Valiant Thor assina vários crops circles na Inglaterra

Valiant Thor assina um crop circle na Inglaterra

O código 9-9 aparece no contato proposto!
Mais uma resposta

Valiis House, UK em 12.07.2020, com códigos repetidos

Além do estilo, além dos padrões de repetição, além das marcas registradas que todo crop circle possui e todo especialista no assunto reconhece, após anos de trabalho lidando com tais imagens, eis que esse crop circle, do dia 12 de julho, como o outro, anterior, de 11 de julho, estabeleceram contato.

Quem se lembra da minha proposta de CONTATO, de tentar estabelecer contato, a partir do código 9-9 estabelecido por padrão, desde a face Alien da temporada 2019?
Quem chegou agora, só irá entender alguma coisa se ler o post abaixo:

Esse post foi escrito em 28 de Junho, atualizado primeira vez em 8 de julho (a primeira resposta) e atualizado segunda vez (hoje, 13 de julho) em função da nova resposta, novo padrão 9-9 no modelo do triângulo.


Onde está o 9-9?
Simples, temos três triângulos em cada face da Merkabah estilizada, e três ondas circulares em cada vértice do triângulo central.
Isso forma o número 333 em duas faces, que produz 9-9.
E para acentuar o mistério, o crop circle veio assinado com a letra T.
Falamos na letra T dia 11 de julho, como assinatura de muitos crops circles associados a Vênus.
E anteriormente, falamos nela também.
E no dia 12, a letra aparece, centralizada, na nave triangular estilo Merkabah seis vértices.
Naves triangulares são comuns em avistamentos.

O profeta Parravicini nos falou em naves na forma de peixe, instaladas na base UFO do pólo Sul, Antártida.
E o modelo triangular é o que mais se assemelharia a um “peixe voador”.
Você vê a nave numa espécie de movimento de propulsão, com ondas de energia nas extremidades do triângulo, como que ilustrando o seu movimento dentro de curvas de nível (que representam graficamente os wormholes ou buracos de minhoca, stargates, etc).

E eu analisei o crop circle: por que a letra T foi inserida no sentido do triângulo invertido?

Por que o triângulo invertido forma a letra V, V de Vênus.
V de Valiant, que completa então o nome com T de Thor.
Valiant Thor, a liderança suprema de Vênus, ser real, acobertado pelos protocolos norte-americanos.
Na época, Dwight D. Eisenhower era o presidente.
Visitante de Vênus que esteve no Pentágono entre 1957 e 1960, e a filha do presidente (ou neta, não tenho certeza), mais tarde, declarou que foi tudo real.
A história de Valiant Thor foi real.
V de Vênus, V de Valiant, o triângulo invertido.
E veja o nome do campo onde este magnífico crop circle apareceu:

Valiis House, a casa de Valiis (Val).

Todos os detalhes se encaixam numa harmonia final.
Ou seja, Lord T responde ao contato 9-9 proposto, e ainda assina com a letra T já identificada muitas vezes antes.
Sei que muita gente está criticando nos comentários, dizendo que somos loucos.
Mas é assim mesmo, para muita gente o processo da transformação dos conceitos materialistas e visão horizontal de mundo será um processo doloroso.
Felizes as mentes preparadas para o novo.

Porque eu disse que, em 2020, a temporada crop circle teria algum diferencial, por completar 30 anos de mensagens desde 1990. Mesmo que esteja reduzindo, essa temporada está sendo conclusiva numa coisa.
O Ano do contato revelado, pelo menos aqui, para muitas testemunhas que estão acompanhando o “diálogo” que eu tenho estabelecido ao interpretar cada imagem, ao lançar cada estudo, ao investir em cada código-padrão como forma de contato aberto (porque está aberto na Internet, na Rede online, que extraterrestres podem acessar quando quiserem).

O contato realmente está acontecendo, ao vivo e a cores.
Bem vindo, Lord Valiant Thor, da casa de Vênus.

Valiant Thor responde

Em 11 de Julho, eu descobri que o código do número 84, presente na formação de Easton Clump, 10 de Julho, entre outras interpretações, era equivalente ao código binário ASCII 01010100 que vale 84 em numeração decimal. E ele equivale a letra T.
E o padrão 84 está naquele circulo, 8 círculos externos, 4 círculos internos.
Uma coisa simples, uma decodificação simples.
Porque códigos binários desse tipo são comuns em crops circles.
Mais uma vez, lhe falo sobre a necessidade de padrões no estudo crop circle.

