MistériosTecnologia

O mistério da Ilha Maury na mensagem do novo monólito

No dia marcado para um possível contato alienígena, dia 21 de Junho (veja links da matéria no final deste artigo), apareceu um novo monólito nos Estados Unidos, depois de quase dois meses do monólito mais significativo, na Romênia, dia 1 de maio, com um desenho representando uma explosão solar (EMC), que, de fato, aconteceu logo depois.

Esse novo monólito, da cidade de Des Moines, Washington, trouxe uma mensagem em estranho alfabeto, identificado depois como sendo o alfabeto do idioma Mandaloriano, da série de filmes Star Wars, e os autores secretos da mensagem desejaram, mais uma vez, vincular a mensagem com origem alienígena, como fizeram em outras ocasiões, a exemplo do monólito de Tribaldos, Espanha, dia 21.12.2020, com mensagem na escrita Klingon, da série Star Treck.

Para alguns que não entendem porque as mensagens vem em idiomas conhecidos na Terra (no caso, da série Star Wars, como já aconteceu com outros monólitos)
Simples demais de entender!
Se eles colocassem o idioma deles, ninguém na Terra traduziria
Então, precisam usar um idioma conhecido nosso, e o idioma do Star Wars faz essa conexão, dando a entender que eles não são daqui.
Essa é a razão
De que adiantaria enviar mensagens ao mundo em idiomas alienigenas puros e desconhecidos de todos que ninguém entenderia?
E pela mesma razão, po
r que enviar monólitos de alta tecnologia ao mundo que, geralmente, destrói os monólitos comuns que são enviados?

Tabela do alfabeto e números de 1 a 9, mais 0, na escrita Mandaloriana usada na franquia Star Wars

O sistema de escrita Mandaloriano consistia em vinte e seis caracteres e foi usado para fornecer um análogo escrito ao Mando’a falado. Apesar de não haver equivalentes F, X ou Z no Mando’a verbal, essas letras foram incluídas no alfabeto escrito para maior facilidade na transliteração de palavras estrangeiras.

Além disso, o monólito foi misteriosamente transportado e recolocado ao lado de um mural na cidade, perto da praia, com temática alienígena, referente ao evento Roswell, datado de 21 de Junho de 1947, há 74 anos (padrão 11-11 pois 47-74 somam 11).
E a latitude da cidade é 47°N (uma coleção de sinais associativos).

Na questão dos monólitos (os verdadeiros), eles se conectam em uma série progressiva, como os crops circles, e podemos estar diante da primeira confirmação de que a mensagem dos monólitos se alinha com a mensagem dos crops circles, procedentes de uma mesma fonte e inteligência: porque os recentes crops circles da temporada 2021 marcaram essa data, que eu anunciei várias vezes (21 de Junho) e no mesmo dia, quase dois meses de ausência de monólitos legítimos, neste dia aparece um monólito misterioso com todas as referências alienígenas possíveis.

Artigos relacionados

Ja tivemos centenas de monólitos, muitos deles, obras de arte humana, mas nem todos.
Na contagem que eu fiz, creio que este novo monólito do Solsticio de Junho é o SETIMO MONOLITO a conter uma mensagem altamente significativa, como alguns outros da classe especial.

Relembrando:

O importante monólito da Bolívia, Santa Cruz, Samaipata, dia 17.12.2020, com mensagens em quatro idiomas (hebraico, árabe, chinês e russo).

O monólito de Tribaldos, Espanha, dia 21.12.2020, mensagem em idioma Klingon, da série de filmes Star treck.

O monólito da Turquia, em Gobekli Tepe, o sítio mais antigo da humanidade, no dia 05.02.2021, com idioma turco antigo (Gokturk).

O monólito da Catalunha, Espanha, em 10.04.2021, com mensagem em hieróglifos egípcios e os símbolos egípcios do Olho de Hórus e do Escaravelho.

O monólito de Cedar City, USA, dia 02.04.2021, com o Olho de Hórus, um pequeno sistema tecnológico e, dentro de uma gaveta com numeração, mensagens em plaquinhas de cobre.

O monólito da Romênia, em 08.12.2020, com mensagem em idioma dos filmes do Predador (alfabeto Yautja), outra referência alienígena.

E agora, o novo monólito, nos EUA, em idioma da série Star Treck, o sétimo desta categoria.

Fora outros vários monólitos com inscrições mais simples, símbolos e coordenadas, incluindo algumas associações com crops circles locais e figuras traçadas no chão.
Mas a lista dos SETE, aqui, se referem a mensagens completas em idiomas codificados.

