Arquivo Crop Circle VI – mensagens venusianas

A mensagem do crop circle de Stonehenge 2002
O cromossomo 24 perdido

Em 4 de julho de 2002, Inglaterra, bem diante do monumento de Stonehenge, apareceu um gigantesco crop circle em formato hexagonal. Ele era composto de seis grandes fitas, girando num vórtex em uma incrível perspectiva 3D.

Cada fita trazia uma “onda” completa, alternando a cor claro-escuro em relação às faces externa e interna.

Cada um dos seis eixos trazia três faces da mesma fita, e no centro, uma curva ligando cada uma delas ao centro da formação. E isso totaliza 4×6 = 24 unidades geométricas.
O mesmo número do cromossomo perdido, 24, porque a identidade genética da humanidade termina nos cromossomos sexuais, o par 23 (todos os cromossomos são pares).

Se Stonhenge é um monumento composto para avaliar alinhamentos e direções estelares no céu, então a primeira mensagem “subliminar” deste crop circle é a de que nossa herança genética é estelar.
E nossa identidade cromossômica total é de 24 pares cromossômicos (48 cromossomos).

O nosso DNA é uma fita helicoidal dupla, representada pelo número 8.
O crop circle veio em estrutura hexagonal (6), e se multiplicarmos o Hexágono 6 (a matriz do Espírito) com a cadeia 8 (o laço, a vida – porque toda vida resulta num laço entre vidas, a vida é um fenômeno de coletividade de vidas, a partir do próprio conceito celular) isso gera 48.

Se diz que a Terra foi povoada por doze tribos de quatro “raças” distintas, na antiguidade representada pelas cores vermelha (indígena), amarela (oriental), negra (africana) e branca (caucasiana).
Multiplicando o número das tribos pelas raças, 4 x 12 = 48.
A Bíblia é repleta de codificações envolvendo os números 12, 24 e 48, além de 72 e 144.

Aliás, no hebraico, 48 é o número do termo KUKB, Estrela.
O que, mais uma vez, demonstra que nosso corpo até pode ter vindo de evolução mineral neste mundo (o barro do Éden), mas certamente a nossa alma e a sua identidade genética vieram ambas das estrelas… da nossa Mãe Sirius.

Coincidência ou não, a Estrela de Seis pontas é o símbolo da nação de Israel.
E foi no ano de 1948 que os judeus espalhados pelo mundo voltaram para sua nação.
Israel, na Bíblia, sempre representou essa nação pura e selecionada pelas Mãos do próprio Deus, tanto em termos genéticos como em termos de qualidades e virtudes desenvolvidas.

A mesma Bíblia, contudo, após a crucificação de Cristo, alta traição de Israel, verifica que Deus quebrou todos os pactos com aquela nação, e o termo Israel passou a representar os povos que, espalhados pela Terra, fossem assumindo ou melhor, reassumindo sua pureza espiritual e genética com base no pacto de sangue com Jesus Cristo, que ao morrer na Cruz, prometeu devolver à raça humana caída a sua constituição genética e espiritual imortal, isto é, o Adam Qadmon divino antes da queda no humano instintivo e mortal.

O mesmo Apocalipse inclusive ensina que a frequência oculta de 144 Hz pode realinhar gradualmente nosso DNA em medida 48 (porque 48 x 3 = 144).

São muitos os mistérios que tanta gente ignora desta matriz de conhecimentos por puro preconceito criado por causa dos maus religiosos.

JP em 18.08.2020

Picto crop circle junho 2009 o Livro das Raças

Novo crop circle?

Pelo menos nos meus sonhos de hoje, 19 de agosto
eu via um imenso pictograma crop circle, era tão grande que mal dava para ver o seu começo e fim,
do estilo de um dos maiores crops circles estilo pictográficos de todos os tempos,
e foi tão grande que tal imagem apareceu em três etapas
e em três dias diferentes do mês de Junho de 2009, nos campos de Milk Hill, Inglaterra.
Ele se refere ao Livro das cinco raças do nosso planeta.
(Estamos na quinta raça, quinto Sol, quinto estágio de civilização,
e repare, a flecha do tempo já está pronta para ser disparada para o sexto estágio,
sexto Sol da Profecia maia).

