Sem luz e energia, americanos estão morrendo de frio em casa

Colapso energético pelo frio se transforma em desastre no Texas

Postado por MetSul | 16/02/2021

Paisagem polar em Austin no Texas | Austin DOT

A brutal onda de frio que assola as Planícies Centrais e parte do Sul dos Estados Unidos transformou-se numa grave crise energética e ameaça se converter em desastre humanitário e econômico. 

A temperatura nesta terça-feira (16) atingiu marcas não vistas em mais de um século. Fez -34,4ºC em Hastings, Nebraska, igualando o recorde absoluto de mínima de 12/1/1912. Várias cidades do estado igualaram ou bateram recordes absolutos de frio de 1899, 1905 e 1912. Oklahoma City teve -25,6ºC, menor marca desde a abertura do aeroporto local Will Rogers em 1954 e a mais baixa na cidade desde 12/2/1899, quando fez -27,2ºC. Tulsa, Oklahoma, teve -25ºC, quarta menor marca. Dallas, Texas, teve -18,9ºC, segunda menor até hoje, só atrás dos -22,2ºC de 1899. 

Sob frio tão extremo, as pessoas estão sem luz para obter aquecimento e até morrendo de frio em suas casas. Só no Texas são mais de quatro milhões às escuras e as autoridades alertam que o colapso energético pelo frio seguirá por dias.

O estado não tem sistema interligado de energia com o resto do país e a geração despencou com demanda recorde. Instrumentos e equipamentos congelaram em usinas de gás, carvão e nucleares. O suprimento de gás, a principal fonte das usinas, colapsou. Turbinas geradoras de usinas eólicas congelaram. 

A empresa ERCOT tem capacidade de energia térmica de 70.000 MW, mas perdeu 25.000 a 30.000 com o frio extremo. O plano de emergência da ERCOT no pior cenário previa perda de 14000 MW, mas a perda foi o dobro. Na demanda, o cenário mais extremo dos planos da empresa era de 57.699 MW e esta chegou a 69.150 MW domingo à noite. 

A empresa está sob fortes críticas de autoridades e da população pelo planejamento e gestão péssimos da crise. Enquanto milhares de residências estão sem luz desde o domingo sob frio de -15°C que impede aquecimento, edifícios de escritórios seguiam iluminados no Centro de Austin. 

As autoridades apelaram para que empresas com energia se transformem em centros de aquecimento para a população sem energia. Quem tem dinheiro buscou hotéis que elevaram muito suas diárias, aproveitando-se da crise.

Desastre de planejamento que já tem saldo em vidas. O governo do condado de Galveston já pediu caminhão frigorífico para corpos de vítimas do frio. São vinte apenas na localidade e o número vai aumentar.

*******************

Distúrbios climáticos não são apenas em função de ação humana, mas TAMBÉM.

Algumas pessoas movidas por religião política não estão conseguindo discernir bem essa conotação.
Séculos de destruição da natureza em prol do dinheiro abalariam irreversivelmente o clima, e a ação humana é coadjuvante dos impactos da energia cósmica neste momento.

Todos os motivos indicam a grande transição planetária em marcha e sem retorno.

JP

Comentários
Compartilhar