Arcano 21, o SÁBIO do Tarot

Arcano 21, o SÁBIO do Tarot

O Tarot moderno deturpou muitos pontos do seu corpo hermético, se comparado com as fontes doutrinárias mais antigas, e uma dessas deturpações mais claras é a relacionada ao Arcano 21, chamado LOUCO e numerado como Zero, carta fora do baralho.

Com o uso das cartas para jogatinas, não é de se espantar esse tipo de desvio.

Vamos analisar as origens da carta 21 (não existe arcano zero) segundo as fontes da Cabala, a matriz donde saiu os 22 arcanos do Tarot, em espelho às 22 letras do alfabeto hebraico, a base de toda a Cabala.

Começando pelo número, 21.
O número é 3×7, e essa é a medida ou estatura do INICIADO, sete iniciações em três centros de energia (instintivo, emocional, mental).

O Iniciado 21 significa Aquele que transmutou os três centros de energia em sete níveis de refinamento – as sete Iniciações maiores.

O Apocalipse é um livro com base setenária, e justamente no capítulo 21, vemos a descrição da renovação de toda a Terra, e o Reino totalmente mensurado sob as medidas divinas, regradas pelo 144. E quem mede? Um anjo com uma vara, e a medida desse Anjo era 144, a medida do Homem, ou Iniciado nos mistérios.

O velho mundo, Babilônia, este é o Louco do Tarot em seus caminhos desorientados, pervertidos e sem regra alguma. O novo Mundo, o Reino de Deus, a Nova Jerusalém, este é o Sábio do Tarot, na dualidade expressa deste signo.

Aquele que é considerado LOUCO para este mundo, é o INICIADO para Deus.
O Iniciado que se despede desse mundo, porque sua alma e sua sabedoria não cabem mais dentro dos padrões distorcidos da humanidade comum, cega e desorientada, ele se torna como o patinho feio, feio para a humanidade, mas belo para os iguais a ele, a quem se reune, depois que abandonar os caminhos deste mundo.

Leia também  A geometria secreta do fenômeno mundial dos monolitos

Ou seja, o Iniciado se torna louco conforme os padrões da sociedade moderna, materialista, consumista, inconsciente e escrava do Sistema de mundo igualmente deturpado. Daí a origem do termo LOUCO, inadequado para a profundidade deste arcano cujo número é 21 e nunca foi zero (outra associação com a falta de regras, padrões e leis, aliás, coisa que rege a humanidade moderna).

SHIN
Este é o nome da letra 21 do alfabeto hebraico, que na Cabala significa,
DENTE.

Por que dente?
Novamente, analogia com a Cabala.
Porque a dentição normal completa de um ser humano é de 32 dentes.
A Bíblia fala que o ser humano ainda é como um bebê, que não pode comer certos manjares celestiais da sabedoria, ou nos dizeres de Cristo, a humanidade ainda é despreparada para a Verdade.

Outra coisa,
Existem 32 caminhos da Sabedoria, conforme a Cabala. Eles partem da Segunda Sefirah da Árvore da Vida, chamada HOCHMAH, nome que significa SABEDORIA.
Se o homem adulto tem 32 dentes, a analogia entre Shin, dente e o arcano 21 significa que o INICIADO está pronto para absorver a sabedoria cósmica em sua fonte, sem necessidade de terceiros ou intermediários lhe fazendo isso por vias indiretas.

Não é mais um ser que vive de crenças e informações de terceiros.
Sua consciência adquiriu DENTIÇÃO COMPLETA para absorver a Sabedoria ou manjar divino diretamente das suas Fontes no Livro aberto do Universo aos seus olhos.

Os dentes também significam força, poder vital restaurado neste homem Iniciado.

O Tarot moderno geralmente considera apenas a versão do Louco, como um homem desorientado que segue sem caminho ou regra alguma, prestes a cair num abismo, e com um cachorro lhe mordendo o traseiro (um homem dominado por seus instintos baixos).

A versão egípcia do Sábio do Tarot é completamente diferente!

Leia também  O Mapa Astral da Crucificação de Jesus Cristo

Mostra um homem imponente, caminhando sobre as águas da vida, controlando o instinto primordial (o crocodilo, as forças do Inconsciente).

Ele usa a pele de um leopardo, animal que simbolizava a LUXÚRIA, porque todo desejo carnal foi morto em seu corpo e em sua mente, santuário que volta a ser puro, morada plena do Espírito Santo, e por essa mesma razão, ele carrega o bastão da Iniciação e a cruz Ankh da Imortalidade, porque se tornou à imagem e semelhança dos deuses para os quais retorna no arcano seguinte, 22, atravessando o grande Umbral da Porta entre os dois mundos.

Eliminar a luxúria, a gula e todos os vícios do prazer impuro é o grande abismo que separa a maioria das almas encarnadas do Espírito Santo e todos os seus potenciais de crescimento interno nas 32 vias da Sabedoria pelas sete ramas da Iniciação da Árvore da Vida…

Como vocês podem ver, existe muito conhecimento perdido na era moderna holística… que deturpou muita coisa porque perdeu a regra dos Iniciados, e então, tomba com olhos e consciência limitada diante de todos estes tesouros da sabedoria antiga.

Ps: o ano de 2021 terá muita força na resolução de caminhos internos para aqueles que já vêm trilhando pelas estradas da alma há bastante tempo.

JP em 27.02.2021

Comentários
Compartilhar