O Centro de Gravidade do crop circle é a Cabeça de um Alien, cruzado com o arco e flecha do tempo, e de sua cabeça é que saem todas estas cinco linhas extensas, com os códigos relacionados a cada uma das cinco raças por eles acompanhadas em nossa evolução compartilhada e a irmandade com venusianos.
Cada linha é um filamento de conhecimento destes elevados seres, ajudando na programação do nosso Destino conforme a vontade do proprietário do Jardim, Deus Criador.
Porque nem Anjos e nem Aliens são os donos do jardim. Apenas operários, jardineiros.

Estamos no final da temporada crop circle 2020.
Pode ser que ainda apareça alguma formação por estes dias, com um sentido de conclusão dos trabalhos ao longo do ano de 2020 e suas sensacionais imagens.
Vamos aguardar.

JP em 19.08.2020

As Frequências secretas da Visão Superior
A representação do Chakra AJNA no crop circle

Crop circle do dia 16-8-2014.
Dia 16, data soma 22 (11-11)

Na Cabala e alfabeto hebraico, a letra 16 é Hwain, que significa OLHO.
Note a data da formação, 16.
Este Olho de luz desprende 24 raios de si, e em 4 níveis geométricos, o que totaliza 4×24 = 96, que é a metade de 192.
O número 4 também aparece na divisão do anel que envolve o referido Olho.
Guarde estes números. Eles tem relação direta com as frequências que ativam os chakras psíquicos.
Detalhe: o chakra AJNA ou o sexto chakra, de baixo para cima, que fica na testa e é representado por um Olho (o terceiro Olho), é retratado com 96 pétalas.
O mesmo número de raios totais deste OLHO crop circle!

Os nossos primos venusianos estão entregando todas as chaves, desde o começo.
Porque chegou a hora de abrir a visão da consciência e se tornar o seu próprio guia.
Nos tempos em que chegamos, nem padres, nem pastores e nem médiuns poderão solucionar o dilema do caminho a frente.
Se você não despertar agora, não saberá para onde ir e o que fazer.
O contato com eles é parte desse onde e como!

Porque AJNA significa Controle
Estar no controle da própria consciência, ao invés de deixar que guias externos a conduzam por você.
Me entende?

JP em 21.08.2020

Um crop circle “Bestial”

Wiltshire, 26 de julho de 2012
Que “koisa” é essa?

Muitos falaram, na época, em formas alienigenas invasoras, talvez influenciados pelos filmes de horror alien da época. que parece também com duas mãos alienígenas juntas, de três dedos cada uma, dedos compridos e pontiagudos.

Pois bem, um primeiro ponto de conexão alienigena é que este intrigante crop circle apareceu no místico dia 26 de julho, quando, todos os anos, Sirius aparece antes do nascimento do Sol nas latitudes médias perto do Equador.
E Sirius é a nossa estrela-mãe, a casa dos Anunnaki irmãos maiores da humanidade, os tais seres azuis.

Segundo ponto.
O ano era 2012, e o mundo estava agitado pela chegada do fechamento do Calendário maia e suas terríveis profecias (atualmente em curso).
Então, era um ano diferente. E com efeito, várias serpentes emplumadas ao estilo crop circle apareceram na Inglaterra, demonstrando que os seus autores venusianos estavam nos notificando de tudo.
Afinal, o conhecimento avançado dos maias veio deles, venusianos.

Pois bem.
Mas o que essa criatura significa?
Um alien real ou uma metáfora?

Metáfora para outra coisa, porque, na horizontal, você verá que a imagem do crop circle fica parecendo uma máscara com duas aberturas para os olhos.
Lembrando muito aquelas máscaras típicas do Carnaval de Veneza.

Poderíamos supor que, em 2012, os venusianos estivessem sugerindo que certa criatura (vírus) obrigaria o mundo inteiro a usar máscaras? Sim, poderíamos.

