O Grande Sinal de Deus

Agora, uma analogia sobre o Grande Sinal de Deus em 23 de Setembro.
Bom, o Apocalipse 12 disse que o sinal das estrelas no céu será para anunciar uma Criança que vai nascer, certo?
Como um novo Messias (porque Jesus já nasceu, não é bem ele).

Essa Criança assume, ao mesmo tempo, um significado pessoal e outro, coletivo (uma nova consciência planetária).
Mas os estudiosos disseram que esse mesmo sinal de 23 de Setembro apareceu na época de Jesus, quando ele nasceu, nas mesmas estrelas de Leão e Virgem.

Jesus era, ao mesmo tempo, uma pessoa humana, e também o mensageiro de uma nova consciência crística que se tornou coletiva com o tempo.

Oras, aconteceu alguma coisa marcante para provar o nascimento do Menino naquela época? Sim.
E foi a Grande Estrela de Belém. Não é?

Então, se a gente for pelo mesmo caminho, se vai nascer um Messias nesse dia, então tem que repetir o mesmo, Deus tem que mandar um tremendo e inconfundível Sinal no céu.
Como a Estrela de Belém que levou os reis magos até Jesus, e que, entre tantas teorias, dizem que foi um Enorme UFO no céu, porque a Estrela se moveu e levou os reis até a manjedoura.

Só que estrelas são objetos fixos, não se movem no céu.
Então, a teoria UFO é bem aceita. Extraterrestres e Inteligências do Universo estavam guiando a humanidade ao Filho de Deus encarnado.

A mesma coisa fala nos Evangelhos sobre esse Sinal, só que para o futuro, futuro que é agora, e nos Evangelhos consta a referência da visão Filho do Homem nas nuvens por toda a humanidade.

Em outra passagem do Evangelho de Mateus, consta ainda que a Vinda do Filho do Homem será como um relâmpago que se mostra no céu, andando do Leste ao Oeste. E esse relâmpago SE MOSTRA, E SE MOVE DO ORIENTE AO OCIDENTE… algo a ser visto por todo o mundo naquele dia do percurso deste “relâmpago” nos céus.

Se Deus realmente quer mostrar ao mundo que o Filho dele nasceu nesse dia 23/09/2017, ou depois desse dia, talvez, então Ele irá provar isso com um tremendo sinal. É o que eu entendo de tudo isso.

Embora para mim sejam desnecessários sinais nos céus, Deus sabe o que faz, e ficarei feliz em poder ser testemunha de tudo isso!

(Matéria de 22 de setembro de 2017, um dia antes do grande sinal do Apocalipse 12).

Para entender nosso tempo à luz das profecias.
Tudo porque os sinais cósmicos só aumentaram desde 23 de setembro de 2017, um após o outro, cumprindo todas as profecias relacionadas ao final do grande ciclo da civilização atual.
Não basta fazer leitura de profecias antigas, é preciso fazer claramente essas leituras, para que elas não sejam injustamente marginalizadas pela opinião pública.
Porque erradas não são as profecias, e sim, as muitas interpretações que se fazem delas sem qualquer compromisso com a Verdade.
E a grande verdade é que vivemos um tempo em que muita gente explora os textos sagrados para fazer sensacionalismo apocalíptico visando curtidas, fama e lucro na Internet.

JP em 26.07.2020

Veja também:

Comentários
Compartilhar