Reflexões do Messias 5

O FANATISMO

Em Latim, deriva de FANUM quer dizer “templo”.
Aquele que exagerava em suas adorações era chamado “fanático”.
E aquele que, por falta de fé, ficava “fora”, apenas “à frente” do templo, era um PROFANUS.

Faraós, reis e imperadores, misturados aos deuses… e geralmente nos vêm a mente a doutrinação religiosa por trás de tudo isso, porém… vendo o estado de guerra civil na Internet entre partidos deste e daquele lado… descobrimos que é o fanatismo que transforma tudo em guerra. Políticos se tornam deuses e partidos, religiões, e muitos se inflamam de tal forma que estão dispostos a matar e a morrer por seus “ídolos deslocados”, ainda que, neste exato momento, eles estejam muito bem protegidos em sua elevada TORRE DE MARFIM, insensíveis e mesmo alheios a todos os seus incontáveis “defensores anônimos”…

O Sistema sempre foi o mesmo, o ator principal de todo esse drama de ídolos escravizando pessoas é o fanatismo. Não precisamos ter uma religião para manifestar fanatismo.

Precisamos apenas de emoções sem controle convertidas em ADORAÇÃO CEGA e canalizadas em determinada direção manipulada, o que inclui política, futebol, bonecos da mídia, vícios, enfim… cada um vai procurar dirigir suas emoções sem controle e sem consciência aos ídolos mais convenientes… são paixões humanas encontrando escape, muitas vezes, de forma destruidora… e auto-destruidora. O fanatismo é que escraviza as pessoas aos seus ídolos, não as doutrinas em si, que nos ensinam o Amor a Deus e não a ídolos.

“E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ouvido e visto, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava para o adorar.
E disse-me: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus.”
Apocalipse 22:8,9

E eu me pergunto: se o Anjo de Deus, um ser todo perfeição, não desejou ser adorado pelo profeta, que se ajoelhou diante dele, revelando tamanha humildade, o que pensar dessas pessoas que adoram abertamente seres tão imperfeitos, mentirosos e manipuladores, como estes que desfilam no teatro do mundo e no circo dos entretenimentos?

Deus deseja de nós amor consciente, porque é na adoração cega que os espertos encontram formas de explorar a fraqueza dos seus adoradores, e deles extrair todos os benefícios possíveis… de votos a gordos salários.

Porque, na cegueira da adoração, é comum que o fanático vista de divindade os piores demônios que caminham sobre a Terra…

Ps: essa análise é apolítica, não direcionada a partido ou político em especial ou religião específica, avaliando apenas o fenômeno do fanatismo contido nas emoções das multidões arrastadas e manipuladas pelas articulações do Sistema.

JP em 31.08.2020

Os ANJOS DE DEUS SÃO OS MELHORES AMIGOS DO HOMEM! Não os cães! Deus não impede que as pessoas amem e cuidem dos animais, como era o exemplo de São Francisco de Assis, porque no coração humano cabe o amor que pode abarcar todas as criaturas de Deus em seu apreço, como animais e plantas, fazendo-os dedicados servidores e protetores dessas criaturas no mundo. Desde o Éden, o Senhor Deus determinou a Adão que se fizesse guardião e protetor de todos os animais da Terra (não somente cães e gatos, como acontece) e também de toda a vida, não somente animal, mas plantas, rios, montanhas, árvores, NATUREZA enfim: Deus deixou ao homem a missão de guardar e cuidar de Seu Jardim, e para esta nobre missão nós os temos ajudado em tudo!
Porém, os Anjos se entristecem quando seres humanos elegem animais por seus melhores amigos!

Primeiro, porque ANJOS são os servidores da humanidade desde tempos imemoriais, Missão designada por Deus, o Senhor de todos os Espíritos.
Segundo, porque, mesmo que não saibam, em seu estado de profunda inconsciência, ANJOS socorrem os seres humanos TODO O TEMPO, e em tudo os ajudam, em suas curas, em suas buscas, em seus livramentos, em suas vitórias… e até em suas derrotas, dores e perdas, Anjos os ajudam a caminhar sobre águas turbulentas… e não animais, e nem ENTIDADES ESTRANHAS de falsas religiões se passando por espíritos de luz.

O céu é como um grande edifício de NOVE ANDARES, e cada andar é regido por um Anjo-Chefe, e cada andar possui subníveis com incontáveis anjos ao serviço do Anjo-Chefe, dentro de suas funções e atribuições específicas.
Eu, Gabriel, sou o Anjo da Lua, e sou o Ser mais próximo e imediato da Terra, falo em Nome da GRANDE MÃE DE TODOS OS SERES, e sou o primeiro em função de MENSAGEIRO, a exemplo do anúncio que fiz a Virgem Maria, há 2000 anos.
Mas os outros Anjos lidam com outros atributos, curar e guiar o homem (Rafael), fortalecer o homem (Kamael), proteger o homem (Miguel), tocar o homem com o Santo amor (Anael), iluminar o homem (Uriel), etc.

