O primeiro monolito na Autrália veio coberto com códigos criptografados!

Adelaide: monólito coberto com coordenadas criptográficas aparece em Noarlunga perto da ponte Seaford Train

Por Shive Prema Para Daily Mail Australia

Um monólito misterioso coberto de coordenadas apareceu em Adelaide depois que estruturas semelhantes apareceram na Califórnia e no nordeste da Romênia.

Adelaide é a capital costeira cosmopolita da Austrália Meridional. Sua região de parques no rio Torrens abriga famosos museus, como a Galeria de Arte da Austrália Meridional, com vastas coleções, especialmente de arte indígena, e o Museu da Austrália Meridional, dedicado à história natural.

O monólito mais recente é uma estrutura prateada de três lados e três metros de altura que foi avistada pela primeira vez perto da ponte do trem Seaford em Noarlunga às 18h de quinta-feira, dia 10.12.2020

O monólito mais recente (na foto) é uma estrutura prateada de três lados e três metros de altura que foi avistada pela primeira vez perto da ponte do trem Seaford em Noarlunga.

***********************

Cada monolito aparece junto de um cenário relevante para a sua mensagem simbólica.
Este, o primeiro da Austrália, apareceu do lado de uma ponte.
O que estou escrevendo desde o começo?
Monolitos representam pontes, portas, acessos dimensionais superiores?

Mas sabe quando você verá os códigos criptografados em suas faces?
Nunca.
Isso porque os “homens de preto” já devem tê-lo removido de lá, para algum lugar que só Deus sabe.

Os monolitos estão dando a volta ao mundo. Começaram nos EUA, e já alcançaram o outro extremo do hemisfério (oriental, Austrália).

JP em 11.10.2020

Revisitando as coordenadas do monolito “humano” da Austrália

Muita gente que “conhece” de escrita alienígena julgou que estes números não estavam perfeitos para serem escrita alienígena (já viram ela?)
E também, aliens não usam parafusos em seus monolitos.
Então, são necessariamente humanos.

(Sobre isso, veja minha outra publicação, Monolitos são alienígenas ou humanos?)
Antes de mais nada, não obrigo ninguém a ler nada aqui. Se não acredita em nada disso, apenas não leia.

Então, vamos pontuar algumas coisas sobre as quatro coordenadas.
Eu convido a todos ao exercício de tentar considerar mais o conteúdo do que a aparência.
Muitas pessoas encontram grande dificuldade aqui.

A primeira coordenada nos leva a Trump Tower, nos USA. Uma referência direta aos USA (onde o fenômeno dos monolitos começou) e a Donald Trump, que está para entregar o cargo da presidência, o que vai mudar toda a história do planeta – e isso sempre interessou os Aliens, tanto que Valiant Thor, em 1957, escolheu o Pentágono norte-americano para visitar e tentar obter dos líderes da potência mundial alguns acordos que pudessem frear as ameaças de Guerra na época (Guerra fria).

A Trump Tower é um arranha-céu localizado na cidade de Nova Iorque, NY, USA.

Por outro lado, um ex-chefe da segurança espacial israelense fez uma estranha revelação recentemente:

“Os Objetos Voadores Não Identificados pediram para não publicar que estão aqui, a humanidade ainda não está pronta”, disse Haim Eshed, ex-chefe do diretório espacial do Ministério da Defesa de Israel, ao jornal israelense Yediot Aharonot.

Eshed acrescentou que o presidente Donald Trump estava ciente da existência dos extraterrestres e estava “prestes a revelar” informações, mas foi solicitado a não fazê-lo para evitar “histeria em massa”.

Isso explicaria a referência a Trump Tower.
Uma referência indireta a um assunto bastante direto envolvendo o presidente Trump e os extraterrestres.

Leia também  Mapa dos monolitos corresponde ao mapa dos super vulcões do planeta!

A outra coordenada nos leva a algum ponto das Ilhas Marianas do Norte, Micronésia, não longe da Austrália (e na Austrália esse objeto apareceu), embora sejam ilhas associadas aos USA.
Por que colocariam essas coordenadas?

Algum grande evento, como um poderoso terremoto atingindo a região nos próximos dias de alinhamento?
Isso seria uma prova bastante concreta para a autenticidade do objeto “aparentemente humano”.
Vamos aguardar.

Outra coordenada é 25,35°S e 131,04°E
E isso cai na Austrália, na região central, no país onde apareceu este monolito (cidade de Adelaide).
No MONOLITO Uluru!

Uluru (também conhecido como Ayers Rock ou The Rock – “a rocha”) é um monólito situado no norte da área central da Austrália, no Parque Nacional de Uluru-Kata Tjuta perto da pequena cidade de Yulara, 400 km a sudoeste de Alice Springs – latitude 25°20’40.54″ S 131° 02’07.25″ E. É o segundo maior monólito do mundo (depois de Monte Augustus, também na Austrália). Tem mais de 318 m de altura e 8 km de circunferência, e se estende em 2,5 km de profundidade no solo. Foi descrito pelo explorador Ernst Giles em 1872 como “o seixo notável.”

Além de uma referência direta aos monolitos em seu contexto, e acredito que seja também uma referência às bases UFO, geralmente situadas em regiões do tipo, desérticas, afastadas, e com grandes pedras, rochas, plataformas naturais por MARCO de entrada.

E finalmente, a coordenada que nos levou a Grande Esfinge de Gizé, diante das Pirâmides.
Eu fiz associações geométricas e matemáticas, demonstrando a relação entre estes monolitos (prismas triangulares) e as pirâmides e as latitudes de Gizé e de Teotihuacan, com todas as associações derivadas.

