A Profecia da Sétima Igreja

E ao anjo da igreja de Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!
Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.
Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;
Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas.
Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te.
Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.
Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.”

Apocalipse 3:14-21

Uma das interpretações paralelas destes versículos é que a Sétima Igreja representaria a Igreja do futuro, ou ainda mais, o status de consciência espiritual da humanidade no futuro, na sétima geração “espiritual” desde quando o Livro da Revelação (Apocalipse) foi passado a João, na Ilha grega de Patmos.

É como se, ao longo de 2000 anos, de Jesus a Jesus (retorno) a Igreja e o status religioso da humanidade passasse por uma progressão em sete níveis, e cada Igreja da lista das sete pode ser considerada um estágio desse status em progressão, em cada época assinalada.

E como em tudo o que diz respeito ao SETE, estamos agora no sétimo e último período da Igreja, de todas elas, de todas as instituições religiosas e do Status de consciência espiritual da humanidade.

E o que a mensagem do Sétimo Anjo, o Anjo do Shabat (Fim) declara, é assustador, porque o homem nunca julgou a si mesmo tão rico e tão abastado como agora, sendo que, perante o Julgamento de Deus, é exatamente quando ele estaria mais pobre, cego, nu, miserável e em desgraça espiritual!

O Anjo da Sétima Igreja aconselha que o homem moderno desperte com urgência (unjas teus olhos com colírio) para que ele veja a extensão de sua miséria, impotência e fragilidade diante do sistema de coisas que se levanta rapidamente sobre o mundo, abdicando de todo pensamento arrogante e auto-suficiente.

A Sétima Igreja, na verdade, significa a colheita de todos os ensinamentos espirituais plantados na Terra no passado, especialmente a Verdade cristã. Porque o mesmo Espírito, que é CRISTO, anuncia:

ESTOU A PORTA E BATO!

Ouvir a Voz do Messias e lhe abrir a porta é uma declaração que transcende toda métrica eclesiástica formal para se tornar uma chave de CONTATO com os ceifadores que já circulam em Terra, porque eles estariam aqui quando chegasse o tempo da Sétima Igreja, que é o tempo da colheita espiritual ante o Inverno da humanidade.

E você pode ter certeza de uma coisa: o princípio das dores é uma prova concreta desse RETORNO do dono da fazenda, para quem os trabalhadores precisam apresentar o fruto das colheitas.

“A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da plantação que mande obreiros para fazerem a colheita”
Lucas 10: 2

A sétima Igreja é o tempo da colheita, e se o Senhor da Seara retorna, isso significa que ele já enviou trabalhadores para a grande colheita em toda a Terra.

Eles baterão na sua porta, mas se você estiver cego, como os receberá?

E se você pensar em termos de Arrebatamento, entenderá a urgência dos ceifadores, porque nenhum agricultor, em sã consciência, deixa o Inverno chegar para começar a colheita, sob o risco de perder tudo.

JP em 24.03.2020

Comentários
Compartilhar