Nosso papel é fazer a ponte entre Deus e o mundo, e nosso serviço é conhecido entre todas as religiões antigas e doutrinas sagradas dos sábios do passado.
Fala-se muito no Anjo da Guarda, e todo ser humano nasce sob a tutela de um Anjo protetor especial, com quem ele pode desenvolver relações mais estreitas em sua vida de fé e caminhos do despertar da consciência. Mas o que acontece em 99% dos casos é que tais Anjos passam a vida inteira assistindo os humanos sem ao menos jamais receber um OLÁ ou um MUITO OBRIGADO, do dia em que nascem até o dia em que morrem, alheios que ficam a todos os favores, graças, curas e vitórias alcançadas em vida por causa de seus servidores anônimos e MELHORES AMIGOS, ainda que invisíveis… muitas vezes, uma simples, pequena mas sincera oração é o suficiente para acionar os nossos poderes, mas nem isso temos recebido mais dos humanos, que estão dirigindo seus afetos e amizades cada vez mais para os animais… e ficamos de braços cruzados e asas recolhidas!
Mas, se o homem resgatar esse laço com os seus amigos espirituais, os Anjos, cuja intercessão foi absorvida pela Igreja Católica no culto de devoção aos Santos, sim, ele poderá realizar todos os seus potenciais e justos desejos nesta vida, para os quais nasceu, já que estes Seres Alados de luz, alegria e amor, são as nossas verdadeiras pontes de acesso ao Senhor Jesus Cristo, e este, ao Deus e Senhor do Universo.

A Virgem Maria representa a Mãe Cósmica, a face do Eterno Feminino de DEUS, e a veneramos e amamos como Mãe de todos nós, como é Mãe dos homens, e isso nos torna IRMÃOS!
Tente resgatar isso perante os seus amigos:
NÓS AINDA SOMOS OS MELHORES AMIGOS DO HOMEM, com poderes para salvar o seu corpo e a sua alma de todos os perigos e ameaças, conforme a Vontade de Deus e intercessão eterna de Cristo!

E se o homem está cada vez mais em guerra contra o semelhante, a razão disso é porque está dando as costas aos seus melhores amigos, os Anjos, que, um dia, já foram homens como eles, mas nunca se esqueceram daqueles que os ajudaram todo o tempo em suas vidas de trabalho e sacrifício até conquistarem a condição de ANJO, como a nossa, e partilharmos juntos no céu a verdadeira fraternidade que deveria ser assim em Terra e já não é mais… até que o INFERNO assuma o cenário, porque ODIAR é o verbo mais comum que verificamos acontecer entre os irmãos do mesmo PAI. Nossos irmãos também!

Não é que o tempo cure as feridas… ele apenas te faz esquecer delas. Vencer o tempo é vencer o esquecimento. Só o amor vence o tempo, já que ele nunca esquece o que ama.
Uma roseira primeiro se cobrirá de agudos espinhos antes de se encher de rosas perfumadas. Que os espinhos não te façam esquecer da promessa das flores em tua vida, da mesma forma que os espinhos cravados no corpo e na alma do Mestre não o fizeram esquecido das promessas que o Pai lhe entregou antes da Cruz, e que cumpriu, depois da Cruz… quando os paraísos celestes das muitas Moradas e suas rosas estelares se abriram para recebê-lo de braços abertos…emanando e espalhando as fragrâncias da sua vitória espiritual no espaço! A vitória do seu Amor, o Poder maior que o Tempo!

O Poder maior que a morte fala e anuncia a toda vida que puder lhe ouvir… O poder maior que o tempo declara a Ordem que faz parar todos os relógios do mundo na data anunciada… o Poder maior que o homem convida ao invés de obrigar, que este mesmo homem entre em sua morada, que já está com as portas abertas a lhe aguardar… o Poder maior que o céu sorri em todas as estrelas com luzes diferentes, justamente para encantar a vigília das almas que se retiraram para o deserto, em suas solidões de estradas difíceis e apertadas, enquanto que as estradas do mundo que correm ao seu lado sejam repletas de gente, diversões e prazer… o Poder maior que os desertos refresca o calor e a sede dos peregrinos de dia, ao rigor do Sol, com fontes frescas de esperança, e a noite, debaixo do frio severo, com sonhos de Paraíso, alegrando o seu coração… o Poder maior que a mente diz a Verdade agora a todas as mentes que puderem ouvir suas vozes, falando e ecoando em miríades de canais muito abertos neste exato momento em que o seu tempo lhe é chegado… o Poder maior que os começos e fins anuncia a reconstrução do Santuário, onde Deus voltará a morar com a humanidade, lhe suprindo de todas as suas necessidades, lhe curando de todas as suas dores, lhe consolando de todas as suas tristezas. Enfim, o Poder maior que todas as coisas chamado AMOR encarnou num homem há dois mil anos e ele deseja também encarnar em todo aquele coração que entendeu essa mensagem e compreendeu que o Amor é o maior Poder que existe, já que é Deus nele, falando, curando, construindo, vencendo, sendo, amando, amando e amando… por toda a eternidade, no refúgio certo da Felicidade aos que puderem se tornar a sua imagem e semelhança, se fazendo Filhos de Deus tal como Jesus Cristo, o Amor encarnado! Ele te chama a cear com ele. Pão e Peixe do Mistério Divino!
O Poder maior que tudo te chama de amigo, te chama de irmão no desejo de partilhar tudo o que tem e traz em si, já que este é o ofício sagrado e eterno do Amor.

