EspiritualidadeMistérios

O Sinal da Grande Triplicidade Planetária e o Messias de Aquário

Há uma teoria na Astrologia que associa esta encarnação de gênios à raríssima reunião de Urano, Netuno e Plutão no mesmo arco celeste (dentro de uma órbita de uns 8 graus), chamada de A Grande Tríplice.

A última registrada foi em torno de 600 aC, em torno dessa época, e realmente nasceu uma constelação de gênios e sábios na Terra, como que em grupo, mas distribuídos em várias partes do planeta. como Pitágoras na Grécia, Lao Tsé na China, Buda na Índia, Zoroastro na Pérsia, e outros, e que derramaram muita luz no mundo.

Os teóricos da Astrologia defendem que essa muito rara conjunção forma uma espécie de canal cósmico que propicia a descida de muitas almas iluminadas, destinadas a trazer luz ao mundo, de tempos em tempos, até porque Urano representa a Genialidade e a Inovação, Netuno a alta espiritualidade, e Plutão a destruição do velho para o nascimento do novo. Agindo em síntese (pelos efeitos da conjunção), selam nestas almas um destino providencial.

São gênios com direção espiritual e reformadores do seu tempo.

O ápice da tríplice conjunção se deu entre 576 e 577 aC, com Urano a 8°, Netuno a 11° e Plutão a 9°, todos na faixa zodiacal do signo de Touro.

Mas a reunião dos três astros se arrastou por décadas, dado o movimento lento dos mesmos, o que justificou a encarnação de muitos nomes, e de eventos importantes na época.

Tivemos também Thales de Mileto, e Confúcio, Anaximandro e os jônicos, e o faraó Necho, que proporcionou a circunavegação da África, e também os profetas em Israel, Egito e Babilônia, etc.

Artigos relacionados

Uma época de tremenda agitação intelectual e espiritual no Velho Mundo, e também no Novo Mundo, porque em torno dessa tríplice, lá nas Américas, Quetzalcoatl instituia uma nova cosmologia para os maias…

De modo que fica difícil pensar nestas atividades acontecendo sem um vínculo entre elas…um grande salto na História e no pensamento humano aconteceu nesse tempo, e projeções de cálculo determinam que a próxima ocorrência da Tríplice será em torno do ano 4390, já na Era de Capricórnio… mas são cálculos difíceis de prever devido a variação de velocidade de Plutão em relação a Urano e Netuno,sua excentricidade de órbita, etc. É uma estimativa.

Como podemos ver, há realmente mais mistérios que respostas, e a pergunta que eu deixo é a seguinte:

ESTAMOS REALMENTE ESCREVENDO A HISTÓRIA, OU APENAS PERMITINDO QUE FORÇAS SUPERIORES E DESCONHECIDAS ESCREVAM-NA ATRAVÉS DE NÓS?

Uma observação: muitos podem estar se perguntando:
mas e o Grande Mestre Jesus? Porque não nasceu nesta época iluminada na Terra?
A resposta é: tão grande luz e poder estava trazendo a encarnação de Cristo, 600 anos depois, que era preciso preparar o seu caminho.
E a encarnação de tantas constelações de mestres nesta época, especialmente em Israel (os profetas) estavam preparando os caminhos daquela Luz que era maior que todos eles.

A Luz do Mundo, que desceu da Estrela de Belém.
E o que é a Estrela de Belém, na Astrologia Oculta?
Isso já é uma outra História, mas, inegavelmente, Jesus mudou a História da Terra para sempre.

Temos claramente a imagem de uma Mente coletiva empurrando a Evolução através de certos expoentes que respondem por ela: alguns neurônios privilegiados é que sempre mantem a circulação da energia inteligente no processo histórico.

E temos a pista da Ressonância Mórfica para embasar este argumento.
Contudo, a boa notícia é que a última constelação de gênios, esta leva de precursores da visão científica que busca a integração do homem ao Cosmo, desde o século XVII, resgatando o homem da Idade das Trevas e o estagnado pensamento aristotélico de universo, e revolucionando a nossa forma de ver o mundo, TAMBÉM ESTÃO PREPARANDO OS CAMINHOS PARA UMA GRANDE ENCARNAÇÃO EM BREVE, aquela que os esotéricos chamam de BUDA MAÎTREYA, ou o grande conciliador das duas vertentes, ciência e fé, razão e espiritualidade, enfim, e este mestre da luz também há de descer de uma Estrela de Belém, para trazer nova luz ao mundo na Era de Aquário que já começou em sua anunciada chegada, da mesma forma que Jesus iniciou a Era de Peixes e o tempo da fé renovada.

O Messias de Aquário traz o tempo do Pensamento Transcendental, este que reune ciência e fé numa única linguagem para assumir condições de consciência habilitada à experiência cósmica e ao resgate da cidadania universal. O nosso passaporte para uma existência verdadeiramente cosmopolita. E todos os grandes gênios que ajudaram a construir essa visão ampliada de Universo, a partir do século XVII, foram, digamos assim, os profetas que anunciaram a chegada do Maitreya, ou o Cristo de Aquário, como é chamado nos círculos esoteristas. Ele será a ponte de ligação entre o nosso mundo e a Ordem Extraterrestre, para quem trabalha e igualmente prepara caminhos.

E como Jesus Cristo, o Maitreya, quando vier, não irá apenas estalar os dedos e resolver todos os problemas que o homem arranjou ao extrapolar todos os limites, da mesma que os judeus exigiram de Jesus: Ei, Jesus, estale os dedos e nos liberte dos romanos!

Não, os deuses nos ensinam a mudar, mas não podem mudar as coisas por nós. Isso é o que muitos não querem entender, esperam que Deus seja um gênio que concede desejos ou um milagreiro. E se Ele não corresponde à expectativa, então não existe ou é mau… A humanidade arregaçou tudo, como se diz, e extrapolou todos os limites. Ninguém virá estalar os dedos por nós e resolver todos os nossos problemas. Quem vem, vem para apontar o caminho, mostrar os erros e trazer soluções. Mas o trabalho de restauração será inteiramente nosso. É assim que funciona a relação dos deuses com os homens, até que se tornem deuses, a sua semelhança, e então passem a ajudar, de sua parte, os que precisam neste universo sem fim…

E até que ele venha e empurre mais uma vez a evolução do pensamento coletivo, o mundo continua a rolar, e nós, rolando com ele, através das estrelas de um espaço sem fim…

Ps:
O nome Maitreya é derivado da palavra sânscrita MAITRI, que significa bondade, amor, benevolência, amizade, afabilidade, boa vontade. Maitreya significa Propagador do Bem.

Blavatsky diz: Maitreya é o nome secreto do quinto Buddha e o Kalkî Avatara dos Brâhmanes, o derradeiro Messias, que virá na culminação do Grande Ciclo atual.

“E tendo eles ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela, que tinham visto no oriente, ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino.
E, vendo eles a estrela, regozijaram-se muito com grande alegria.”

JP em 23.04.2020

Comentários

Botão Voltar ao topo