Templates by BIGtheme NET

A Revelação do Apocalipse

Convém lembrar que o Apocalipse significa REVELAÇÃO, e como o nome já diz, é o tempo em que todas as revelações por fazer seriam feitas, não só as verdades que foram escondidas, mas também as grandes mentiras que vêm reinando entre nós com caráter de verdade.
E a prometida verdade promete não deixar em pé nenhuma mentira, nem poupará os falsos ídolos da Era Moderna.

É preciso estar pronto para suportar todas as revelações que chegam, com cabeça aberta, coração sereno e espírito desperto e capaz de abandonar os velhos tesouros, porque ninguém recebe o novo se segue agarrando o velho com toda força na sua alma. O novo é a dádiva para os que não tem medo nem da morte e nem da verdade, ainda que ela venha como um tigre feroz dilacerando cruelmente todos os nossos conceitos e crenças porque, no final, será para a nossa libertação.

“Conhecei a Verdade e a Verdade vos fareis livres!”

A serpente só cresce depois que abandona a pele velha. A morte do ego é a morte dos conceitos, das ilusões e das crenças de refúgio. O rico de si mesmo é sempre o que mais entala no buraco da agulha. 


Chega o tempo portanto das grandes revelações, elas foram prometidas para quando o mundo alcançasse o ápice das trevas, e numa coisa todos nós concordamos: mesmo com todas as religiões que estão no mundo, brigando umas contra as outras, o mundo continua em trevas e cada vez mais.
Precisamos sim de uma Luz maior, uma Verdade comum, uma Doutrina pura que responda a todas as nossas questões, sem manchas, sem manipulações, sem a interferência de homens falíveis e interpretações questionáveis, clara como cristal, pura como uma criança que acabou de nascer e vem ao mundo para iluminá-lo outra vez. E essa verdade englobará todos os domínios, do espiritual ao extraterrestre, num único pulso de luz que resgatará das trevas todas as almas que se renderem ao seu abraço e se encantarem com o seu sorriso de Renascido Deus entre os homens.

A Verdade será a Religião do Futuro, exercida entre todos os povos do Universo.

“Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos), E todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia:
Graça e paz da parte de Deus Pai e do nosso Senhor Jesus Cristo,
O qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai,
Ao qual seja dada glória para todo o sempre. Amém.
Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho;
O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (maldição).
Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema (maldição)”.

Gálatas 1:1-9
“Mas o que eu faço o farei, para cortar ocasião aos que buscam ocasião, a fim de que, naquilo em que se gloriam, sejam achados assim como nós.
Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.
E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.
Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras”.
2 Coríntios 11:12-15

Palavras de Paulo de Tarso, convertido soldado de Cristo e portador da afiada espada da Verdade.

Lembrando que o sentido de IGREJA, na acepção mais profunda do termo, tem dois alcances:

1. Corpo-Templo, Shekiná, morada do Espirito Santo da Vida

2. Eclésia ou congregação, isto é, a união dos irmãos em harmonia de amor e doutrina.

Quando se é crente (seguidor de crenças) se frequenta igrejas do mesmo jeito, mesmo não se saindo de casa ou se pondo o pé em uma edificação de pedra.

Os templos de pedra apenas produziram a geometria sagrada dos antigos, aquela capaz de abrir os portais dimensionais e nos conectar aos espíritos verdadeiramente de luz, dum modo consciente e direto, sem intérpretes, sem intercessores.

Batismo direto da alma com a luz da verdade, algo muito grande para a crença suportar.

JP em 20.02.2019

 

Comentários