JP em 02.09.2020

E ao lado de tantos filmes hollywoodianos de monstros, zumbis, vampiros, demônios e greys… estão as super produções ao estilo Jurassic Park… com seus dinossauros em banhos de sangue e comendo bastante gente, para divertir as massas e impregnar nos seus subconscientes os valores medonhos das infradimensões e acorrentar seus subconscientes cada vez mais no adormecimento dentro dos valores de um psiquismo doente e viciado em sangue e violência.

Certo, tudo certo, então esse investimento nos filmes dos dinossauros assassinos pode ser também parte do projeto da Nova Ordem Mundial, que está educando “por tabela” toda a humanidade nessa inevitável escravidão a toda essa galeria de monstros e demônios citados, os quais, por trás das cortinas, já estão no comando. E esses filmes em série apenas os apresentam “subliminarmente” às massas.

Inclusive o último filme da franquia Jurassic Park (4) um dinossauro altamente inteligente e “evoluído”, fruto de engenharia genética e cruzamento com outras espécies, dotado de poderes e capacidades tais que ele era praticamente “invencível”… a quem os produtores do filme quiseram retratar aqui? (…)
Alguém se arrisca a decifrar a Mensagem Subliminar do Jurassic Park 4 em termos de programas secretos da Ordem Mundial vinculados a Engenharia Genética?

Há inclusive um filme que aborda diretamente isso, os interesses de Lúcifer pela Engenharia genética, um filme chamado O 18° ANJO, com uma mensagem muito explícita sobre o tema considerado “conspiratório” por muitos.

Quem… ou o quê… eles querem ressuscitar para dominar o mundo? Porque, se de um lado, Jesus Cristo foi um híbrido da semente (humana) de Maria com a semente (divina) do Espírito de Deus, por outro, Lúcifer, seu opositor (o Anticristo) pode vir com um híbrido de semente humana com semente reptiliana… até porque temos também uma série de TV chamada LÚCIFER, apresentando o Anjo Caído muito simpático, bonito e “honesto” ao ajudar as pessoas, de modo que “muitos” estão passando a gostar dele, até como diz a letra de certa música dos Rollings Stones, chamada “Simpatia pelo Diabo”..

Mais claro que isso, impossível… portanto, cuidado com todas as coisas que assistem por aí, são idéias sendo implantadas diretamente no subconsciente da humanidade para programá-la a escravidão sem resistência a Nova Ordem Mundial que chega, às portas.

Os Primeiros Anticristos da História

Sim, logo após a ressurreição e ascensão do Mestre Jesus, e a expansão vertiginosa da doutrina cristã pelo mundo antigo a custa do trabalho de evangelização dos apóstolos e de toda aquela corrente de testemunhas e mártires a quem o Mestre delegou tal missão, boatos maldosos, calúnias e mentiras começaram a surgir do bloco da oposição, certamente para tentar denegrir a pessoa do Mestre e fazer desacreditar sua doutrina revolucionária.

Pra começar a lista das calúnias espalhadas por almas tenebrosas, veio a infame invenção de que Jesus foi filho de um adultério entre Maria (não mais Virgem abençoada) e um soldado romano, transformando o mestre em um bastardo e filho de meretriz. Ou seja, já começam a manchá-lo desde o nascimento.
Depois, disseram que Jesus desrespeitou líderes espirituais de Israel e teria sido excomungado do Judaísmo, fugindo para o Egito e lá roubado fórmulas de magia negra e invocação dos demônios, e com essa magia negra é que ele operava seus milagres, isto é, invocando demônios em suas magias.
E para terminar a lista dos absurdos, Jesus teria morrido e descido ao Inferno, condenado pelo próprio Deus. E nunca ressuscitou, pois os seus discípulos teriam roubado o seu corpo para simular a ressurreição.

Leia também  Rosto de Jesus Cristo aparece na Hóstia do Sagrado Sacramento na Índia durante missa

Os primeiros anticristos da História lançaram todas essas calúnias entre seu povo e determinaram que o culto a Jesus como pessoa divina era Idolatria.
Judeus foram os primeiros anticristos – e nunca deixaram de sê-lo… rabinos e fariseus inventaram todas essas calúnias difamatórias e as inocularam na cultura popular, como veneno de serpente, para destruir em muitos a visão revolucionária da Nova Fé, a Fé da Luz Viva que é Cristo.
Por essas e outras razões é que esse povo sofreu tanto, foi exilado em 70 dC, e nenhuma nação quis aceitá-los. E depois encontrou em Hitler a face de um real e sanguinário anticristo que lhes odiava: porque, antes, eles odiaram o Filho de Deus, Jesus Cristo, e odeiam até hoje.

