EspiritualidadeArteMistérios

Velho Demônio

Velho Demônio

Velho Demônio,
astuto, medonho,
sádico e risonho
que já não engana mais ninguém,
e por trás de suas barbas
se escondem as suas armas
na língua ofensiva
de uma raiva persuasiva
que derrama veneno nas lágrimas…

Não tens chifres na cabeça
mas tens infâmia no pensamento,
não trazes um rabo atrás de si
mas trazes um passado tenebroso
vagando nas sombras dos teus passos
e com elas, forjando os teus laços…

Ladrão desde o princípio,
pai de toda a mentira,
malícia corre em tuas veias
mas nada esconde a tua alma marcada
como Caim, pelo assassinato
de toda a tua honra
e do teu último traço
de caráter e honestidade,
porque antiga é a tua maldade
que tu arrastas como correntes
assim como arrastas as gentes
que ainda acreditam na tua farsa…


Traidor que és
de tudo o que é puro
eu te conjuro
e por tudo isso
já que o Mal é o teu compromisso,
merecido será o teu lugar no futuro,
no poço profundo e mais imundo
que possa existir nesse mundo
antes de despencares no inferno donde vieste.

JP em 16.04.2023

Comentários

Botão Voltar ao topo