Mas temos outros números. A criatura tem seis círculos internos, e seis tentáculos ou dedos, e seis pontos circulares nas extremidades, e é dupla. Dois olhos, duas mãos.
Que dupla criatura você conhece que assina 666?
As duas bestas do Apocalipse.

E a máscara, então, tem tudo a ver. Porque essas bestas apocalípticas, duas em principio, seriam mascaradas.
No pior dos sentidos.

Todos os operadores humanos do Sistema mundial são extensões das duas Bestas.

Tentáculos de sua manifestação e influência, especialmente em dois setores: Política mundial (Primeira Besta) e Cultura/Religião mundial (Segunda Besta)…

Os venusianos, parte da família Anunnaki do bem, revelando quem são os nossos reais inimigos, a quem devemos temer… nossa própria raça! Porque a Bíblia declara que a Besta teria número de homem, não de Anjo ou Alien.
E seu número seria 666.

JP em 22.08.2020

Ajna crop circle

Instruções para o despertar da consciência nos crops circles

Sempre julguei que uma parte substancial da mensagem crop circle se destinava a instruir a humanidade adormecida na matéria a despertar os sentidos superiores da mente que permitissem uma abertura da consciência, sem a qual o CONTATO consciente com os seres inteligentes do Universo seria impossível.

É como se eles tentassem primeiro nos ensinar o idioma (deles) estrangeiro antes de nos enviar numa viagem aos países onde aquele idioma é falado: o idioma da consciência desperta.

Tenho muitos exemplos de crops circles, e venho comentando vários deles, e hoje, separei este belo modelo do ano de 2010, Inglaterra, do dia 25 de Junho.

Este belo modelo combina a imagem de um Olho central com um vórtice externo, estando o Olho no centro de um vórtice de 12 faixas duplas. E dentro do olho, um campo igualmente duplo de quadriláteros formados pela série numérica de 1 a 9.
Doze faixas duplas somam 24 faixas. E 24×4 = 96, a frequência de Ajna, o Terceiro Olho (não confundir com o chakra Sahasrara e as percepções da glândula pineal aberta, de ordem superior). Ajna da visão objetiva, como suporte para a visão intuitiva e conectada de Sahasrara, o Lótus da coroa.

Cada campo soma, então (1+2+3+4+5+6+7+8+9 = 45) 45 quadriláteros que, dobrados, somam 90 no total.

Esse número de quadriláteros, 90, é aproximadamente o número de pétalas do Chakra Ajna, sede do controle mental, que possui 96 pétalas, e sabemos que este chakra Ajna, Terceiro Olho, localizado no centro inferior da testa, se conecta com o chakra superior, coronário, este com 960 pétalas externas e 12 internas, de modo que este crop circle, na sua rica estrutura, confirma nossas teorias até então, de que o Chakra Ajna, o Sexto (terceiro olho) é a sede de controle do poder mental transferido ao chakra superior que, estimulado, gira com mais intensidade até abrir o Lótus das Mil Pétalas para receber a luz do Sol Absoluto, que significa o sentido da Onisciência espiritual, quando a nossa consciência individual experimenta a fusão com a consciência cósmica, nem que seja por alguns raros instantes em que nossa mente alcança tal status transcendental!

A imagem do crop circle mostra claramente o Terceiro Olho (Ajna) de 96 pétalas se conectando com o vórtice superior, 12 pétalas duplas, que é o centro nervoso do Chakra coronário, aquela sétima porta que se abre para a Luz Universal.

Desde o começo, os Irmãos Maiores estão entregando preciosas ferramentas de auto-conhecimento e despertar da humanidade adormecida no sonho da matéria, sendo essa a sua queda permanente, terceiro olho cegado pela hipnose das ilusões.

E a chave central deste lindo crop circle é:

Concentre sua energia mental no centro da testa e transfira ela para o alto da cabeça até alcançar uma pulsação suave que, estremecendo toda a cabeça, seja o sintoma de que a sétima porta para o estado de Onisciência está se abrindo!