Então, imediatamente no dia seguinte da minha postagem, em 12 de julho, a letra T aparece, clara, distinta, e associada ao triângulo invertido formando a letra V, tudo dentro de uma Merkabah ou nave espacial estilizada na geometria da Merkabah (hexagonal).

E para completar, o código 9-9 proposto antes em forma de contato, apareceu na numeração 333 dupla dos ornamentos do crop circle.
Isso foi uma resposta clara e direta através de dois códigos que eu identifiquei antes, publiquei antes, e foram retomados, ambos, depois, em 12 de julho.
Mas ainda virão mais contatos.
É só você aguardar.
Digo isso porque eles não começaram em 2020.
Eu já os tenho realizado desde 2014 com a citada Liderança de Vênus.
Este é o sétimo ano.

A Nave triangular do Lord T e a espiral 3.5
Um duplo crop circle

Já vimos as relações deste singular crop circle, formato de nave triangular e mesmo Merkabah, geometria hexagonal, código 9-9 repetido, respondido, e a assinatura T, também repetida e respondida.
Vimos a siga V T na formação, Valiant Thor, uma liderança de Vênus de carne e osso, concreta, real, palpável, nada relacionado a místicas e duvidosas canalizações, Ashtar Sheran e similares.
Com Valiant Thor a coisa é muito diferente.
E ele continua dando provas materiais de sua conexão com a humanidade.
Há algum tempo suspeito que ele é a liderança venusiana por trás dos crops circles, porque nestas imagens, desde 1990, reconhecemos vários e vários sinais, símbolos, números, arquétipos e elementos associados a Vênus, e a nenhum outro planeta ou estrela (exceção de Sirius).
É uma certeza que se tem dentro desse meticuloso estudo em um prolongado período de 20 anos.

Enfim, temos que esclarecer o segundo crop circle ao lado dessa Nave triangular com identidade revelada e origem também (Vênus e seu líder, que entrou em contato com o governo norte-americano entre 1957 e 1960, e no ano atual, 2020, completamos 63 anos desde sua chegada.
E 63 foi um dos números extraídos do código I Ching do crop circle de 11.07, um dia antes.
De fato, tudo entrelaçado aqui.

Uma espiral com três voltas e meia (3.5) apareceu ao lado da “nave triangular”
Uma mensagem composta, sem dúvida.
Espiral é um dos símbolos que sempre se repetem nos crops circles.
Um padrão também, existente desde a antiguidade como representação de TEMPO, ciclo, evolução de energia.
Na sabedoria hindu, a energia potencial da base da coluna, enroscada no chakra raiz ou básico, e chamada Kundalini, está enroscada numa espiral brilhante e vermelha com 3 voltas e meia.
No Apocalipse cristão, as duas testemunhas, animadas pelo poder de Deus, ressuscitarão depois de 3.5 dias.
E essa passagem está no Apocalipse 11:11?
Coincidência? Claro que não.

Em escala de tempo, temos que verificar que essa espiral pode significar dois tempos básicos.
Um imediato, de 3.5 dias, e um mais adiante, de 3.5 anos.
Seja então T1 e T2:

T1 = 12 de julho (dia do crop circle) + 3.5 dias = entardecer do dia 15 de julho, considerando o amanhecer de 12.07 como ponto de partida, a origem do crop circle – eles aparecem geralmente pela manhã)

T2 = 12 de julho + 3.5 anos = janeiro de 2024

Eventos marcados?
Podemos verificar alguma ocorrência sim no próximo dia 15 de julho.
Nem que seja um novo crop circle dando mais respostas a tudo isso.
Uma resposta, quem sabe, relacionada a essa nave e a ess liderança (T) ao mundo.
Ou para alguns.
O contato é real.
Crops circles são um contato real e aberto com a humanidade.
Mas só podem ser melhor aproveitados por quem os estuda e os acompanha.
Para o resto, é sem valor algum.

JP em 12.07.2020

Veja mais detalhes:

Acenos da Merkabah
Você já tem o seu “point” de avistamentos?

Dois recentes crops circles mostram, além do padrão geometria do Merkabah em seus modelos, a letra T destacada.
Repare no outro crop circle, quando três pequenos círculos, interceptando a órbita externa (círculo maior) reproduzem com exatidão a letra T, 3 vezes, tal como o crop circle Merkabah de 12 de Julho.

