Templates by BIGtheme NET

A Mensagem oculta do coronavírus para o mundo

Geralmente, eventos desse porte, como o evento da atual pandemia de coronavírus, deixam marcas e pistas que, se interpretadas e mesmo decodificadas, podem compor mensagens ocultas de importância, baseado no fato de que nada acontece por acaso. E se no Universo de Deus Criador, tudo segue uma precisa lei de causa e efeito (Karma), eis que a Inteligência Infinita nos armou de ferramentas para compreender mais a fundo estas questões de ordem global.
Numerologia, Cabala e conexões astrológicas costumam ser empregadas juntas para isso.

Em termos astrológicos, como mencionei antes, reparei num agrupamento planetário significativo no mês de março e começo de abril de 2020, envolvendo Marte, Júpiter, Saturno e Plutão (na mesma localização do objeto P 7X, Nêmesis) e que, dentro de certa analogia, equivalem aos quatro cavaleiros do Apocalipse.

Esse agrupamento celeste pode ter uma relação direta com a pandemia, descrita pelo quarto cavaleiro do Apocalipse, falando de uma peste que sairia da raça amarela e que traria guerra, fome e caos.
O que de fato, está se configurando.
Aliás, os prognósticos de terremotos fortes e atividade magnética alterada para o período se confirmaram.

Esse sinal astrológico se intensifica porque Marte e Júpiter fizeram a conjunção exata no dia 20 de março, quando o novo ano astrológico começa, no equinócio de março (e não no dia primeiro de janeiro), o que significa que a regência do 2020 passa a vigorar com mais força agora. Eu interpreto esse sinal, além de Netuno em Peixes e Urano em Touro, como os desencadeadores do processo global, reforçados pelo fato de nos encontrarmos dentro do fina do Grande Ciclo planetário, quando a curva dos eventos tende a ficar cada vez mais caótica (entropia dos sistemas).

Portanto, esses são os argumentos astrológicos.
Os quatro cavaleiros do Apocalipse em Capricórnio, Netuno em Peixes, Urano em Touro e as rápidas transformações planetárias totalmente alinhadas com as coordenadas das profecias.

A pandemia de COVID-19 é uma pandemia em curso de COVID-19, uma doença respiratória aguda causada pelo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2). A doença foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na província de Hubei, República Popular da China, em 1 de dezembro de 2019, mas o primeiro caso foi reportado em 31 de dezembro do mesmo ano.

Cabala e Numerologia
Começa pelo número de letras do nome “coronavírus”, onze letras, o que, no Tarô, arcano 11 significa força, a força de algo muito persuasivo. De fato, uma doença altamente persuasiva no seu contagio acelerado.
O ano 2019 soma 12, e 12, no mesmo Taro, significa penitência, expiação, karma, lugares de dor e reclusão.
Combinando os dois termos, 11 e 12, uma doença forte, persuasiva e que gerou muita dor e reclusão (a quarentena planetária obrigatória).

Outra coisa muito significativa:
A Pandemia invadiu o mundo inteiro bem na época da Páscoa, isto é, da quaresma de Páscoa, que este ano começou no dia 26 de fevereiro e se estende até o dia 9 de abril de 2020, cujo sentido, no espiritual, é o mesmo da quarentena (40 dias) no aspecto sanitário: se a quaresma é procurada como refúgio para se afastar das infecções sociais e morais da civilização, aprimorando a saúde espiritual, a quarentena sanitária visa o mesmo em relação a determinada doença e seus riscos de contágio.

E curioso ver a obrigação imposta a todas as nações ao período da quaresma, cristãos e não-cristãos num ato semelhante… como um período de reflexão dentro de um tempo de espera ao que virá… porque, simplesmente, a quaresma significa uma preparação de 40 dias para celebração da Páscoa, a qual, em sua origem hebraica, se deu no tempo do Êxodo e significa isso mesmo, o êxodo, a passagem da escravidão para a liberdade e, no caso de Cristo, da morte para a imortalidade (já que a morte e o ciclo de renascimentos é a principal escravidão da alma humana, atada à roda do Samsara e do Karma).

