CiênciaTerra

ALERTA: Oscilações na Lua podem aumentar inundações de zonas litorâneas, afirma NASA

Todas as costas dos Estados Unidos estão enfrentando o rápido aumento das enchentes na maré alta. A NASA diz que isso se deve a uma “oscilação” na órbita da lua trabalhando em conjunto com o aumento do nível do mar alimentado pelas mudanças climáticas, como conta o site CBS News.

O novo estudo da NASA e da Universidade do Havaí, publicado recentemente na revista Nature Climate Change , alerta que as próximas mudanças na órbita da lua podem levar a um registro de inundações na Terra na próxima década. 

Por meio do mapeamento dos cenários de elevação do nível do mar da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), limiares de inundação e ciclos astronômicos, os pesquisadores descobriram que as inundações nas cidades costeiras americanas poderiam ser vários múltiplos piores na década de 2030, quando a próxima “oscilação” lunar deverá começar . Eles esperam que as enchentes danifiquem significativamente a infraestrutura e desloquem comunidades.

Embora o estudo destaque a terrível situação que as cidades costeiras enfrentam, a oscilação lunar é na verdade uma ocorrência natural, relatada pela primeira vez em 1728. A órbita da lua é responsável por períodos de marés altas e baixas a cada 18,6 anos, e eles não são perigosos em seu próprio direito.

 

“Na metade do ciclo de 18,6 anos da Lua, as marés diárias regulares da Terra são suprimidas: as marés altas são mais baixas do que o normal e as marés baixas são mais altas do que o normal”, explica a NASA . “Na outra metade do ciclo, as marés são amplificadas: as marés altas ficam mais altas e as marés baixas ficam mais baixas. O aumento do nível do mar global empurra as marés altas em apenas uma direção – mais alto. Portanto, metade do ciclo lunar de 18,6 anos neutraliza o efeito do aumento do nível do mar nas marés altas, e a outra metade aumenta o efeito. “

Mas desta vez, os cientistas estão mais preocupados. Com o aumento do nível do mar devido à mudança climática, as próximas enchentes de maré alta devem ser mais intensas e mais frequentes do que nunca, exacerbando as previsões já sombrias. 

Artigos relacionados

A NOAA relatou mais de 600 dessas inundações em 2019. Os cientistas esperam três a quatro vezes essa quantidade em meados da década de 2030, depois que o aumento do nível do mar ainda tiver mais uma década para progredir. 

De acordo com o estudo, essas enchentes vão ultrapassar os limiares de inundação com mais frequência em todo o país, e também podem ocorrer em aglomerados que duram mais de um mês, dependendo das posições da lua, da terra e do sol. Durante certos alinhamentos, as inundações podem acontecer tão frequentemente como todos os dias ou em dias alternados. 

“As áreas baixas perto do nível do mar estão cada vez mais em risco e sofrendo devido ao aumento das inundações, e isso só vai piorar”, disse o administrador da NASA Bill Nelson. “A combinação da atração gravitacional da Lua, aumento do nível do mar e mudança climática continuará a exacerbar as inundações costeiras em nosso litoral e em todo o mundo.” 

Espera-se que quase todos os litorais continentais dos Estados Unidos, Havaí e Guam enfrentem esses efeitos. Já se espera que a elevação do nível do mar torne centenas de milhares de quilômetros quadrados de litoral inabitável e, potencialmente, desloque mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo até o final do século.

Comentários

Botão Voltar ao topo