JP em 23.08.2020

Aliens, crops circles e as chaves do despertar da consciência

Crop circle da República Tcheca, dia 12 de Julho de 2015.
Ele faz uma clara representação do crânio, em círculos, e coloca no topo A GLÂNDULA PINEAL EMITINDO E RECEBENDO SINAIS, RADIAÇÕES, ONDAS.

Notamos que os Extraterrestres insistem em mensagens do tipo.
Lembra muito os antigos crânios de cristal, especialmente o crânio de Mitchell-Hedges, com incríveis propriedades desconhecidas.

O total de círculos é 16: 8 anéis no centro, 5 círculos na mandíbula e 3 círculos formando a parte superior da cabeça. Lembrar de outros crops anteriores aqui publicados, do dia 16, porque, no hebraico, a letra 16, Hwain, significa OLHO.

E a Glândula Pineal, nesta representação, está alinhada ao círculo superior de três, ou terceiro olho no topo do cérebro.

E justamente a conexão entre o Terceiro Olho (Hipófise) e a Glândula Pineal, enterrada no centro do cérebro, que permite a abertura da antena no topo da cabeça e a aquisição de consciência mais elevada.

A Iluminação em termos de uma biologia superior, desenvolvida por trabalhos de transmutação interna e alquimia mental… mas se você for discutir esses temas com um médico ou neurologista, ele vai rir da sua cara e lhe encaminhar ao psiquiatra.

Então, melhor ficar em silêncio… e construir o templo da consciência no segredo do seu trabalho, você e o Pai da Luz somente, em comunhão e confiança mútuas! De Pai para filho mesmo. E é tudo o que precisamos, sem ter que provar nada a ninguém!

JP em 24.08.2020

O sorriso da larva

Um enigmático crop circle, do dia 5 de julho de 2012, Inglaterra, revelando detalhes sobre, pelo menos, dois tópicos paralelos de mensagem: mensagem do renascimento e mensagem da viagem interestelar.

Primeiro tópico, o renascimento, porque essa larva já aparece com as antenas da futura borboleta, o resultado final da metamorfose. Veja a quantidade de círculos do corpo da larva: 13 círculos, a larva eclode do casulo da morte (13, morte, transformação) para mostrar sua face no círculo 14 (Arcano 14, a alquimia das metades), o que é uma surpreendente mensagem aqui: o renascimento começa na morte (13) para se completar na alquimia e balanço das energias que, no ser humano, estão todas reduzidas a metade, do sexo à mente.

Os dois corações nas pontas das antenas falam dessa alquimia amorosa do Arcano 14 (outra vez, o código 14 do Silício, o átomo da composição siliconada do sistema nervoso dos deuses, segundo a mensagem crop circle de Chilbolton?)
A boca da larva em forma de Lua e sua cabeça em forma de Sol, unidos na mesma face, é outra identidade da alquimia da androginia (14) que acontece imediatamente após a morte (13) ou putrefação da matéria-prima.
Códigos herméticos.

Isso explica os dois corações nas antenas, duas almas fusionadas, dois seres liberados da “Roda” dos renascimentos. Por isso, a face feliz da larva, futura borboleta livre da matéria densa.
Um argumento astronômico associado aqui aconteceu na noite de 16 de maio de 2008, quando Vênus e Júpiter se alinharam com a Lua crescente de tal forma a produzir a mesma imagem, uma face sorridente no céu.
Jupiter e Vênus, os dois benéficos da Astrologia, podem ser considerados, em certa medida, o Pai e Mãe da Grande Obra, o que reforça a assinatura alquímica desta singular formação.

Por outro lado, estamos diante do famoso Wormhole, Buraco de Minhoca da Física Relativística, e esse verme cruza o anel-portal estelar, onde você conta, a direita, dez glifos ou asteriscos (estrelas) e a esquerda, 11 barras, formando, de novo, 11-11, como símbolo de ressonância entre duas dimensões (o que todos nós costumamos capturar deste lado na forma de eventos sincronitários).

A data soma 17, outro argumento referente às estrelas (arcano 17, a estrela).