Além disso, o crop circle de Valiis House trouxe uma espiral de 3.5 voltas do seu lado, o que sugere, numa escala imediata de tempo, três dias e meio. A contar da manhã de 12 de julho, quando o crop circle surgiu, esse tempo nos leva ao dia 15 de julho (amanhã) parte da tarde.
A primeira implicação disso é que poderemos sim ter um novo crop circle amanhã, 15 de julho.

E a segunda é que, em algum lugar, a Merkabah do Lord T poderá dar alguns acenos ao mundo, em alguns lugares.
Eu tenho o meu point de avistamentos, na minha cidade, e vou tentar estar lá no dia e hora.
Porque não será a primeira vez que a Merkabah acenará para mim, através de mensagem crop circle.
Já acenou, por exemplo, na noite do grande eclipse solar de 21 de junho, demonstrando conexão direta entre mensagens na Terra e atividades ufológicas no céu.
Se você tem um “point” destes na sua cidade ou campo, fica a dica!
Leve a câmera, o celular, e se fizer algum bom registro, compartilha!

Observação:
Alguns estão julgando que a formação de Valiis House é de origem humana, e não alienígena, por causa de falhas no modelo. Mas se melhorarem sua observação, verão que o campo de cultivo onde a imagem foi formada, ele é que está irregular, com falhas e buracos na plantação. Ou seja, é a imagem certa e exata num campo que tem falhas naturais, daí esse efeito aparente de os crops circles estarem falhos. Costuma acontecer em outros eventos.

Não é o crop circle que está torto ou falho, é a plantação que não está homogênea o bastante para reproduzir o modelo com a precisão dos campo mais uniformes e geralmente com as culturas ainda verdes (esta plantação já está mais madura).

Outro detalhe é a repetição do padrão de assinatura T.
Os olhos não atentos apenas julgam as imagens.
Mas o bom observador e estudioso dos fenômenos julga, também, as mensagens, procurando por seus padrões.
E coloca isso até na frente das imagens para tirar suas conclusões.
Fica como nova lição. Muitos crops circles irregulares em suas linhas já foram identificados como legítimos.
E muitos crops circles perfeitos já foram desmascarados como feitos por pessoas humanas,
seja com tábuas e cordas, seja por digitalização.
Tudo é muito relativo.

JP em 14.07.2020

ATUALIZAÇÃO (16.07.2020)

E depois de três dias e meio…
o Senhor T responde!

Sim, dia 12, apareceu aquele crop circle com a Merkabah e a letra T no centro dela,
e uma espiral de 3.5 voltas, cuja conta em dias seria,
três dias e meio a contar da manhã de 12 de julho, noite de 15 de julho,
mas como crops circles não aparecem de noite (ao menos nunca se constatou algum que tivesse surgido de noite, a não ser os crops feitos por humanos),
então o Senhor T enviou isso aqui nesta manhã, 16 de julho.

A Letra T está bem visível no arranjo singular destes astros, e pela lógica, faltando um círculo orbital na base.
Porém, não foi a única forma de encontrar a letra T.
Ela também apareceu na codificação ASCII binária nos equivalentes de números decimais e letras.
Temos 8 objetos totais.
Temos 6 objetos como semi círculos.
E temos 4 círculos externos ao círculo central.
Isso produz dois arranjos: 86 e 84, justamente, as letras V T
(Valiant Thor responde?)
Detalhe: três órbitas foram representadas ao redor do Sol:
Mercúrio, Vênus, Terra.
Isso quer dizer: Eu estou na Terra (?)

Mas essa é só a interpretação inicial.
Temos que extrair a mensagem astronômica muito interessante da imagem.

A seguir.

Por ora
Contato.

Lord T responde outra vez

Para quem está chegando agora
no dia 13 de Julho, montei esse slide, avaliando dois crops circles
que inseriram a letra T nas formações.
O primeiro, no código 84 dos círculos, porque 84 é a equivalência decimal da letra T no código ASCII de computação, e o outro crop circle, um T literal.
O primeiro apareceu em 10 de julho, e o segundo, 12 de julho.
E o segundo foi a primeira resposta ao T observado no primeiro crop circle.
Então, uma espiral de 3.5 voltas foi colocada ao lado do segundo
e essa conta nos levava até a noite de 15 de julho,
quando eu julguei que o Senhor T responderia, no dia
ou manhã seguinte.
Eis! A segunda resposta!
Contatos experimentais via crop circle acontecendo na temporada 2020 (como já acontecem nos anos anteriores).