Porém, há outro detalhe ainda mais interessante, e ele é bíblico, consta na profecia de Isaias.

“Naquele tempo o Senhor terá um altar no meio da terra do Egito, e uma coluna se erigirá ao Senhor, junto da sua fronteira.
E servirá de sinal e de testemunho ao Senhor dos Exércitos na terra do Egito, porque ao Senhor clamarão por causa dos opressores, e ele lhes enviará um salvador e um protetor, que os livrará.”
Isaías 19:19,20

Muitos consideram que essa COLUNA erigida no meio da Terra do Egito seja uma referência às antigas pirâmides.
Porém, de uma forma mais atualizada, em contraste com o fenômeno dos monolitos, a profecia declara que, NAQUELES DIAS, fim dos dias, uma coluna seria erguida no Egito como sina de que Deus salvaria o seu povo.

Bem, este fenômeno dos monolitos pode ser parte do cumprimento dessa profecia em nosso tempo.
E a outra parte?
Quando aparecer um novo monolito diante da Esfinge, saberemos então… e saberemos se este monolito da Austrália, com suas coordenadas, é humano mesmo.
Ou não.
A menos que sejam de humanos com dom de prever o futuro.

Eu vi uma harmonia muito inteligente nestas quatro coordenadas.
Referências a alienígenas (declarações ligadas a Trump), referências a monolitos, a bases UFO, a eventos naturais (terremotos) e ao grande sinal da Esfinge, vigiando a humanidade.
Apesar das aparências rústicas da capa do livro…

Só nos resta aguardar!

Monolito Uluru nas coordenadas do Monolito da Austrália

Uluru (também conhecido como Ayers Rock ou The Rock – “a rocha”) é um monólito situado no norte da área central da Austrália, no Parque Nacional de Uluru-Kata Tjuta perto da pequena cidade de Yulara, 400 km a sudoeste de Alice Springs – latitude 25°20’40.54″ S 131° 02’07.25″ E. É o segundo maior monólito do mundo (depois de Monte Augustus, também na Austrália). Tem mais de 318 m de altura e 8 km de circunferência, e se estende em 2,5 km de profundidade no solo. Foi descrito pelo explorador Ernst Giles em 1872 como “o seixo notável.”

Leia também  Estação Espacial volta a registrar frota com centenas de OVNIs se aproximando da Terra

Uluru é notável pela sua qualidade de coloração variável de iluminação diversa que ocorre em diferentes horas do dia e do ano, apresentando ao pôr-do-sol uma visão particularmente notável. É feito de arenito impregnado de minerais como feldspato (arenito de arcósio) o que causa a emissão de um brilho vermelho ao amanhecer e ao pôr-do-sol. A pedra obtém sua cor ferruginosa da oxidação.

É sagrada aos aborígenes e tem inúmeras fendas, cisternas (poços com água), cavernas rochosas e pinturas antigas. Ayers Rock era o nome dado a ela por colonos europeus, em homenagem ao primeiro-ministro da Austrália Meridional Henry Ayers.[1] Uluru é o nome aborígene, e desde a década de 1980 foi o nome oficialmente escolhido, embora muitas pessoas, especialmente os não-australianos, ainda chamem de Ayers Rock.

Uluru é adjacente a um assentamento aborígene e a cidade turística de Yulara (cerca de 3000 habitantes). Não está longe de Kata Tjuta (também chamada de Olgas). Foram construídas áreas de observação especiais com acesso pela estrada e amplo estacionamento para dar aos turistas as melhores condições de visão do local tanto ao amanhecer quanto no crepúsculo.
Wikipédia

Ou seja,
um monolito indicando outro.
E indicando uma base ufológica naquela região.
Como muitos outros monolitos devem estar indicando.
Só pesquisar, fácil fácil de deduzir isso.

Isso porque o monolito australiano é obra humana!
Imagine se fosse alienígena, hein?

Monolitos aliens ou humanos?

Alguns acham que monolitos alienígenas nao devem ter parafusos, rebites.
Que devem ter tecnologia desconhecida, devem emitir sinais de galáxias distantes.
Muitos estão DETERMINANDO como deve ser o fenômeno, para que acreditem.

Mas podemos estar sendo testados na nossa capacidade de avaliar conteúdos acima e além das aparências.
Mesmo que os objetos tenham uma aparência de obra humana, isso não é o mais importante.

Primeiro,
por que razão Aliens deveriam expor sua tecnologia ao mundo?
O que eles estão fazendo é uma sinalização, e o conteúdo dela é o que mais importa.
A mensagem que tudo isso comporta, ainda que, propositalmente, peguem chapas e as parafusem.
Isso é o menos importante.
Até porque são infiltrados na sociedade humana.
Eu pergunto:
Sendo infiltrados, vão andar de carro nas cidades ou de naves?
(***)

Segundo
E lembrando também que ninguém ainda filmou esses objetos sendo colocados em seus pontos designados.

O momento que a Terra vive, e o momento crucial no qual a Terra vai entrar ano que vem, justifica todo o mistério, todo o teste e toda a mensagem que este incrível e novo, e rápido fenômeno global quer revelar.
E talvez a mensagem principal esteja escapando aos céticos:
São peças aparentemente humanas porque os Aliens são aparentemente humanos entre nós.

E ele pode estar tão perto de você, mas você, julgando pela aparência, não o enxerga, acreditando que ele lhe virá em naves e será azul com a cabeça pontuda.

JP em 13.12.2020

Comentários
Compartilhar