Espiritualidade

Um Monstro pior do que a Guerra

Como eu sempre ensino por aqui, o Senhor Deus e Pai de todas as criaturas têm inúmeras formas de testar e pesar o que vai dentro do coração humano, através das circunstâncias.

E uma dessas formas principais se encontra no universo dos nossos relacionamentos com os semelhantes.
Se o alvo do Universo consciente é o desenvolvimento do Amor Ágape no coração humano, esse tipo de Amor realmente incondicional (termo usado vulgarmente por aí sem a correta compreensão de seu significado) deve nos levar para o mais nobre, o mais elevado estágio da consciência humana:

A Compaixão.
E Buda dizia a mesma coisa, o Universo busca desenvolver compaixão em todos os seres.
Assim, as linhas das doutrinas espirituais verdadeiras se cruzam e se combinam maravilhosamente, e a Verdade aparece diante dos nossos olhos.

Infelizmente, o Mal crescente no mundo aumentou o sofrimento da humanidade, mas esse sofrimento ainda não atingiu todas as pessoas, pelo menos, de forma catastrófica, como já atinge milhares e milhões de pessoas em todo o mundo, a fome na África, as catástrofes recorrentes nas Filipinas e outras regiões do Anel de Fogo, as guerras no Oriente Médio e, atualmente, a perigosa incursão militar da Rússia na Ucrânia.

E, infelizmente, diante deste e de outros problemas, muitos preferem fugir da triste realidade que domina o planeta, tentando negar o cenário como podem, dizendo ou que a Grande Mídia está inventando, distorcendo ou exagerando os fatos, ou pior, dizendo que não devem entrar em contato com esse tipo de informação apenas para não baixarem a sua “vibração pessoal”… e chegam a inventar falsas filosofias para ancorar esse tipo de sentimento monstruoso em seus corações, sempre se justificando por tudo e lavando as mãos em relação aos problemas dos outros, como Pilatos:
“Eu não tenho nada a ver com a morte desse homem”…

E o pior é que a esposa de Pilatos foi avisada em sonhos, na mesma noite da prisão de Cristo, que se tratava de um homem santo, um homem de Deus. E mesmo assim, Pilatos lavou as mãos.
A mensagem aqui é esta:
“De nada adianta os avisos do céu para corações surdos”.

A Guerra, a fome, as catástrofes (sinais anunciados na iminência do retorno de Cristo) são problemas deles, e não nossos! É o que dizem.

O amor fraternal não encontra mais nenhuma ressonância no coração deles.
E essa é a maior catástrofe que existe perante o Criador da humanidade.

Amam um monte de coisas, amam carros, amam os prazeres da vida, amam dinheiro, amam animais… mas o principal, o amor pelo semelhante, jaz morto e sepultado em suas almas que mais parecem um cemitério das boas virtudes cristãs.

A recomendação salutar de qualquer sã doutrina de “orar e meditar pelos que sofrem” é irrisória para eles.
Porque os corações deles já estão petrificados demais pelos próprios interesses egoístas, a tal ponto que a dor alheia não mais os comovem.

Satanás, o Inimigo oculto da Humanidade, cumpriu o que prometera no passado, infeccionando a Criação humana com ódio, depravação e violência, trazendo divisão ao colocar humano contra humano, de todas as formas possíveis e impossíveis. Porque ele sabia que criando essas divisões, a Egrégora espiritual da grande família humana (porque somos todos irmãos perante o mesmo Pai Criador) seria destruída, e sem essa Egrégora (o Templo da Presença), Deus perderia seu canal com a humanidade, ficando ela a deriva nas estradas tenebrosas que ela mesma escolheu para caminhar…

Se a compaixão é uma característica automática do amor, a indiferença é um sintoma do canceroso ego da alma em estágio terminal.

E se a guerra é um monstro horrível, um coração frio, desumano e indiferente ao sofrimento dos outros é ainda pior.

Infelizmente, esse tipo de gente só lembra que existe sofrimento alheio quando eles mesmos passam por todo aquele sofrimento que estiveram ignorando no semelhante até o presente momento.
Por isso se diz: o que o Amor não ensina, a Dor ensinará!
Infelizmente, escolheram o pior caminho.

E com estes elementos, Deus vai pesando os corações da humanidade, e seguramente, eu digo:
O Julgamento das almas já começou, porque tanto o trigo como o joio já estão maduros, prontos para a ceifa do tempo. Porque o que ele está pesando em sua Balança, nesse exato momento, é o quanto de AMOR verdadeiro ainda existe em cada coração. Corações vazios são joio.

Mas corações com algum amor ali dentro são trigo com o potencial espiritual ainda intocado.
E com esse potencial é que poderão renascer como Filhos de Deus.

Artigos relacionados

Um mundo onde os seres humanos se odeiam ou, na melhor das hipóteses, apenas se suportam, deixa de fazer sentido para a Missão do Divino Amor entre nós. E tende a desaparecer com o tempo, desconectado da Sagrada Fonte.

Porque nem todos são filhos de Deus neste mundo.
Isso dito pelo próprio Jesus:

“Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha palavra.
Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.”

João 8:43,44

“Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarào.
E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.”

Mateus 24:10-13

JP em 01.03.2022

Comentários

Botão Voltar ao topo