O Caminho dos Anjos

A Revelação de LUCAS 20 (o tema da controvérsia com os Saduceus sobre a RESSURREIÇÃO DOS MORTOS), porque esta passagem é pouco conhecida, pouco divulgada. Falsos doutores têm feito vista grossa sobre ela, mas ela desvenda muitas coisas. Por exemplo, ela explica porque os 144 mil eleitos de Cristo e assinalados com o sangue do seu pacto nas testas, conforme o Apocalipse 14, são almas vestidas de branco e compradas da Terra em estado VIRGINAL, isto é, puros, imaculados, CASTOS.

LUCAS 20, OS SADUCEUS E A RESSURREIÇÃO:

“E, chegando-se alguns dos saduceus, que dizem não haver ressurreição, perguntaram-lhe,
Dizendo: Mestre, Moisés nos deixou escrito que, se o irmão de algum falecer, tendo mulher, e não deixar filhos, o irmão dele tome a mulher, e suscite posteridade a seu irmão.
Houve, pois, sete irmãos, e o primeiro tomou mulher, e morreu sem filhos;
E tomou-a o segundo por mulher, e ele morreu sem filhos.
E tomou-a o terceiro, e igualmente também os sete; e morreram, e nào deixaram filhos.
E por último, depois de todos, morreu também a mulher.
Portanto, na RESSURREIÇÃO, de qual deles será a mulher, pois que os sete por mulher a tiveram?

E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se, e dão-se em casamento;
Mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dentre os mortos, nem hão de casar, nem ser dados em casamento;
Porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição.
E que os mortos hão de ressuscitar também o mostrou Moisés junto da sarça, quando chama ao Senhor Deus de Abraão, e Deus de Isaque, e Deus de Jacó.
Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para ele vivem todos.
E, respondendo alguns dos escribas, disseram: Mestre, disseste bem.
E não ousavam perguntar-lhe mais coisa alguma.”
Lucas 20:27-40

Ela explica a necessidade de Anjos se separarem dos homens e seguir seu caminho em segredo. Porque esta é a grande maravilha que Jesus começará a realizar em seu retorno. Sim, tenho visto Jesus e tenho sabido da grande novidade, e a grande novidade é esta: ele começará a chamar da MORTE AQUELAS ALMAS PURAS que são suas. Os que já morreram, vão voltar da morte, e os que estão vivos, estes não mais morrerão, tudo porque estiveram em estado espiritual de CASTIDADE, de pureza absoluta no santuário, e agora poderão se dar ao luxo de QUEBRAR A RODA DO SAMSARA E NÃO MAIS MORRER. Estudem João 6 na íntegra! Estudem João 11 na íntegra. E depois, Apocalipse 11.

Porque todos nós sabemos que a RODA FATAL QUE PRENDE O HOMEM AO DESEJO É O SEXO em sua natureza animal, aquele FRUTO PROIBIDO que ainda está entalado na garganta de Adão… Então, aconselho a entrarmos melhor nas profundidades dos ensinamentos do senhor BUDA antes de ficar dando ouvidos a ensinamentos impuros de gurus demônios, em toda parte espalhados, com milhões de seguidores envenenados pela mesma serpente antiga…

Jesus nunca proibiu o casamento aos homens, mas o vetou aos Anjos, de forma clara e direta, sem parábolas.
E o matrimônio foi a instituição lançada pela Igreja que procurou preservar a família como algo sagrado, intocado, de interesse do Pai Celestial. O matrimônio é algo tão sagrado quanto a família, mas vivemos tempos em que tanto ele como a família estão sendo violentados pelas imundícies sexuais da moderna Babilônia… aquela Meretriz embriagada com sua taça de prazeres impuros, derramando sangue dos santos e dos profetas que ousam lhe contrariar… qual Jezabel a ser atirada aos cães em pedaços, muito em breve.

O Sexo, na natureza, como os outros instintos, cumpre uma função vital, a reprodução, daí que a mesma Natureza inventa o PRAZER SEXUAL para literalmente prender as criaturas na necessidade biológica da reprodução, que atua como uma roda, que gira do nascimento à morte impelida pelo eixo sexual.

É esta a raiz de todas as ilusões sensoriais vinculadas à carne, ao prazer e ao acorrentamento da alma ao corpo, da mente na matéria e sua densidade, gravidade instintiva de atração, esse eterno retorno ao pó… quebrar essa corrente, libertar-se desse chamariz venenoso do prazer sexual e todas as ilusões mudanas dele derivadas, é o primeiro passo do discípulo em estado de revolução da consciência. É o primeiro grito libertador contra a prisão de carne, e definitivamente, essa é a PEDRA que vai definir quem é forte e quem é fraco nesse caminho dos Anjos… aquela pedra de tropeço que escandalizará a muitos e a muitos esmagará…

“Disse-lhes Jesus: nunca lestes nas Escrituras? A Pedra, que os edificadores rejeitaram, essa foi posta por cabeça de ângulo, pelo Senhor foi feito isto, e é maravilhosa aos nossos olhos!
Portanto eu vos digo, que o Reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos. E quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á, e aquele sobre quem ela cair, ficará reduzido a pó!”
Mateus 21: 42-44

Há que se compreender a fundo essa passagem. A Pedra JESOD *Lua, é o FUNDAMENTO. A primeira ideia conceitual de PEDRA nos fala de algo sólido, algo muito duro, forte e estável que suporte um peso sobre si. A pedra basilar do Templo. Na questão do discipulado, essa pedra não é exatamente o SEXO, e sim, o controle sobre a força sexual, e não somente sobre ela, mas sobre os quatro instintos animais na raiz da natureza humana, a saber: instinto de agressividade que se torna IRA, instinto de conservação que se torna PREGUIÇA, instinto de nutrição que se torna GULA, e finalmente, instinto de reprodução que se torna LUXÚRIA.
Trata-se de uma pedra quadrada ou cúbica, e entre estes quatro *animais, é o controle sobre o SEXO que outorga força real ao discípulo, enquanto que a fraqueza carnal é o que derruba o templo.

PEDRA ANGULAR:
“Era a pedra fundamental usada nas antigas construções, caracterizada por ser a primeira pedra a ser assentada na esquina do edifício, formando um ângulo reto entre duas paredes. A partir da pedra angular, eram definidas as colocações das outras pedras, alinhando toda a cosntrução”.

A parábola de Jesus tem, portanto, dois alcances, e o primeiro se refere a Israel, a nação que IHVH escolheu para ser a pedra angular na edificação do Reino de Deus na Terra, servindo de alinhamento espiritual para as outras nações (os gentios) e Jesus anuncia que esse STATUS seria tirado dela, e dado às nações que apresentassem o FRUTO da vinha do Senhor, isto é, os frutos da espiritualidade legítima ligada a CRISTO, já que CRISTO e seu ministério foi rejeitado por Israel (até os dias de hoje).

O segundo alcance se refere à pedra angular de edificação espiritual no trabalho de todo discípulo legítimo e iniciado verdadeiro. E essa pedra se chama O CONTROLE CASTO DO SEXO e dos demais instintos animais na raiz da natureza humana.
Existe uma interessante relação entre esses quatro instintos fundamentais e o chakra-raiz, o chakra coccígeo, onde se aninha o poder serpentino do Kundalini, estático no homem comum e dinâmico no iniciado, e o dito chakra tem quatro pétalas (como a Cruz e o fogo sagrado INRI) e ele começa a despertar exatamente quando o controle sobre os quatro instintos começa, e sua energia somada (4) passa a se concentrar naquele ponto específico da coluna vertebral, o terminal inferior do sistema nervoso, fazendo um contraponto perfeito de estímulo cerebral, que é o terminal superior do mesmo sistema nervoso. Impressões sensoriais podem e devem ser encaradas como energia elétrica potencial do corpo humano e transmutadas e transformadas em energia mental consciente e direcionada, capaz de despertar os poderes ocultos do homem (os outros chakras do aparelho completo).

CASTIDADE é o nome desta Pedra lunar eleita (Jesod). Salomão, o edificador do primeiro templo, perdeu tudo quando cedeu aos costumes idólatras dos gentios e entrou em fornicação.
SEXO é a definição do Canal Polarizado da Vida, o qual, em seu nível primário, aborda a cópula carnal como veículo da reprodução humana, herança animal (o fruto proibido).

O conceito esotérico do SEXO é também vinculado ao conceito de PORTA (Dalet, 4° letra). Porque o Sexo é a Porta de entrada (nascimentos) e saída (mortes) da alma na existência física e no giro evolutivo/involutivo (Roda).
Tanto que 4+3+2+1 = 10, a Tétrade, Arcano 10, a Roda.
Investigue-se Gênesis 4, Êxodo 4, João 4, Apocalipse 4.
Ou seja,
Sexualidade animal = Porta de entrada e saída da alma na roda dos renascimentos, evolução e involução.
Sexualidade espiritual = Porta de entrada e saída da alma nos mundos divinos da consciência desperta (a sexualidade superior fala em almas gêmeas e transmutação da chama sagrada violeta, muito acima da cópula animal).

A problemática toda está no fato de que muitos seres humanos não suportam viver sem sexo, a problemática de um vício que foi muito enraizado na psique humana, um cravo doloroso e profundo de uma conduta equivocada que o Anjo Maligno fincou na base psíquica da raça e que, com o tempo, se tornou orgânico, luxúria que seguiu implantando falhas no DNA, falhas que se replicaram de geração a geração, desde a queda do Éden e de várias existências para cá, falhas que foram retirando os poderes superiores da mente humana e que seguiram controlando intensamente e de forma involuntária o Inconsciente Coletivo de toda uma raça que se fez caída na geração animal, e muitos dessa raça caída simplesmente enlouquecem sem sexo, não sabem viver a vida fora da raiz animal ativa, como uma compulsão interior invencível, sem ter o poder sequer de discernir o GRAU DE ESCRAVIDÃO em que suas almas se encontram nos domínios do instinto, a pior das escravidões…

Eis o INFERNO DE FOGO E LUXÚRIA dentro das zonas inferiores do psiquismo humano, aquele que, se não vencido EM VIDA, se converte no Inferno exterior de perdição e queda de uma alma corrompida nas espirais inferiores da Involução animal, vegetal e mineral : o Inferno de Dante é real!