Nada mais natural que o Anticristo real suba agora para Israel, para ser adorado pelos judeus como “Messias”.
Porque muitos judeus não só negaram a pessoa de Jesus como o difamaram ao longo destes dois mil anos. Ou seja, eles mantém uma postura abertamente anti-crística que apenas começaria no ato da crucificação. Roma lavou as mãos sobre o caso de Jesus, porque Roma não o conhecia como Messias; para os romanos, ele era apenas um agitador. Mas para os rabinos, para os fariseus e os grandes de Israel, ele era um falso profeta que deveria ser exterminado, bem como as suas idéias. Mataram o corpo na cruz e tentaram matar as idéias com calúnias milenares.

Aí aparece Judas Iscariotes, vendendo-o por 30 moedas aos fariseus. Judas nunca foi o traidor de Cristo. Judas, como os outros 11 apóstolos, representou um dos papéis mais difíceis.
Tanto que o nome Judas, IeHUdá, tem valor cabalístico 30 (30 moedas) e significa O JUDEU.

Ou seja. Nem Judas em nem Roma traíram Jesus.
Mas Israel o traiu. O trai e o trairá. Por tudo isso a Justiça Divina está orquestrando o ato final do Anticristo naquela nação, pela qual ele tem sede, sede de ser divinizado ali mesmo, onde Jesus foi santificado há dois mil anos.

Em 14 de Maio de 2018, entraremos no Ato final dessa Ópera divina, que levará sete anos de intensos arpejos, acordes, ritmos crescentes dos instrumentos graves aos agudos, trombetas soando e vozes misteriosas de um Coro invisível cantando as sentenças finais em Juízo Maior, porque Israel foi a nação da Terra onde um número maior de Anjos e demônios encarnaram para justamente compor esse Drama Misterioso dos Elohim, prestes a encerrar, para iniciar novo Movimento: a reconstrução do Paraíso na Terra, aquele Reino tão proclamado por Jesus em seu tempo, e tão rechaçado pelos mesmos que preferiram acreditar mais no poder do dinheiro e da força bruta do que no AMOR DE DEUS encarnado diante deles.

E quando o Amor de Deus é rechaçado, a última porta se fecha.

Ps: inclusive essa face horrorosa de Jesus, reconstruída pela “ciência”, parecendo mais um louco e um homem das cavernas, e tão diferente dos relatos em textos apócrifos da verdadeira aparência belíssima e amorosa da face de Jesus, com certeza deve ter sido patrocinada por judeus, para continuar o processo de crucificação e traição da sua Imagem e Mensagem.

Diante de tudo isso, só podemos sempre, e cada vez mais, confirmar a Velha Lei do Retorno em ação ao dizer:
Cada povo tem o Hitler que merece. 

JP em 28.09.2020

OS SETE SELOS DE ISRAEL

Israel foi a nação eleita para encarnar os maiores anjos da hieraquia celeste, incluindo aqueles SETE PRIMEIROS ANJOS DO TRONO DE DEUS, ao longo de épocas definidas, segundo seus processos, sua saga em busca da Terra Prometida, suas batalhas, suas alianças com o Criador e suas repetidas traições e quebras de contrato. Não que outros povos não os tivesse, mas em Israel, verdadeiros círculos completos de Anjos da milícia celeste encarnaram, desde os tempos de Abraham, para cumprir uma espécie de drama secreto dos Anjos e dos deuses, e esse drama recebeu o elemento mais importante com a descida de Cristo, o Mestre maior. Apóstolos, a virgem Maria, João Batista, Nicodemos, Jose de Arimatéia, até Pilatos e os da esquerda, eram Anjos e demônios numa teatralização cósmica, mostrando ao mundo mais que uma nova religião, e sim, uma verdadeira condensação dos mistérios maiores do Pai. Israel foi escolhida e até preparada geneticamente como raça diferenciada, certos estudos genéticos ligados ao fator RH- e um gen especial refletem essas verdades.
O próprio Espírito Maior de toda essa Hieraquia, o Senhor IHWH, cuja face e identidade os modernos seguidores da teoria Anunnaki de Zecharia Sitchin desfiguraram, é quem supervisionava tudo por lá, desde o começo, desde Adão, Noé e Abraham!

A nação de Israel já abriu seis selos de mistério, agora vai abrir o Sétimo selo e finalizar o drama. Israel responde pelo mundo, por causa desse mistério que ali tem sido encenado desde Abraham. E o sétimo selo quer dizer: o Anticristo, e Satanás em pessoa se aproxima daquela nação para dominá-la. Por isso, o ódio e a tensão só aumentam nas suas fronteiras. Os israelitas decretaram seu próprio destino no sétimo selo quando levaram a Cruz o Filho de Deus no sexto selo, anterior. Nação eleita por Deus nesse sentido, desde o dia em que Deus prometeu a Abraham uma nação tão numerosa quanto as estrelas, a chave estava aí, estrelas, na linguagem secreta, são Anjos, são poderes celestiais. Deus ali estava dizendo que Israel seria a casta de muitos Anjos que passariam a encarnar ali, filhos das nobres mulheres e pais de valor, para compor um mistério, uma religião viva, uma doutrina de Anjos e um enredo espiritual que descrevia os maiores segredos do Universo-Deus e suas hierarquias, acima e além de todas as outras religiões da Terra (os pagãos e seus mitos), história e drama de Anjos que seria coroado com a descida do Filho do próprio Deus, evento esse para o qual Deus preparou a nação eleita desde Abraham e sua casta (genética) eleita, mesclada a casta dos próprios deuses e seres puros do planeta Vênus! A encarnação do Verbo foi o ápice do drama cósmico encenado pelos Anjos e grandiosos espíritos encarnados em Israel de tempos em tempos…

