Coordenadas e mensagens do monolito do Iran – o vórtice portal

O primeiro monolito na Ásia
E foi no Iran! E ele tem inscrições!
N-S!

Totalmente espelhado, padrão de muitos outros.

O monólito de metal, plantado firmemente no solo, sem nenhum sinal claro de onde veio ou por que estava lá, foi encontrado em uma pequena vila a nordeste da capital do Irã, Teerã, hoje, 14.12.2020.

Após a descoberta e o rápido desaparecimento dos misteriosos monólitos de metal brilhante em muitos lugares do mundo, a nova estrutura elevada apareceu no topo de um vale em Niknam-Deh, uma pequena vila ao norte de Jajrud, cerca de 15 quilômetros a leste de Teerã .
(De novo, no topo de uma colina, visão em destaque).

O novo monólito foi erguido entre a encosta da montanha e uma ravina, de acordo com um repórter do site de notícias Asr-e Iran.

A estrutura de metal brilhante da aldeia tem cerca de três metros de altura.

O repórter disse que as letras ‘N’ e ‘S’ foram inscritas no objeto de metal, mostrando as direções para o norte e o sul.

As autoridades locais não forneceram nenhuma explicação para o surgimento do novo monólito na área.

Norte e Sul, imitando a agulha de uma bússola, ou seja, uma referência ao campo magnético, coordenadas.
Mais uma peça valiosa acrescentada ao mistério.
Campo magnético, força de atração, ímã, energia magnética… linhas de Ley, orientação, coordenadas sendo marcadas.
ALGO ESTÁ SENDO PREPARADO.
Algum cenário próximo está sendo preparado.
E estes monolitos são símbolos.

Agora, veja você a área, tem muradas, parece uma fortificação.
Pelo reflexo do monolito. inclusive podemos ver uma espécie de forte no alto da colina.
Mas ninguém viu nada!!!

Me explica, vai!

Artistas desocupados chegarem e plantarem essas coisas em países como o Irã sem autorização (e mesmo com autorização) é complicado, não?

Coordenadas
36 ° 12’17 ” N 51 ° 38’33 ” E

Coordenadas e mensagens do monolito do Iran
O Vórtice-Portal

Como este monolito trouxe as inscrições N-S (Norte-Sul) na sua face, então a primeira ideia de associação, além da referencia ao sentido norte-sul (magnético e geográfico de orientação) foi a de investigar a latitude e longitude da vila onde ele apareceu hoje, 14.12.2020, dia do eclipse solar.

Coordenadas
36 ° 12’17 ” N 51 °38’33 ” E

A latitude 36° N fala do ângulo do pentagrama e derivados: 72° (36° + 36°)
Esta foi a primeira relevância.

Outra relevância está na longitude, porque o ângulo de 51°38′ é praticamente o mesmo ângulo de inclinação da Grande Pirâmide. Esta é a segunda relação com pirâmides de forma direta em coordenadas expostas.

Mas a relação ainda mais forte está na longitude que, descendo ao sul, corta exatamente o GOLFO DE ADEN.
Tá lembrado dele? E do seu famoso “vórtice-portal”?

O golfo de Áden fica localizado entre o Iêmen (no Oriente Médio) e a Somália e Djibouti (na África). Ele conecta o mar Vermelho ao oceano Índico, mas é controlado por diversos piratas modernos, sendo bastante perigoso para os navios.

No final do ano 2000, um suposto vórtice foi visto se formando sobre o golfo de Áden. Os EUA teriam montado uma base em Djibouti para analisar o estranho fenômeno, que pôde ser avistado de diversos lugares da Europa, principalmente da Noruega.

A partir de 2008, esse vórtice teria aumentado. Foi então que o governo norte-americano solicitou a presença da Marinha de diversos países na região. A desculpa dada foi de que era para investigar os piratas somalis que dominam o golfo – olha eles aí novamente. Porém, para teóricos de conspiração, essa manobra foi para investigar o fenômeno que pode ser a passagem para outros mundos.

Teste militar ou fenômeno sobrenatural?
Na época da expansão do vórtice, cerca de 50 terremotos atingiram a região do golfo de Áden – algo que não havia sido relatado na história moderna. Esses sismos ocorrem a 10 km de profundidade e atingiram até 5,4 pontos na escala Richter.

Sobre as luzes no céu da Europa, falou-se inicialmente que eram testes de mísseis russos, que logo foram desmentidos pelo governo desse país, dizendo que aquilo se tratava de um fenômeno normal. Porém, pouco tempo depois, a Rússia voltou atrás e confirmou que realmente eram alguns experimentos.

Mais estranho ainda é saber que as profundezas marítimas do golfo de Áden apresentam uma anomalia magnética: por lá, os polos são invertidos.


Faz todo o sentido então o monolito ser posicionado no mesmo meridiano (51° E) que corta o Golfo de Aden.
Uma referência indireta a portais associados aos monolitos?
E dentro destes segredos, o campo magnético, suas inversões e combinações parecem interagir diretamente com a tecnologia dos portais.
Até porque todos os portais têm campos magnéticos falhos, rompidos.
Triângulo das Bermudas que o diga!

Aos poucos, a mensagem se revela, detalhe por detalhe, conforme novas peças do Puzzle surgem no singular cenário mundial destes tempos.

JP em 14.12.2020

Comentários
Compartilhar