No entanto, não se vence a força sexual tão facilmente. A menos que o discípulo desperte outro centro de gravidade em sua vida, o centro da consciência espiritual, recobrando e expandindo as antigas faculdades e poderes mentais perdidos com a queda animal, ele não terá poder de vencer a gravidade sexual e nem de lutar contra os monstros dos infernos psíquicos apenas com teorias ou argumentos intelectuais (base de areia), essa luta simbolizada pela heróica descida de todos os guerreiros do espírito, descida aos mundos inferiores da própria mente, como Hércules, Quetzalcoatl, Rá, Buda, Teseu, Perseu … e o próprio Jesus. Protocolo de toda a Iniciação é a descida aos Infernos dentro da própria mente para esvaziá-los de todos os monstros internos do EGO oculto.

Trata-se da primeira etapa do processo da transformação alquimista.
VITRIOL: visita interiora terrae rectificando invenies occultum lapidem… a Busca pela Pedra Oculta no interior da Terra-Corpo! Que é a mesma PEDRA ANGULAR que, agora, o discípulo tem nas mãos e com ela pode iniciar a reedificação do Templo do Espírito Santo! Mas a pedra oculta da Alquimia é mais do que isso: ela é também a própria raiz dual de vibração e frequência que toda alma reparte com outra diante da Árvore da Vida, que é o Espírito comum de dois, o que justifica porque muitas dessas descidas ao submundo são realizadas, nos mitos, por heróis gêmeos.

A pedra oculta também tem o sentido da Palavra Perdida, a Palavra de Passe dos Anjos ao mundo divino (paralelo ao sentido de PORTA). Porque o VERBO é a ferramenta dos deuses, e a pureza sexual, o meio onde a Palavra estabelece a Criação. A Palavra perdida pela qual o discípulo transfigura seus veículos em pura luz e assume imortalidade, reconfigurando todas as suas células, moléculas e reescrevendo seu DNA à imagem e semelhança dos deuses! A pedra da Alquimia e da transformação, na raiz dual da Árvore da Vida, o ponto de mutação!

E tudo isso é apenas o início da Jornada do AUTOCONHECIMENTO!

Cedo ou tarde, a energia sexual represada e não transmutada se torna estagnada no poço da mente, e se converte num criadouro de neuroses, tensões inconscientes e germens de maus pensamentos, e vai arrebentar em uma série de perturbações psicológicas, crises emocionais sem origem ou causa aparente, perversões sexuais e distúrbios comuns em ambientes monásticos onde o celibato é regra e mesmo na vida secreta de solteiros desajustados e adultos abusados na infância, casais em conflito, etc… tudo bem ao gosto da psicologia freudiana!

Só a força espiritual interior pode vencer a gravidade sexual. Sem ela, o homem apenas criará conflitos e sofrerá ainda mais dentro de batalhas internas que não pode vencer, como um barco a velas vagando a deriva sem força dos ventos a lhe empurrar no mar da existência. Não se pode lutar contra as bestas sexuais e instintivas sem uma arma potente a altura e capaz de dominar o animal interior na natureza oculta do homem. E esta arma foi sintetizada na fórmula transmutacional do Caduceu de Mercúrio, e ela envolve três poderosos instrumentos a serem usados de forma combinada: o controle da mente, o controle da respiração e o uso da Palavra criadora! Todos os três, relacionados ao signo de Gêmeos, ao qual o símbolo do Caduceu se vincula… já mais ao gosto da psicologia junguiana!

O EUNUCO ESPIRITUAL

“Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?
Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez,
E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?
Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?
Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.
Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.
Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar.
Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido.
Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.

Trouxeram-lhe, então, alguns meninos, para que sobre eles pusesse as mãos, e orasse; mas os discípulos os repreendiam.
Jesus, porém, disse: Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o reino dos céus.
E, tendo-lhes imposto as mãos, partiu dali”.
Mateus 19:3-15


Esta é outra passagem do Evangelho com uma abordagem muito direta, embora grandemente velada, sobre a temática sexual e a conexão espiritual com o celibato. Primeiro, os fariseus tentam colocar Jesus em armadilhas intelectuais para que, caindo em contradição em relação á Lei Judaica, pudesse ser desmascarado por eles perante o povo. Dai esta e outras perguntas “capciosas”. Eles quiseram realmente abordar os motivos de Jesus ao declarar que O CASAMENTO NÃO É PARA OS ANJOS, como ele menciona em Lucas 20, mas apenas para os humanos mortais comuns. Então, Jesus os remete ao início da Lei, no Gênesis 2, da criação do homem e da mulher por IHVH, o Espírito Santo de Deus.

A declaração “OS DOIS SE TORNARÃO UMA SÓ CARNE”, não é necessariamente ou somente uma declaração sexual explícita porque, vejamos, ela foi dada a ADÃO E EVA NA CONDIÇÃO DO ÉDEN, e certamente nos remete a um status de Alquimia e Androginia (representada pelos Querubins) que hoje é desconhecido da humanidade comum. Não está ali a falar de cópula sexual a moda dos animais, e sim, na fusão amorosa onde almas gêmeas realmente se tornam UMA SÓ CARNE E UM SÓ CORPO… até porque, na cópula sexual dos humanos comuns e caídos, os dois corpos continuam sendo… dois corpos, mais e mais separados na questão emocional, mais e mais desafinados na condição do AMOR!

A Alquimia do Éden é algo muito acima e além de uma mera conjunção de órgãos sexuais.


Tanto que a primeira relação sexual entre Adão e Eva que veio a resultar no nascimento dos seus dois primeiros filhos, Caim e Abel, foi realizada FORA DO ÉDEN, após a expulsão (Gênesis 4). Então, após a expulsão, uma nova lei foi promulgada para a humanidade dentro do aspecto legalizador da atividade sexual, comportando a instituição do matrimônio, a fim de evitar todo escândalo, promiscuidade e adultério, caso a sexualidade fosse liberada e desvinculada de todo compromisso civil perante as autoridades e instituições estabelecidas, dada a nova tendência promíscua do homem … bem da forma como já acontece em nosso tempo, com o matrimônio sofrendo todo tipo de ataque contra sua sacralidade, desvirtuando-o como sacramento. Mas isso já acontecia naquela época, de modo que a Lei de Moisés tinha que ser realmente dura contra todos os abusos sexuais a que homens e mulheres, em sua natureza animal caída, eram inclinados. Era preciso legalizar e sacralizar o ato sexual até em nome da pureza das gerações futuras. Por exemplo, os incestos, as relações sexuais entre parentes de sangue, etc. Poligamias, pederastias, zoofilias, e todas as outras perversões sexuais estavam debaixo de uma lei rigorosa.

Esse é o primeiro aspecto da análise. Aos homens e mulheres que não suportavam ficar sem o sexo (e a reprodução era de fato uma necessidade da natureza!) era importante então legalizar os relacionamentos e sacralizar o matrimônio. Questão de interesses do Criador nas gerações futuras, que precisavam manter sua linhagem, sua pureza, sua semente intacta e preservada da mistura com os povos pagãos e seus costumes degenerados, etc… porque sucessivas misturas genéticas entre espécies humanas geneticamente diferentes (não falemos em raças) tendem a ir dissolvendo a pureza da espécie original, e era isso exatamente o que o Senhor IHVH não queria ao criar a semente selecionada de Israel, provavelmente descendente de arianos-venusianos das origens indo-européias que se perdem nos tempos e na História.

Esses são os aspectos “legais” e “biológicos” dentro das questões do casamento e os interesses na reprodução e preservação da casta pelos instrumentos e dispositivos legais das instituições em defesa da família.
Mas há certamente outros aspectos envolvidos na declaração de Jesus, aqueles que falam do caminho dos anjos, apartado das vivências mais mundanas dos humanos comuns.
Porque certamente todas as leis que regulam vida, sexo, relacionamentos, missões e a existência eterna dos Anjos na Terra e no céu são muito diferentes e superiores em comparação à lei humana, codificada nos 10 mandamentos e outras leis menores da Torá.

“Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido”, certamente ele se refere aos antigos anjos que caíram, perderam seu status de anjo e perambulam pelo ciclo das existências como homens comuns, mortais, e com a memória cauterizada por tantas camadas de existências comuns e correntes dentro dos interesses horizontais da vida.
Mas aquela criança lá dentro nunca morre, e ela reconhece, cedo ou tarde, o chamado do Pastor… anjos entenderão o chamado, mas os homens comuns tomarão tudo isso como misticismo impraticável…

Fazer-se Eunuco não quer dizer se converter num ser impotente, e sim, transcender a sexualidade animal em sexualidade espiritual dentro de uma esfera de castidade de corpo e pureza de pensamentos, e além disso, compreender a sexualidade que vai em busca do par verdadeiro, da alma gêmea, a única alma em todo o universo que tem a outra metade da nossa frequência e vibração pessoal interior, e unidas, tais metades conquistam aquela nota-chave de abertura de todas as portas do universo, e nenhuma dimensão se lhes parecerá oculta, e possuindo tal vibração, suas duas asas de ascensão, é que almas gêmeas retornam à perdida Hierarquia dos céus. Porque somente ao lado dela alguém poderá viver o que se chama Amor Verdadeiro, que, saído de Deus, para Ele agora retornará e ao lado de quem todas as coisas farão sentido, todas as coisas se encaixarão e todas as coisas encontrarão portas para a ascensão infinita na energia do Amor Universal.