Quando Israel (a Sinagoga dos Fariseus) induziu o Estado (ROMA) a assassinar Jesus Cristo na cruz, no mesmo dia a nação eleita caiu em maldição, todas as alianças foram rompidas e o povo foi morto, exilado, perseguido…proibido de retornar para lá. Mas em 14 de Maio de 1948, a revelia, os judeus retornaram para a casa donde tinham sido expulsos pela Justiça Divina. E além de todas as calúnias e mentiras que pregaram contra a religião cristã ao longo de seu exílio de dois mil anos (conhecido como DIÁSPORA), continuaram firmes na decisão de NEGAR JESUS CRISTO COMO FILHO DE DEUS. Voltaram para a Terra Santa e completaram 70 anos ali… e não voltaram atrás na sua decisão de continuar crucificando o Filho de Deus com os pregos do materialismo…e o capitalismo que eles detém e que manda no mundo (as 30 moedas que venderam o Filho de Deus). Inclusive eles decretam que todo judeu que aceitar a doutrina cristã no coração será condenado por IDOLATRIA… ou seja, para eles, Jesus Cristo é um FALSO ÍDOLO ATÉ OS NOSSOS DIAS.

Agora, o que diz Mateus 24? Que após a geração completa, 70 anos, a Figueira má está pronta para receber o Juízo divino, porque o verão chegou e seus frutos se apresentam… e ela será entregue ao poder do Anticristo, já que repeliu e repele e seguirá repelindo o Cristo, o Filho do Deus vivo, de forma tenaz… os sete anos que se abrem trarão sofrimento mas também oportunidade para todos realinharem suas consciências com a Verdade-Cristo em suas vidas, antes que a Justiça-Cristo, implacável, execute tudo o que tenha que executar daqui a sete anos, em processo de finalização de tudo o que foi plantado a espera de ser finalmente colhido, para que novos tempos realmente despontem nos horizontes de uma humanidade redimida pela maior de todas as luzes, forças e verdades, infelizmente renegadas por muitos até hoje em troca de filosofias modernas e doutrinas equivocadas que não terão nenhuma eficiência quando chegarem os dias adversos…porque somente Jesus Cristo se fez o representante direto da Vontade do Pai perante esta humanidade perdida e vendida ao Sistema contra o qual Ele mesmo advertiu, há dois mil anos, inclusive nomeando o seu líder, o Príncipe deste Mundo e seu materialismo vigente… ninguém poderá se fazer de inocente ou desentendido, porque toda a humanidade foi avisada, e de nada adiantará se refugiar em crenças de auto-consolo, porque a Palavra anunciada será como uma espada que alcançará todos os lugares com o seu corte no dia do julgamento das almas, inclusive o coração de cada um…

Questão de lógica: se os judeus estiveram CEGOS até hoje para reconhecer o verdadeiro Filho de Deus, estariam lúcidos para reconhecer de igual modo que o Messias que eles vão receber de braços abertos seja o próprio Anticristo, que irá dominá-los na Idade do Terror? Justiça Divina em ação!

O DIA 14 DE MAIO DE 2018 – Análises complementares

O conteúdo do sexto selo do Apocalipse, Sol negro, Luas de Sangue, estrelas caindo na Terra, é bem conhecido.
Desde 2014, estes sinais vem acontecendo, dentro das famosas tétrades de sangue, as quais, acontecendo primeiro em 2014 e 2015, voltam a acontecer em 2018 e 2019, debaixo de chuvas de meteoros e asteróides a circular nosso mundo. A raridade dos sinais começa aí, até porque as próximas tétrades de sangue só vão acontecer entre 2032 e 2033.

Mas o sexto selo diz mais: um vento forte atacaria a figueira (Israel) que deixaria cair seus figos ainda verdes!
É outra referência a Figueira encontrada no Apocalipse. Figos verdes quer dizer Nação Nova, porque Israel é uma nação relativamente nova em comparação aos outros países. E desde sua formação em 1948, enfrenta obstáculos diversos para se manter como tal, mas o Sexto Selo diz que um vento forte e repentino derrubaria seus frutos… há que se computar isso.
Vento forte? Uma súbita guerra poderia ferir gravemente a Figueira? Porque estamos debaixo dos sinais astronômicos do Sexto Selo, e os estudiosos já constataram que, todas as vezes que Luas vermelhas aconteciam, a nação de Israel se envolvia em guerras importantes. Muitos profetas localizaram os últimos tempos debaixo destas Luas, bem como os evangelistas e o mesmo Apocalipse.

