acha que é 5GB)

Dois eventos astronômicos, duas ejeções de energia no sistema solar em ondas de propagação

Note que há um pequeno círculo ligado ao círculo maior central (o Sol)
Se compararmos com o mapa do céu no alinhamento Sol-Saturno em 20 de Julho, veremos que esse ponto é exatamente a Lua se posicionando junto do Sol (Lua Nova) o que é outro reforço para energia gravitacional no período.

Sol e Lua unidos no dia 20 de julho, quando Saturno entra em linha de oposição em relação a Terra.

O labirinto é construído em 6 níveis de círculos concêntricos, e seis, quando aparece, é um número código com forte relação com o Sol, que na cosmologia antiga, era representado na sexta sefira da Árvore cósmica.

Veja o crop circle mais detalhado acima

Ele tem o Sol e seis órbitas, em formas de ondas de energia se propagando.
Cada órbita está em um padrão diferente, e divididas em dois grupos, lados A e B.

O lado A é composto pelos 6 níveis orbitais em padrão de quebra aleatório.
O lado B é composto pelos mesmos 6 níveis orbitais, mas num padrão crescente de abertura.

Se o círculo central é o Sol, com duas ejeções de energia, uma mais forte e uma mais fraca (explosões ou ventos solares), as seis órbitas vão até Saturno, confirmando aquelas coordenadas planetárias anteriores):
Mercúrio – Vênus – Terra – Marte – Jupiter – Saturno.

Por outro lado, se interpretarmos essas curvas todas como o desenho do campo magnético da Terra, essas aberturas podem representar falhas mesmo, até porque aquela dupla projeção do círculo central também pode sugerir o deslocamento acelerado dos pólos, especialmente do pólo norte, que já saltou do Canadá para a Rússia.


Todas as perturbações no campo magnético são efeitos também das ocorrências solares e planetárias.

O lado A, com padrão aleatório de curvas rompidas, pode representar essa perturbação magnética causando todo tipo de aleatoriedades e alterações na ordem natural, Ressonância Schumann inclusive.
Pode representar altos índices da RS nos próximos dias diante destes eventos.

Wiltshire crop circle, 11.06.2020

Digo isso me baseando também num crop circle do dia 11 de Junho (um mês exato atrás), que mostrou o Sol com duas órbitas, e elas estranhamente apresentavam rupturas, como voce pode ver na imagem acima.

Na época, um mês atrás, eu interpretei como sendo atividade no Sol e no campo magnético.
E realmente, dias depois, o campo magnético da Terra sofreu um misterioso abalo, propagando ondas de “tremor” nos sensores (isso foi publicado aqui).
Então, são duas formações análogas, esta de 11 de junho e a outra, mais recente, 11 de julho.
A propósito, nosso código de sincronicidade não usou o argumento 11-11 da data 11.07.2020?
Reunidos, os crops circles em suas datas formam 11-11 com mensagens similares.

Mas o crop circle de agora fala de eventos a frente, ainda em julho.

No lado A, temos 10 setores de curva, algumas com aberturas, e no lado B, seis setores de curvas inteiras.
Isso totaliza 16 curvas no desenho.
Os eventos astronômicos se destacam nos dias 14, 20, 22.
Aqui, 16 poderia ser uma data também: 16 de julho.

Outra coisa estranha, no lado B, a terceira e a quarta curva estão estranhamente ligadas (Terra e Marte).

Haverá algum espaço para o objeto P 7X (Nêmesis) na imagem?

Nesta outra ilustração, os objetos seriam Sol ao centro, Terra no meio e Júpiter na extremidade, alinhamento esse para o dia 14 de Julho (daqui a três dias).
P 7X se encontra exatamente na órbita de Jupiter, neste exato momento, e a representação planetária foi até ai.
Pode estar também declarando a fonte de energia do P 7X em todo o sistema, e suas perturbações sísmicas, climáticas, solares e magnéticas repetidas vezes.

Um Labirinto?

Labirinto crop circle 11.07.2001 UK

Há espaço para um labirinto aqui?