Estamos então traçando paralelos entre o coronavírus e a Páscoa.
Veja isso:

Um dos momentos mais marcantes da Páscoa é quando Cristo recebe sua dolorosa coroa de espinhos.
Esse virus, Covid-19, tem esse nome pelo seu formato de coroa (corona, em latim), e causa sintomas dolorosos em muita gente. E o pior deles?
Sensação de asfixia e sufocamento pelo agravamento da infecção pulmonar, certo?
E o que consta no “atestado de óbito de Jesus na Cruz”?
MORTE POR ASFIXIA (***)

O sofrimento que muita gente está encarando nas complicações do coronavírus é o mesmo sofrimento que Jesus padeceu na cruz… asfixia lenta e dolorosa pelo peso do próprio corpo esmagando os pulmões…

Mas ainda tem mais.
O ano de 2019 marcou, em dezembro, a detecção deste vírus na China.
Os números 19 e 20 dizem mais, porque, no Evangelho de João, estão nos capítulos 19 e 20 a narrativa central da Páscoa, desde o julgamento de Cristo, até sua crucificação, morte e ressurreição.

Aliás, o número 12 (da soma 2+1+0+9) tem outra forte ressonância, Apocalipse 12, quando o Dragão vermelho se levantaria para atacar a Criança nascida da Virgem celestial, num sinal astrológico já ocorrido, em 23 de setembro de 2017. E esse ataque levaria a Virgem (a Igreja, os escolhidos) a fugirem para o refúgio, para não serem mortos pelo Dragão.

Não considerando aqui o sentido astronômico do Dragão Vermelho (Nêmesis 2020), e pensando na China Vermelha comunista, que se encaixa perfeitamente no signo do Dragão Vermelho, foi de onde a Pandemia veio e cobriu toda a Terra.
Essa situação toda pode justificar o início do arrebatamento, com base nesses dados comparados com as profecias, se alinhando de forma absurda neste 2020.

A China tem sua culpa sim, no acobertamento e omissão diante da Pandemia que começou em suas terras, tentando apagar evidências e calar os alertas dos médicos… porém isso não significa guerra biológica, nem de longe.
Eu mesmo julgo perigoso fazer esse tipo de acusação sem provas conclusivas, baseando-se apenas na tendência conspiracionista da especulação moderna.

Por outro lado, creio sim que a tensão política vai aumentar, e as nações já começam a culpar a China por sua omissão, e juntando a isso o fato de que a economia mundial vai entrar em recessão, pode ser criado um cenário que se torne propício para uma guerra mundial e caos social, tendo na Pandemia um catalisador de um estado prévio de coisas neste mundo há décadas.

Não só a China vermelha, mas o Comunismo vermelho, de forma geral, sempre tentou atacar e destruir as religiões da Terra, com predileção em atacar o Cristianismo, algo que as aparições de Maria sempre alertaram ao mundo.
Mas o refúgio do trigo da Terra já está pronto.
E a Virgem zodiacal é representada como aquela que colhe o trigo.

Lembrando que profecias não foram feitas somente para demonstrar o poder da Onisciência Atemporal de Deus.
Mas principalmente, foram feitas como guia de sobrevivência no tempo (presente) em que elas começassem a acontecer. Como um médico que prevê todos os sintomas de uma doença a um paciente, e prescreve os medicamentos certos de uso para quando a doença chegar, com os sintomas previstos.

A título de curiosidade,
O termo CORONAVIRUS vem do latim, e significa VIRUS DA COROA (por causa do seu formato de coroa)
Mas, trabalhando com os anagramas, podemos combinar essas 11 letras de outra forma, e entre as formas que eu encontrei, achei essa aqui interessante:

CUR (por que? ou Cur-a, cura)
NAVIS (nave, barco, arca)
ORO (orar, pedir)

“Por que tudo isso? Orar pela Nave, pela Arca (do resgate, do novo Êxodo)?

(***)

Em resumo:
Estamos em tempos de arrebatamento se formando.
Um evento desse porte, dessa magnitude, como a Pandemia de Coronavirus, jamais poderá ser qualificado como casual ou sem propósito. É um tremendo alerta e anúncio para toda a humanidade.

No mínimo, um alerta de Karma global em marcha.
Ao que chegará na Páscoa, e depois… para os que vão e para os que ficam.

JP em 27.03.2020

Veja também:

Comentários