As respostas podem vir de formas variadas, numéricas, código, símbolos diretos ou geométricos.
A mente deve ser atenta e detalhista para perceber os padrões ocultos nas formações!

Sinais cósmicos e o Lord T

De forma maravilhosa, encontro pelo menos dois importantes sinais cósmicos, numa primeira leitura astronômica deste crop circle, que satisfazem ao diagrama proposto.
Veja, um sistema solar interno, com três órbitas, sabemos, Mercúrio, Vênus, Terra.
E olhando o mapa do sistema solar do dia de hoje, 16 de julho, vemos precisamente três planetas em alinhamento, diante da Terra: Mercúrio, Vênus e Marte.

A segunda referência está associada ao plano das estrelas.
Porque exatamente hoje, Vênus está perto de ALdebaran, Alfa Touro (o Olho vermelho do Touro celeste) e a Lua Minguante (estamos na Lua minguante, sugerida pelos círculos na metade – a próxima Lua nova sera em 20 de Julho).
São também três objetos alinhados, reunidos, na constelação de Touro.

Quem tiver a oportunidade de acordar pela madrugada, lá pelas cinco e meia da manhã, vai conferir um maravilhoso espetáculo na constelação de Tour, direção do nascer do Sol.
E a propósito, voce sabia que o nome THOR tem relação com TOURO?
E que Thor, nome relacionado a trovão (som do machado poderoso de Thor na mitologia nórdica e do mugido do Touro) se relaciona ao signo de Touro, porque sua regência é, justamente, Vênus?
Afinal, Touro também começa com a letra T.
E a assinatura do Lord T também veio das estrelas no dia de hoje!

Alterações das quatro estações por causa do Segundo Sol

Um sistema solar interno, com as três órbitas que alcançam a Terra na Terceira órbita, e representam fases da Terra (não da Lua) ou seja, as estações do ano.

Mas há alterações propositais no tema.
Primeiro, porque um dos quadrantes não foi posicionado.
E o outro quadrante, da base, está representado de forma incorreta, ou seja, a forma de representar a área clara e a escura diante do Sol não corresponde a realidade.
Mas nada há de incorretos nos crops circles, porque muitas vezes as discrepâncias são a mensagem.

Uma discrepância na rotação da Terra em virtude de alinhamentos, e todos os outros efeitos?
É a primeira pista aqui.
E onde foi parar uma das estações?
Talvez nos queira também dizer que realmente não temos mais quatro estações, mas somente três.
Verões quentes, invernos muito frios e uma curta transição entre os dois estados.

As duas Terras, esquerda e direita, representam os solstícios.
E a Terra em baixo, “incorreta”, essa estranha terceira estação intermediária entre tempos muito quentes e tempos muito frios, e cada vez mais aumentando o contraste de temperaturas, a cada ano, nos dois Hemisférios.

A Terra abaixo de todas está totalmente iluminada, o que não parece representar o padrão Terra diante do Sol, que sempre tem um cone de sombras projetado atrás.
Mas um segundo Sol!
Todos os planetas tem esse jogo de luz e sombras, porque não irradiam.
Somente uma estrela irradia por completo.
Veja que os planetas Mercúrio e Vênus também foram representados em “metades”, como a Terra.

Mas e esse objeto circular claro, totalmente claro, como o Sol central?
Só pode ser o segundo Sol se aproximando e alterando cada vez mais as estações da Terra e todo o resto, como já temos testemunhado.

Numa visão mais positiva, pode representar também um movimento, quem sabe, do Lord T se aproximando da Terra.
Ele veio aqui em 1957 e foi embora em 1960.
Mas Frank Stranges, seu amigo pessoal e já falecido (em 2008), que escreveu em livro sobre esse contato e amizade com um venusiano, declara que Valiant Thor e sua comitiva teriam participação especial no final do ciclo dessa humanidade.

Os mitos pré-colombianos falam do retorno do deus Serpente Emplumada de Vênus no final do grande ciclo.
Pode ser que já estejamos aqui, de forma exclusiva, testemunhando o anúncio desse retorno da encarnação venusiana desta “divindade”, aqueles que os índios hopi chamaram de Pahana, o Irmão Branco das estrelas, que prometeu voltar um dia, perto da estrela azul…

ATUALIZAÇÃO (17.07.2020)

Crops circles com data marcada

Essa é uma forma simples de se estabelecer um contato com a inteligência por trás dos crops circles, um método que uso a vários anos e com grande margem de acerto.
Este ano, o acerto tem sido praticamente de 100%, porque toda técnica evolui com o tempo.