Note que o Apocalipse 7 nomeia os 144 mil eleitos conforme o raio espiritual (doze tribos e os doze signos do Zodíaco) e a alma gêmea que lhe compete (os animais da arca, os querubins, as duas colunas do templo, as duas barras da cruz, e outras simbologias).
Como podemos ver, falamos aqui em transcendência sexual, que significa o sexo em outra dimensão de experiência, completamente debaixo da lei de Deus e da presença do Amor verdadeiro que faz dois em um: a androginia dos seres evoluídos.

E, na parte final da parábola, Jesus fala nos meninos, e que deles é o Reino dos céus, isto é, homens e mulheres que souberam preservar a criança interior, pura, e como Adão e Eva, voltaram a andar pelo Eden, nus, sem qualquer tipo de vergonha, pudor ou emoção imoral dentro da alma.

Coisa praticamente impossível de se obter nas notas de envolvimento sexual dos modernos, que mais se excitam quanto maior for a “sacanagem”, se me permitem o termo, mas não há outro!

Não é que não exista a Verdadeira Sexualidade Espiritual.
Sim, ela existe, e ela é celebrada entre Anjos na qualidade de Almas Gêmeas, ou na linguagem bíblica, o Espírito Santo. E dela, por exemplo, versou o Anjo Rafael ao casal inocente do Éden, conforme o registro de John Milton, em seu belíssimo PARAÍSO PERDIDO, ao qual aconselho a leitura.
E essa forma de sexualidade divina regride ao próprio Éden, quando homem e mulher andavam nús sem se envergonharem. Porque uma Chama Violeta de esplêndido poder andava entre eles. E eles eram TRÊS EM UM.

Essa é a novidade que anda circulando nas dimensões superiores. A novidade de que Cristo retornará primeiro para os que já morreram e que são seus, e ele os tomará da morte para a vida. E os que estão vivos e nele esperam, em estado de castidade suprema, humildade e fé, estes ele levará em seguida, para não morrerem nunca mais.

Isso também explica todas aquelas aparições da Virgem Maria, chorando lágrimas de sangue por causa da imunda luxúria da humanidade, esse veneno que ainda não saiu do sangue do homem moderno e que continua atirando-o ao pó, porque disse o Senhor a Adão e Eva: SEGURAMENTE, SE COMERDES DO FRUTO PROIBIDO, MORREREIS. E o homem caiu na RODA do nascer-morrer se fazendo de desentendido do motivo real desse giro aprisionante, uma vez que se tornou ANIMALESCO, e como os animais, terá o mesmo destino.

O que trago é uma mensagem santa, pura, não tem nada a ver com esses ensinamentos modernos desses gurus que distorcem as coisas e colocam envelopes de santidade no sexo animal.
Este é o Segundo Nascimento, que vence a segunda Morte, conforme o Apocalipse. Este é o chamado de Cristo para os Anjos espalhados na Terra. Seu número é de 144000, e eles já estão reunidos, o Anjo do Sol já os selou.

Depois, uma outra multidão os seguirá: aquela que está seguindo os ensinamentos verdadeiros de Jesus Cristo e ouve a voz do Pastor, e não segue a voz dos pastores estranhos, já que são lobos disfarçados.

Atentem para essas passagens bíblica abaixo:

“Sabeis que preceitos vos demos da parte do Senhor Jesus que, como aprendestes de nós de que maneira deveis andar e agradar a Deus, como estais fazendo, abundeis cada vez mais.
Sabeis que preceitos vos demos da parte do Senhor Jesus.
Pois esta é a vontade de Deus, a vossa santificação, que vos abstenhais da fornicação,
que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra,
não na paixão da concupiscência, assim como fazem os gentios que não conhecem a Deus;
e que ninguém transgrida e defraude nisto a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como antes vo-lo dissemos e testificamos.
Pois Deus não nos chamou para imundícia, mas em santificação.
Assim quem repele isto, não repele ao homem, mas a Deus que vos dá o seu Espírito Santo.”
1 Tessalonicenses 4:1-8

“Isto vos dizemos pela palavra do Senhor, que nós os que vivermos, os que formos deixados até a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem;
porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, com voz de arcanjo e com trombeta de Deus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.
Então nós que estivermos vivos, e formos deixados, seremos arrebatados em nuvens juntamente com eles ao encontro do Senhor nos ares; e assim ficaremos sempre com o Senhor.
Portanto consolai-vos uns aos outros com estas palavras.”
1 Tessalonicenses 4:15-18

Palavras do grande apóstolo Paulo, que afirma ter subido ao terceiro céu (Vênus) e arrebatado em corpo físico, e ouvido do Anjo de Vênus todas as palavras do Espírito Santo. Elas podem ser conferidas em todas as suas mensagens verdadeiras. Paulo é claro ao afirmar que os mortos subirão primeiro.

Vocês não são obrigados a acreditar em mim. Mas uma coisa tenho que dizer: estas não são palavras minhas, são palavras que já estavam escritas há 2000 anos no Evangelho, palavras essas que os gurus demônios fazem questão de pular ou de interpretar de forma diferente.
Mas elas estão aí.

Quando os mortos voltarem, quando os vivos não mais morrerem, quando os 144 mil subirem ao céu em cortinas de fogo, então o mundo saberá que elas sempre foram verdadeiras, e que, no final, realmente a Verdade liberta! Mas aquele tipo de verdade que geralmente não está de acordo com os nossos desejos.
E então, eles conhecerão o AMOR VERDADEIRO, que é consumado dentro da Sexualidade dos Anjos, repito, que não tem nada a ver com o que os homens praticam, guiados por ensinamentos de demônios.

Não se pode servir a dois senhores numa mesma casa, que é o corpo. Não se pode servir ao desejo impuro e ao amor divino ao mesmo tempo, porque o primeiro destruirá o segundo. O Espírito Santo não habita morada onde arda desejos impuros e concupiscências. O Espírito Santo e real Ser de um homem só começa a lhe manifestar poder e consciência reais depois que o santuário é purificado. Até lá, o que guiará o homem são crenças, conceitos e concepções de natureza intelectual, e que podem ser transformadas com o tempo. Mas a Verdade não pode ser transformada porque é única e sempre a mesma. Daí a sua diferença em relação a instrução intelectual e erudição conceitual, o guia do dogma e da crença estagnadas.

Estudem com atenção o LIVRO DE ENOQUE, ele dá as coordenadas precisas sobre a queda dos Anjos, convertidos em demônios e espalhando ensinamentos impuros na humanidade, principalmente aquele tipo de ensinamento que faz todo anjo cair do céu e perder sua conexão com Deus, que são armadilhas carnais, sexuais. A história dos homens santos do passado, de todas as religiões, homens e mulheres marcados por uma castidade e santidade a toda prova, confirmam o que eu digo. Eles é que retornam hoje entre os 144.000.

Praticamente todo o Velho Testamento é permeado pela seguinte sentença de Deus aos seus filhos (os israelitas):
SEDE SANTOS, ASSIM COMO EU SOU SANTO!
O próprio Sumo Sacerdote (Aaron e seus sucessores) usavam na testa a sentença: SANTIDADE AO SENHOR!

O desejo do Senhor Deus, o Santo KADOSH DAS ESCRITURAS (Kadosh significa PURO) era exatamente esse, a pureza e a santidade em seu povo seleto, na verdade, um tempo e lugar onde muitos Anjos encarnaram (Israel, na antiguidade) para compor uma espécie de drama cósmico representando a saga dos Anjos caídos, da expulsão do Éden ao retorno da Terra Prometida, através do Filho Unigênito. De modo que a Israel ainda falta cumprir o sétimo e último ato desta peça dramática, que será receber o Anticristo e tomá-lo por Cristo, já que a mesma velha Israel assassinou Jesus Cristo e a Nova Israel, completando 70 anos em 2018, nunca o aceitou até os nossos dias como Messias…

KADOSH KADOSH KADOSH
SANTO SANTO SANTO O SENHOR DEUS DOS EXÉRCITOS!
A TERRA ESTÁ CHEIA DA SUA GLÓRIA (Isaías 6)

KADOSH KADOSH KADOSH
SANTO SANTO SANTO O SENHOR DEUS TODO PODEROSO!
O QUE ERA, O QUE É, O QUE HÁ DE VIR! (Apocalipse 4)

Não há, portanto, na Antiguidade e nem na modernidade, mistério divino maior do que aquele que aconteceu em Israel desde os seus primórdios, nem mestre, guru ou filosofia, antiga ou moderna, superior à essência pura do Cristianismo ali encenada. Nenhum guru de que parte do mundo ou época que seja, pode ser comparado a isso. E todo guru que realmente é de luz, ou Anjo que vem do céu, vem em Nome de Cristo e seu ensinamento reforça o Evangelho de Cristo.
O próprio Paulo afirma que, se algum Anjo ou Mestre apresentar evangelho diferente deste, seja amaldiçoado, porque não é Anjo de Deus (geralmente são demônios disfarçados).

A Verdade de Cristo não é antiga e nem moderna. Ela é eterna.
Não pode ser renovada ou modificada por liberalismos da atualidade ou por doutrinas e seitas saídas de “novas lideranças espirituais” que, na verdade, são lideranças do Inferno, tentando retirar das pessoas o caminho verdadeiro.
Todo Anjo verdadeiro e toda alma enviada do céu em missão de guiar os homens precisa demonstrar sua reverência a Cristo… até porque todos estes novos gurus e seus proselitismos, e suas seitas, e suas novas filosofias, todos eles estão voltando ao pó da sepultura, já que nenhum deles têm ressurgido dos mortos, como o Filho de Deus. São tão mortos quanto a letra morta que pregaram, apartada da Verdade de Cristo e da Santidade do Senhor.

