Os dois lados das profecias

Que as profecias são reais e vão acontecer, a mim não parecem haver dúvidas porque JÁ ESTÃO ACONTECENDO, ainda que muitos prefiram fechar os olhos e fingir que nada está acontecendo lá fora, até o dia em que a tormenta alcance o seu telhado também.

Aí vão ter que abrir os olhos na marra.

Mas duas coisas queria abordar neste tópico.

Primeiro, se os verdadeiros profetas e suas profecias vêm se cumprindo rigorosamente, então temos uma faca de dois gumes, porque da mesma forma que existem profecias negativas, junto com estas temos as profecias positivas.
Ora, se a parte negativa está acontecendo, porque não aconteceria a parte positiva prevista?
E que parte positiva é esta? Aquela que diz que, quando chegasse o fim do Grande Ciclo (em torno do qual todas as profecias foram apontadas) e o homem começasse a cair num abismo caótico, nessa hora precisa é que os “deuses” retornariam para nos ajudar, ou pelo menos, ajudar os que quisessem tal ajuda divina (porque muitos não a querem, e eles respeitam o livre-arbítrio das pessoas).

Seria na hora mais negra da Terra que eles estariam dispostos a nos resgatar, curar, instruir, punir, e nos ajudar a começar novamente, desde que tenhamos aprendido de uma vez por todas a cumprir a Lei Maior da Harmonia, sabendo que tudo tem causa e efeito e todo mal cometido um dia retorna com efeitos multiplicados.

Segundo, até que ponto podemos “modificar” ou pelo menos abrandar a parte negativa das profecias com uma retomada de ações conscientes que procurem mudar a causa, para modificar por efeito as consequências?

Acredito que profecias globais, como guerras, doenças, fomes e cataclismos (os 4 Cavaleiros do Apocalipse), contudo, só podem ser mudadas se um número muito grande de pessoas mudasse o status de consciência e, em vez de materialismo, passasse a vibrar espiritualidade, e em vez de cobiça, passasse a vibrar caridade, e em vez de intolerância, passasse a vibrar compaixão, e em vez de violência, passasse a vibrar paciência, e em vez de excessos, passasse a vibrar temperança e,em vez de ódio, passasse a vibrar amor.

Um número suficientemente grande de pessoas em todo o planeta, ao modificar o padrão de sua mente, formaria o que chamamos de Egrégora, que tem força invisível para mudar o que é visível.

Porque uma coisa é certa, mesmo para quem não acredita em profecias; o resultado do que estamos vendo HOJE no mundo é o efeito acumulado de séculos de História, corrupção, mentiras e transgressões à Ordem Maior.

As profecias nada mais são do que a possibilidade de se antever os EFEITOS com base nas CAUSAS postas em movimento.

Daí não haver motivo em achar que se trate de algo místico ou sobrenatural. Uma ciência legítima que opera em bases que ainda não compreendemos. Mas nem por isso deixou de ser verdadeira.

Ações são como flechas: uma vez disparadas, não tem como evitá-las.
Você só pode evitá-las enquanto elas estão na dimensão do pensamento e do desejo. Não mais como ação. A menos que encontre uma segunda ação que conserte a primeira. Isso não vale somente para profecias, mas para tudo na vida.

Então, olhe para o mundo lá fora e o status geral do pensamento da humanidade comum.
Você acha que essa humanidade que aí está, realmente, tem capacidade para mudar a marcha do Karma planetário já em ação?
Ou segue apenas confirmando o mesmo Karma com seu estilo de vida e pensamento?
Sendo Deus Onisciente, Ele já sabia que tudo seria assim.
E o Apocalipse é um livro que não admite correções.
Apenas… consumações.

Até porque as minorias de pessoas ainda boas e conscientes que ainda resistem nesse mundo corrompido, só poderão reedificar um novo mundo com base nos seus valores de Verdade depois que este mundo for limpo e expurgado de todo o mal. Afinal, nunca ninguém atira boas sementes num campo que não tenha sido muito bem limpo e preparado anteriormente para o plantio.

A mensagem para estas minorias é que resistam até o fim.
E aguentem firme, porque o tempo do expurgo planetário só está no começo…

JP em 11.03.2020

Comentários
Compartilhar