Também, até porque muitos crops circles já apareceram antes com o tema labirinto.
Olhe a data deste crop labirinto: 11 de julho de 2001! Há exatos 19 anos.

Veja no crop circle, dentro, no centro do labirinto, dois círculos, maior e menor.
Os dois sóis, o Sol maior e o sol menor, sua companheira.
Imagem repetida do lado de fora do labirinto também.
A mesma data, 11 de julho, do crop circle Cley Hill.

E ele também falava de um sistema solar binário.

Compare com a imagem do labirinto de 2001 com o crop circle atual: um círculo maior e um círculo menor no centro, que além da Lua Nova em 20 de Julho, também pode representar o Sol duplo, ou a passagem do objeto P 7x em breve no periélio, e já se aproximando (em Júpiter atualmente) e causando tantas perturbações.

Afinal, labirintos representam enigmas a serem desvendados.
Ele falava de um sistema solar binário como enigma de solução!
E o Sistema Solar binário é o maior enigma para a ciência moderna.


Algo que crops circles procuram ilustrar desde 1990.

Ipuaçu, Santa Catarina, Brasil, 06.11.2011 (mês 11, ano 11, 11-11)

Conexão Brasil

Não poderia deixar de celebrar a grande semelhança entre este crop circle de Cley Hill, 11 de julho e modelos antigos de crops circles de Santa Catarina.
E os modelos recentes dos círculos de areia do Rio Grande do Sul.

Ipuaçu, Santa Catarina, Brasil, 02.11.2013

É provável que a autoria dos círculos de areia de RS seja a mesma do atual crop circle.
Porque os círculos de areia vieram antes do ciclone-bomba, o qual procuraram alertar.

Duplo círculo de areia em RS, Tramandaí, dia 29.06.2020

E o atual crop circle parece ter o mesmo sentido de alerta sobre ondas de energia gravitacional e derivados sendo gerados nas configurações do sistema solar em julho.

Só nos resta aguardar e observar o mundo.

Interpretações paralelas

Temos um código I Ching perfeito no novo crop circle!

Olhando na parte esquerda do “labirinto” crop circle, ou aquelas seis órbitas planetárias do Sol, comentadas anteriormente, vemos seis órbitas contínuas, numa abertura progressiva.
Porém, olhando para o outro lado, à direita, vemos as mesmas seis órbitas com algumas quebradas.


Seis linhas gera um hexagrama, sequência de 6 traços encontradas no Livro do I Ching, ou Livro das Mutações do TAO.
se a linha inteira representa Yang, e a linha cortada, Yin (no código do I Ching) temos duas sequências.

De dentro para fora, seria essa sequência:
Yang-Yin-Yang-Yin-Yin-Yin
De fora para dentro do crop circle, se forma a sequência inversa:
Yin-Yin-Yin-Yang-Yin-Yang

Temos dois hexagramas. De dentro para fora, a sequência forma o hexagrama 35, chamado Chin ou Jin
O Progresso
E de fora para dentro, a sequência forma o hexagrama 36, chamado Ming Yi
O Obscurecimento da luz

Jin 35
Li sobre K’un – fogo sobre terra
O Sol ou o fogo se ergue sobre a terra, elevando-se em seu caminho.


Ming Yi 36
K’un sobre Li – terra sobre fogo
O sol desce, entranha-se na terra, trazendo obscurecimento da luz.

São significados opostos.
O primeiro significa um desenvolvimento de energias num progresso em marcha, e o segundo, um eclipse da luz e o caos pelo desaparecimento da ordem (sol).
Em termos cosmológicos, o segundo pode fazer mais sentido com os atuais eventos previstos para a Terra e humanidade na tendência das coisas como andam.

Se considerarmos o lado esquerdo, com suas seis órbitas sem rupturas, temos outro padrão I Ching, seis traços inteiros, seis Yang, que no Livro é o primeiro hexagrama, chamado Tien, o Céu.
E isso significa que realmente a análise deste crop circle envolve o céu, o Sol, planetas, alinhamentos etc.
Esse hexagrama dá o tom geral da mensagem, e aqueles dois das órbitas da direita, os tons mais específicos.
Obscurecimento da luz para o mundo moderno comum, e progresso para o aspecto espiritual da vida.
Aliás, a sabedoria do I Ching sempre se importou muito com esse conceito do desenvolvimento espiritual, e foi criado (o I Ching) para ajudar a humanidade nesse sentido.