Muitos ateus entram em debates para desqualificar o Senhor Deus por causa de suas fúrias, matanças e tudo mais… mas ignoram a verdade. Ignoram que o Senhor Deus, o Espírito Santo de fogo, a sarça Ardente de Moisés, o Primeiro Ser do Universo, é um SER SANTO E PURO EM ESSÊNCIA, e que sua Lei é bastante severa neste aspecto. E que, com espada de Justiça, Ele realmente destruía todos os seres que entrassem na concupiscência, sabendo que esta era a causa de toda queda, desgraça, maldade e morte entre os homens. Esta era e continua sendo a semente de toda a escuridão, maldade e destruição da humanidade.

E o pior, coisa que muitos ignoram, toda a luxúria e imundície somada da humanidade é que estão criando uma egrégora negra de manifestação do Anticristo e do Inferno, e além de contaminar toda a vida na Terra e poluir toda a natureza, e desestabilizar os elementos, enfim, essa egrégora de mente pecaminosa e luxúria, e pecados a ela associados, pretende materializar o próprio Inferno na Terra, cheio de sangue, violência e ódio, o que já está acontecendo diante dos olhos de todos, uma espécie de construção invertida do Éden por parte dos Anjos no princípio, construído com amor divino e energia da santidade e da palavra.

É só inverter e perverter tudo isso, é só introduzir concupiscência e violência em larga escala na humanidade, que a Egrégora do Inferno está pronta para subir à superfície. Porque o Evangelho diz que o Anticristo exigiria um meio totalmente impuro e violento para atuar com poder máximo,quando então, por ordem do Pai, o Espírito Santo cessaria a repressão do Mal e se retiraria do mundo, entregando a humanidade descrente e materialista à própria sorte e efeito de seus pecados acumulados.

Por tudo isso é que o Senhor IHVH era tão rigoroso, porque seu povo (os hebreus) sempre cediam ás tentações dos povos pagãos, suas orgias, seus cultos aos falsos ídolos, deuses da fertilidade, celebrados em imensos bacanais, sacrifícios humanos de sangue e outras barbaridades. Era exatamente isso que o Senhor Jeová queria evitar, para criar uma nação pura, separada dos costumes degenerados dos pagãos, fenícios, filisteus, babilônios, assírios, persas, enfim, com suas magias negras, suas goécias, invocações aos mortos, cultos idólatras, guias adúlteros e promíscuos… todos aqueles povos do passado que foram contaminados por demônios, conforme ensina o Livro de Enoque…

TUDO O QUE O SENHOR JEOVÁ QUERIA FAZER ERA RECRIAR EM ISRAEL A NAÇÃO DOS ANJOS. DAÍ SUAS REGRAS TÃO SEVERAS… ESSA MESMA NAÇÃO QUE, CRISTO, NA CRUZ, PROMETEU RESGATAR NA TERRA… que isso fique absolutamente claro agora! Jesus apenas deu uma continuidade lógica aos movimentos de Jeová no Velho Testamento no sentido de restaurar em Terra a nação dos Anjos celestes, muitos deles tendo caido e sido exilados (do Éden).

São estes ANJOS reunidos que hoje celebram com imenso gozo o retorno do Senhor justamente por causa disso… a ressurreição não só da carne, mas o regresso ao Status de Anjos em suas existências,e a cessação da morte!!!
Vida eterna nas dimensões superiores!

Porém, todas as vezes que o povo seleto de Israel caia em transgressões e cultivava os cultos e adorações aos falsos ídolos dos povos pagãos, IHVH primeiro enviava profetas para alertá-los. Mas, insistindo no erro e pecado grave para o povo que IHVH escolheu para transformar em ANJOS, a parte dos humanos mortais, aí sim o rigor era executado, seja com sentenças de morte, seja com exílio no cativeiro. Disse o profeta: TODO AQUELE QUE NÃO OBEDECE AS LEIS DE DEUS SE TORNA ESCRAVO DA LEI DOS OUTROS HOMENS!

E era sempre assim: Israel caiu em pecado com os cultos pagãos, e IHVH os deixou cair na escravidão do Egito para ensiná-los a Lei, causa e efeito. Mas IHVH teve misericórdia e os libertou pelo braço de Moisés. Depois da liberdade, Israel voltou a pecar, e IHVH o lançou no cativeiro de Babilônia, mas teve misericórdia e os libertou pelo braço do rei persa CIRO. Por fim, Israel voltou ao pecado, e IHVH os entregou ao poder dos romanos…e como sempre, Israel arrependida e em lágrimas pedia um libertador, e Deus enviou Jesus Cristo, ou Emmanuel, gerado pelo Espírito santo no ventre de uma virgem escolhida. Pois bem, Jesus veio e ensinou o caminho da libertação, mas os judeus entenderam que Jesus tinha vindo para liderar uma revolução contra Roma armado com espada e violência. Jesus porém disse: que adianta vos libertar do poder dos romanos se vocês ainda continuam escravos do PECADO?

Poucos judeus captaram essa sutil mensagem de libertação, mas todos os outros preferiam o criminoso Barrabás, simbolizando o anarquista, Lúcifer, porque este falava numa libertação com sangue, espada e revolta, ou seja, uma falsa libertação, que desconhece a obediência ao Pai (a prédica do Anjo rebelde), porque enquanto os judeus seguissem no pecado, novas escravidões eram questão de tempo, eram ciclicas mesmo, uma forma dura e necessária de KARMA. E os judeus e nem o resto do mundo entenderam a fundo o significado da maior escravidão que existe, a escravidão ao desejo impuro e ao pecado, que nos acorrenta a escravidão da Roda, o nascer-morrer incessantes, e depois nos atira na Involução dos mundos inferiores.

Tanto nesta ocasião como nas anteriores, IHVH falava num pacto e concerto que fez com Israel, porque tinha entregado a este povo PRIVILÉGIOS DE ANJOS, que nenhum outro povo conhecia, a saber, PRIVILÉGIOS DE CONHECIMENTOS, que poderiam mesmo transformar um homem num Anjo e numa divindade. O Segredo da Arca da Aliança e dos querubins guardiões do Éden… o primeiro pacto foi estabelecido com Adão, que o quebrou. O segundo, com Noé, e seus descendentes o quebraram. Depois veio o pacto com Abraão, igualmente quebrado por sua posteridade e, depois, o pacto com Moises (Arca do concerto), e o povo igualmente quebrou… depois o pacto com os reis Davi e Salomão, e a glória de Israel recuperada, mas tanto o povo como os mesmos reis pecaram, e todos os que vieram depois, e outra vez, o pacto foi quebrado, e o templo, destruído… lembrando que o templo destruído simboliza, primeiramente o corpo imortal de Anjo corrompido e entregue à morte e ao pó… e assim foi rolando a história de Israel que, atravessando o tempo dos profetas, chegou no tempo de Roma e da anunciação de Maria. A Cruz era o pacto final, o pacto de sangue entre Cristo e o mundo… mas, o que fez a humanidade com este pacto? Materialismo e concupiscência por toda parte, ateísmo, zombaria, fanatismo, violência, guerras, ódios, escravidão… e mais uma vez, o maior dos pactos foi quebrado quando o Nome de Deus foi atirado na lama e a Verdade de Cristo, desfigurada em sua essência original e eterna.

Sempre que Israel cultuava falsos ídolos em suas práticas imundas, o pacto era quebrado e a nação caia em desgraça, morria ou ia para o cativeiro, até que Deus levantasse novo profeta a libertá-los ou ensiná-los a voltar para o caminho da luz. Foi quando Deus levantou Jesus Cristo, o primeiro Espírito cristificado no nosso mundo (raça humana), mas Israel cometeu o mais hediondo dos crimes ao crucificá-lo, e DEUS nunca mais RENOVOU O PACTO COM AQUELA NAÇÃO, que foi dispersada aos quatro ventos (Diáspora) e muitas perseguições sofreu (a mais famosa, a perseguição do Nazismo), até que, voltando para sua terra em 14 de maio de 1948, celebrarão este ano uma geração naquele país (70 anos), contudo, DEUS NÃO RENOVOU A ALIANÇA COM ISRAEL (embora pensem o contrário) até porque ELES NÃO ACEITAM JESUS CRISTO COMO MESSIAS ATÉ OS DIAS DE HOJE, esperando por um Novo Messias que os liberte e os conduza outra vez ao status de nação gloriosa e divina sobre a Terra, a raça eleita… mas estão muito enganados, porque quem subirá lá a se fazer Messias é o Anticristo, e ele se aproxima depressa…

Tudo é muito detalhado nas Escrituras.

Jesus disse: “E COMO MOISÉS LEVANTOU A SERPENTE NO DESERTO, IMPORTA ASSIM QUE O FILHO DO HOMEM SEJA LEVANTADO!”
(João 3: 14)

Jesus faz uma alusão ao evento do Velho Testamento, quando Moisés ergueu ou confeccionou uma serpente de bronze numa vara ou haste para curar os hebreus picados por serpentes de fogo que lhes consumiam em dores terríveis e morte (simbolizando a luxúria insaciável). Moisés curou isso com a Transmutação.
O sentido da transmutação sexual é o que dá equilíbrio à sexualidade e tempera o desejo. Levantar o Filho do Homem é uma questão iniciática que transcende a sexualidade comum, tal qual a conhecemos. Anjos não se casam, é fato, mas Anjos conhecem a transmutação sagrada e secreta do Espírito Santo.