Conexão com recentes crops circles

Pelo menos em três crops circles da temporada 2021, do mês de Junho, pareciam indicar a data de 21 de Junho, o dia do Solstício, e num deles, o crop circle de 8 de Junho, em Mud Lane UK, ao lado do eclipse solar de 10 de junho e uma segunda posição da Lua que indicava o dia 21, eles coloracam um círculo e cruz, símbolo UFO (Roda de Ezequiel, disco solar sumeriano, etc) que eu interpretei como um possível contato alienígena na data marcada, 21.

E também, no crop circle JP, do dia 15 de Junho, algumas coordenadas me levavam à mesma data, além da referência ao símbolo usado no tema da imagem, parecendo dois chifres de carneiro, fazendo analogia com as antigas trombetas de Israel e seus anúncios importantes. Algo de importante seria anunciado ao mundo em 21 de Junho.
Só nos restava esperar…

A mensagem

?AURY ISLAND FIRST
SORRY ABOUT THE DOG
DAHL DID NOT AD?IT

Português:

?AURY ILHA É A PRIMEIRA
DESCULPE PELO CÃO
DAHL NÃO FEZ AD?IT

A mensagem parece ter duas vertentes, uma abstrata e simbólica, e outra, objetiva e direcionada. A primeira leitura, com o termo ?ACRY (em vez de ?AURY) nos levou ao campo da abstração e dos símbolos místicos relacionando este monólito com os anteriores.

Tudo porque as letras C e U tem uma grafia muito semelhante no idioma mando’a.
Por isso, a mensagem parece admitir as duas vertentes.

Agora, com o termo AURY ISLAND (Aury incompleto para MAURY, porque uma interrogação foi posta na frente), podemos interpretar a mensagem de forma objetiva.

Então, se o primeiro sinal de interrogação significa M (oculto), o segundo significa o mesmo.
E a mensagem total fica (com ? = M)

“MAURY ISLAND FIRST
SORRY ABOUT THE DOG
DAHL DID NOT ADMIT”

Ou seja, a interrogação significa a letra M, que eles não colocaram na mensagem original, dificultando um pouco.

“ILHA MAURY, A PRIMEIRA
DESCULPE PELO CÃO
DAHL NÃO ADMITIU”

Agora, podemos entender a mensagem objetiva aqui:
O Incidente da Ilha Maury!

O incidente da Ilha Maury refere-se a alegações feitas por Fred Crisman e Harold Dahl sobre a queda de destroços e ameaças de homens de preto após avistamentos de objetos voadores não identificados no céu sobre a Ilha Maury em Puget Sound. A dupla alegaria mais tarde que os eventos ocorreram em 21 de junho de 1947.

(A data do monólito, 21 de Junho de 2021, 74 anos depois deste incidente), e o grande mural naquela cidade onde o monólito apareceu, Des Moines, Washington, parece encaixar aqui).

História inicial
Em 29 de julho, Arnold entrevistou Harold Dahl, que relatou:

“Em 21 de junho de 1947 à tarde, por volta das duas horas, eu estava patrulhando a baía leste da Ilha Maury […] Eu, como capitão, dirigia meu barco-patrulha perto da costa de uma baía na Ilha Maury. A bordo estavam dois tripulantes, meu filho de quinze anos e seu cachorro. Quando ergui os olhos do leme do meu barco, notei seis aeronaves muito grandes em forma de rosca “

Dahl afirmou ainda que um dos objetos “começou a cuspir o que parecia ser milhares de jornais de algum lugar no interior de seu centro. Esses jornais, que se revelaram um tipo branco de metal muito leve, caíram na terra”. Dahl relatou que a substância que se assemelhava a rochas de lava em seu barco, quebrando o braço de um trabalhador e matando um cachorro.

Dahl disse que seu oficial superior, Fred Crisman, investigou. Dahl também afirmou que mais tarde foi abordado por um homem de terno escuro e disse para não falar sobre o incidente. Crisman, quando entrevistado, relatou ter recuperado destroços da Ilha Maury e ter testemunhado uma nave incomum.

A História posterior

Em 24 de junho de 1947, o piloto privado Kenneth Arnold afirmou que viu uma série de nove objetos voadores brilhantes não identificados voando pelo Monte Rainier a velocidades que Arnold estimou em um mínimo de 1.200 milhas por hora (1.932 km / h).

