Alerta – o eclipse lunar próximo pode intensificar os efeitos do ciclone-bomba no Brasil

Atualização
O ciclone-bomba parece ter perdido força no Brasil, e se desviado para os lados da África. Mas isso não impedirá novos eventos a frente diante de novos alinhamentos se formando no céu. Tudo é dinâmico, nada é estático, a Terra em transe e o universo em mutação)

Como temos escrito há algum tempo, balizados não só pela experiência com este tipo de assunto, mas também com a interpretação acertada de vários crops circles, períodos de eclipses são sempre carregados de “efeitos-bomba” para a Terra, e que podem ser disparados em qualquer lugar e a qualquer momento do período total dos eclipses, normalmente, 15 dias (do solar ao lunar, e vice-versa, quando a Terra, Sol e Lua partilham o mesmo plano orbital, intensificando com isso a energia gravitacional circulante no sistema).

Próximo eclipse (lunar) em 5 de julho 2020 (penumbral)

Ressacas nas áreas litorâneas costumam acontecer em períodos de lua cheia e nova, e se tornam intensas quando acontecem em períodos de eclipses. Temos falado nestes efeitos climáticos e geológicos para o mundo desde antes do eclipse solar de 21 de Junho acontecer, e mesmo não sendo visível no Brasil, acionou seus gatilhos gravitacionais, como sempre eles fazem.

O eclipse lunar de 5 de julho de 2020 será um eclipse penumbral, o terceiro de quatro eclipses lunares do ano. Terá magnitude penumbral de 0,3546.
Será visível nas Américas, na África e no oeste da Europa.

Penumbral2:45:00
Fases e Horários do Eclipse (UTC)
P13:07:23
Máximo4:31:11
P45:52:23

Aparentemente, a pior parte do ciclone-bomba já aconteceu na região sul, porém, os meteorologistas advertem que esses efeitos ainda podem acontecer na região sudeste, especialmente no litoral, e pior, serem intensificados pelo eclipse lunar próximo, daqui a 3 dias (em 5 de Julho) .

Abaixo, o mapa global, em tempo real, das zonas climáticas da Terra, tirado do site Ventusky.
Ele exibe a movimentação das correntes e dos eventuais ciclones em formação no oceano.
Esta imagem, extraída em tempo real (tarde de 1 de julho), mostra que, perto do núcleo, os ventos sopram a 140 km/h (isso já é status de furacão).

As bordas do ciclone-bomba continuam tocando o território brasileiro (sul-sudeste), e os ventos podem alterar sua intensidade a qualquer momento.

(No mapa, podemos ver que já existe outro núcleo de ciclone se formando a leste, e caminhando na direção do nosso continente, tal como o primeiro ciclone. Este núcleo pode também sofrer intensificação nos próximos dias).

Particularmente falando de crops circles, duas imponentes figuras apareceram no dia do eclipse, o que também foi anunciado com antecedência em nosso site, com exclusividade.

Este foi o primeiro crop circle do dia do eclipse solar, 21 de Junho. Inglaterra.
Uma estrela de sete pontas dentro de um vórtice horário de 14 raios ou pontas (a propósito, esse vórtice pode também sugerir um ciclone em movimento, como outras coisas).

O segundo crop circle, do mesmo dia, chega a ser ainda mais interessante e preciso na “previsão”.
Ele mostra um evidente diagrama do eclipse solar com algumas modificações. Ele mostra uma ONDA DE ENERGIA se movendo do eclipse solar (21/06) para o eclipse lunar (05.07) depois de 14 dias (os 14 raios do crop circle anterior), movendo-se do ponto zero do eclipse solar para o ponto oposto no céu, quando se dará o eclipse lunar, após 180 graus de arco de trânsito da Lua no alinhamento.

Eu anunciei na ocasião que a onda de energia após o eclipse solar de 21.06 iria aumentar, com progressão direcionada ao eclipse lunar. E agora, estamos diante de todas estas (e outras ocorrências) planetárias, como aquela nuvem Godzilla do Egito cruzando oceanos… tudo parece acontecer em função de anomalias em cadeia dentro do sistema planetário como um todo integrado que é (abaixo, você confere a publicação original e as interpretações feitas na ocasião).

E ainda batendo na mesma tecla a respeito dos círculos de areia possivelmente alienígenas deixados nas praias de Cidreira, RS, manhã de 23.06, além das ondas sísmicas que eu considerei antes, vemos uma incrivel semelhança com sistemas de ciclone em movimento sobre o oceano (deixaram na praia as imagens, diante do mar, provavelmente para falar mesmo de alguma coisa VINDO DO MAR…). E um destes círculos concêntricos se torna enorme, como que aumentando de tamanho.

É exatamente essa a previsão dos ciclones e de outros eventos amplificados pelo poder dos eclipses solar e lunar ainda em curso.

Meteorologistas falam que os ventos podem se tornar muito fortes no sudeste, gerando grandes ondas, ressacas etc.

É exatamente essa a previsão dos ciclones e de outros eventos amplificados pelo poder dos eclipses solar e lunar ainda em curso.

Continuamos acompanhando aqui.
E uma coisa é certa: figuras como crops circles e outras marcas de origem não-humana, se devidamente interpretadas, com o estudo apropriado e as técnicas corretas de interpretação, se revelam altamente proféticos.

Termômetros precisos da atual febre planetária.

Essa é mais uma publicação exclusiva do nosso site.

JP em 01.07.2020

Veja também:

Comentários
Compartilhar