Salte para a mesma coordenada: GÊNESIS 3: 14 (sabendo que o número 314 é um código, porque é a soma do Nome SHADAI, Poderoso! Deus Poderoso, Shadai!)
Precisamente no Gênesis 3:14, IHVH, o Senhor, lança maldição sobre a serpente venenosa do Éden, aquela que fez cair Adão e Eva do estado de ANJOS. E declarou que ela rastejaria e comeria PÓ todos os dias de sua vida… ou seja, declarou a sentença de MORTE, comer pó, voltar ao pó, ser enredado na roda sexual, nos desejos contra os quais BUDA lutou bravamente em meditação e castidade… enfim.

A serpente não pode cair ou rastejar, como as serpentes de fogo que picavam e matavam os israelitas no deserto. Ela tem que ser controlada para gerar força, seu poder tem que ascender pela coluna vertebral e irrigar a raiz dos sete chakras com sua água energizada de vibrações… então quando se torna a serpente de bronze de Moisés, análoga às duas colunas de bronze do Templo de Salomão, Jakin-Booz, nomes reunidos a significar LEVANTADO NA FORÇA!

Agora passemos para ÊXODO 3: 14
Quando Moisés perguntou a Deus de Abraão, Isaac e Jacó pelo seu NOME, eis a sua resposta:
“E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU! Assim dirás aos filhos de Israel (os Anjos): EU SOU me enviou a vós!”

ISRAEL e israelitas assume um contexto simbólico que transcende a mera questão racial ou étnica. A questão da etnia judaica é pano de fundo. A verdadeira identidade dos Israelitas é a identidade ANJO: porque muitos Anjos encarnaram em Israel naqueles tempos, de Abraão a Cristo, e isso tem a ver com a promessa que Deus fez a Abraão, de lhe dar a posteridade tão numerosa quanto as estrelas do céu… porque estrelas, na linguagem esotérica da Bíblia e de outros escritos (como o Livro de Enoque) simbolizam ANJOS. Não arrastou o Dragão 1/3 das estrelas do céu com sua cauda, conforme o Apocalipse? Este é um símbolo da queda dos Anjos sob a influência da Serpente tentadora do Éden.

O Livro de Enoque diz que cada Estrela é o corpo-templo de um Anjo, e URIEL, o Senhor dos céus, o Primeiro Anjo, que é chamado O ANJO PREPOSTO A TODOS OS ANJOS, conhece cada estrela pelo seu Nome e as regula na marcha zodiacal.
URIEL é o Primeiro Anjo, o primeiro SER DIVINO modelado pelo pensamento de Deus (ELOHIM, o Verbo,a coletividade), aquele de quem LÚCIFER padeceu de inveja e tentou destruir a Obra… Estrelas, portanto, são Anjos. E Israel simboliza FORTE EM DEUS… ou seja, Anjos encarnados em missão, tentando se levantar do pó da terra para se unir aos seus irmãos no céu… aqueles que não caíram.
E CRISTO veio para redimir primeiro estes “israelitas” (anjos) e, depois, os gentios também (homens e mulheres comuns, não anjos).

Para completar a QUADRA, e quatro é sempre uma chave forte na Cabala, vamos agora para APOCALIPSE 3: 14…
“E ao Anjo da Igreja de Laodicéia, escreve: Isto diz o Amén, a Testemunha fiel e verdadeira, o Princípio da Criação de Deus”.
Certamente, João fala do mesmo DEUS que se apresentou a Moisés sob o nome EU SOU O QUE SOU (EHEIÉH ESHER EHEIÉH)

A sétima e última Igreja a completar a Iniciação Setenária dos Anjos, homens que levantam a serpente no deserto, como o mesmo Jesus. Sétimo chakra, o estágio final da ascensão do kundalini, a fonte do poder do deus em nós e de Deus no Universo… a raiz da Árvore da Vida vitalizou toda a planta, na íntegra!

A CRUZ DE CRISTO
Da Cruz de Cristo é que sai O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA.
Se ela simboliza o ato do Amor Maior de Cristo pelo mundo?
E outras simbologias secretas em torno do QUATRO… Quatro seres alados no trono, os quatro anjos nos ângulos do planeta, os quatro ventos e as quatro direções cardeais, as quatro letras do nome de Deus IHVH etc… Lembrem-se, sacrifício não significa somente SOFRIMENTO. Mas SACRO OFÍCIO…implícito na cruz de fogo (INRI)… o Verbo operando sobre os Quatro Elementos… o Éter, o Akasha, o quinto elemento, os quatro instrumentos da Magia ritualística
(espada-bastão-cálice-pentagrama) e essa CRUZ DE FOGO já aparece no nosso chakra fundamental ou RAIZ, situado no osso SACRO (Plexo Sacro) e que contém o potencial divino de energia-base da vida, o KUNDALINI, precisamente, aquela SERPENTE A QUE JESUS SE REFERE levantar no deserto, como ao Filho do Homem em si! E ele a levanta pelo PODER DO VERBO OU DA PALAVRA.
O excesso da visão sexista em muitas doutrinas está sutilmente roubando ou procurando apagar o poder verdadeiro da iniciação, o VERBO, que veio antes, muito antes da própria sexualidade na Criação.

São tantas conexões! Entenderemos a Cruz muito além da simples visão da dor e do sacrifício do maior amor do mundo, o que, no entanto, é sua visão mais sublime…e além disso, os Evangelhos mais os ensinos de Paulo reúnem a própria DOUTRINA CRÍSTICA EM TODA A SUA ESSÊNCIA, na qual habita o Poder da Palavra do Espírito Santo e embasa os mistérios da Iniciação crística para homens e mulheres que seguirem em vida o caminho da Santidade ao Senhor (Kadosh Le-IHVH), em seus trabalhos, estudos, vida santa, simples, caridosa, sem opulência ou abuso de qualquer espécie, conforme o Imitatio Christi!

Impossível descrever em uma única postagem sobre tudo o que abarca a cruz, seja na religião, na própria ciência, e em um mar de símbolos esotéricos antigos que precedem o próprio Cristianismo,encontrados por exemplo, entre os egípcios, os maias, os astecas, os celtas, os sumérios, enfim.
Muito secretamente, existe dentro da simbologia da cruz e do número 4 que, na cabala, é a letra DALET, que significa PORTA, o conceito do NOME DE DEUS acima de todos os poderes e forças, aquele que João 1 declara dar transformação radical dos homens em Filhos de Deus (aos que cressem no Seu Nome).

Existem bons textos e estudos que tratam de todas as simbologias em torno da cruz que é muito anterior ao próprio Jesus. A suástica, por exemplo, tão poderosa que Hitler a inverteu para simbolizar o poder da Alemanha nazista… dizem que é um símbolo que veio de Vênus… e o símbolo astrológico de Vênus, o planeta do amor, do fogo e do Espírito Santo da vida, traz uma cruz e um círculo, donde veio, por exemplo, a simbologia velada da Rosa-Cruz… isso é só uma amostra.
A cruz já era cultuada na América pré-colombiana como símbolo dos deuses…

Assim, SACRIFÍCIO = SACRO OFÍCIO = levantar a Serpente de Bronze na Cana (Kundalini na Coluna Vertebral) através do sacrifício do Instinto sexual, que é o mais forte dos instintos no ser humano! Deste imenso sacrifício (castidade suprema) é que brota a cruz de fogo a girar com vórtice ascendente, de baixo para cima, até nutrir todos os sete chakras e partes da árvore da vida, que morreu com a queda do Éden… mas pode ser restaurada pelo poder do Espírito Santo na cruz de fogo (INRI) atuando no chakra raiz e despertando a Serpente de Bronze simbólica.

O sacrifício dos Anjos, dos Santos, dos iogues, dos monges, de todos aqueles que conseguem transformar sexualidade animal em energia espiritual. A chave da transmutação, que todos eles conseguiam na base do poder da palavra, da oração, do mantra, do controle corporal e mental, da respiração regulada, enfim, numa soma de forças que, harmônicas, despertavam o Kundalini e iluminavam os sete chakras, completando as sete iniciações internas. E o exemplo de todos estes homens e mulheres de Deus na História, como São Francisco de Assis, como Buda, como o próprio Cristo, confirmam as minhas palavras.

Tudo começa lá no Éden, na serpente tentadora, quando o casal divino assume a forma sexual dos animais para si (o fruto proibido) porque eles trocavam energias através da SEXUALIDADE DOS ANJOS, e repito, que não tem nada a ver com a atual sexualidade humana (animalesca) e suas doutrinas (…). Essa forma sexual sagrada, baseada em Almas Gêmeas e na Chama Violeta, foi APAGADA da memória da humanidade desde a queda, o raros foram os mestres que falaram dela, ainda assim, nas entrelinhas, como Jesus e Buda. E como a Virgem Maria que, mesmo SOLTEIRA, gerou o Filho de Deus, demonstrando que o Espírito Santo pode mesmo atuar num corpo-santuário purificado sem a necessidade do contato sexual. A Virgem Maria é a prova mais substancial e concreta desta verdade que vos falo.

Depois da queda do Éden, veio o episódio do Gênesis 6, quando ANJOS, os Filhos de Deus, QUE NÃO PODIAM TOMAR O SEXO CARNAL, entraram em contato sexual com mulheres humanas, e caíram. Além disso, geraram gigantes, criaturas monstruosas, ou mesmo símbolo de demônios que passaram a dominar a humanidade. E veio o Dilúvio para purificar nas águas a Terra que se tornou pervertida e maligna em seus caminhos. E a Arca de Noé é, toda ela, um símbolo do mistério das almas gêmeas, querubins e o magistério do fogo sagrado do Espírito Santo!

Sim, Jesus disse ao velho Nicodemos que o Filho do Homem deveria ser levantado, da mesma forma como Moisés levantou sua serpente de bronze no deserto, e que NASCER DE NOVO era uma questão do poder da Água e do Espírito.
Há que se analisar as simbologias e termos bíblicos.