Isso quer dizer que esse verme ou larva estilizada também representa a viagem dos UFOs via hiperespaço, através dos wormholes, o que também significa a morte da terceira dimensão no salto pelos atalhos da quarta (1+3 = 4), fenômeno que também explica os teletransportes.

Amigos, os crops circles são fonte ímpar de conhecimento das estrelas… mas para olhos desatentos e mentes sem conhecimento adequado, um crop circle deste tipo pode parecer somente uma brincadeira de pessoas ociosas.

Afinal, a sabedoria precisa de mentes profundas para não transbordar suas preciosas águas em pensamentos de superfície…

A grande maioria olha para este crop circle e se concentra somente na imagem do sorriso da larva.
Sequer considerou a complexidade de símbolos, elementos e números indicadores reunidos na imagem, e com visão superficial, diz que é tudo brincadeira e não acredita.
Amigos, apesar deste crop circle ter sido registrado como legítimo no site oficial, sem crise, ninguém é obrigado a acreditar em nada, e em nenhum deles.
Mas meu dever como pesquisador é dar leitura de todos eles, os que foram considerados reais, apesar da opinião popular sem conhecimentos específicos nem sempre entender as mensagens propostas.
Por exemplo, esse sorriso pode ter relação com um raro alinhamento astronômico, quando a Lua e dois planetas alinhados, Venus e Jupiter, encantaram as noites dos céus do mundo em 16 de maio de 2008.
Então, se a Lua sorriu no céu, vou dizer que é falso, não é real?
Pegadinha do Criador?
Vamos procurar por uma mentalidade mais profunda, menos reativa a meras imagens sem análise mais detalhada.
Porque o ser humano nunca foi tão manipulado por imagens na moderna cultura digital, já que suas mentes preguiçosas preferem ver do que ler, e tirar suas conclusões de forma rápida e automática.
Essa é a parte que o comércio mais explora a humanidade, o atrativo das imagens.
Porque a maioria nunca lê o rótulo mesmo, seduzida por seu colorido e design propositalmente atrativo.
Saudações às mentes profundas deste mundo, cada vez mais raras.


JP em 26.08.2020

Sol e Lua colindindo na espiral de energia andrógina

Mais um fabuloso crop circle que poucos pesquisadores puderam entender, por lhes faltar o conhecimento das cifras sagradas. Ele apareceu em dois lances. Primeiro, apareceu o campo vazio de 16 pétalas, sem a Lua e sem a espiral, somente um ponto interno (de onde a espiral foi construída, dois dias depois).
E então, no dia 9 de julho de 2014, a formação se completou.

A espiral tem cerca de 2 voltas e 1/3 de volta, aproximadamente.

E a mandala externa, 16 pétalas. Ora, em muitas representações antigas, o Sol é ornado com 16 pétalas ou 16 raios, e tudo isso advém da cabala hebraica, porque a letra 16, Hwain, significa OLHO.
E naquelas culturas, o Sol era considerado o Olho de Deus, e disso derivaram-se aqueles triângulos com o Olho aberto dentro deles, simbolizando a Providência divina, e mais tarde, esse signo foi capturado por Ilumminatis e adeptos da Nova Ordem Mundial para simbolizar o controle da humanidade.
Sempre foi assim, os símbolos da antiguidade, em essência, sagrados, são roubados por entidades e ordens que lhes invertem o sentido, do espírito para a matéria, e da verdade libertadora para a mentira manipuladora.
Afinal, o próprio Cristo declara que o Diabo nada tem que lhe pertença, e por isso, é ladrão desde o berço.

Prosseguindo, esse nobre crop circle com Sol, Lua e a espiral da energia em colisão representa a secreta e sagrada força da androginia. E por que duas voltas e um terço de volta?
Na conta, 2 + (1/3) = 7/3 = 2.333 333 333, uma dízima periódica.
Pensemos no significado alquímico dos números 7 e 3.
Sete é totalidade de elementos em um sistema: sete cores, sete sons, sete dias da semana.
E fazendo 7+7, isso significa a união entre a totalidade (7) de dois sistemas (2), (72), o que representa uma fórmula alquimica de mutação das duas partes na obtenção de um terceiro elemento resultante.
E o número três?
Ele representa exatamente essa síntese final da Alquimia.
O elemento andrógino.
Podendo inclusive representar a abertura do Terceiro Olho.

