Justiça Divina

 

 

 

“Na verdade, a Terra está contaminada por causa dos seus habitantes; porquanto têm transgredido as leis, mudado os estatutos e quebrado a aliança eterna. Por isso a maldição tem consumido a Terra; e os que habitam nela são desolados, por isso são queimados os moradores da Terra, e poucos homens restam. “
Isaías 24: 5-6
(***)

Mas eu pergunto ao tecnólogo:Acha mesmo que a tecnologia que dobra o espaço pode dobrar a Justiça Divina e a Lei Eterna?

Acha mesmo que o Mal pode evoluir, ganhar asas e subir às estrelas? Acha que o céu é uma grande casa de Maria Joana, sem lei, sem ordem, sem limites para o pensamento inconsciente?

Acha que a maldade no homem pode evoluir?

Acha que não existe uma Lei que limita todas as falácias do homem e atira cada uma de suas vãs realizações no poço dos fracassados?

Acha que o testemunho de Jesus sobre todas estas coisas é sem valor só porque alcançamos a modernidade?

Esqueceu que o tempo é apenas uma ilusão nas mãos dos deuses em sua eternidade, e que, para eles, passado e futuro não existem?

Acha que Deus não pode sondar os corações destes homens ímpios à frente de suas lindas tecnologias?

Acha mesmo que Deus pode permitir que a Sua Lei seja quebrada, a Sua Verdade seja esquecida e a Sua Justiça seja violada por quaisquer bandeiras, ainda que carreguem os louros da modernidade e a distinção da tecnologia de ponta?

Acha que para Deus tecnologia é mais importante que um coração bom e puro?

Pensa mesmo que Deus pode ser ludibriado pela mentira alada? Ou que Deus está feliz diante da conquista do espaço que deixa para trás a sua morada e jardim original completamente destruído por nossas mãos?

Se voce fosse ateu, eu nem levantaria tais questões. Mas por se dizer crente em Deus é que te pergunto de novo:
Em que Deus voce acredita?

Não estou conseguindo identificá-lo nas tuas convicções. Pode me situá-lo, por gentileza?
Que Deus é este que passou a condescender com o Mal?

Acha que a tecnologia moderna nos redimirá por todos os nossos pecados acumulados?

********************************

Não se trata de uma atitude derrotista, e sim, de conformidade com o plano traçado desde que o mundo é mundo, não por homens injustos,mas pelos deuses, ou irmãos maiores. E esse plano, que até agora não errou em nada (conforme declararam as profecias ou registros dos antigos) declara com ênfase que o homem teria que renunciar ao seu orgulho no fim se quisesse sobreviver.

Teria que renunciar ao ego, à sua ciência mal direcionada e tecnologia mal intencionada. Teria que assumir humildade, reconhecer os erros e pedir perdão e ajuda ao Criador, ao invés de tentar esmurrar a faca.

Teria que estar pronto para um grande despojamento e uma transformação completa, reconhecendo o quanto errou e o quanto dano causou ao mundo e ao planeta.

Aquele que morreu por nós na Cruz veio com a mesma mensagem, e por isso o crucificamos, porque recusamos a oferta dele. Aqueles que vem de cima não querem que exploremos mais a ciência e a tecnologia e menos o espiritual.

A mensagem é clara, o homem está na Terra para se autoconhecer, para despertar espiritualmente e se fazer a imagem e semelhança dos deuses, e essa semelhança não será por máquinas, mas por espírito de bondade.

Não me entusiasma nem um pouco esse tipo de descoberta tecnológica moderna, sabendo que ela ainda está maquiando tanta canalhice e velhacaria.

Me entusiasma muito mais ver as frentes de auxílio trabalhando entre as vítimas dos terremotos do que ver meia dúzia de cientistas projetando naves espaciais para fugas.

O homem verdadeiro sabe renunciar até a vida se for preciso, mas o homem comum, este apenas pensa em fugir do inevitável. Esse é o ponto que eu defendo: o espírito acima de tudo. E foi esse espírito que declarou todas as coisas que já estão acontecendo, e que disse também que,quando o homem injusto estivesse próximo de conquistar as estrelas, aí começaria a sua queda.

Eles já sabiam de tudo. Eles nos ofereceram o melhor, mas nós escolhemos o pior, e agora pagamos o preço. Não sou contra a tecnologia, sou contra o egocentrismo desenfreado, sou contra o coração de pedra, sou contra a cobiça e a mentira. Elas nunca vão longe demais, há sempre uma força onipresente que as atira para baixo em pouco tempo.

A guerra se aproxima, o mundo está morrendo, fugir será a solução dos covardes, não dos fortes. A solução já nos foi apresentada antes: procurem o Reino e a Justiça do Alto antes de qualquer outra coisa, porque toda a Ajuda será dada. Está escrito que este mundo será aniquilado e o novo mundo será construído por aqueles que confiaram não na tecnologia, mas no espírito.