Nascer de novo realmente implica numa sexualidade transcendente e transcendental, e não é nenhuma destas modalidades empregadas, ensinadas e aplicadas no mundo moderno, e nem antigo, porque tal sexualidade resulta da ação direta do Espírito Santo (ou Chama Violeta) entre almas gêmeas, e desde a queda do Éden, Adão e Eva se separaram, o karma os separou e o destino os ligou a almas estranhas com as quais a chama violeta não pode ser acesa… e ficamos a rodar no giro fatal da serpente do desejo, nos unindo a almas estranhas e criando muitas conexões kármicas que só aumentaram nossas experiências dolorosas e o amargo aprendizado sobre o Amor Verdadeiro e Casto. O discípulo precisa levantar SOZINHO (no deserto da vida) a serpente de fogo na cana, sublimando suas águas sexuais com as técnicas disponíveis. A serpente traz o fragmento do Espírito em nós, e ela é nutrida por tais águas sublimadas muito puras e limpas.

Nascer da Água é sim uma questão de sexualidade transcendente que se relaciona diretamente a EXTREMA CASTIDADE, já que água simboliza limpeza, pureza, batismo. Maria era Virgem e banhada em águas de santidade, o que lhe fez merecer o beijo da Pomba do Espírito Santo! Nascer da água é se fazer extremamente puro e casto, limpando o Santuário físico. E nascer do Espírito é receber em santuário purificado o Beijo da Pomba do Espírito Santo, este que carrega a Palavra da Vida ou o Verbo de Deus, o único poder no Universo capaz de transformar um homem/humano em Anjo e Filho de Deus! Porque não se nasce de novo pelo poder da carne, do sangue ou do homem, mas se nasce de novo pelo poder de Deus manifesto no Verbo! O que o discípulo deve fazer é criar o meio de energia, fogo+água, onde o Espírito Santo carregando o Verbo do Segundo nascimento possa se manifestar. O Espírito precisa do meio para atuar, e o meio, nós o criamos pelo sacro-ofício.

João Batista disse que ele purificava os judeus com água, e os preparava para o Messias, aquele que os batizaria com o fogo e o Espírito Santo.

Sim, o Espírito Santo é representado pelo fogo, formando um dueto com a água no sentido de criar a Estrela Macrocósmica: os dois triângulos cruzados, que concebe o famoso CUBO DE METATRON. O Fogo da PALAVRA DIVINA fecundando as águas da Vida, águas que precisam estar sete vezes purificadas de todo ego, toda mancha, todo pecado, para que a Palavra do Espírito Santo caia sobre nosso corpo, mente e alma e opere seus prodígios… algo que não tem nada a ver com as encenações nas Igrejas evangélicas, porque o Espírito Santo que eu conheço jamais se manifestaria em mentes sujas, canais poluídos, corpos ardendo no desejo e no materialismo… mas Satanás opera engano, mentira e confusão em toda parte… então, saberão compreender o que seja o FOGO nas Escrituras, e quem é de fato o Senhor IHVH, que o profeta Daniel viu entronizado em chamas e rios de fogo… é o Primeiro Anjo, é Metatron, o Senhor da Lei dos Anjos e dos Universos, aquele que entregou a Moisés os mistérios e aquele que transfigurou Jesus em seu Filho Amado após a Cruz… e o tomou ao seu Trono!

Moisés levantou sua serpente de bronze no deserto, e com ela, curou as feridas mortais dos hebreus picados por cobras de fogo (ou seja, vitimados pela luxúria insaciável e suas consequências terríveis no corpo e na alma).
Jesus foi tentado no deserto por(simbólicos) 40 dias e 40 noites. O deserto da vida é o isolamento máximo para evitar o contato com as energias impuras do mundo e das pessoas.

DESERTO, nas Escrituras, desde o Velho Testamento, simboliza lugar de retiro, solidão e purificação, quase o ambiente que os antigos mosteiros, afastados do mundo e das mundanidades, procurava recriar aos seus ocupantes. Portanto, não há que se associar Deserto com supostas práticas sexuais ocultas envolvendo parcerias e supostos matrimônios… Deserto é purificação em estado de castidade, celibato mesmo, como monges e iogues, santos e santas, e todos estes homens e mulheres que se dedicaram ao caminho dos Anjos.
E quando a alma tinha sido batizada nas águas da purificação, então a Pomba do Espírito Santo lhe baixava pela coroa da cabeça (o chakra coronário).

O Espírito Santo, dentro do corpo do homem, atua no sentido de despertar as energias internas quando a água purifica o corpo-templo. Paulo insiste muito nessa nota, e na antiguidade, todos os mosteiros e ordens místicas secretas exigiam renúncia ao sexo mundano, castidade e celibato rigorosos de seus discípulos. As verdadeiras parcerias de casamentos alquímicos deveriam ser necessariamente procuradas no mundo astral aos pés do guru e na hora exata da maturidade. Aqui, no mundo físico, não é a consciência que elege parceiros, mas apenas os olhos do desejo.
A Água é também o batismo, o ensinamento, é toda palavra sábia e de poder do Espírito Santo capaz de despertar poderes internos no homem, quando ele alcança a devida nota de pureza e castidade. Um não pode atuar sem o outro. O exemplo da concepção sagrada de Maria é o melhor demonstrativo disso.
João Batista imergia os discípulos nas águas puras do rio Jordão, preparando-os com o batismo do conhecimento para a chegada do Messias.

Água, Espírito e Serpente de Bronze.
Isso nos leva mais longe.
As duas colunas do Templo de Salomão eram de bronze. Jakin-Boaz, a chave de entrada à Iniciação.
E diante da coluna direita, Jakin, havia uma enorme bacia com água limpa constantemente renovada, e diante da coluna esquerda, Booz, havia um altar de sacrifícios animais e vegetais ao Senhor IHVH,
Tanto a bacia de água como o altar de holocaustos eram feitos de bronze, como as duas colunas do templo, e como a serpente de Moisés.
Bronze, ou cobre, em outras interpretações,é o metal do Planeta Vênus no setenário mágico dos metais planetários.
É outra forma de dizer: a energia do Espírito Santo (Vênus) em ação, o raio da Vida, do Amor e da energia divina.

A Bacia de águas ficava diante da coluna direita, Jakin, enquanto o altar dos holocaustos, este ficava diante da coluna esquerda, Booz.
Todos os devotos de IHVH deveriam cumprir dois rituais de entrada ao Templo.
Primeiro, oferecer espécies animais e vegetais ao sacrifício no altar.
E segundo, tomar um banho (imersão) na Bacia, chamada Mar de Bronze.
E qual o significado cúltico disto?

Sacrifício de animais, quer dizer, dos INSTINTOS ANIMAIS, porque era inadmissível que discípulos carregando gula, ira, preguiça e, o pior deles, luxúria, fossem admitidos ao templo. Portanto, o altar de holocaustos representava o sacrifício sobre os instintos de natureza animal do corpo, estes que mancham o santuário em seus excessos.

E o Mar de Bronze era o complemento, era a água da limpeza e da purificação, á água do batismo que completava o Segundo Nascimento. Regar a raiz da Árvore da Vida com as águas transmutadas pela serpente desperta na raiz da mesma…

Então, aquele que nascia de novo, este poderia entrar no Templo, tomar parte da congregação dos Iniciados (e lá dentro, o metal muda, de bronze, tudo é feito de ouro, o ouro da presença do Cristo). E lá dentro ficava a Arca da Aliança, e querubins sobre ela e junto das colunas… a dualidade do Espírito Santo em almas gêmeas estava solucionada, e o discípulo/a entravam em estado de androginia vital e espiritual. E assim se faziam CANAL PERMANENTE das forças do Verbo, o Segundo Logos, a Palavra de Deus, nascidos da água e do espírito e convertidos em Filhos de Deus, a Unidade resgatada do Espírito Santo em almas gêmeas, Adão e Eva redimidos de sua queda do Èden, agora retornando pela mesma porta vigiada por dois querubins… com acesso direto à Árvore da Vida e seus frutos, e a Árvore da Vida é o poder da Palavra de Deus, que dá vida eterna, enquanto a Arvore da Ciência se relaciona aos mistérios da sexualidade, desde a animal (a que fez o homem cair do estado de graça) até a sexualidade espiritual (existente entre os Anjos).

Nascer do Espírito, portanto, é nascer da PALAVRA, e não do Sexo. O Sexo, em estado de castidade suprema, criará o meio propício, a terra fecunda e pura, onde a semente da Palavra é depositada: e o homem nascerá outra vez.
Não como homem, mas como Anjo e Filho de Deus,

Lembram-se do episódio da Escadaria de Anjos, vista por Jacó em seus sonhos? O sonho aconteceu na antiga cidade chamada LUZ, que é o mesmo nome do OSSO COCCÍGEO, onde descansa a serpente que precisa ser elevada no deserto, ou seja, o kundalini (em terminologia hindú). Depois da visão, o patriarca Jacó mudou o nome da cidade para BETEL (Bit.Al), que significa A CASA DE DEUS. E reparem nos códigos. Betel vale 443, soma 11 (Arcano 11, a força) e este é o mesmo valor numérico de outra palavra hebraica, BETULAH, que significa VIRGEM, CASTO/A. E Jacó untou a pedra sobre a qual repousou sua cabeça para dormir. A base da Igreja ou corpo-templo do Espírito Santo é a castidade, e sobre essa base é que homens ascendem na escadaria evolucionária até Deus. Sem castidade, sem pureza no corpo e alma, não existe evolução e nem ascensão do homem ao reino angelical. É a Pedra Cinzelada de Jesod, virtude lunar, sefirá nove, o nascimento, a base, a Virgindade, a Castidade.