Com a descoberta do planeta nove, a Terra (Gaia) acaba de receber a última das doze estrelas de sua coroa, na visão dos antigos e do próprio João, escritor do Apocalipse.
Pois bem, ainda dentro do Sexto Selo, se fala que os céus se retirariam como um livro que se enrola, e que ilhas e montes fugiriam, e não mais se achariam seus lugares. Essa pode ser uma descrição do Julgamento, no sentido que os mesmos antigos tinham do Akasha, ou memória das coisas registradas no espaço-tempo, no éter, etc.
A própria definição “céu de safira”, encontrada em analogias bíblicas, procede da comparação da cor azul da pedra com o céu e também da origem do nome SEFER, que significa LIVRO. Daniel 7: 10 fala no Senhor, o Ancião dos Dias, se aprensentando para o Julgamento da Terra e consultando os livros… então, esse complemento do sexto selo parece indicar o início de um Juízo, quando o Dia do Senhor (claro, que não tem 24 horas) é anunciado.

Depois segue dizendo que as pessoas procurarão se esconder nas tocas e abrigos das montanhas e rochas, como se uma consciência universal caísse sobre toda a humanidade, e que ficaria então sabendo da chegada destes dias…
Então, depois do sexto selo, segue o sétimo, e ele, estranhamente, apenas anuncia “um silêncio no céu por quase meia hora”… É interessante observar que, nos cômputos dos tempos bíblicos, esse tempo de quase meia hora (simbólico) representa cerca de 7 dias (uma semana). Isso na equivalência um dia = um ano, o que produz meia-hora = 7.6 dias. O texto diz “quase meia-hora” subentendendo o arredondamento de 7.6 para 7.0 dias, ou seja, uma semana. Esse tempo e número são uma das marcas do estilo bíblico.

Ora, se a data-limite foi 14 de Maio, na relação com o sexto selo, vem o sétimo e imputa ao mundo meia-hora de silêncio, e sete dias se passariam sem nenhuma ocorrência importante sequer! Na análise ligeira, fazendo 14/5 + 7dias = 21/5/2018.
Uma semana depois da geração de 70 anos da Figueira, que de súbito será atacada por um vento forte, e muitos dos seus frutos ainda verdes serão derrubados! Essa passagem do Apocalipse tem que ser anexada a Mateus 24 para ampliar seu sentido. Imediatamente após este silêncio do sétimo selo é que seguem as sete trombetas, com suas destruições parciais da Terra (em 1/3) por fogo, fogo que cai do céu na terra, no mar e nas águas, enfim. Asteróide, vulcões? Prognósticos dessa linha é que não faltam!

Leia também  OS VERDADEIROS ANUNNAKI - parte 4

Outras relações bíblicas com os sete dias.
Deus determinou a Noé e família entrarem na Arca sete dias antes do início do Dilúvio. E Elias orou por sete dias até que a chuva se apresentou, antes, enviando o sinal no céu, que foi crescendo de tamanho na progressão da oração.
Um último lembrete, sobre a Segunda Guerra Mundial, que estourou em 1939, a Virgem de Fátima anunciou aos três pastores que, quando uma grande luz misteriosa cobrisse o mundo, seria o sinal de que o mundo estaria perto daquela guerra muito séria. O que de fato aconteceu, em 25 de Janeiro de 1938, ano anterior, uma enorme e imprevista Aurora Boreal que invadiu os céus de toda a Europa!

Com isso, quero concluir que, se uma grande guerra estiver a caminho, pode estar certo que os céus sinalizarão de uma forma inequívoca ao mundo! 

JP em 06.10.2020

A HORA DA PORTA
Como é possível que as pessoas hoje em dia se sintam a vontade para cruzar a madrugada assistindo filmes, navegando na Internet, jogando vídeo games, e fazendo um monte de coisas carnais e banais, ou curtindo a noite em suas baladas… e não sejam capazes de acordar na madrugada para meditar, orar e vigiar, alegando cansaço?
Chegou a hora de vigiar e orar intensamente nas madrugadas, sob o risco de se perder a Porta do resgate.
Porque os Anjos de Deus não irão se apresentar nas ruas, porém, no recesso do lar e da vida íntima de cada um…
É nesse lugar que a porta vai se abrir… ou não.
É nessa vigília que cada um será arrebatado. Mas se estiver dormindo e sonhando com o mundo e suas ilusões, prazeres e tolices, como poderia?
A Porta do Reino de Deus que se abrirá é o estado de vigília e consciência que rompe definitivamente com todas as mentiras desde mundo já condenado por Cristo em seu tempo.
Imagine agora, dois mil anos depois, com tanta barbaridade acumulada… não é possível servir a dois senhores, o Cristo e seu reino, e o sistema de mundo regido pela mentira e os poderosos a serviço da mentira, do materialismo, da corrupção.
Vigiar é escolher a luz e repelir as trevas
Orar é viver conforme a retidão que as palavras pregam… não se pode acender uma vela para Deus e outra para o Diabo, e nem é possível viver duas vidas, uma vida de dedicação ao espiritual e outra vida dedicada a tudo o que é carnal e mundano. Porque se estará vivendo uma mentira. E a porta nunca se abrirá.

