Benjamim Solari Parravicini – o homem que falou a verdade sobre os Anunnaki

Ele não foi cientista, mas tinha a alma de um artista, sensível, mente antenada com a natureza e a beleza do universo…

Ele não estudou em Harvard, mas viajou numa nave venusiana e teve uma missão reconhecida por extraterrestres, que confiaram na sua pureza para lhe revelar os seus maiores segredos…

Ele não fazia cálculos, apenas pintava e tocava seu instrumento… e a música das cores lhe despertou os sentidos da visão além…

Seu laboratório era a sua imaginação pulsante e sensível, e sua fonte de revelações, a inteligência extraterrestre em pessoa… num contato direto com os seres inteligentes do Universo.

Na década de 1930, Zecharia Sitchin ainda era um adolescente quando Parravicini começou a fazer incríveis revelações sobre UFOs e a verdadeira origem dos Anunnaki, além de muitas outras profecias que o tornaram o verdadeiro patrono da Ufologia Moderna, isso muito antes do evento Roswell 1947, que popularizou o fenômeno UFO.

A tal “data limite” do Espiritismo simplesmente desaparece, desintegra-se, ante o brilho insuperável do conjunto de revelações de Parravicini sobre as inteligências extra-planetárias. Não tente reagir, amigo, munido de crenças, apenas se abra ao novo, e ao conhecimento que você ainda ignora sobre este notável vidente.

Porque é preciso saber mais para poder opinar e avaliar melhor…

Todos nós sabemos que, entre um acadêmico munido de intelectualismo e um homem com alma de criança, com a mente aberta para o Universo, sem especulações e teorias de cunho próprio, os Alienígenas sempre escolherão as “crianças” da Terra, porque Jesus também as preferiu, ao dizer:
“Ocultarei estas coisas dos entendidos mas as revelarei aos simples!”

Pena, lamentável ver que, enquanto o mundo aplaude as teorias de Sitchin, ignora profundamente as luzes de Parravicini, olhos de criança que viram os mistérios das estrelas.
Um homem notável, que nada especulou e nem produziu teorias de próprio cunho, por mero intelectualismo, mas apenas abriu seus olhos e seus ouvidos para a dimensão da magia e do mistério…

Temos muita especulação teórica dentro desse meio ufológico, mas precisamos mesmo é de revelações genuínas através de uma mente privilegiada, que falou ao mundo não de coisas que deduziu, mas de coisas que apenas viu e ouviu, em seu estado de consciência desperta num contato direto.

A prova disso?
Praticamente todas as profecias que ele fez, e foram muitas, e em todas as áreas, se cumpriram ou estão se cumprindo rigorosamente.

É urgente iniciar uma série de publicações que resgatem o precioso, o inestimável legado do maior vidente do século, o conclamado Nostradamus das Américas, Benjamim Solari Parravicini.

Para que o espanto comece a modificar algumas mentes ainda congeladas em crenças ultrapassadas e teorias mortas, entrando em ressonância com a sua luz, e com a fonte legítima donde ela brilhou…

JP em 04.08.2020

Comentários
Compartilhar