Dois crops circles aparecem no dia do eclipse solar, prevendo impactos para a Terra

Os crops circles do Eclipse solar

Mais uma previsão acertada, e duas vezes.
Dois fantásticos crops circles no dia do eclipse solar.
O primeiro
Berwick Bassett Clump, Nr Winterbourne Monkton, Wiltshire,
21.06.2020
Um Sistema Sol-Lua-Terra em configuração Yang-Yin

O segundo
Ackling Dyke, Nr Sixpenny Handley, Dorset.21.06.2020

Uma roda em movimento com 14 raios angulados,
e uma estrela de sete pontas no seu interior.
Sete é uma assinatura espiritual, e catorze, duas vezes sete, lhe acompanha.
Soma total, 7+14 = 21 elementos, o mesmo dia do eclipse do sol, 21.
Seguem análises.

A Onda de energia do eclipse solar de 21 de Junho de 2020

Como previmos um dia antes, não somente um, mas DOIS CROPS CIRCLES com sentido conjugado apareceram no dia do Solstício de Junho e do Eclipse anular, ao mesmo tempo. Uma data marcante, especial, sob vários aspectos, espiritual e energético.

Numa primeira análise de nível energético de forças desencadeadas, vemos um sistema Sol-Lua desenhado no estilo Yang-Yin.

Padrões da Estrela de Ackling Dyke

Em 2018, no mesmo campo de Ackling Dyke, apareceu uma estrela estilo Heptagrama (7 pontas), com versão diferente desta outra, de 2020.
Isso demonstra que crops circles repetem padrões em simbologias diferentes.
O que importa aqui é a base do símbolo, no caso, o Heptagrama e seus significados, para uma melhor compreensão do sinal e do que ele anuncia.
Sem esse paralelo das mensagens atuais com as antigas, a avaliação dos objetos fica superficial e imprecisa.

A Onda de energia do Eclipse solar de 21 de Junho

Sol ao centro, e uma Lua crescente em volta, cobrindo-o, representaram o eclipse solar de 21.06.2020, mas esse objeto em forma de cometa, se deslocando do ponto “a” (eclipse solar) até a posição oposta “b”, daqui a catorze dias, representa o movimento da Lua até o próximo eclipse, em 5 de julho, eclipse lunar, no ponto orbital oposto.

O objeto lembra um cometa, e isso significa que talvez um cometa ou grande meteoro brilhe por esses dias, ou hajam quedas de objetos na Terra em virtude da energia gravitacional gerada no sistema no período, e depois (alinhamentos).
E significa também que o objeto P 7X (Chamado de planeta-cometa, dada a sua aparência e comportamento de cometa) participa das interações de energia no sistema solar, trazendo transformações aceleradas.

O Yang-Yin significa isso, energias em crescimento pela interação das polaridades (no caso, Sol-Lua, em âmbito cósmico-astronômico)

O outro crop circle se associa ao primeiro, e a estrela de sete pontas é chamada A Estrela da Alquimia e do Espírito. O Anel em movimento com 14 raios representa o número de dias a frente até alcançar o eclipse lunar de 5 de julho, e até lá, a onda de energia gerada vai crescer, como mostra o primeiro crop circle, a onda branca aumentando de tamanho, do ponto “a” (21.06) ao ponto “b” (05.07).

Estes dois crops circles em combinação revelam que entramos num período de forte e crescente energia por causa destes fenômenos astronômicos. E a onda de energia vai crescer até o dia do eclipse lunar, contraparte do eclipse solar.

Ano passado, na França, alguns modelos deste tipo apareceram, e realmente vimos uma tremenda onda de calor assolar o Hemisfério Norte.

Qual e como será esta nova onda de energia prevista aqui?

A Estrela da Alquimia

A Estrela de sete pontas tem uma forte conotação alquimista e espiritual, porque o número SETE era usado na antiguidade para definir o limite das coisas e a estrutura das coisas.
Estrutura da música em sete notas, estrutura das cores em sete matizes, estrutura do tempo em sete dias da semana.
O Número do Espírito e da Alquimia, porque a união de sete com sete dá catorze: no Taro, 14 é a Temperança, ou a transmutação alquimista.

Sete indica o nível máximo de energia obtido num sistema que começa a se transformar, e esse sistema precisa ser submetido á ação de polaridades (Yang-Yin, as serpentes do caduceu de Mercúrio).
No caso da astronomia, Sol e Lua interagindo e iniciando a alquimia planetária.
Tanto que Sol e Lua, nos escritos antigos, representavam aquelas polaridades elementares dos alquimistas que, combinadas na medida certa, promoviam essas transformações em escala.

VITRIOL era um dos códigos secretos da Alquimia, um acróstico do latim:

Visita Interiora Terrae, Rectificando, Invenies Occultum Lapidem”

“Visita o interior da Terra e, retificando, encontra a Pedra Oculta”.

