Um sinal crop circle de venusianos fazendo contato com a humanidade no final do grande ciclo anunciado pelos maias!

Hampshire, UK, 24 julho 2020

Um crop circle que se relaciona diretamente com o recente crop circle do dia 12 de julho, quando, numa merkabah estilo nave triangular, na composição do triângulo invertido, assinou-se a letra T.

Valiis House, crop circle 12 de junho de 2020, 12 dias antes, e a mesma letra T num triângulo invertido, 12 dias depois…

Desta vez, a mesma nave solar, merkabah ou triângulo invertido recebeu outra assinatura, a letra U, em forma de ferradura e na composição de duas serpentes repartindo o mesmo corpo.

Serpente de duas cabeças, que nos leva ao mundo pré-colombiano e seus simbolos serpentinos relacionados ao líder de Vênus, chamado Quetzalcoatl (Kukulcan para os maias), e que afirmavam que esse ser espiritual tinha um gêmeo, e que na verdade, a sua divindade era dupla.

Representação pré-colombiana das divindades venusianas: serpente bicéfala


Os gêmeos salvadores do Popol Vuh maia.

Divindade venusiana pré-inca associada a Viracocha, ostentando par de serpentes nas mãos, sobre o Portal do Sol em Tiahuanaco, Bolívia.
Códigos da energia binária do caduceu que comportam a chave dos portais!

Essa é toda a alegoria central deste incrível crop circle, que também faz relação com o Caduceu de Mercúrio e todo o código de energias das serpentes binárias em seus mais variados símbolos da civilização antiga.

Par de serpentes ornando a escadaria principal da Pirâmide maia de Kukulkan, México

Dentro do triângulo central, um símbolo solar com sete raios desiguais, não exatamente simétricos, mas não irregulares. O Sete, número supremo da divindade.

Serpentes gêmeas, os Xiuhcoatles, ornando as bordas da pedra asteca do Sol, que comporta o mesmo calendário dos maias em sua versão asteca: elas se tocam e desatam as energias do fim e recomeço dos ciclos conforme os sinais das estrelas, alinhamentos e todo o resto

Ao redor da formação, em distribuição simétrica, doze círculos, e se somarmos doze dias ao dia daquele crop circle original de 12 de julho, temos a data 24 de julho desta nova formação.

Ridgeway crop circle de 23 de julho e as doze estrelas (pentagramas) totais, também um signo venusiano


Lembrando que o recente crop circle venusiano-siriano de Ridgeway, Inglaterra, dia 23 de julho, tinha doze estrelas (pentagramas) totais em sua composição.
Este é um padrão que se repete aqui.

Doze, ciclo espiritual, Apocalipse 12, a Criança profética que nasce e inicia a Nova Idade de Ouro. Também com doze estrelas!

O Grande sinal do Apocalipse 12 em doze astros, alinhados no dia 23 de setembro de 2017


E outra coincidência ou alinhamento é que este crop circle das serpentes gêmeas aparece um dia após a máxima aproximação do cometa Neowise da Terra, que orbitou o Sol ao redor, justamente, da constelação de gêmeos, pelo que eu o associei a um dos sinais de profecias Hopi, que também tem seus gêmeos salvadores voando para cá em seus escudos voadores, nos tempos da Estrela vermelha, Red Kachina, e a purificação planetária.
Tempo que tudo indica ser agora!

Cometa Neowise ao redor do Sol no campo da constelação de Gêmeos, onde assumiu seu periélio

Fazendo as justas associações, temos um sinal de divindades venusianas em primeiro grau, e um símbolo ancestral do Caduceu das duas serpentes, forças gêmeas em ação.
O cometa Neowise, quem se lembra, orbitou ao redor do Sol na região da constelação de Gêmeos.

Petróglifos com profecias hopi sinalizando serpentes aladas se movendo nas estrelas, outra conjunção com os relatos dos povos pré-colombianos sobre os deuses venusianos e de outras estrelas…


A letra U, inclusive, dentro do contorno do corpo das serpentes em relação ao Sol central, pode indicar também essa órbita parabólica aberta do cometa Neowise na região da constelação de gêmeos, confirmando tal cometa como um sinal da chegada das divindades venusianas e sirianas, o retorno dos seres azuis, Anunnaki, etc.

Cometa Neowise (C 2020 F3)

É mais um sinal das divindades gêmeas, chamas gêmeas e todo o código binário da força, desde o Sol-Lua dos alquimistas até o Yang-Yin no fluxo eterno do TAO no oriente antigo.

Quetzalcoatl e Xolotl, divindades gêmeas dos astecas, e além da interpretação comum de “Serpente emplumada” para Quetzalcoatl, temos “Gêmeo precioso” (Xolotl, o deus cão, deus Sirius, era seu irmão e guia)

Arcanjo Uriel, potência espiritual do planeta Vênus

A letra U já apareceu em diversas assinaturas, bem como a letra T.
E reaparecem, juntas, aqui.

T e U são, portanto, são equivalentes, uma relacionada ao aspecto físico de Vênus, e outra, ao aspecto espiritual.

Valiant Thor, liderança venusiana relatada nos arquivos proibidos da História secreta americana


Se Valiant Thor ou simplesmente THOR é um nome de referência às lideranças físicas do planeta Vênus, o nome do Arcanjo URIEL é a referência espiritual direta relacionada ao planeta Vênus.

Em 2009, dia 27 de junho, apareceu uma referência ao planeta Vênus, letras U e S (Ushanas e Shukra, os nomes do espírito de Vênus e do planeta Vênus conforme as escrituras védicas), e a mesma imagem de seres gêmeos, no caso, um antigo símbolo funeral Addinkra (africano) de crocodilos gêmeos ligados pelo estômago).