Uma vez que os padrões de repetição nas mensagens crop circle são identificados, podemos trabalhar com esses padrões na “evocação” de novos crops circles que, então, materializam as respostas de um contato confirmado.

Com a assinatura T (um destes padrões) não foi diferente.
A letra T estava evidente dentro do crop circle merkabah de 12 de julho, ao lado de uma espiral de 3.5 voltas.

Transformando isso em escala de tempo, dias, 3,5 dias depois de julho seria anoitecer de 15 de julho, que nos levou à manhã do dia seguinte, 16, e o novo crop circle, também em formato de letra T e mensagens adicionais.

Será que terminou aqui?
Ou estamos só no começo?

Arranjo planetário em forma de T

No dia 10 de agosto, esse arranjo vai acontecer, porque a Lua passará entre Urano e Marte, enquanto nas outras pontas da configuração, Jupiter e Saturno de um lado, Sol e Mercúrio de outro, terminando o design de T no céu astrológico.

Tanto do ponto de vista geocêntrico como do ponto de vista heliocêntrico, o arranjo da Letra T em relação a Terra pode ser constatado.

Em 10 de agosto, o Sol se moverá entre as constelações de Cancer, seguindo para Leão.
E Vênus estará aos pés dos gêmeos celestes.

E estamos na época do cometa NEOWISE circulando a constelação dos gêmeos, talvez o sinal relacionado à profecia hopi sobre os gêmeos celestes que voltariam dos céus em seus escudos voadores, perto do tempo da estrela vermelha da purificação.

Agosto, dia 10, algo perto, algo que pode estar nos levando ao dia e hora de um encontro marcado.
Esperando novas respostas do Senhor T, que certamente virão.
E as melhores respostas sempre aparecem nos campos de agosto!

As luzes de Touro

Nesses dias, quem acorda de madrugada e olha para o leste, direção do Sol nascente, depois das 5 da manhã, verá um espetáculo no céu: Vênus, muito brilhante, entre a Lua minguante e o olho do Touro, a estrela vermelha Aldebaran, a estrela Alfa da constelação de Touro.

Não longe, mais para o meio do céu, verá Marte.
Júpiter e Saturno estarão descendo para o ponto oposto do céu, a oeste da visão.

Esta é a nossa letra T básica da configuração planetária do período do crop circle de Luxenborough, ao norte de Stonehenge.
Três objetos que ressoam fortemente na simbologia de Touro:
Vênus, regente do Signo.
A Lua (crescente ou minguante) representando os chifres de Touro.
Aldebaran, a estrela real da constelação de Touro.

E Marte no meio do céu durante o levante de Touro no leste denota a chegada de uma presença masculina no cenário, forte, um líder.
Reúna tudo isso com a letra T que vem sendo repetida, e contemple o momento.

E a forma como o cenário é criado, com todo o conhecimento de causa que precisamos saber quando conseguimos ler os sinais de cada evento em cada momento único do agora, agora este que reuniu sinais na Terra e luzes no céu para identificar um grande encontro.

Contato!

Outros códigos enviados pelo Senhor T

A sugestão de uma serpente ou oscilação de energia foi enviada pelo leitor Rubem Grilo, e ela é precisa para estabelecer ondas gravitacionais sendo geradas pelos alinhamentos planetários de julho, envolvendo inclusive o objeto P 7X, que tem estado na direção de Júpiter, Saturno e Plutão.
Funciona também para ilustrar a simbólica serpente emplumada, mítica energia voando nos céus, da qual a identidade do Senhor T, capitão de Vênus, é participante.

Essa é a outra parte da interpretação, e que nos leva a uma data que, segundo alguns, maximiza esse alinhamento, e seria 21 de julho, um dia antes da aproximação máxima do cometa Neowise da Terra, em 22 de julho.

São eventos reunidos em julho deste ano.
Há uma forma de chegar ao dia 21 de julho no crop circle.
Se cada círculo metade claro e metade escuro é a representação da Terra diante do Sol, dia e noite, então somando duas metades temos um dia completo, 24 horas.
Temos, no crop circle, dois círculos inteiros e seis metades.
Seis metades somadas se tornam três círculos inteiros, e a conta final será de cinco dias inteiros.