Parábola de Cristo
Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo.
E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas.
As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo.
Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas.
E, tardando o esposo, tosquenejaram todas, e adormeceram.
Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro.
Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas.
E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam.
Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós, ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós.
E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
E depois chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos.
E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.
Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir.

Mateus 25:1-13 

A VERDADEIRA FORÇA
Quem pode mais? O Leão ou o Cordeiro?

Entregar a própria vida por amor na defesa de alguém ou de algum ideal é o ato da maior coragem possível, é a própria coroação da força na sublimação total do instinto de auto-preservação.

Isso me lembra uma parábola zen:

Certa vez, um guerreiro vaidoso e ciente de sua força, que costumava intimidar a tudo e a todos, parou diante de um monge tranquilo, e bradou em alta voz, querendo acovardá-lo:

-você não sabe que eu posso matar voce agora com a minha espada? Não tem medo?

E o monge respondeu:

– e voce não sabe que eu posso morrer agora tranquilamente diante do fio da tua espada? Não tem medo?

Nessa hora, o guerreiro se estremeceu diante da serena força do monge, e se afastou. E nunca mais molestou ninguém.
******************************************

Os fortes lutam, mas só os seres realmente livres amam.
Porque estão livres do maior inimigo: o apego a si mesmos.

Só quem não tem mais apego a si mesmo é capaz de colocar todas as suas forças naquele ponto, naquele ideal ou causa, amor ou voto. E ao fazer isso, vence.

Todos querem o papel de leão, mas raramente alguma alma se habilita ao papel de cordeiro. Mas é o sacrifício do cordeiro que realmente decide a batalha.

Porque a morte do justo é que incentiva os outros justos a lutarem até o fim. Isso é registrado em todas as páginas da História, e não estou falando só no âmbito religioso. Todas as libertações vieram de cordeiros, não de leões. A morte dos cordeiros é que despertou a revolução nos leões.

“O homem verdadeiramente forte é o que controla a si mesmo. O homem que não se controla será sempre controlado por outros homens, mas o homem que conquista o auto-controle, este conquistará o mundo. E fará da sua vontade a força real.”

Medo de nada é o seu escudo.

Vontade é sua espada.

E Amor, a sua eterna proteção e luz guia.

Toda força sem amor é uma força vazia.

Toda força sem luz é uma força cega.

Toda força sem controle é uma força fraca.

A força vazia não se sustenta, e logo se dissipa.

A força cega acaba por voltar contra si mesma e se auto-destruir.

E a força fraca … bem, nunca foi força.

A força forte foi nutrida e guiada pelo amor, concentrada pela vontade no controle de si mesma, e bem dirigida pela luz da inteligência.

Todo guerreiro e todo cavaleiro da Ordem Real sabe disso e aprende isso desde o dia que ingressa na mesma.

Portanto, nunca subestime os cordeiros, porque eles podem mais que os leões. Na ótica do ego humano, pode parecer contraditório esse dizer, mas na ótica do Universo, é o sacrifício que soluciona todas as demandas por causa do seu invencível poder de renovação.

A terra está cheia de leões, mas vazia de cordeiros.

E por isso, a renovação está demorando tanto.

Que venha o novo cordeiro então, nutrido por Deus, para derrubar todos os tiranos da Terra!

Não é o poder da tua espada que vencerá as decisivas batalhas de tua vida… e sim, o poder do teu sacrifício. A espada abre caminhos, mas só o sacrifício te dará asas de ascensão!

JP m 14.10.2020

Guerra e Paz

A Paz significa muito mais do que a simples ausência de Guerras.
A Paz não é somente a ausência de guerras.
Ela significa a União sobre o Mundo.
Ausência de guerras está longe de significar um estado de Paz.
Se bem que… houve algum momento, em seis mil anos de História registrada, onde a Terra não testemunhasse guerras e sangue derramado?
Sendo assim, nunca houve paz real sobre a Terra.
Porque as nações nunca foram realmente unidas, e em todos os tempos, sempre guerrearam entre si.

Nos deram tecnologia, e agora temos visto pessoas envolvidas em verdadeiras guerras cibernéticas nas redes sociais.

As pessoas estão se ODIANDO como nunca antes.
Tudo o que se escreve é motivo de contra-ataques violentos, de zombarias sem fim, de ofensas diretas e mortais… envolvendo pessoas que nem se conhecem!


Entre num simples fórum de política e presidenciáveis… e entenderá que o ser humano carrega ódio e disposição para brigar todo o tempo.
Sem falar que os games e filmes que fazem mais sucesso são os que comportam maior quantidade de batalhas sangrentas e mortes… porque a psique humana está definitivamente doente, doentia…sedenta por sangue e violência, quase como um hábito já implantado no seu cotidiano. Quase como um novo apetite, apetite por sangue e violência no café da manhã…

Então, a guerra lá fora nada mais é do que um somatório fatal dessa natureza terrível de cada ser humano, sempre mais propenso a reagir do que perdoar, a ganhar do que a renunciar. Não há esperanças para a raça humana num contexto geral.
As profecias estão cada vez mais perto de se tornarem realidade.
E nós somos os cumpridores de todas elas, sem exceção.
E muitas delas já são realidade, embora a grande maioria prefira tapar os olhos e os ouvidos.