Não adianta lutar contra isso, já está acontecendo, e o homem ruma para o seu fim, outra vez. E as promessas da conquista espacial serão todas vãs, porque não vão acontecer. Quem pode conquistar as estrelas se não pode conquistar a própria morada em que vive, e menos ainda, não pode conquistar a própria alma?

A humanidade tem um preço a pagar, ele é caro e doloroso, e tudo porque o orgulho egocêntrico está ainda falando mais alto que o arrependimento humilde, e porque a tecnologia ainda está sendo capaz de distrair a mente humana da sua real condição de penúria e miséria espiritual perante os deuses maiores, aqueles que previram tudo isso e, até o último momento, tem tentado nos estender a mão.

Progresso não é isso. O progresso e evolução humanas envolvem todos estes fatores reunidos, o interno e o externo. Sociedade avançada é aquela que usa a tecnologia para o bem, para o amor e para honrar o Criador, e não para substituí-lo, fingindo que Ele nunca existiu.

Não é a nossa tecnologia que mede nosso grau de evolução, e sim, nosso grau de fraternidade social, Justiça e entendimento. Até porque os perversos grays têm tecnologia, e nem ela foi capaz de mudar-lhes o coração de pedra. Digo e repito, os grays somos nós amanhã. Pelo menos, dentro do coração, os homens já são como eles. Só falta agora o interno se materializar no externo, e o rosto e o corpo espelharem o que está dentro da alma.

Este é um caminho sem volta, a Justiça já selou o seu destino, já está se cumprindo, à vista de todos, os grandes da Nasa já sabem mas não divulgam, já tem noção que a Terra está se esburacando, que o magma está subindo, que o magnetismo está se revertendo, que a água está secando e a grande guerra se levantando no Leste.

Nós não iremos continuar nem na Lua e nem em Marte, apenas cairemos outra vez, como já caímos em outras raças, movidos pela mesma cobiça ancestral, e talvez sobrevivamos mais algum tempo como feras encurraladas em cavernas, como nossos irmãos grays vivem até hoje, porque já foram humanos como nós, e ainda resistem, porque ainda resiste neles o orgulho.

Todos os que estão depositando suas esperanças de renovação na tecnologia estão cultuando falsos ídolos, porque deles não virá a vida, máquinas não podem dar vida, mas podem tirá-la.

Os deuses instrutores do passado são os mesmos que estão retornando para o grande acerto de contas. Não nos aplaudem pelas máquinas que criamos, e sim, pelas obras de Amor, Justiça e Fraternidade que ainda podemos realizar.

Esta é uma seleção real, joio e trigo já colocam as suas cabeças para fora.

Muitos sequer suportam ouvir sobre coisas relacionadas a Deus e ao espírito, o sistema já os educou com queria. Mas os que receberem a mensagem eterna dos deuses e se amoldarem à vontade do Pai, falando através de todos os seus mensageiros, estes é que terão uma nova chance, e eles são elite espiritual, podemos dizer assim, pobres, humildes, pessoas simples, muitas vezes iletradas, sem cultura, sem qualquer verniz intelectual, porém ricas no coração e dignas na honra, repletas de uma bondade brilhante e um desejo insaciável por verdade e justiça. Eles é que reconstruirão o novo mundo, como das outras vezes. E não precisarão tanto de tecnologia para isso.

A ferramenta mais necessária para isso será apenas o caráter, a Boa Vontade e a fé, fé em si mesmos, cientes de que tudo podem quando Deus é com eles e nisso colocam completa confiança e fé. E em seguida, depositam seus corações nas Mãos Dele, sem qualquer reserva, entregando as suas vidas em tal confiança, compreendendo aquela máxima verdade que exaltou Homero em sua Odisséia:

Os homens sem Deus não são nada!

Em quantos anos eles supõem que essa teoria seja praticável em termos de tecnologia espacial? Anos, décadas?

A natureza não espera mais, o recado dela é claro:

It’s Over.

O jogo acabou, e o homem já gastou todas as suas fichas.

Os homens tiveram o seu tempo para jogar, e falharam. E perderam.

Agora eles têm que sair de cena e dar espaço àqueles que retornam.
E isso não é um pedido do Alto, mas uma Ordem.

E eles retornam em tempo de salvar alguma coisa, porque, no que depender da raça humana, tudo será aniquilado. Para depois alguns baterem em retirada.

Ah, não vai ser assim… Nossas asas já começaram a ser quebradas. Não há mais tempo. Só restou mesmo o tempo do sonho para alguns, e o tempo do despertar para outros. Isso também é o que passa a distinguir a consciência das pessoas entre si. Não adianta fechar os olhos, porque a luz das coisas que chegam é tão forte que ela penetra mesmo as pálpebras abaixadas e atinge a retina por dentro, nos ofuscando com sua claridade ainda com os olhos fechados.

Nem tem como tapar os ouvidos, porque a vibração desse novo que chega entra por nossos poros, penetra no crânio e estremece o cérebro sem descanso, como aqueles misteriosos sons intra-terrenos captados em diversas partes do mundo, qual a trombeta dos Anjos.

