Não existe KARMA – Tudo é MATRIX?

Bem, depois da série de filmes MATRIX, uma nova filosofia moderna se sobrepôs à sabedoria antiga sobre o karma, vinculada ao conhecimento milenar hindu e budista.

Karma é um termo de definição complexa, e as leis basicas da Física nos ajudam a compreender melhor:
Lei de ação e reação.
Para toda força existe uma força igual e oposta.

No âmbito do Karma humano, a regra é:
Quem comete ações equivocadas, se depara com efeitos negativos em reposta a estas ações dentro da linha circular do tempo, que é cíclica, e por isso, a representação da RODA do Karma que aprisiona todos os seres humanos na existência e reencarnações por causa destes mesmos erros.

Eles são os pontos de contato da alma com o Karma, Lei universal.
Karma funciona no sentido de restaurar o equilíbrio perdido.

Exemplo básico:
você come demais e seu estômago vai doer. A dor no estômago é uma reação contrária ao exagero da gula, e tenta limitar sua ação equivocada nessa direção.
A partir desse exemplo, podemos entender a linha de ação do Karma em tudo.

Excessos, erros cometidos ferem a lei do equilíbrio, e tendem a retornar com efeitos desagradáveis não com efeito de punição, mas com efeito de inibição destas mesmas transgressões cometidas.

Dizer que o Karma não existe, que tudo é MATRIX, chega a ser uma bobagem moderna porque MATRIX, nessa visão, é a mesma coisa que KARMA, só que em termos moderninhos.

Karma é ilusão?
Sim e não.
Karma deixa de existir para quem anda na via reta, a nobre senda óctupla do ensinamento budista.
Se não há ação, não há reação.
E o Karma desaparece.

O duro é esse povo da linha moderninha dizer que Karma não existe, mas todos os dias, cometendo erros, sofrendo, escondendo sua vida cheia de problemas e complicações, só para aparecer com foto feliz de positividade no FB e redes sociais.

Leia também  Deus é Simetria!

Quer comparar Karma a Matrix?
Tudo bem.
Se você tiver uma vida sem erros, a Matrix desaparece.
Só não pregue uma teoria que você ainda não vive na prática do dia a dia.

Porque, se voce colocar a mão no fogo, ele vai te queimar do mesmo jeito.
A queimadura não será matrix.
Será uma dolorosa realidade na sua vida.

A morte é o destino final de todos os seres mortais que cairam no pecado, perdendo as benesses da Graça divina original.

Com ou sem Matrix, todos morrem. A morte é efeito derradeiro do Karma.
Ela só não alcança as almas puras que se elevaram à Imortalidade, se desprendendo da roda planetária de reencarnações.
Para estes, o Karma se torna lei transcendida.

Uma pena que as filosofias modernas cada vez mais superficiais e dirigidas para mentes igualmente superficiais, estejam destruindo e pervertendo as profundidades da sabedoria antiga.

Podem fazer dez ou vinte filmes de MATRIX, até onde o Keanu Reaves aguente.
Nada mudará o KARMA de quem segue cometendo erros.
Nem o cinema da vida imaginária e da expectativa que nunca sai da mera teoria de consumo.

A Ilusão exterior (MATRIX) só desaparece quando a alma humana se liberta de suas próprias ilusões internas, estas que lhe deixam em estado de permanente ignorância e a levam a cometer erros, fazendo a roda do seu Karma girar e continuar girando na linha circular do tempo repetitivo.

E você próprio será o programador da sua Matrix enquanto não mude de ações e pensamentos equivocados. O mundo lá fora apenas multiplicará os efeitos dessa situação pessoal em aspecto coletivo.

JP em 29.01.2021

Comentários
Compartilhar