Novo agroglifo brasileiro foi causado por ação do vento?

Revista UFO

Formação na Colônia Zacarias, no Paraná
Créditos: Revista UFO

Assim que soube sobre o possível surgimento de uma formação em campos de trigo próximos à Curitiba, o editor da Revista UFO se dirigiu ao local para investigações. Saiba tudo abaixo.

É do conhecimento de todos que a Revista UFO tem especial apreço pelo fenômeno dos agroglifos, um dos assuntos aos quais seu editor dedica seu tempo de pesquisa.

Assim, logo que começaram a circular as primeiras postagens em redes sociais sobre um suposto agroglifo que teria surgido próximo à Curitiba, Gevaerd foi ao local descobrir do que se tratava.

Veja abaixo seu relato preliminar e as fotos feitas por ele no local:

Ademar José Gevaerd no local do suposto agroglifo. Crédito: Revista UFO

Começaram a surgir nas redes sociais informações e vídeos de um suposto agroglifo que teria sido descoberto na manhã do dia 02 de outubro, na região da Colônia Zacarias, ao norte de São José dos Pinhais, cidade satélite de Curitiba, em área bem acessível. Estive no local no começo desta tarde para registrar o fenômeno.

Verifiquei que, na verdade, três plantações de trigo em três propriedades distintas, duas mais verdes e uma mais madura e pronta para colheita, todas bem à margem da estrada que corta a colônia e facilmente visíveis por quem ali passasse, tinham amplos amassamentos das plantas em caráter aleatório e sem qualquer harmonia geométrica.

O mesmo acontecimento já fora registrado naquela região anos atrás. A conclusão é de que se trata da ação do vento sobre as plantas, que causou seu amassamento.

A única coisa que nos chamou atenção foi que uma parte do amassamento de uma das plantações apresentava um canto em 90 graus (foto com seta), o que pode ser também provocado por ação do vento.

Não foi possível realizar filmagens com o drone da UFO devido à chuva que caia no local. Ainda que leve a água poderia danificar o aparelho.

Vento criando quina de 90 graus na plantação?

**********************************************************************

Com todo respeito ao Gevaerd e sua equipe, acho cedo para bater o martelo.
Precisamos de imagens aéreas para avaliar possíveis simetrias ou linhas regulares na formação que possam configurar uma formação crop circle real.
Algumas imagens feitas em terra parecem conter essa simetria, pelo menos aparentemente.
Precisamos aguardar imagens aéreas para ter essa certeza.

Se fosse apenas ação do vento, outras culturas próximas deveriam apresentar a mesma deformação como esta que aconteceu na Colônia Zacarias.
Mas por que somente ali e não em plantações próximas, por onde o vento também passou?
Dizer que tudo é mera ação do vento é pensamento simplista demais na minha opinião.
É quase um pensamento cético
.

Até porque, na Espanha, em 20 de maio deste ano, apareceram formações aleatórias porém simetricamente dispostas num grande campo de cultivo, consideradas como formações alienígenas.

Será que também foi o VENTO que causou isso na Espanha, em 20 de maio deste ano?
Vejam a regularidade dos padrões distribuidos ao longo do campo, numa área extensa.
O mesmo tipo de agroglifo irregular, mas com distribuição regular, pode ter aparecido lá em São José dos Pinhais.

Lembrando também que foi o mesmo Gevaerd, da Revista UFO, que visitou as praias de Tramandaí RS, no final do mês de junho, e chamou aqueles círculos de areia como “arte humana”, e mais tarde, pesquisando a fundo, nós percebemos que não se tratava de arte humana, mas alienígena, por uma série de eventos relacionados e pela própria métrica dos desenhos e mensagens ocultas.

Ultimamente, a Revista UFO anda pegando muitos atalhos do pensamento científico, dizendo que tudo é obra do vento ou de humanos, numa atitude superficial e imediatista demais diante do fenômeno.

Já não se fazem mais ufólogos como antigamente…

Vamos aguardar imagens aéreas e seguir na análise.

JP em 04.10.2020

Comentários
Compartilhar