Por isso, a serpente maligna atacou o homem em sua pureza original edênica. Quando as águas da fonte foram manchadas pelo desejo impuro, o edifício veio abaixo, o Espírito Santo deixou a morada de carne e o homem se tornou mortal, sofredor, doente, inconsciente.

Disse Deus que a serpente tentaria morder o calcanhar da mulher, enquanto a mulher lhe esmagaria a cabeça. Gênesis 3. Eis a simbologia. A mulher, no modelo EVA, é considerada na simbologia como fator de desejo tentador sobre a fraqueza primordial dos homens, o sexo. Enquanto a mulher, no modelo MARIA, é considerada a redentora do homem ao lhe gerar, em sua castidade vitoriosa, o Cristo interno, por causa da ação do Espírito Santo que é a Palavra do EU SOU.
A descendência crística da Mulher, portanto, CRISTO, é que esmagaria a cabeça da serpente maligna. Até lá, a serpente morderia os calcanhares de muitos homens e muitos anjos também, e envenenaria as duas colunas, pés, pernas, a base do templo, Jakin-Booz que, carcomidas pela concupiscência, se desintegrariam e não poderiam mais suportar o peso do templo, que ruiria e viraria pedra (a imagem da morte, do tornar ao pó e ficar eternamente preso na RODA DA FATALIDADE NASCER-MORRER). Mas, se as colunas são fortes e blindadas com o bronze ou cobre do fogo sagrado do Espírito Santo, a serpente não tem mais como morder ou pegar os homens em seu calcanhar de Aquiles. Então, ela é esmagada. Quando Buda recebe a Iniciação em estado de santidade, ele esmaga a cabeça da serpente ou, na alegoria budista, cessa o giro da roda ao dizer:
ARQUITETO, TU NÃO EDIFICARÁS ESTE TEMPLO OUTRA VEZ!
Belíssimo!
Jacó luta contra o Anjo e vence!

É só olhar para o mundo moderno e refletir sobre todas as coisas que estão fazendo com a sexualidade, a concepção, a genética, enfim, tudo onde reside a base na vida, o Sexo, e se esta base está comprometido, a Palavra de Deus, que é a Alavanca criadora, não pode atuar. E enquanto não se santifique, o ser humano continuará cego, surdo, pobre, miserável e nu, conforme declara a mensagem da Sétima Igreja dada pelo Sétimo Anjo. Vale a pena estudar as sete mensagens das sete Igrejas como mensagens veladas aos devotos da senda crística.

A verdadeira sexualidade dos Anjos não existe mais neste mundo. Ela é algo muito santo, muito sagrado, muito limpo… no Evangelho apócrifo de Natanael, a virgindade espiritual é tão poderosa que, quando Natanael interroga a Virgem Maria sobre o que seja ela, a Virgem lhe diz que não poderia falar tamanho mistério, senão o mundo começaria a ser desintegrado pelo poder de tamanha revelação!

Mas, para alcançá-la, como quem deseja alcançar outra vez as portas do Éden perdido, a primeira virtude é a santificação. E a segunda, a humildade ou esvaziar o ego dos conceitos e crenças. Junte-se a elas a Fé e a Caridade ou serviço ao próximo, e as quatro virtudes cardeais estarão reunidas para fornecer a chave do retorno ao mundo dos Anjos. A santidade, no entanto, é a primeira delas.
É a santidade o símbolo dos incensos aromáticos e seus perfumes florais que subiam aos céus e tanto agradavam a Deus, que então respondia às orações.
Há que se rever os conceitos bíblicos, um a um, e desvendá-los a luz da consciência santificada. A própria vestimenta branca como neve do Cristo transfigurado, dos Anjos e das almas ressurrectas, conforme os relatos bíblicos, fazem alusão a esse grau de pureza de alma capaz de receber cura, dons e a própria ressurreição do Espírito Santo enviado por Jesus Cristo.

Estava escrito que, no final dos tempos, um Segundo Cristo viria ao mundo para explicar todas as coisas, e abrir todos os mistérios que Jesus no seu tempo ainda não podia revelar. Atentem, porque ele já fala ao mundo! E agora saberão como reconhecê-lo.

Sem santidade ninguém verá a Deus.
Sem se tornar como criança, ninguém entrará no Reino dos céus.
Sem pureza das águas, as raízes da Árvore da Vida não rebrotarão.
Sem o batismo em águas cristalinas, ninguém nascerá de novo.
Porque tudo isso não é questão de teoria, doutrina ou seita.
É questão de Espírito.

Devo dizer que essa nota de mistério está presente em toda a Bíblia. É o ensinamento central dos Anjos que a codificaram para a humanidade. Anjos encarnados como Moisés, Aaron, Abrahão, Adão, Ezequiel, Salomão, Isaías, Esdras, Enoque, Elias, Davi, Noé, João Batista, os apóstolos, as duas testemunhas, a Virgem Maria e, obviamente, o líder dos espíritos, Jesus Cristo.

Falando de Cristo…
Lembram do que o diabo disse a Cristo no deserto? Atira-te daqui do alto… isso significa claramente uma TENTAÇÃO SEXUAL para que ele fizesse da mesma forma que os Anjos caídos no passado, e se convertesse num demônio…

E se engana quem pensa que a ação destes demônios foi só naquele tempo… ela está e sempre esteve ativa, desde que o mundo é mundo, vários desses demônios têm encarnado para dar continuidade a essa invasão e destruição da Verdade divina anunciada. E cada vez mais intensa a medida que Cristo retorna: demônios têm entrado em concílio dos Infernos para investir nas táticas de destruição dos Evangelhos, de diversas formas, procurando assim apagar nas mentes o Caminho, a Verdade e a Vida anunciada em Cristo e na sua cruz, morte, ressurreição e ascensão. ateus, gurus da mentira, materialistas, filosofias mortas e falsos canais do espírito…. todos eles se reúnem e trabalham ativamente entre os homens, mas o simples golpe do DESPERTAR nos torna imunes a tudo isso, mais a proteção invencível da Verdade anunciada nos Evangelhos de Cristo!

Gosto de evocar a cena do BEZERRO DE OURO, e enquanto Moisés subia a montanha sagrada para apanhar as leis da Vida e da Ordem vindas do Senhor, o povo edificava um deus ou ídolo, e mesmo libertos do cativeiro, tentaram evocar os velhos cultos idólatras do Egito, e se entregaram á todo tipo de lascívia, orgia e adultério… é claro que a Mão de IHVH caiu pesada sobre todos eles… e todos os outros que caíram na mesma armadilha da serpente…

Olhando para os Evangelhos que abrem o Novo Testamento, a Pureza já é celebrada no início na figura da VIRGEM MARIA… tudo começou a partir dela, e se quisermos que o Cristo venha a nascer no santuário da nossa alma, temos que nos tornar puros e castos como Maria, amoldáveis à Vontade do Senhor.
Essa é a tônica dos ensinamentos de Cristo, e essa tônica é especialmente expandida nos escritos do apóstolo Paulo.

Convido que todos releiam a Bíblia outra vez, com olhos de criança, não mais com olhos de desejo.

E para terminar, temos lá, no Apocalipse 17, a imagem de uma Grande Prostituta, certamente a antítese da Virgem Maria e Mãe dos filhos de Deus na Terra, aquela que se embriaga em taças de luxúria e sangue, sangue dos profetas que ela matou com todas as suas abominações.

Não fica difícil, portanto, entender estas coisas todas, se nossos olhos forem como os olhos de uma criança e nossos corações voltarem a tocar as cordas dos instrumentos de ANJO de asas partidas que um dia já tocaram… somente assim poderemos compreender as grandes verdades de Salvação contidas na Palavra da Verdade, que hoje em dia é combatida por ateus, por gurus demônio e todo tipo de inimigo direto e declarado da Verdade, cuja pedra base se chama CASTIDADE, PUREZA (JESOD-LUA), aquela pedra que é PEDRO, castidade, e será posta como pedra que esmaga o Inferno e não permite que ele suba… aquela pedra que se converte em areia de desejos na vida de muitos que não conseguem controlar suas paixões infames nos corpos, derribando todas as vezes o santuário na eterna fatalidade do AO PÓ TORNARÁS…

Aquela pedra que o Senhor Jesus declarou seria PEDRA DE ESCÂNDALO, REJEITADA POR MUITOS CONSTRUTORES E “MESTRES” do seu tempo e do porvir…
Creio que está tudo suficientemente claro. É só ler de novo a Palavra revelada… com olhos de criança e alma pura, desejosa da VERDADE QUE LIBERTA, com toda a sinceridade do seu coração buscador…

Não obrigo ninguém a acreditar em mim. Quem quiser seguir seus gurus, e suas sacanagens modernas, é livre para isso.

Porém, lá no fundo, toda alma escolhida e selada para o grande dia da Ressurreição saberá, e elas existem nas quatro partes do mundo, elas já sentem, e muitas nem lembram que estão subindo à Grande Reunião do Cristo nos mundos superiores. Sim, elas estão, e a maioria delas é simples, nada sofisticada, muitos são até iletrados, mas eu as reconheço como sendo aquelas pessoas que estão trabalhando ativamente pela caridade no mundo, pessoas sinceras de coração, não necessariamente desta ou daquela religião, filosofia ou seita.
Esse é o grande segredo dos tempos!

E principalmente, pessoas com uma chama de devoção crística enorme no coração, que não fizeram-na apagar com os desejos luxuriosos insaciáveis da carne, que são aqueles pecados do Espírito Santo contra os quais não há perdão, porque justamente eles é que apagam a chama crística no coração – por isso todos os gurus demônios são reconhecidos por investirem no reforço do desejo, nunca na castidade.

