EspiritualidadeMistérios

A Ciência Perdida

 

 

 

Existe uma forma muito mais poderosa e eficiente para se ativar os chakras e por a glândula pineal para trabalhar, produzindo naturalmente canal de percepção mental para os planos da realidade superior.

O sistema harmônico de mantras, cantos e entoações dos monges do Tibet, capazes de realizar maravilhas dentro da técnica perfeita, alguns até levitando, saindo em astral, tendo acesso direto aos registros Akáshicos, lembrando de vidas passadas, etc.

Ah sim, e tendo contato com outros seres e entidades do mundo invisível. Pena, pena mesmo, que é uma cultura e um sistema de valores religiosos e metodologia totalmente estranhos para o mundo ocidentalizado.

Uma chave imensa de poder, isso porque a metodologia que opera com os sons e frequências e mantras trabalha diretamente na ressonância com todas as partes internas, corpo, mente, plexos nervosos, o que significa ir transformando a pessoa gradativamente.

É desses conhecimentos secretos dos Iniciados que eu falo, e ele não trata somente de abrir poderes, mas trata também de produzir uma verdadeira reconstrução interna, incluindo a reestruturação do próprio DNA da pessoa.

É outro universo de conhecimentos, uma ciência perdida no Ocidente. É outra coisa completamente diferente. É o acesso ao mapa harmônico do corpo, do cérebro, do sistema nervoso, de cada célula, órgão e parte funcional do ser vivente e sua alma consciente no controle.

A Ciência dos Harmônicos, uma forma de usar o recurso da voz bem treinada e da concentração para produzir maravilhas na máquina humana em resposta. Quem a conhece, não a troca por nada. Porque descobre que, no começo, era o Verbo, e o Verbo (Som) que criou todas as coisas é a maior ferramenta do caminho espiritual existente. Na verdade, não há outra.

O Verbo é a matriz por onde Deus cria o homem na carne, e por onde o homem se recria no espírito, fazendo o retorno com consciência à fonte!

 

JP em 30.09.2019

Comentários
Compartilhar

Botão Voltar ao topo