A Estrela de sete pontas da Alquimia com seus códigos iniciáticos.
Sete iniciações e sete etapas da Grande Obra transformavam a Pedra oculta (matéria rude, chumbo, ponto de partida) em Pedra Filosofal (matéria refinada, ouro, Pedra filosofal).

Nos arcanos do Espírito, essa matéria rude é o corpo físico e os instintos animais do homem, e a matéria refinada pela transmutação é o corpo de Anjo (imortal) e sua luz de consciência divina.

O ano de 2020 marcará profundas transmutações e alquimias para a humanidade, lembrando que a primeira fase da Grande Obra, sem a qual ela não pode avançar para as fases seguintes, se chama Putrefação: ou Morte.

“Se o grão não morre, a planta não germina”

A repetição do padrão francês

Ano passado, vários crops circles imprevistos surgiram na França, totalizando 15 objetos, e a maioria deles mostrava combinações de modelos astronômicos (eclipses e alinhamentos) com a geração de ondas de energia, como realmente aconteceu naquele país e outros da Europa e Hemisfério Norte, uma onda de calor sem precedentes.

Todos estes crops circles apareceram na época dos dois eclipses de julho de 2019, em 2 (solar) e 16 (lunar) de julho, inclusive o último crop circle da série francesa apareceu em 16 de julho, exatamente no dia do eclipse lunar, fechando as mensagens, o que deduzimos que realmente se tratava de um alerta sobre eventos astronômicos gerando ondas de energia na Terra. O design dos modelos mostra isso claramente, na forma de padrões Yang-Yin.

No previsto eclipse solar de 21.06.2020, apareceu um modelo similar àqueles, não na França, mas na Inglaterra.

Um Sol central, uma Lua crescente, e uma onda branca se movendo em 180 graus (o percurso orbital do eclipse solar de 21.06 até o eclipse lunar de 05.07).

E a onda se mostra crescente, o que significa que poderemos ter incremento de energia planetária via cosmos nos próximos dias.

A Estrela da Amargura

“E o terceiro anjo tocou a sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela ardendo como uma tocha, e caiu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas.
E o nome da estrela era Absinto, e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas.”

Apocalipse 8:10,11

Combinando os dois modelos crop circle do dia do eclipse solar (marcando o início do Verão no Hemisfério Norte), vemos, numa análise paralela, um objeto em forma de cometa se interpondo entre o Sol e a Lua em eclipse (alinhados) no dia de ontem.

Isso também pode ser uma referência ao objeto P 7X, atualmente na órbita de Jupiter, e se aproximando do Sol, como um cometa, dotado de enorme cauda. E também este crop circle pode representar os muitos cometas e meteoros que este astro está empurando (desde o cinturão de asteroides) para as órbitas internas do Sol, porque nunca vimos tantos meteoros e asteroides cruzarem o céu como nestes últimos meses, em todas as partes da Terra.

Isso acusa um dos muitos “sintomas” de aproximação daquele astro.
A Estrela da Amargura.

O outro crop circle mostra dois sois unidos. O Sol externo, de 14 raios, e o Sol interno, menor, de 7 raios, e a união de ambos parece acelerar a roda solar externa.

E isso é real, tudo o que temos visto no mundo são os efeitos destes processos de alquimia cósmica acelerando velozmente a transformação do sistema Terra.

Como um relógio cujos ponteiros começam a marcar a hora prevista pelos profetas nos calendários sagrados das profecias. Se as estimativas dos astrônomos envolvidos com o estudo do P7X estiverem corretas, ele alcançará seu periélio (solar) em março do ano que vem, daqui a nove meses… o tempo de uma gestação.

As análises múltiplas dos mesmos dois objetos em combinação revelam todos os panoramas do cenário atual.

Toda a amargura do mundo tem uma causa, e a causa é uma estrela errante… se a luz e o fogo dessa estrela tem sabor amargo, é porque o coração do homem também ficou amargo demais para provar o mel das estrelas divinas… daí a necessidade da Alquimia e por isso, segue:

Aceleração da transformação de todas as coisas!

Arcanos do Antigo Egito

Para quem me acompanha no facebook e no site oficial crop circle connector, reparou que eu usei o crop circle da Pirâmide de 14 raios para tentar prever novos crops circles neste dia 21 de Junho, dia importante por combinar dois eventos astronômicos, o dia do Solstício e o dia do eclipse solar.

E uma analogia com a pirâmide de 2001 crop circle aparece.
Uma conexão e resposta foi estabelecida aqui.

Desde 2005, a Inglaterra registra importantes crops circles com simbologia egípcia, todos eles falando duma mesma coisa: arcanos do Antigo Egito, relacionados justamente a Alquimia secreta da matéria.

A Pirâmide, além de ponte cósmica, tinha essa função de promover alquimia no corpo do faraó, não necessariamente morto e sepultado ali, no alvo da sua ressurreição.

Note que a Pirâmide de 2001 crop circle tem 14 raios divididos em duas bandas, 7-7.
Note que a estrela de sete pontas que apareceu ontem, 21.06.2020, tem 14 raios no disco externo, e 7 raios no heptagrama-estrela interna.