Essas sequências podem também ser vertidas em código binário, porque traço inteiro vale 1 e traço partido vale zero.

1 0 1 0 0 0 em binário gera 8 + 32 = 40
0 0 0 1 0 1 em binário gera 1 + 4 = 5
Soma total 45.
1 1 1 1 1 1 em binário gera 1+2+4+8+16+32 = 63
Total final 45+63 = 108.

Um número muito significativo no budismo (108)

Japamala (japamālā, जपमाला) é um cordão sagrado feito de contas, usado para ajudar o praticante de meditação a entrar no estado meditativo.

No yoga e no hinduísmo, possui em geral 108 contas ou divisores (54 ou 27). Em algumas linhas do budismo, possui ainda 3 marcadores, totalizando 111 contas. O nome japamala é masculino (“o” japamala), tem origem no sânscrito e é uma palavra composta: japa é o ato de sussurrar ou murmurar repetidamente mantras ou nomes de divindades e mālā significa guirlanda, grinalda ou coroa.

É um objeto antigo de devoção espiritual, conhecido também como rosário de orações no ocidente. É um artesanato muito utilizado para ajudar nas orações e mentalizações como marcador. Temos então duas correntes: uma espiritual, “Japa”, e outra material, “Mala”. Assim, as energias espirituais invocadas “Japa” energizam o “Mala”.


Talvez a mensagem principal do 108 seja da necessidade de meditar e orar mais diante do que vem ao mundo. Isso de duas fontes da sabedoria milenar do Oriente, o I Ching e o Budismo do Tibet.

Ou também seria uma conta de dias, para daqui a 108 dias?
11.07 + 108 dias = 26 para 27 de outubro.
Um mês com muitos apontamentos proféticos de outras partes.
Só nos resta aguardar…

JP em 12.07.2020

Ventos solares aumentam taxa no dia previsto pelo crop circle de 11.07.2020

Quem se lembra da interpretação feita aqui sobre o crop circle do labirinto?
(Uma delas)
Que no dia 14 de julho, Sol, Terra e Júpiter se alinhariam, e isso poderia provocar alguma atividade solar, explosão ou buracos coronais?
Pois é, hoje, dia 14, as medições geomagnéticas do Sol já se alteraram.
Veja nos gráficos.
Entrou o dia 14, o Sol aumentou a radiação dos ventos solares, exatamente quando Júpiter se alinhou.
Até o dia 20, virá o alinhamento com Saturno, e prosseguindo neste mês.
Pode ser uma alteração pequena, mas é significativa no processo de interpretação confirmada (mais uma vez) de um crop circle antes do evento ocorrer.
Vamos continuar acompanhando tudo, Sol, Terra e outros eventos doravante.
Poderão vir novos eventos ainda em julho, o mês do cometa dos gêmeos!

Atualização
Tempestade solar a caminho da Terra!

E mais uma previsão crop circle se confirmando, publicadas aqui desde o dia 11 de julho de 2020

Essa pode não ser a tempestade solar do século, mas é forte o bastante para injetar ainda mais energia na Terra e desestabiizar todas as coisas, magnetismo, clima e o humor das pessoas.

Mas o principal, demonstra que crops circles são legítimos, vindos de inteligências extraterrestres que são capazes de prever eventos antes deles acontecerem, demonstrando um conhecimento superior do nosso sistema solar e de uma astronomia que inclui a noção de um sistema solar binário e de um agente invasor (o segundo Sol), responsável direto por tudo o que acontece atualmente na Terra e em progressão crescente… aliás, uma mensagem repetida que eles nos enviam há 30 anos, mas ninguém quer escutar…

JP em 21.07.2020

Veja também:

Comentários
Compartilhar