JP em 01.09.2020

Crop Circle DA GLÂNDULA PINEAL E A D.M.T. (A MOLÉCULA DO ESPÍRITO)

Dimetiltriptamina (C12H16N2)

“O DMT é sintetizado pelo corpo humano. Não existem respostas conclusivas *como sempre, sobre as funções do DMT orgânico, tampouco sobre o órgão responsável por sua produção – função que se especula seja dada a Glândula Pineal, ou Epífise.

Se sabe que as quantidades de DMT produzidas pelo cérebro são reguladas pela monoaminooxidase, e esse processo é coadjuvante nos estados alterados da percepção e consciência criados pelo consumo de DMT externo (drogas naturais ou sintéticas).

O DMT é um neurotransmissor que se encontra em todos os seres humanos, e tem um papel fundamental em todos os casos de estados de percepção incomuns. Esse neurotransmissor se encontra no cérebro, no sangue pulmões e noutras partes do corpo. Existem fortes evidências que apontam para a Glândula Pineal como sendo a principal fonte do DMT no corpo. Ele também pode ser encontrado em todos os mamíferos e numa variedade de plantas.

A Glândula Pineal produz DMT em grandes quantidades nos momentos críticos da vida, como no nascimento, stress profundo, meditação, experiências de Quase-Morte e a própria morte.”


É como se o DMT fosse um decodificador bioquímico dos estados mais intensos da atividade anímica na matéria física, permitindo a mente certos vislumbres ou janelas da realidade original da alma, encarcerada provisoriamente no corpo físico denso, e naqueles pontos de limite, quando as fronteiras entre matéria e espírito se estreitam, seja de uma forma positiva, como durante a meditação ou a viagem astral, seja de uma forma negativa, durante uma doença ou morte.

A imagem é do crop circle inglês de 23.08.2013. Ele mostra um Alien típico, estilo cabeça pontiaguda, como os crânios alongados de certas tribos antigas.

Note que existem dois chifres no interior da cabeça, cada qual com três pontos, e eles se tocam (a imagem da conexão polarizada equilibrada entre o fluxo nervoso dos dois hemisférios cerebrais, a androginia do pensamento), e ao se tocarem, abrem o vórtice do chakra superior, coronário, este relacionado diretamente com a glândula pineal.

E entrando em atividade, a glândula pineal produzirá, junto com a melatonina, a molécula do espírito, DMT, que transforma nosso sono em autênticas experiências lúcidas fora do corpo, além de abrir caminho para todo tipo de prática mentalista com resposta consciente do universo.

O terceiro Olho (chakra Ajna) também foi destacado nesta formação, com o crescente no centro da testa, demonstrando os argumentos aqui explicados, de que o AJNA chakra é a base e o ponto de apoio de trabalhos para conquistar a mente consciente.
O Anel ao redor da cabeça Alien tem 13 compartimentos, cada qual com 8 voltas: a proporção Terra/Vênus e a assinatura do pentagrama, ciclos sinódicos, número áureo, etc.
Mais uma mensagem venusiana com assinatura, revelando aspectos fundamentais do despertar da consciência com o suporte “logístico” da mente trabalhada.
Porque, se a mente é o veículo da consciência, ninguém vai experimentar esse despertar se não souber trabalhar devidamente com as energias cerebrais.
Será como querer andar mas sem ter as pernas…

O primeiro crop circle com codificação maia
(Para o ser andrógino primordial)

E foi no ano de 1996, há 24 anos, Inglaterra, naquele dia especial do nascimento helíaco da estrela Sirius, e também, o dia verde, dia fora do tempo, do calendário maia.
No mesmo ano, o primeiro crop circle estilo DNA também apareceu, o que relaciona esse andrógino SER a Sirius, a origem da nossa genética estelar principal, compartilhada com venusianos, como já vimos em vários outros modelos crop circle.