São análogos em mensagem.
A Estrela da Alquimia era o símbolo dos Iniciados, dos renascidos espiritualmente depois das sete etapas alquímicas definidas segundo as regras da escala setenária da música e das cores.

A energia vital e mental sendo transformada dentro de uma escala de sete níveis precisa, até alcançar as duas asas do renascimento, como as asas do caduceu de mercúrio, as asas do escaravelho da ressurreição, as asas do anjo.
Dois significa polarização, equilíbrio, balanço equivalente de energias complementares. Yang-Yin.

E Sete representa os níveis totais em que essas duas energias polarizadas operam para obter uma transformação completa, perfeita, total.

Sete e dois, 72, número de Deus e dos gênios celestiais, almas humanas transformadas, renascidas pela alquimia do Sol e da Lua, chamas gêmeas.

Sete mais sete, catorze, arcano 14, transmutação, movimento de duas urnas e o mesmo líquido em mistura nas mãos do Anjo-Querubim. Androginia.

Estes são arcanos do Antigo Egito, presentes em outras culturas.

Estes símbolos e números sempre se repetem na mensagem crop circle, demonstrando que os Irmãos das Estrelas ainda tentam ensinar a via da Espiritualidade real que conduz ao segundo nascimento e imortalidade num mundo onde o materialismo praticamente reina, absoluto.
Isso significa que eles ainda tem fé na humanidade.

Estes são mapas do tesouro para quem busca a via do segundo nascimento, resgatando o elemento andrógino interior perdido, a base da imortalidade.
Ou, no código dos alquimistas: a Pedra Filosofal, que não servia somente para transformar chumbo em ouro, mas também, e principalmente, homens mortais em Filhos de Deus imortais.

A alma humana é como uma semente que precisa ser submetida ao Arcano egípcio, o mesmo descrito pela Bíblia, para se tornar anjo e voltar às estrelas.
Porque nosso retorno às estrelas não será com naves espaciais… mas com asas!

A chave mística da Pirâmide maia de Kukulkan

Lembrando que, além das místicas pirâmides do Egito, existem as poderosas pirâmides maias, e que a cultura maia e egípcia se alinham muito em semelhança e avanço.

Há uma pirâmide maia, na cidade de Chichen Itzá, México que, todos os anos, no dia do Equinócio de Setembro, cumpre um fenômeno luminoso em uma de suas escadarias, fenômeno esse que faz projetar sete triângulos de luz e sete triângulos escuros nas costas da serpente, que desce do topo ao chão, lado a lado, como batentes da grande escadaria.

No crop circle de Ackling Dyke, 21 de junho 2020, vemos a Estrela da Alquimia (Heptagrama) cercado por um anel em movimento, uma roda com 14 dentes, e que são 14 triângulos.
Completando o traço dos triângulos, eles se convertem no formato de pirâmide.

A conexão é que, diz a lenda, o espírito de Kukulkan, a serpente emplumada, desce na Terra nos alinhamentos (aquela pirâmide maia foi concebida para se alinhar no equinócio de setembro e projetar 14 triângulos)>
E temos 14 triângulos neste crop circle, que surgiu em outro alinhamento de estações, o alinhamento anual do Solstício de Junho.

A Estrela de sete pontas é signo de deuses, iniciados e imortais.
Tal qual Osíris, que foi morto e seu corpo, despedaçado em 14 pedaços, e depois, ressurgiu pela magia de Isis.
O segredo dos deuses se vincula plenamente à simbologia e tecnologia secreta das pirâmides maias e egípcias.
E se sabe que parte desse segredo de poder das pirâmides era acionado por eclipses e alinhamentos cósmicos, cuja energia gerada invadia aqueles templos e concentrava grande poder nas suas câmaras preparadas para isso.

E a transformação alquimica era completada.
A serpente ganhava asas. E voava.
O homem ganhava asas. E se tornava Anjo.

Sem esses conhecimentos, grande parte do sentido destes crops circles será perdida pela especulação vigente desinformada.

Para quem me acompanha no facebook e no site oficial crop circle connector, reparou que eu usei o crop circle da Pirâmide de 14 raios para tentar prever novos crops circles neste dia 21 de Junho, dia importante por combinar dois eventos astronômicos, o dia do Solstício e o dia do eclipse solar.

Previsões confirmadas

Previsões dos novos crops circles confirmadas.
Declarações feitas no dia 20 de Junho.
Contato!

E uma analogia com a pirâmide de 2001 crop circle aparece.
Uma conexão e resposta foi estabelecida aqui.


Repetição do padrão no crop circle 21.06.2001
Sol com 14 raios na Pirâmide em 21.06.2001
Sol com 14 raios e a Estrela-7 em 21.06.2020
Dia do eclipse solar previsto, ciclo metônico de 19 anos.

JP em 22.06.2020

Veja também

Comentários
Compartilhar