O relatório de Arnold obteve cobertura nacional de notícias e sua descrição dos objetos também levou a imprensa a cunhar rapidamente os termos disco voador e disco voador como termos descritivos populares para OVNIs.

Depois que sua história foi divulgada, Arnold foi contatado por Raymond A. Palmer , editor da revista de ficção científica Amazing Stories.
Palmer relatou a Arnold que uma história de dois patrulheiros do porto em Tacoma que supostamente possuíam fragmentos de um “disco voador”

Palmer solicitou que Arnold voasse para Tacoma para investigar, e em 28 de julho, Palmer transferiu $ 200 para Arnold para financiar a investigação.

E mais tarde, no mês de Julho do mesmo ano, o famoso caso Roswell.

O Caso Roswell, ou Incidente em Roswell (em inglês: The Roswell Incident) se refere à queda, em julho de 1947, de um objecto num rancho próximo à cidade de Roswell, no estado do Novo México, nos Estados Unidos, de início identificado como um disco voador, segundo o primeiro comunicado à imprensa feito pela Base Aérea local, que o desmentiu pouco depois, afirmando que teria sido um balão meteorológico.


(Wikipedia)

Esses relatos desvendam a mensagem.
Dahl, a testemunha que alega um incidente ufológico ANTERIOR A ROSWELL, datado de julho de 1947, teve seu relato acobertado, da mesma forma como Roswell.

Ambos são considerados FARSA E MITO na história americana “oficial”.

A imagem pintada no mural é um retrato do Incidente da Ilha Maury.

No relato, existe um CÃO, que teria sido morto pelos objetos da nave.
Daí o pedido de desculpas:
DESCULPE PELO CÃO

Talvez, a mensagem completa diga:
DESCULPE PELO CÃO (de Dahl, a testemunha).

DAHL NÃO ADMITIU!

Aqui está o mistério todo.
Ele, Dahl, não admitiu o que?

Esse jogo de palavras, esse trocadilho de letras, a começar pela letra M substituída por interrogações (? = M), fora do alfabeto Mando’a, e essa associação entre DAHL e seu cão morto no evento, segundo seu relato.

E o que ele não admitiu, confessou, aceitou, tolerou, assumiu?

Alguma parte da história não contada, mal contada ou ABAFADA por homens de preto e pressão dos governos?

Creio que a sugestão final da mensagem seria esta.
Depois da pressão do governo, DAHL foi obrigado a NÃO ADMITIR seu relato.

E o caso se tornou ficção científica.
Exatamente como a série STAR WARS, ficção científica dos cinemas.

A história da Ilha Maury em temas de livros…

Porém, talvez este monólito voltou no espaço e no tempo, no mesmo dia e localidade do evento, 74 anos depois, para dizer que TUDO FOI VERDADE.

E que o evento da Ilha Maury realmente foi o primeiro evento ufológico dos EUA antes de Roswell no mesmo ano.
Essa seria realmente uma grande revelação alienígena programada para o dia 21 de Junho, conforme eu previ nos crops circles.

E se o evento da Ilha Maury foi real, o de Roswell também foi.
E muitos outros abafados pelas inteligências do governo!


Ainda uma conexão interessante.
Um dos monólitos mais intrigantes, que apareceu em UTAH, USA, em 2 de abril deste ano, mandou a enigmática mensagem
HUMAN MAY 4 th (e coordenadas que caiam numa região a sudeste da China).
Entre as interpretações, o significado duplo

HUMANO 4 de MAIO (e)
HUMANO PODE 4° (dimensão)

A primeira tradução nos levou ao dia 4 de maio.
Que é o dia mundial da série STAR WARS.
E a segunda, humanos podem (4° dimensão) nos levou a interpretação de monólitos como artefatos tecnológicos capazes de abrir portas na quarta dimensão.

Ora, o idioma usado desta vez no monólito foi o da série Star Wars, o que significa que esta mensagem se conecta com a mensagem daquele monólito da data de Star Wars.

Rodfiled Lane UK, 21.06.2021

E no mesmo dia 21 de Junho, da mensagem alien a ser anunciada, um belo crop circle em forma de ESTRELA (OU UFO?) apareceu na Inglaterra, mesmo dia do Monólito do incidente da Ilha Maury, quando a testemunha Harold Dahl declarou ver seis naves enormes em forma de ROSCA.

Seria algo semelhante ao crop circle do mesmo dia 21?
Conexão Monólitos-crops circles?

Veja também:

JP em 27.06.2021

Comentários

Botão Voltar ao topo