Essas almas inocentes são almas de ANJO que ainda dormem e não sabem, mas Cristo me disse que irá a cada um deles, e os despertará, e eles não morrerão mais. Não há ser mais PURO DO QUE OS ANJOS, e nisso reside a maior beleza deles. Porque se fizeram como crianças: e ai daqueles que tocar nestas crianças, porque delas é o Reino dos céus.

Ou ainda, bem-aventurados os PUROS, PORQUE ELES VERÃO A DEUS.
Depois seguem os ensinamentos de PAULO, que insistiu na nota da pureza do corpo-templo e na necessidade de se renunciar aos desejos carnais para se alcançar a glória celestial por meio do batismo do Espírito Santo. O Apocalipse é a conclusão lógica de todos estes ensinamentos, quando então o próprio VERBO ENCARNADO desce das alturas para dar vida eterna aos filhos que mantiveram sua fidelidade ao CAMINHO, VERDADE E VIDA revelados.

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA.
Esse é o Caminho dos Anjos, aqueles Anjos desterrados que desejam voltar para casa… e Cristo é o pastor que os levará de volta ao Éden, muito antes da chegada do Anticristo e sua apoteose em Israel.

Sepulturas serão abertas… esta é a grande novidade, muitos serão resgatados para a Eternidade… por isso, a reuniões lá no Alto têm sido extremamente felizes para todos!
Quem quiser se aprofundar, faça o paralelo entre Gênesis 6 (a Arca de Noé) e João 6 (onde ele fala da ressurreição no último dia). O último dia é a hora 11, e já estamos nela. Todas as filosofias se mostrarão estéreis no último dia. Apenas a força vital que vem da Palavra de Jesus Cristo se mostrará eficiente na salvação. O resto nada vale. Por isso, vale a pena se manter fiel, casto e puro na espera do retorno do mestre, que já está entre nós.

Muitos outros já riram das palavras desta mensagem, porque suas mentes já estão enraizadas segundo os desejos carnais e já não podem mais compreender as sabedorias puríssimas do Alto chamando as crianças de Deus espalhadas no mundo. Mas elas serão alcançadas, mesmo entre lamaçais imundos e rios de zombaria correndo na Terra inteira, com suas fontes convertidas em sangue e amargura quando o Terceiro Anjo, que é Uriel, o Anjo do Amor e da Vida, toca sua trombeta, porque toda vida foi violada no santuário e se tornou imunda, e as águas da fonte do Espírito Santo se converteram em sangue, amargura e morte.

E Cristo me assegurou: Nada tema, as crianças do Pai serão alcançadas!

Porque Jesus Cristo me disse: A MESMA CAUSA QUE MOTIVOU O SENHOR DEUS A DESTRUIR A NAÇÃO ANTIGA DE NOÉ FOI ESTA, O POVO ESTÁ SE REVOLVENDO NA IMUNDÍCIE DOS PECADOS CARNAIS, E A IMUNDÍCIE JÁ SUBIU AOS CÉUS, E DEUS AINDA NÃO VITIMOU ESTA HUMANIDADE POR CAUSA DOS SEUS FILHOS PUROS AINDA EM TERRA. SÃO ELES QUE ESTÃO SEGURANDO A MÃO DO SENHOR, mas por pouco tempo… tão logo as suas crianças sejam retiradas da Terra, a Terra começará a expurgar seus pecados no fogo… (porque os homens comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento naqueles últimos dias, até que veio o Dilúvio e a todos tragou). E quem conhece as mensagens da Virgem Maria no planeta, sabe muito bem que elas concordam exatamente com o que Cristo disse acima.

Agora muitos entenderão porque os profetas de Deus eram tão perseguidos e massacrados pelo povo enfurecido quando saiam a campo dizendo esta verdade eterna dos Anjos. E porque o próprio Cristo foi odiado pelo seu povo e pelos líderes do templo, e pregado numa Cruz, para sangrar e asfixiar até a morte… o mundo sempre vai odiar aquela voz que se levanta contra os queridos desejos da carne, em torno dos quais muitas crenças são confeccionadas, e aplicados aos quais muitos gurus demônios lançam suas mentiras sedutoras, aliás, como faz a velha serpente que os inspira, desde o Éden…

Eu mesmo desfilei muitas profecias de PARRAVICINI, e elas falam a mesma coisa, pureza e castidade, e amor santo… E que o matrimônio do futuro seria cósmico, à semelhança dos Anjos… e o pecado original seria perdoado quando o Segredo do Egito (a ressurreição) fosse revelado no MARANATA.

Parravicini falou tudo isso TAMBÉM! Releiam as palavras de Parravicini e analisem tudo o que ele fala sobre castidade, sexualidade, fim dos tempos, e retorno de Jesus Cristo, ressurreição e Maranata. É todo o mesmo que eu disse.
Parravicini nunca se casou, foi um homem extremamente PURO E CASTO, e os seus amigos diziam que ele tinha alma de criança. São assim mesmo os Anjos disfarçados de homens em Terra! Estes mesmos que se fazem CANAIS PUROS DO ESPÍRITO SANTO. Porque canais sujos tornam imundas as águas da fonte.

Todos os profetas inspirados verdadeiramente pelo Espírito Santo concordam em suas mensagens pelo simples fato de a Fonte da Verdade ser a mesma para todos, porque é uma única Fonte. Mensagens discordantes provarão não proceder da mesma fonte. É preciso saber discernir bem!

Porque, quando é pra falar em PRAZER, todo mundo escuta e se interessa… mas quando a mensagem fala em renúncia e sacrifício… aí vem aquela coceira nos ouvidos, como diz a carta a Timóteo, quando então a maioria vai atrás de seus novos mestres, para ouvir deles não a verdade, mas as coisas que o desejo de cada um quer escutar… e passa a seguir mitos, sombras… mentiras.

Mas eu não sirvo um Deus de mentiras.
E nem sigo gurus demônios ou falsos ídolos.
Sigo a Verdade! Ela é meu guru.

Lucas bem o sabia destes mistérios ao anexar tais revelações de Jesus Cristo ao capítulo 20, porque, no Tarô, o Arcano 20 é ilustrado como um Anjo soando a trombeta para o dia do Julgamento, e para este dia, os mortos seriam ressuscitados.

Mas insisto que estas não são palavras minhas, mas palavras de Jesus Cristo. E ele me mandou repetí-las aqui como última mensagem. Porque, segundo ele mesmo me disse, o mundo já as esqueceu. E tomba num adormecimento de morte.

Ponham seriedade em tudo isso, porque são palavras de salvação. Repito, ninguém é obrigado a acreditar em mim.
Apenas me apego ao que Jesus Cristo deixou escrito há dois mil anos e repetiu agora em seu retorno.
Aquele que zombar destas palavras, zomba das palavras dele.
E sobre o que foi escrito é que chega a cobrança e a colheita em nossos tempos.

Cristo disse aos discípulos: Vós não sois deste mundo, assim como eu não sou. E se o mundo vos odiar, lembrem-se que a mim antes ele odiou também.
Anjos nunca foram deste mundo, e quando encarnam, encarnam com missão divina, e geralmente suas missões é marcada por grandes sacrifícios, tribulações e perseguições, nunca por prosperidades materiais e felicidades que, aqui, neste planeta, não passam de ilusões.

Antes de LUCAS 20, reflita o que escreveu João 1:
“MAS A TODOS OS QUE O RECEBERAM (AO FILHO), DEU ELE O PODER DE SE FAZEREM FILHOS DE DEUS, AOS QUE CRESSEM NO SEU NOME.
QUE NÃO NASCERAM DO SANGUE, NEM DA VONTADE DA CARNE, NEM DA VONTADE DO HOMEM, MAS DE DEUS”
(João 1, 2-13)

Não é pela carne (sexo), sangue ou desejo humano que um homem nascerá de novo e se tornará Filho de Deus, mas pelo Verbo, pelo Nome de Deus, pela Palavra e pelo Chamado daquele que foi morto na cruz para nos dar vida eterna!
A Palavra é o real Poder de Deus. A sexualidade é o Canal, quando é puríssima e entre almas gêmeas. Caso contrário, nas águas imundas da sexualidade animalesca, o santuário se perverte e o Espírito Santo, que carrega a Palavra da Vida, se retira, o homem cai na Roda e volta ao pó várias vezes, até reencontrar o Éden perdido do Amor Divino em seu coração, onde Deus lhe chama sem cessar…

Segue Lucas 20:

LUCAS 20, OS SADUCEUS E A RESSURREIÇÃO:

“E, chegando-se alguns dos saduceus, que dizem não haver ressurreição, perguntaram-lhe,
Dizendo: Mestre, Moisés nos deixou escrito que, se o irmão de algum falecer, tendo mulher, e não deixar filhos, o irmão dele tome a mulher, e suscite posteridade a seu irmão.
Houve, pois, sete irmãos, e o primeiro tomou mulher, e morreu sem filhos;
E tomou-a o segundo por mulher, e ele morreu sem filhos.
E tomou-a o terceiro, e igualmente também os sete; e morreram, e nào deixaram filhos.
E por último, depois de todos, morreu também a mulher.
Portanto, na RESSURREIÇÃO, de qual deles será a mulher, pois que os sete por mulher a tiveram?
E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se, e dão-se em casamento;
Mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dentre os mortos, nem hão de casar, nem ser dados em casamento;
Porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição.
E que os mortos hão de ressuscitar também o mostrou Moisés junto da sarça, quando chama ao Senhor Deus de Abraão, e Deus de Isaque, e Deus de Jacó.
Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para ele vivem todos.
E, respondendo alguns dos escribas, disseram: Mestre, disseste bem.
E não ousavam perguntar-lhe mais coisa alguma.”
Lucas 20:27-40

JP em 01.08.2020

Comentários
Compartilhar