São códigos de repetição.
E com certeza, aém de Vênus, por estarmos nos dias do nascimento helíaco de Sirius nas latitudes próximas da linha do Equador, é também um símbolo siriano.
Porque, no corpo da serpente, notamos símbolos em formato de peixes, o que é outro código venusiano-siriano em grande destaque nas temporadas crop circle em diversas ocasiões.

O novo crop circle de Etchilhampton Hill, o segundo naquele campo, apareceu no dia previsto de Sirius, manhã de 26 de julho de 2020!

Dentro do corpo da serpente bicéfala (duas cabeças) temos sete símbolos, incluindo o formato das cabeças e os losangos em forma de peixe.


Peixe e serpente eram símbolos animais associados ao deus sumeriano Enki, deus da sabedoria e das águas, outra referência ao mundo oceânico de Sirius, e seus instrutores relacionados a água e a sabedoria, com peixes e serpentes em seus códigos simbólicos.

As naves peixe e os seres peixe de Sirius, conforme as tradições do povo africano Dogon (e Dag em hebraico significa peixe, relacionado ao deus Dagon, metade peixe e as memórias pagãs do povo de Israel)

Serpentes gêmeas aladas, como o caduceu de mercúrio, serpentes gêmeas que voam.
E temos aqui um par de serpentes voando junto com uma nave central, triangular, merkabah, etc.

Sete símbolos no corpo da serpente, sete raios solares na merkabah central, e doze círculos em órbita, isso tudo soma 26, outro número sagrado, número de IHVH, a Hierarquia cósmica maior.
E o dia 26 de julho, ano novo de Sirius e o dia verde do calendário maia, numa fabulosa combinação.

West Woodhay Down, Nr Inkpen, Wiltshire.
Magnifico crop circle de 29 de julho de 2011, perto do dia do nascimento helíaco de Sirius, mostrando novamente alinhamentos cósmicos. A letra S de serpente também é S dde Sirius, ou Sotis, como era chamada no Egito antigo.

Esse modelo pode estar falando das naves (Merkabah, o triângulo central) de Vênus e Sirius, cruzando portais solares (o Sol central) e se movendo nos céus (doze círculos em órbita do Sol central, uma referência ao sistema solar de doze planetas, conforme os antigos sumerianos).

Deuses peixe sumerianos

Se contarmos 12 dias para frente, em relação a data deste crop circle, 24 de julho, isso vai cair entre os dias 4 e 5 de agosto, que pode trazer mais mensagens crop circle nos campos… com data marcada!

Representação sumeriana dos doze planetas do sistema solar

Algumas imagens de Ouroboros, a serpente que morde a cauda, também pode ser associada ao binário serpentino.

Enki representado como divindade da água e os peixes simbólicos de Vênus-Sirius


Inclusive algumas delas envolvem o Delta Sagrado, Olho de Deus, representando um ciclo que se completa na Criação.

Ouroboros, fim dos ciclos e o Delta divino, Matriz triangular da Criação no centro das transformações cósmicas em escalas de tempo (ciclos)

O código da serpente crop circle, inclusive, apareceu repetidas vezes na temporada 2012, ás vésperas do encerramento do Calendário maia em 21.12.2012 e o ciclo longo, serpentes aladas combinadas com formas de peixe, o conhecido peixe-lua, e por este sinal aparecer outra vez em 2020, isso tudo pode representar um novo aviso em relação ao final do grande ciclo da humanidade atual, já computado desde 2020 e entrando em processo de aceleração nos anos seguintes, em combinação com as profecias pontuais do Apocalipse.

Avebury Stone Circle, Wiltshire 01-08-2012, e três serpentes representando alinhamentos planetários e diagramas estelares
Milk Hill, Nr Alton Barnes, Wiltshire 25-06-2012, serpente planetária e cósmica estilizada

Uma forma de se compreender as energias ciclicas do universo nos alinhamentos planetários em curso, como um relógio cósmico, está na simbologia das serpentes aladas, representando todas essas ondas gravitacionais abalando os sistemas alinhados.

Picked Hill, Nr Wilcot, Wiltshire 09-07-2012

Uffington White Horse, nr Woolstone. Oxfordshire. 14-08-2012 e a serpente enrolada desenhando a letra grega ômega, que significa FIM

Woodborough Hill. Alton Barnes.Wiltshire. 09-06-2012 e as três serpentes voadoras, todas dotadas com grandes olhos e asas (padrão em todos estes crops circles de 2012) parecidas com o formato do Peixe-Lua

E tudo isso está de acordo com o que o próprio Cristo fala de si no Apocalipse, 1 e 22, alfa e ômega do livro da Revelação:

Eu sou o Alfa e o Ômega
O primeiro e o último,
o princípio e o fim.
Eu sou a Estrela resplandecente da manhã!

Observação:


Este maravilhoso crop circle também parece incorporar um cenário astrológico que eu identifiquei para o dia 9 de agosto próximo, com distribuição planetária desenhando ao mesmo tempo a letra T e o arco U nos céus.
Segue a legenda da distribuição dos planetas naquele dia:

  1. Júpiter, Saturno, Plutão
  2. Netuno
  3. Urano, Marte, Lua
  4. Vênus
  5. Sol, Mercúrio e comet Neowise

Contei onze objetos, e o crop circle tem onze objetos de um lado, e um décimo segundo objeto, destacado, numa projeção maior.
O décimo segundo planeta da cosmologia sumeriana?
Nosso atual P 7X, Nêmesis?

É o que tudo parece indicar.
E a própria temática recorrente de mensagens crop circle!
(Vamos trabalhar sobre essa data e configuração do dia 9 de agosto de 2020 em publicações posteriores).

JP em 26.07.2020, dia de Sirius!

Comentários
Compartilhar