A verdade revelada sobre a Terceira Guerra Mundial

“O ano mil novecentos noventa e nove sete meses,
Do céu virá um grande Rei de terror:
Ressuscitar o grande Rei de Algolmois,
Antes e depois, Marte reinará.”
X-72

Nostradamus fala na data de 11 de agosto de 1999 e o eclipse solar daquela ocasião, que sinalizaria a chegada do Rei do terror, não para trazer o fim do mundo (isso foram interpretações erradas da quadra X-72), mas sim, iniciar processos de guerra (Marte reinará, declara a quadra).

Em nenhum momento, Nostradamus declarou que a terceira guerra seria nuclear.
Isso foi sendo ajuntado à sua profecia pelas interpretações ao longo dos anos mais recentes, desde o advento da era atômica.

É por isso que muitos pensam em termos de terceira guerra com armamento nuclear pesado envolvido, e talvez aqui esteja o erro sutil que não nos faz perceber que já estamos no meio de uma guerra sangrenta há décadas, especialmente após o advento da Internet (que começou a se consolidar como ferramenta de comunicação global exatamente em torno da época prevista pela quadra de Nostradamus).

Nascimento da World Wide Web
(WWW = 666 via Cabala, valor unitário da letra V ou W, 6)

O sistema se tornou tão popular no CERN que, em 1991, foi aberto ao público externo. Isso foi possível graças à criação do navegador Mosaic em 1993. De fato, sua recepção foi tão rápida que em 1997 havia mais de 200 mil sites.
Foi em torno de 1999 que a Internet começou a se tornar popular.

Duas décadas já se passaram, e a profecia de Nostradamus se consolida não nos termos de armas atômicas, mas sim, armas digitais.
Porque o mundo está em guerra, e nunca a mídia manipulou tanto a opinião pública, fomentando terríveis crises sociais e políticas.

O erro dos intérpretes foi o de enquadrar a terceira guerra somente num status de holocausto nuclear, sendo que guerras nucleares seriam inviáveis por várias razões.

A primeira, pelo seu grau de destruição aberta, onde não haveriam vencedores e nem vencidos. Mas todos sairiam perdendo. E segundo, pelo grau de contaminação que ela representa, sendo inviável até para os supostos vencedores que não poderiam depois usufruir de suas vitórias, porque teriam um mundo contaminado diante de si.

A Terceira Guerra Mundial digital já acontece, porque milhões e bilhões de pessoas todos os dias entram na nuvem digital online para guerrearem entre si.

Mas por outro lado, se as teorias da pandemia implantada forem verdadeiras, podemos também estar testemunhando uma guerra mundial em status químico e/ou biológico!
Uma forma de guerra mais “limpa”, que elimina as populações mantendo intactas as cidades e sem contaminação alguma o meio ambiente, como seria no caso do arsenal nuclear liberado.

Por esse ângulo, Nostradamus acertou.
O rei de Angolmois é. naquela quadra, uma imagem simbólica que encarna a violência.
Alguns intérpretes associam com esse nome oculto com a estrela Algol, considerada pelos astrólogos antigos (e Nostradamus era astrólogo) como sendo uma estrela maligna. Em praticamente todas as tradições antigas que lidaram com a leitura das estrelas, Algol foi associada ao demônio, ao Inferno e todas as piores vibrações induzidas na humanidade.

Realmente, parece que a INTERNET se tornou um terreno fértil e fecundo para todas as obras de ódio e violência da humanidade, vibrando nas notas de Algol, a estrela do diabo… (eu acredito nessa linha de interpretação para aquele rei de Angolmois, paralela com a descrição do Apocalipse 9, a queda da estrela na Terra e a abertura do abismo, fazendo sair de lá de dentro um exército tenebroso regido por um rei chamado Abadon ou Apollion, o destruidor).

E ainda nessa linha, o astro que se aproxima da Terra (estrela anã vermelha) também se alinha, no contexto astronômico, com esse rei do terror que vem dos céus, abrindo os abismos psíquicos do Inconsciente coletivo e induzindo a humanidade, por causa da baixa energia do inframundo, a manifestar seus piores demônios na zona consciente. O que a Bíblia chama de separação do joio e do trigo pelas influências cósmicas do tempo dos alinhamentos previstos nas profecias.

Assim sendo, contando desde 1999, estamos no 21° ano da Guerra global (Marte, o deus da guerra, reinará).

Em 2021, será o ano 22. E ele disse que tal status de guerra global seguiria por 27 anos, o que nos leva até o ano de 2025, quando os sete anos finais da profecia de Daniel, aplicado sobre a data dos 70 anos de Israel e a profecia de Mateus 24 (em 14 de maio de 2018) se encaixam precisamente, porque 2018 + 7 anos = 2025/6.

Vendo o mundo do jeitinho que ele está agora, e as pessoas cada vez mais possuídas pelo ódio e pela violência, usando a Internet não como ferramenta de estudo e partilha de coisas úteis, mas como arma de ataques (Hackers já usam a Internet como arma de guerra e crime faz tempo), e como facilmente as mídias usam estas mesmas ferramentas para manipular a opinião pública conforme suas ideologias e tendências políticas, e juntando no contexto geral o terrível ano de 2020, com essa pandemia que pode ter sido mesmo fabricada (até pouco tempo eu não acreditava muito nisso, mas posso estar enganado), então, o mundo, hoje, vive um estado de Terceira Guerra Mundial.

Talvez nem seja necessário que as superpotências disparem seus mísseis nucleares.
A redução populacional será alcançada. De forma silenciosa.
E da mesma forma silenciosa, a humanidade, massa de manobra, será e está sendo configurada conforme as diretrizes políticas e ideológicas destes meios de comunicação vendidos ao Sistema.

As notícias e os noticiários perderam aquela sua função de APENAS INFORMAR OS FATOS sem contaminar a opinião pública com suas doutrinações.
Não, muito pelo contrário. A imprensa aberta faz questão de filtrar as informações com o claríssimo objetivo de manipular a opinião pública contra as instituições.

Qualquer um pode ver isso de forma muito clara.
Portanto, o mundo vai entrar no 22° ano de guerras globais em 2021.
A Segunda Onda do Calendário Maia, prevista para dezembro deste ano, virá arrasadora.

Veremos cada vez mais a humanidade possuída por ódio, violência, intolerância e ignorância, facilmente manipulada pelos meios de comunicação.

O que retrata o retorno do Amor encarnado.
Daí a fúria do Dragão Vermelho, como foi previsto, se espalhando rapidamente e contaminando todas as almas que não estão vigiando e orando, mas apenas se entregando à correnteza do momento que arrasta todo o cardume na direção dos pélagos mais profundos do destino sombrio a frente.

A Luz incomoda as trevas.
E tanto ódio assim no planeta só pode significar a vinda do Amor encarnado.
Felizes todos os que conseguem o ato mais do que heróico de manter suas mentes serenas e seus corações com amor e alegria no meio desse Inferno aberto que a humanidade está criando com suas próprias mãos.

Estejam certos de que o AMOR encarnado encontrará aqueles que lhe são iguais.

A Terceira Guerra Mundial e a queda de um grande meteoro na Terra seriam os sinais do processo de tribulação severa para a humanidade.
E nada na atualidade está negando esse cenário profético.
Mas tudo o confirma.
A maldade humana em escala crescente só está confirmando o terrível karma global que se aproxima.
O Amor de Deus é consciente, e sendo consciente, é Justo.

JP em 21.11.2020

Comentários
Compartilhar