Por que andrógino?
Por causa de duas composições empregadas. A primeira, a codificação maia, na forma de contagem numérica daquele povo.
O braço direito traz o número nove (9), barra (5) mais quatro pontos (4 unidades), e o braço esquerdo traz o número seis (6), barra (5) mais um ponto (1 unidade).
Além disso, o Sol e a Lua compõem a cabeça do Ser. As duas metades cerebrais unificadas numa espécie de mente bipolarizada por igual (nosso cérebro é defasado nesse aspecto).

Na Cabala e na Árvore da Vida, o Sol é numerado no sexto EON, e a Lua, no nono EON: 69.
O corpo da entidade, mostrando dois círculos na base e um triangulo equilátero é uma fórmula de síntese alquímica na busca do elemento andrógino primordial.
É isso o que falta no nosso DNA defeituoso.
Somos seres reduzidos em metades. E na Arca de Noé só entraram parceiras (simbologia do balanço das energias internas como chave da reunificação espiritual, o resgate do status de Adão-Eva, o andrógino do Éden, etc.

Yang-Yin e o símbolo do signo de Câncer repetem o mesmo mistério.
O mais interessante nesse crop circle é a combinação perfeita entre vários símbolos distintos para expressar uma mesma ideia e conceito.
E disso podemos deduzir donde vieram todos estes conhecimentos que, hoje, os crops circles exibem fartamente, e em modelos que se repetem na forma de padrões.
Há pelo menos 30 anos eles nos ensinam a mesma coisa que ensinaram no passado de nossas primeiras letras.
Mas não tem nem como começar a interpretar essas figuras se não possuirmos tais letras…

JP em 02.09.2020

Melatonina crop circle
A primeira chave:

E me pareceu que alguns crops circles deram pistas de como A MOLÉCULA DMT É SINTETIZADA NO NOSSO CÉREBRO!
Vamos a eles.

Em 23-7-2011, Inglaterra, apareceu um crop circle na Inglaterra desenhando a molécula da MELATONINA, que é sintetizada pela glândula Pineal e é responsável, entre outras coisas, pelo estímulo do sono.
Os autores Aliens publicaram nos campos algumas moléculas importantes para o despertar da consciência nos anos idos, e essa foi uma.

Então, os neurologistas dizem que as imagens mentais advindas de sonhos, viagens astrais e demais experiências psíquicas são apenas fantasias produzidas pela bioquímica cerebral.
Mas a verdade é o inverso disso.

Porque não são fantasias. As pessoas realmente saem dos seus corpos durante às noites e manifestam contatos, seja com seus próprios sonhos e impressões psíquicas mais fortes, seja com contatos com esferas mais elevadas.
O que acontece é que o cérebro precisa mesmo sintetizar moléculas e substâncias que possam traduzir as imagens superiores captadas pela alma em seus lapsos de consciência no trânsito das dimensões.
Em outras palavras, as imagens da alma é que são materializadas pelo cérebro através destas substâncias.
Não o contrário.

A alma é uma realidade psíquica superior, e quando ela transita para outros níveis de realidade, o cérebro físico se ajusta a essa condição através de comandos bioquímicos diferenciados.
Ora, o organismo produz diversas substâncias para a manutenção do corpo físico nesta dimensão tridimensional, relacionadas às diversas funções de manutenção corporal.

E da mesma forma, o cérebro precisa produzir outro leque de substâncias para alinhar as vivências da alma em outro padrão de experiências, e a mais importante delas é o DMT, que ele sintetiza a partir da melatonina, a molécula do sono.

Ambos, DMT e melatonina, são produzidos pela glândula pineal, que é a glândula responsável pela expansão da consciência, enquanto os primeiros despertares se relacionam com o chakra Ajna e a glândula pituitária.

A verdade é que a alma projeta no corpo físico todos os sistemas e substâncias não somente capazes de adaptá-la à vida física, mas também projeta sistemas e substâncias capacitados a manter a alma em contato com as realidades paralelas. E o que os neurologistas chamam de fantasias de origem bioquímica, os seres despertos conhecem como “a mente operando muito além dos limites da matéria e dos instintos!”