Se somar cinco dias a partir do dia do crop circle, 16 de julho, isso nos leva ao dia 21 de julho.
E nesse dia, 21 ou 22 de julho, todos estes eventos, quando poderemos ter ocorrências no mundo, e talvez, novos crops circles, dando continuidade ao contato estabelecido.

Observando um padrão binário na sequência das imagens, considerando o círculo inteiro como 1 (um), e o meio círculo como 0 (zero), e de cima para baixo da letra T, isso forma o binário 01000001, que equivale ao número decimal 65 e à letra A na codificação ASCII.

Além disso, considerando somente o eixo central, temos a sequência 100001, que é um hexagrama que pode ser lido da forma Yang-Yin, o que gera outro oráculo I Ching, Yi, 27, a Nutrição (a Boca Aberta).

O oráculo
Nutrição. A persistência correta traz boa sorte.
Observe as pessoas alimentando outras
e repare como elas se alimentam a si próprias.

Se, de um lado, esse oráculo anuncia que chegou a hora de toda alma buscar pelo alimento do bom conhecimento que é capaz de gerar a saúde da consciência desperta, por outro lado, suas extremidades (os dois yang, círculos inteiros e claros) do eixo vertical central são representados pelos dois sóis do nosso sistema binário.

A alegoria do I Ching para este hexagrama fala de uma boca aberta (as duas extremidades yang com quatro barras internas yin): a boca do sistema solar está se abrindo nestes dois sois em aproximação, e essa boca tem muita fome…

Isso não me soou bem nessa leitura… dois sóis formando uma boca que se abre, com muita fome.
Por isso, chegou a hora de nutrir a alma com muita luz.
Porque tempos de trevas já chegam… lembram-se do crop circle do labirinto e a mensagem de um dos hexagramas ali contido, o declínio da luz?

Algo que se repete aqui.
Buscar a luz porque ela já se apaga no mundo, velozmente.

Ou, nos dizeres do profeta:

“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”
Isaías 55: 6

Sol 40

Uma imagem mais detalhada do Sol central do crop circle de 16 de julho permite ver que ali existe um anel com 40 pontos. Uma imagem do tipo apareceu na Inglaterra, em 2008, mostrando o sistema solar binário, e o segundo sol cercado por um anel com os mesmos 40 pontos.
Na Bíblia, 40 significa expiação, penitência (os 40 anos do Êxodo de Israel no deserto).
E a estrela vermelha dos hopis, o segundo sol, é chamada estrela da purificação e da expiação.

O deserto do mundo se aproxima.
Não me espanta ver tantas pragas bíblicas se repetindo em nosso tempo.
Agora sabemos a causa. A Mão do Criador movendo o outro Sol … e transformando o nosso Sol em Sol 40, bem como a Terra, como um purgatório que já é!

Aquele que chega no templo alinhado com as estrelas

Para o final do meu estudo, deixei a comparação evidente com o templo de Stonehenge, bem perto de onde o crop circle de 16 de julho surgiu, com uma clara referência a tudo isso.

Antes de mais nada, Stonehenge era um marcador astronômico, podendo medir até eclipses.
Contudo, o próximo eclipse solar só acontece em 14 de dezembro de 2020.
O que significa que Aquele que chega no templo alinhado com as estrelas pode estar mesmo acenando a sua chegada para os alinhamentos atuais analisados, julho, cometa Neowise, letra T no céu, planetas alinhados, P 7X etc.
Por isso, o crop circle apareceu perto do monumento de Stonehenge, cuja planta é extremamente parecida com o design geral do crop circle.
E pela entrada principal do monumento, se alinhando os astros, se alinhando o cometa, chega o lider de Vênus, mestre T, personificação de Quetzalcoatl-Kukulkan.

Curiosamente, constatei que o pesquisador Horace Drew chegou a essa conclusão, porém, fazendo a leitura da Máquina de URIEL (Anjo) para este crop circle.
A Máquina de Uriel é o símbolo do Relógio cósmico dos alinhamentos e arranjos planetários sobre os doze signos do Zodíaco (cosmologia extraída do Livro de Enoque).
E eu concordei com essa leitura de Horace Drew… até porque…URIEL é o nome do Anjo de Vênus.
E falei no nome de URIEL quando interpretei o crop circle do Pentagrama, de 29.06.2020, e suas outras assinaturas antigas, entre elas, U, de Uriel.
Líder espiritual de Vênus, paralelo a liderança de Valiant Thor em outra esfera.

