Ano 2020 – Julgamento em dobro

 

 

 

 

Primeiro, a análise astrológica diz que será um ano de regência solar, portanto, um ano intenso, poderoso, porque o Sol é o centro de gravidade de todas as interpretações astrológicas, bem como o centro de gravidade de todas as influências astronômicas do nosso sistema solar.

Ano quase passado, 2019, esteve sob a regência do arcano 19, que no Taro significa Luz, claridade, revelações acontecendo. O Arcano do Sol, 19, que soma 10, a Roda, e que representa tempo de retorno acelerado. E sentimos todos nós essa aceleração de muitas “rodas” do sistema planetário em transição.

O arcano 20 que lhe segue sugere o julgamento sobre tudo o que começou em 2019, numa continuidade cada vez mais acelerada.

A análise numérica reforça o número 20 por repetição.
Vinte se reduz a dois, e dois é dualidade, ambivalência, e pode sugerir muitas oposições tensas no mundo, devido a formação de blocos separatistas cada vez mais fortes, em todos os âmbitos, culturais, políticos, religiosos.

Por outro lado, a soma total dá 4 e 40.

Quatro, Arcano 4, a imagem de personalidades de poder. Um arcano que forte aspecto material (e materialista).

A carta 4 é muito materialista, e na esfera pessoal, representa pessoas materialistas, ou então consciências se movendo somente no lado concreto e palpável da vida.

Pode indicar também o surgimento de tiranos na Política mundial, porque o Arcano 4 é regido pelo Imperador.
Por ser um ano regido pelo Sol, ele reforça o aspecto da política.
Muitos líderes nascem com o Sol exaltado, e não raro, são do signo de Leão, regido pelo Sol.
Portanto, em 2020, a Política Mundial sofrerá muitos abalos. Líderes que caem, líderes que se levantam.
Muitos deles poderão ser decisivos nos novos rumos da História.

É possível que a identidade do Anticristo encarnado seja conhecida em breve.
Ele se parecerá em aspecto simbólico com o segundo Sol, que se aproxima, simbolizando Lúcifer, o (cometa) rebelde, que tentará destronar o Sol (Cristo).

Será um ano de fortes oposições, de dualidades se intensificando, de ideias entrando em maiores conflitos.
A tendência é que as coisas iniciadas em 2019 se intensifiquem na sua continuidade em 2020.

O processo de revelações que começou em 2019 se intensificará em 2020 na força do Sol e do arcano 20 dobrado.

Outra curiosidade: 20+20 = 40, e 40 é uma senha bíblica que significa tempo do deserto, tempo do dilúvio, tempo de expiação, purgação, purificação.

Pode indicar o começo da purificação mundial em função de elementos que irão se manifestar no ano que vem, em escala global.
Arcano 20, um grande Anjo toca trombeta, e anuncia o Juizo Universal, para o qual vivos e mortos são convocados.
O Anjo tocando trombeta significa anúncios, revelações globais, eventos que abalarão o mundo inteiro, um chamado ao juízo, ao despertar da consciência, a priorização do espiritual etc.

João escreveu no capítulo 20 do seu evangelho o cenário da ressurreição de Cristo.

E esta carta, 20, significa também Ressurreição. Nela vemos os mortos despertarem e sairem de suas tumbas ao toque da trombeta do Anjo.
Isso pode simbolizar a revelação de coisas ocultas, enterradas, tidas como mortas ou falsas, etc.

Sugere também o início do arrebatamento, porque a Bíblia assegura que os mortos em Cristo subirão antes, e deverão ser despertados da morte (ressuscitados) para tanto!

O número 20 dobrado, considerando que 20 é o Sol, por fim, pode sugerir DOIS SÓIS.
Pode ser o ano decisivo em que se conhecerá a identidade do segundo Sol, esta estrela menor que tem causado tantas perturbações à distância. Especula-se aqui a identidade do objeto P 7X.

E não seria essa a revelação mais ensurdecedora de todas para a humanidade?

Como um som de trombeta que aumenta sua frequência conforme o segundo Sol se aproxima, brilhando cada vez mais?
Despertando os mortos para o julgamento, em todos os sentidos que essa imagem possa representar?

Será um ano atípico em termos de eclipses.
Seis eclipses teremos, sendo quatro lunares e dois solares.

Eclipse lunar penumbral em 10.01.2020
Eclipse lunar penumbral em 05.06.2020
Eclipse solar anular em 21.06.2020 (o dia do Solstício de Verão no HN)
Eclipse lunar penumbral em 05.07.2020
Eclipse lunar penumbral em 30.11.2010
Eclipse solar total em 14.12.2020

Ou seja, uma carga bem intensa de alinhamentos e energias sacudindo o planeta no ano que segue!

O número SEIS de eclipses, num ano marcado pelo significador dobrado do Julgamento (20) não deixa de ser espantoso, se associados ao Sexto Selo do Apocalipse, o mesmo que, debaixo de eclipses solares, lunares e chuvas de estrelas (meteoros) anuncia o Juízo final, com terremotos se espalhando no mundo.

Uma notificação curiosa
A última vez que um ano do calendário repetiu dezenas numéricas foi em 1919.
E o que aconteceu de espantoso naquele ano?

Ora, nada mais nada menos do que a confirmação experimental da Teoria da Relatividade, de Albert Einstein, através de medições feitas no Brasil (Sobral, Ceará) de um eclipse total ocorrido no dia 29 de maio, que no Brasil encontrou condições climáticas perfeitas para ser avaliado, fornecendo assim os dados para consolidar a teoria de Einstein, que se tornou célebre da noite para o dia, e sua teoria, a mais importante revolução da Física até o momento.

Assim sendo, agora chegamos em 2020, outra duplicação de dezena nos algarismos do ano em curso, e quem sabe, outra revelação extraordinária aconteça, como a confirmação do sistema solar duplo, criando um impacto social tão grande quanto aquele de 101 anos atrás, e de alguma forma também envolvendo o Sol…

E uma descoberta cria cenário e prepara o caminho para a outra… porque o fato de nosso sistema solar ser duplo, e o fato de o segundo Sol estar se aproximando do Sol central, isso criará realmente um abalo em todas as leis da Física quando os dois astros se encontrem muito próximos, abalando todo o tecido do espaço-tempo da vizinhança da Terra, que será mergulhada em janelas de singularidades cada vez mais fortes… esse abalo gravitacional todo causará muitos impactos, além de gerar perturbações e singularidades na marcha do tempo e na separação das dimensões … muitos véus cairão.

O céu se enrolará como um pergaminho… as estrelas despencarão… a Terra tremerá em todas as partes.
O Apocalipse relata muitos quadros paradoxais no cenário da humanidade em sua própria linguagem simbólica.

A trombeta soará de forma clara e audível para todo o planeta em 2020.
E soará duas vezes.
Cada um compreenda isso como puder.

E faça do seu ano novo o seu momento de reflexão e auto-julgamento, melhorando em tudo o que deve ser melhorado, antes que as forças da Terra e do céu se alinhem para fazer o trabalho de depuração planetária e despertar da consciência que o comodismo moderno está adiando eternamente para amanhã… a força estará propícia para isso.

Portanto, 2020 são dois julgamentos.
O Julgamento do Universo forçando a humanidade a um auto-juízo profundo sobre todos os aspectos.

 

JP em 30.12.2019

Comentários