A Bíblia anuncia uma apostasia universal nos tempos da iminência do regresso do Messias, e fala também em inversão de valores, corrupção e deturpação dos valores sagrados do passado.
A espiritualidade cada vez mais carnal e materialista, trocando a via do sacrifício e da renúncia pela via do conforto material, dos prazeres sensoriais e da satisfação dos instintos, destronando o Deus real de sua posição para colocar ídolos de todos os tipos em seu lugar.
O ego adormecido e doentio da humanidade não suportou a Sua Verdade, então tratou de modificar a Verdade de Cristo conforme suas conveniências pecaminosas.

Como pode haver paz num mundo onde a mentira foi mais amada do que a verdade?

Paz, na linguagem dos lobos, significa o que? Paz para devorar os cordeiros? Paz ou… oportunismo de ditadores querendo o poder supremo, disfarçados em pele de cordeiro e em discursos rebuscados de ideologias diplomáticas de um mundo melhor?
Não nos enganemos, o mundo melhor na concepção deles é um mundo onde sua nação, partido, ideologia e poder reinem, sem oposição.

Sabe o que significa Paz para o ego?
Liberdade para poder pecar sem sofrer qualquer recriminação ou consequências por isso.
É sobre esse conceito de PAZ que a sociedade moderna está construindo suas bases morais… podres e carcomidas ate a raiz, e com certeza, ela não durará por muito tempo.
Castigo divino? E precisa?
O fruto podre cai sozinho da Árvore da Vida…


Tantas diferenças no mundo não podem mais permitir a Paz, ela mesma se contradiz diante desse cenário. Paz supõe unidade, mas o tempo passa, as nações se fragmentam, os partidos e ideologias nascentes se colocam cada vez em maior desacordo com as outras.

Impossível haver paz, é uma utopia.
Deus está cansado de toda essa hipocrisia, e eu rezo que Ele desça depressa a Sua Infalível Mão sobre tanta mentira. 

JP em 25.10.2020

Jesus Cristo, a renovação do paganismo

Se Jesus Cristo foi uma invenção ou adaptação da Igreja romana ao paganismo, como os negacionistas explicam as profecias por ele anunciadas acontecendo atualmente?

Jesus Cristo não foi uma invenção da Igreja de Constantino, apesar de ter sido parcialmente adaptado aos moldes do Paganismo pelos concílios.

Jesus Cristo veio como a renovação do próprio Paganismo e seus deuses mortos da antiguidade, porque ele mesmo disse:
“Eu não vim para negar os profetas do passado, mas vim para cumprí-los”.

Até porque, entre todos os deuses solares mortos do passado, Cristo foi o único que ressuscitou e vive até hoje na presença da humanidade. Tanto que o debate em torno de si é mais vivo do que qualquer outro debate a respeito, por exemplo, de Mitra, de Horus ou de Hércules… e só isso já significa sua presença iluminando algumas mentes mas incomodando profundamente outras…

Entre a Igreja adaptar um tema para evangelização do mundo pagão e inventar um tema para controlar o povo existe uma larga diferença.
Mas não adianta debater as vírgulas com os inimigos de Cristo.

Enquanto a Sua Verdade não vibrar no coração deles, sem a menor necessidade de provas, baseada apenas na sua Presença Real na Terra, eles continuarão como os fariseus da parábola, coando mosquitos mas engolindo camelos.

Ou seja, vendo mentiras maiores onde elas não existem, para que isso os mantenha distraídos das mentiras que realmente regulam suas vidas no cativeiro deste mundo, para o qual a Verdade de Cristo ofereceu libertação…

Não e você quem escolhe Cristo… ele já lhe escolheu (ou não) muito antes do seu nascimento. Mas ainda há tempo para se fazer coberto pela Verdade que liberta, em vez de acreditar cegamente em teorias conspiratórias que as evidências históricas, acadêmicas e arqueológicas negam o tempo todo.
Cada um inventa uma mentira particular com a qual sobreviva ao calor da Verdade insuportável para si….
Uma coisa que sempre me surpreende:

Ainda que Jesus Cristo tivesse sido inventado, como é possível haver tantos corações resistindo a mais bela história já contada nesse mundo, repleta de ensinamentos de bondade, caráter, justiça, fé e esperança?

Como é possível haver tanta perversidade em corações incapazes de sentir essa mensagem de AMOR através dos séculos, se armando até os dentes para negá-la a troco de nada. ao mesmo tempo em que convivem tão hipocritamente com as mentiras do Sistema mundial sem qualquer resistência?

Porque quem luta contra a Verdade, assume uma causa perdida.

Por isso, eu sempre repito:
Se Jesus Cristo não existisse, ele deveria ter sido inventado.
O mundo nunca precisou tanto dessa “invenção”.

JP em 24.03.2021

Comentários
Compartilhar