A chave dos venusianos (relato de uma experiência)

Relato de uma experiência hoje
02.09.2020

Hoje, antes de acordar, trouxe a lembrança de um encontro com venusianos infiltrados na cidade,
num certo edifício, atuando como humanos comuns, sem que ninguém suspeite que sejam venusianos.
Primeiro, porque eles têm mesmo uma aparência humana real (como Vaiant Thor),
e segundo, sabemos sobre os infiltrados, eles estão em vários locais estratégicos
observando, monitorando e, quando podem ou tem permissão, ajudando os seres humanos.

Com foi o caso desta minha experiência.
Lá no plano astral, encontrei o local onde, no mundo físico, eles estavam
(ao menos, um destes lugares).
Um grande edifício, e fui conduzido por um homem muito bem vestido ao seu escritório,
e ele tinha uma assistente.
Eu estava ali em busca de tratamento para uma doença de uma pessoa conhecida,
uma doença entre as tantas tidas como incuráveis pela nossa medicina oficial,
um dano permanente no sistema nervoso.

E ali, o tratamento oferecido era muito natural, parecido com a linha da homeopatia, mas não sendo homeopatia
Pois bem, eles tinham a cura de tudo e para tudo, porém, não podiam atuar livremente, e curar qualquer um ou todo mundo.
Porque uma coisa foi expressamente declarada ali:
Só podemos ajudar as pessoas na Terra que tem acesso a “CHAVE”
Chave? Pensei comigo… que chave seria essa?

Então, entrou outra pessoa ali, uma mulher desejando cura também.
E foi quando a chave declarada foi apresentada num termo do Apocalipse
(e me disseram: o Apocalipse representa o último contrato de Deus com a humanidade).
E a mulher disse:
O que? Bíblia? (manifestando um forte preconceito só porque ouviu falar da Bíblia, sem ao menos ouvir do que se tratava). Eu apenas analisava tudo em silêncio.
A assistente daquele homem repetiu: se a senhora não tiver acesso a essa chave, não poderemos ajudá-la!

A parte do Apocalipse é esta:

“E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a CHAVE de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre:
Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome.”
Apocalipse 3:7,8

Então, os venusianos explicaram para aquela mulher que, traduzindo em miúdos, eles só podiam ajudar na Terra as pessoas que receberam uma concessão direta da autoridade de Jesus Cristo!
(Claro que para mim não houve o menor problema naquela condição, muito pelo contrário, eu mesmo estranharia se fosse diferente, porém, aquela mulher resistia a isso).

O significado de tudo isso é que devemos encarar venusianos como os Anjos do Velho e Novo Testamento.
Tudo o que fazem, para cada pessoa escolhida ou para o mundo em geral, não vem da vontade deles, mas são permissões da Lei Maior. Auxílios pessoais que possamos receber procedem de concessões especiais de Jesus Cristo, o que explica a chave (Graça, Dom).

Ficou claro para mim que os Aliens do Bem só vão ajudar os que receberam a concessão especial de Cristo.
Aqueles 144 mil são as primeiras almas na lista dos auxilios recebidos e proteções do Alto, até que sejam colhidas da Terra. Mas a ajuda está aberta ao mundo.
Esse relato coincide maravilhosamente com as definições de Valiant Thor, o líder dos venusianos, sobre Jesus Cristo e sua influência intercessora diante do mundo em fase de extinção.

A Igreja de Filadélfia tem o mesmo sentido, porque no grego simboliza “Amor Fraternal” e essa igreja é um código, não é de pedra, ou instituição terrena, mas sim, é a egrégora mental dos seres irmanados pela Presença Crística, sejam humanos, sejam aliens, sejam anjos, todos como irmãos de uma mesma “Igreja de Reunião”. O acesso a essa família é a porta que aquela chave abre. Por isso, as pessoas se expõem a grandes riscos ao tentar contatos com Aliens sem esse amparo da Presença crística, atraindo facilmente as espécies caídas e que abduzem os homens, enganando-os de todas as formas até que caiam nas armadilhas.

