A longa espera do amor no deserto da vida

Na verdade, nenhuma espera será em vão,
quando é pelo amor verdadeiro que espera o teu coração.

Porque, no tempo da espera,
a purificação acontece no deserto da vida,
em outra esfera,
aquela que determina uma preparação interna
para todo coração que, almejando pelo verdadeiro amor,
se prepara em silêncio para ele.

O mundo está totalmente corrompido,
valores invertidos que não mais correspondem ao amor real,
da energia divina procedente,
o amor morreu num mundo onde o desejo controlou os pensamentos
e feriu a pureza da alma encarnada neste veículo.

A consciência desceu do espírito para cair nos instintos
e instintos são os controladores da consciência
tornando impuro o Santuário da Presença.

Se você, como eu, espera pelo amor verdadeiro
não se desespere no deserto da vida
e nem da longa espera.

Deserto e Espera estão purificando o seu corpo e a sua mente
para preparar sua alma para aquele amor verdadeiro
que nunca foi deste mundo
e nunca teve nada a ver com paixões carnais.

O mundo moderno foi chamado por João de Babilônia
a grande Rameira, a grande Meretriz,
que corrompeu todos os costumes da Terra, religiões e caminhos
com sua luxúria irrefreável.

Faça da purificação a sua conduta espiritual diária
e verá maravilhas acontecerem na sua vida.
Porque nada que é bom germina em terreno imundo,
apenas ervas daninhas.

O segundo nascimento é a flor mais rara do seu jardim de virtudes
e não pode sair de outra terra
senão aquela que foi purificada pelas Mãos de Deus.

Lutar contra a corrupção do mundo em estado de pureza interior
é o que há de mais difícil agora.
Mas não há outro caminho.

E isso não será uma questão de escolha sua.
Porque, se sua alma escolheu pelo amor verdadeiro e pela espiritualidade,
ela será levada pelas forças do Destino neste caminho,
que pouco compreende no começo, e pouco suporta também,
sem gemer, chorar e se cansar…
Mas compreenderá à medida que sua alma avance na purificação
e comece a ver as claridades da Verdade que, antes,
enquanto era impura,
não via e nem compreendia…

Leia também  A Nova Israel

Porque é dito dos 144 mil eleitos de Deus:
Foram encontrados puros, virginais, sem mancha
e sem mentira na boca.

E eles habitarão na Jerusalém renovada,
que desce dos céus como Noiva branca,
para o casamento com o Cordeiro, Cristo.
Certamente essa Virgem Noiva pura é outra alegoria,
antítese do mundo moderno, comparado a uma Meretriz impura.

Os 144 mil são os filhos daquela Mulher sagrada do Apocalipse 12,
que venceu o Dragão e produziu uma nova geração
a geração do Reino de Deus, pura, incorruptível, íntegra no corpo e no espírito.
Templos restaurados sobre a Terra!

Por isso eles serão a primeira colheita do Pai
o Jardineiro da Terra.

Não há como conquistar o Paraíso
se você não renunciar ao mundanismo.

E não se importe com o deboche, injúrias e violência dos mundanos contra a tua firme postura e decisão na espera!
Eles simplesmente estão incapacitados para compreender os caminhos do amor verdadeiro… as manchas na sua alma os tornaram cegos.

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

1 Coríntios 13: 4-7

JP em 23.03.2021

Comentários
Compartilhar