Tudo se encaixando para o grand finale, com chave de ouro!

Para abrir a porta!

************************************************

Padrão Merkabah 2020
Falando sobre Merkabah

Três crops circles aparecendo em 2020 e que trazem o padrão da geometria sagrada relacionada com a Merkabah, ou Carro de Deus (conforme o Livro de Ezequiel), um veículo de ordem superior no qual o próprio Deus se move no Universo.

Logicamente, a Merkabah tem dois significados e sentidos muito distintos que não podem ser confundidos jamais.
Muita gente ao ouvir a palavra Merkabah pensa logo e somente em Ufos ou discos voadores.
Mas a Merkabah não é somente isso.
É muito mais do que isso.

Se Aliens foram considerados anjos ou deuses no passado, e seus veículos associados a UFOs pela Ufologia moderna, há um aspecto ainda superior a este na relação entre o espírito e a Merkabah que não envolve nenhum conceito de tecnologia, porque, em certas dimensões acima da matéria e da energia, dimensões da mente, do Quantum e da atemporalidade, artefatos tecnológicos se tornam desnecessários, porque a Mente será o único veículo de manifestação do Espírito em estado puro, imaterial.

Tecnologias, por mais avançadas que sejam, são matéria.
Aliens, por mais evoluídos que sejam, são mortais.
E esse não é o limite da Merkabah de Deus.

Merkabah é uma palavra hebraica derivada de RKB, Carro (na época dos antigos hebreus, os carros puxados por cavalos). Merkabah se escreve MRKBH, ou M-RKB-H, um superlativo de Carro, para diferenciar dos carros comuns.
O Carro de Deus.

O veículo ou conjunto de veículos por onde e através dos quais o Espírito Puro se manifesta na Criação.
Ele foi representado em Ezequiel e no Apocalipse como um mecanismo complexo envolvendo quatro rodas múltiplas, dotadas de olhos e luzes, e quatro criaturas sagradas, com quatro asas cada uma.

Simbologia pura do Tetragrama, da Cruz, dos quatro elementos em ponto de equilíbrio e convergência no quinto elemento, a chave do Universo.
O Quinto elemento é a síntese e a origem ao mesmo tempo dos quatro elementos ou quatro estados energéticos da matéria (fogo-plasma, ar-gasoso, água-liquido, terra-sólido) e que só pode ser comandado por uma força que lhe é superior: o Verbo, a Palavra consciente.
Hoje, a Física Moderna esbarra nesse conceito ao teorizar sobre as Cordas infinitesimais na raiz de todas as coisas, átomos, partículas e até forças.

Assim, os quatro estados da matéria representam quatro faces do Espírito se movendo na Criação.
Movimento relativamente falando, porque o Pensamento é instantâneo, e no veículo da mente, ele pode estar em qualquer lugar sem a barreira do espaço e do tempo a lhe limitarem.

Essa é a Merkabah do Espírito, a Mente cósmica, quântica, gravitacional, energética e material.
O pensamento, onda de luz e informação, que viaja do macro ao microcosmos, e do micro ao macrocosmos, nos tecidos quânticos e nas ondas gravitacionais, no eletro-magnetismo e no calor, enfim, nos quatro pilares da Criação.
O Pensamento consciente que se faz Palavra, e a Palavra consciente que se faz pensamento, e que está por trás de tudo o que foi criado, e diante do qual tecnologia alguma está a altura de reproduzir.
Por mais avançada que seja.

A Merkabah resulta no próprio Universo Mente se comunicando entre si, sem que nenhuma parte esteja fora dessa Rede cósmica de energia consciente cuja resultante final se chama VIDA.

Vida que tecnologia alguma da Terra ou do céu pode criar… porque vida vem de Deus, da alma, do espírito que pensa, sente, ama. Algo que máquina alguma poderá fazer.
O Universo, todo ele, é a Grande e Maravilhosa Merkabah do Criador, onde seu Espírito pensa, vive e se manifesta em tudo e em cada parte. Em todos os seres, em todos os átomos, em todas as estrelas.
Em todos nós!