O que limita a nossa ciência é que ela nunca sai do referencial tridimensional de observação, cercando todos os fenômenos conforme o alcance extremamente limitado dos cinco sentidos… mas vai tentar dizer isso aos cientistas do Sistema…

JP em 04.09.2020

O código da Serpente
Do Alfa ao Ômega

Este enigmático crop circle da Serpente apareceu no ano de 2012, final da conta longa do Calendário Maia.
Em Uffington White Horse, Oxfordshire, no dia 14-08-2012.

E combinou no corpo da serpente as letras (minúsculas) alfa e ômega.
O Apocalipse usa estas duas letras gregas, primeira e última daquele alfabeto) para designar começo e fim do ciclo da raça humana atual.
“Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último, o princípio e o fim”.

Esse símbolo da serpente combina o formato destas duas letras com o modelo OUROBOROS, ou a serpente que morde a cauda, e aparece justamente naquele ano de 2012 nos campos da Inglaterra, ao lado de uma série de outras imagens crop circle de serpentes, para ilustrar algumas coisas.
Primeiro, a mais importante, o fim do grande ciclo da Terra e início das transformações.
Os maias acreditavam em tudo isso, e que no núcleo da Terra havia um poder serpentino adormecido, que era justamente reativado no final dos ciclos (como um Kundalini planetário) para iniciar as transformações em larga escala.

Aliás, os maias simbolizam isso com a cascavel, que troca de pele todos os anos. Eles viam nisso o simbolismo da renovação planetária cíclica.
Olhando para a disposição do crop circle, a cabeça da cobra foi colocada no centro, e na cabeça, dois parênteses, como algo que se abre: uma energia serpentina no núcleo planetário ativada nos alinhamentos cósmicos previstos para 2012.
E estamos até hoje vivendo os efeitos de tudo isso em escala crescente.

JP em 18.09.2020

O Santo Graal
A ampulheta do tempo
O graal que vence o tempo (e a morte)

Em 2013, veio o último crop circle “molecular” juntando todas estas informações.

E foi naquele ano que, no dia 25-06-2013, apareceu o sensacional crop circle do GRAAL e a mensagem oculta cifrada (em alfabeto oghâmico) da palavra ARISE, cinco letras de uma expressão que significa: “SURGIR, EMERGIR, VIR A LUZ!”
O CROP CICLE tem dois formatos, ao mesmo tempo que se parece com uma ampulheta (tempo), se parece com um cálice:
o tempo de despertar, o tempo de vir a luz!

Aqueles cinco símbolos ao redor do Cálice são do grupo das runas Ogham, antigo alfabeto celta das árvores, escrito no tronco das árvores e cada runa representando uma árvore da família vegetal das florestas temperadas do Norte.

Luz, cálice, cérebro, a síntese da luz, do DMT, das operações dos chakras da mente, sintetizando luz a partir de trasmutações biológicas… processos completamente ignorados pela medicina moderna, que ainda desconhece o fio de conexão entre corpo, instinto, DNA, mente e alma encarnada.

Ano de 2013, o crop circle da Niacina ou B3, e este crop circle, do graal das transmutações cerebrais.
E podemos traçar também o Pentagrama neste símbolo, o que significa reforço ao contexto da Estrela Matutina ou Luz do despertar (ARISE) na mente.
O cérebro é apenas um vaso biológico onde a alma realiza suas operações de alquimia interior com alvo na expansão da consciência ao alargar as fronteiras dos cinco sentidos basicos da biologia instintiva de sobrevivência, chegando até aí a medicina oficial.

Os ensinamentos sobre Alquimia humana que transforma humanos mortais adormecidos em deuses imortais conscientes são abundantes nestas imagens, tidas por muitos como “sem valor” por não declararem “em bom português” as suas mensagens.
Mas o bom português é o que menos importa diante de tudo isso!

JP em 21.09.2020

Comentários
Compartilhar