EspiritualidadeEstilo de vida

O Messias de Matrix e a contradição humana

A série de filmes MATRIX tem se tornado uma verdadeira religião mundial no sentido de educar muitas pessoas na compreensão de que o mundo é uma MATRIX de aprisionamento.

Muita gente educada pelos modismos da Internet mistura diálogos do roteiro de Matrix com concepções banais de Física Quântica (que ninguém entende mas adora usar como rótulo de discursos vagos) para lançar suas teorias, suas doutrinas, sua postura perante a vida no entendimento da consciência a ser definida perante o mundo… ou MATRIX.

Só que no mesmo filme MATRIX existe um Messias, um Salvador. NEO, que no final, salva os habitantes despertos de ZION do ataque das máquinas inteligentes.

Até o papel da morte por sacrifício no final do filme, o Messias NEO cumpriu, trazendo o fim da guerra e a paz ao mundo dos remanescentes de MATRIX.

Ou seja, as pessoas aceitam de bom grado um MESSIAS DIGITAL, fabricado pelas empresas cinematográficas bilionárias (filmes também produzem MATRIX de adormecimento da consciência) mas repelem totalmente o MESSIAS REAL, Jesus Cristo, dizendo que ele é mero fruto de distorção religiosa manipuladora.

Muitos dizem não precisar de Messias e Salvadores, que Deus já está dentro delas (mas ao menor probleminha de saúde, correm para o Hospital, passando em médicos e se entupindo de remédios e vacinas… mas elas não tem o poder de Deus dentro delas? Por que não acionam ele?), porém, aceitam de bom grado o Messias digital de Matrix.

A contradição humana aumenta na mesma proporção do seu adormecimento.

O próprio filme MATRIX produziu inúmeras matrix de adormecimento de consciência na mente dos seus seguidores e apreciadores… a mesma humanidade é quem está cavando buracos sobre os próprios pés onde haverá de tropeçar e cair abismo abaixo.

Muitos acreditam mesmo que o Universo inteiro é uma simulação digital.
Tem até teorias científicas modernas que defendem isso.
Colocaram realidade virtual digital no lugar da realidade espiritual consciente.
E ainda se acham “despertos”…

Ao menos, uma verdade existe neste filme:

A tecnologia na mão dos poderosos serviria para idiotizar a humanidade, vivendo uma falsa realidade em seus sonhos de consumo.

JP em 30.04.2021

Comentários
Compartilhar

Botão Voltar ao topo