O Lord T

Um incrível crop circle com face alienígena abalou o mundo da Ufologia em 2016, quando ele repetiu o tema do Índio com cocar, de 2009… só que desta vez, com face alienígena.
Observação importante: não é porque o artista colocou a face de um GREY que ele seja um.

Aliens com esta face aparecem em crops circles desde 1999.
A proposta do artista é dar entendimento ao mundo que se trata de uma entidade extraterrestre, porque essa cara Grey já se tornou um ícone da Ufologia. Então, por associação, os pesquisadores entendem que o artista quer dar a entender que ele é alienígena. Porque se pusesse uma cara humana, muitos pensariam em fake.
É apenas uma ideia associativa, muito comum, aliás, em crops circles.

Esse alien usa um cocar indígena com 14 penas, fazendo relação com o Índio crop circle de 2009, com o mesmo cocar contendo 14 penas! E aquele cocar do Índio veio com uma numeração maia em código, já decifrada e com relação direta com o calendário maia-asteca. Há também vários códigos 11-11 repetidos na distribuição dos números maias nas penas.
Podemos publicar outra vez o estudo.

Mas voltemos à face Alien de 2016.
Ele possui uma letra T bem na testa, em branco (não confundir com as trilhas da plantação, na cabeça do Alien).
São marcas claras, cruzadas num grande T que a imagem ampliada permite visualizar, uma espécie de mensagem sutil para bons observadores.

Os traços das penas também não estão ao acaso.
Cada pena possui um traço vertical e três traços de cada lado, em diagonal.
Se temos 6 linhas laterais em cada pena, e se temos 14 penas, podemos fazer 14×6 = 84
e voltar para a letra T em código ASCII, em binário 0101 0100, e em decimal, então, 84

Mas, para olhos treinados, há outro detalhe fundamental.
Em apenas uma das penas, o traço da parte superior foi cruzado por outro, formando uma cruz (destaque no slide, círculo amarelo).
Só esse setor tem a cruz, todos os outros estão repetidos segundo o padrão.

E considerando isso, então aquele setor marcado pela cruz vai acrescentar mais duas linhas à conta das 6 linhas por pena, e o total muda para 84 + 2, que é 86.
E no mesmo código ASCII, o número 86 equivale à letra V.

Fazendo 84 – 86 = V T, fica fácil deduzir a identidade secreta do Lord VT por trás da alegoria da face alienígena, que não é nem Grey e nem Índio. Mas muito humana por sinal. E venusiana.

Ora, um sinal na testa em forma de T, além de apresentar a identidade do Lord T de Vênus, relaciona-se ao selo crístico dos escolhidos, que seria o “Nome de Deus” nas testas dos 144 mil.
E esse Nome é o Tetragrama YHWH, quatro letras, cujo símbolo equivalente é justamente a cruz.

Desde 1991, os primeiros pictogramas destacando a letra T, como uma assinatura, aparecem nos campos da Inglaterra, e já houveram muitos outros. Este de 2016 é um dos mais notáveis.

Você sabia que, no livro que escritor Frank Stranges escreveu sobre a visita de Valiant Thor no Pentágono (chamado Um Estranho no Pentágono), ele descreve a amizade de Valiant Thor com Jesus Cristo, e que Valiant Thor teria uma participação efetiva no resgate dos eleitos, no fim dos tempos segundo o Apocalipse, em suas naves vermelhas, ou da cor que seja? Vamos publicar alguns destes relatos do seu livro que, infelizmente, não foi publicado para a língua portuguesa (traduzido).

E agora, Lord T resolve assinar outra vez a letra T dentro de um triangulo ou nave Merkabah.
Tenho certeza que virá mais daqui para frente.
As grandes mensagens crop circle costumam ir até agosto.
Então, não desligue o canal.

Todo esse conhecimento necessário para começarmos a compreender estas mensagens autênticas das estrelas, depois um estudo profundo, detalhado, minucioso. Mentes superficiais não estão a altura desse conhecimento, e por isso, sempre digo que o fenômeno crop circle é altamente seletivo, ele parece escolher as mentes atraídas para si.

Muita gente julga crops circles com fraude sem conhecer tudo isso.
E sai sempre perdendo.
Perdendo muita informação valiosa, principalmente nos tempos atuais, onde os poderosos deste mundo só querem comer o nosso fígado para continuarem no poder.
Infeliz de quem ainda acredita neles.

JP em 15.07.2020

Comentários
Compartilhar