Sei que muita gente não vai acreditar no meu relato, vai sentir o mesmo preconceito que a mulher da experiência e, de repente, até descurta a página e deixe de ser meu amigo.
Por causa do mesmo preconceito.
E se esse for o seu caso, é simplesmente porque esta chave não é para você.
E se eu relatei hoje isso aqui, é para que essa preciosa chave alcance as portas devidas.
E abra essas portas e corações a partir de hoje.

Porque isso me foi dito por dois venusianos hoje:
Sem a intercessão de Jesus Cristo, ninguém vai a lugar algum nesse mundo confuso e perdido.
Mas disso eu já tinha certeza.

Amigos, temos muito o que trilhar e ainda conversar a esse respeito!

JP em 02.09.2020

Experiência (sonho lúcido) de hoje, 03.09.2020
Um UFO sobre o edifício!

Usei essas imagens de um edifício na cidade de Ultrecht, Holanda, onde aparece um UFO na decoração do prédio, pela relação com a experiência de hoje, como uma continuação da experiência de hoje.
E sonhos lúcidos ou viagens astrais sequenciais revelam experiências em capítulos continuados noite após noite, geralmente por causa da importância do evento experimentado.

Fica a dica de estudo: quando um sonho ou mesmo uma experiência lúcida fora do corpo insistir em determinada direção ou situação, é porque existe uma prioridade ali, uma mensagem do universo determinando que aquele é o caminho a seguir.

No caso, conforme a experiência relatada ontem, daqueles venusianos infiltrados na cidade, morando anonimamente em certos lugares, misturados com os seres humanos, com os quais se parecem muito.
Pois bem, nesta manhã, voltei ao certo edifício daqueles seres infiltrados na cidade.
E lá estava o grupo em cenas de interação familiar.

E geralmente, esse é o ambiente deles, ambientes familiares, sempre os capto como se fossem uma grande família, mais do que uma mera corporação.

Fala-se muito hoje em dia nos métodos da constelação familiar, e embora eu não concorde com partes dessa metodologia (hoje em dia, criam-se muitas terapias “quânticas” sem a menor compreensão do que realmente é Física Quântica, tudo dentro daquele modismo cultural new age), o que exponho aqui em relação ao contato com estes seres não tem conexão, portanto, com essas ideias new age, mas com uma coisa muito superior e muito mais simples do que tudo isso:
A verdadeira família tem laços de alma, não de sangue.

E a verdadeira família é parecida entre si não por herança genética compartilhada, mas sim, por semelhança de consciência e também por herança de trabalhos de vidas passadas partilhados em nome da Grande Obra.
Fraternidade Branca é o nome dessa família.

Pois bem, são seres profundamente irmanados num sentido totalmente espiritual de família, e o conceito EGRÉGORA é o que melhor define essa rede de energia que os liga, e melhor, rede que está aberta para a humanidade com convites de que nós também sejamos parte dessa família, a partir do momento que todos nós somos filhos do Mesmo Ser Universal.
Quanto ao modelo do UFO sobre o edifício, isso foi a parte final da experiência.

Me pareceu que esses seres são eventualmente transportados para suas bases de comando a partir de UFOs invisíveis pairando sobre os edifícios ou casas onde eles habitam camuflados na cidade.
E o transporte é por teletransporte.

Lembrando que muitas abduções são realizadas da mesma forma, pessoas dormindo em suas camas e naves pairando por cima delas, teletransportando as pessoas fisicamente e as devolvendo depois, sem que se recordem de nada.

Essa seria a sua logística mais direta, portanto, dos seres superiores. As bases extraterrestres no subterrâneo seriam seus quartéis, seus núcleos de ação oculta na Terra, todas elas integradas entre si conforme uma mesma inteligência de comando e plano de ação, e esses pontos escolhidos nas cidades, casas ou edifícios onde os infiltrados residem, os terminais que distribuem de uma forma muito organizada a ação e monitoramento de todos eles entre as pessoas, nas pequenas e grandes cidades, ou mesmo áreas rurais.

Obs: essa experiência de hoje não teve caráter de viagem astral, mas de sonho lúcido, intermediário, quando nos comportamos dentro do sonho de forma consciente, tal como nos comportaríamos em estado de vigília.

Capítulos de uma grande história sendo revelada.

JP em 03.09.2020

Comentários
Compartilhar