Faltam poucos minutos para o relógio da Terra bater a hora 13.

O homem só é escravo de uma coisa, no final das contas: da sua própria consciência.

De correntes ele se liberta, partindo-as, e de tiranos ele escapa. Da ignorância, ele se emancipa ao se instruir, e da dor, ele se alivia, curando a ferida. Mas não pode jamais libertar-se do apelo de sua própria consciência.

E é a minha consciência que me impele a escrever o que escrevo, talvez até finalizando o livro.

A conquista do espaço só é dada a seres puros e justos. Quando a maldade ganha asas e tenta ultrapassar certos limites, ela é bloqueada pela Lei Maior e por aqueles que a exercitam no Universo. A maldade não pode jamais ter asas, por isso é que Deus nunca deu asas ás cobras. E quando a cobra tenta voar para expandir seu veneno, ela é imediatamente precipitada para baixo.

A metáfora de Lúcifer, que representa a inteligência e o poder a serviço do Mal e dos seus interesses, se encaixa aqui com perfeição. Bem como a sentença que Deus evocou à lembrança de Job:

Jó, 38-11: “Até aqui chegarás, e não passarás mais longe, e aqui quebrarás … e não passarás mais longe, e aqui quebrarás as tuas empoladas ondas”.

Basta lembrar que os grays intraterrenos foram, um dia, humanóides malignos que usaram suas tecnologias para expandir seus impérios de tirania e injustiça. Resultado: foram atirados nos abismos da Terra e ali involuíram nos seus corpos, junto com sua tecnologia. Então, não é exagero dizer que os Grays de hoje são os humanos de amanhã, já que eles retratam o destino final de toda cobiça alada e tirania motorizada.

Os grays são o nosso espelho no presente, porque já foram humanos um dia, antes de permitir que a cobiça envenenasse a sua alma. Eles representam o futuro de uma humanidade que destrói seu próprio lar, que se recusa ao chamado espiritual de todos aqueles mestres, deuses, anjos e aliens que já estiveram aqui, e que sempre manifestaram a mesma mensagem em suas palavras, idéias e atos.

Eles são o resultado final de toda recusa teimosa à Verdade e à Justiça, a cegueira conivente perante a tudo o que é maior e melhor que nós mesmos, e ao grave erro de se colocar as esperanças de evolução somente no progresso tecnológico.

Humanos assim nunca passam do chão, por mais que tentem voar, até porque suas asas não são de aço, mas se cera. E no final, acabam por cair sob o próprio peso que carregam nas costas, o peso de tanta corrupção e mentira, voltando a rastejar como bestas.

O maior erro do homem moderno é julgar que possa manipular tecnologia e ciência como se o resto do Universo não existisse, e fosse um todo harmônico, vivamente ligado a cada uma de suas partes, Todo esse que observa cuidadosamente os movimentos de cada filho seu, onde quer que ele esteja. O homem pode até dobrar o espaço, mas ainda não houve ser que pudesse dobrar a Justiça Divina.

Afinal, quem foi aquela serpente que induziu a primeira humanidade a comer o fruto da ciência dos deuses sem medir depois as consequências? Não foi Satan, aquele que caiu do céu e foi construir um Império de sombras entre outros caídos como ele, nas catacumbas do abismo? Os grays de hoje são os homens de amanhã, isso porque eles já foram homens a muito tempo atrás…

Ainda que aquela mensagem primorosa continue a ecoar por eternidades avante, saida da boca de todos os deuses e repetindo o mesmo de sempre, aquela que diz que “devemos buscar primeiro o Reino e Sua Justiça, que todas as outras coisas (incluindo tecnologia) seriam acrescentadas”, ainda assim a modernidade tem dificuldade em aceitá-la, criando para si a falsa idéia de antropocentrismo, erro que defende que no homem, e somente no homem, estão todas as coisas que ele precisa.

O primeiro que alimentou essa falsa idéia entre os Grandes do Universo, hoje não passa de um verme reinando entre iguais. Que ninguém se engane, todos estes relatos são simbologias de eventos reais, e não mitos, como os que estão no poder querem nos fazer crer, porque tais verdades conspira contra a existência dos próprios.

Aquela consciência, alma, entendimento, inteligência e vida que ainda não compreendeu que o centro de tudo é o espírito, e que ainda continua correndo atrás de sombras ao invés de caminhar em busca da luz, de fato, está perdendo seu tempo miseravelmente… ainda não está maduro para o Universo real.

…“Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?” Asseverou-lhe Jesus: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e com toda a tua inteligência. Este é o primeiro e maior dos mandamentos. …

(Mateus 22: 37-38)
Palavras de  Jesus de Nazaré
(***)

Se é verdade que essa tecnologia tem sido inspirada desde o início por grays capturados, ou pior, grays aliados, então continua o homem comendo daquele fruto proibido da ciência, que somente aos deuses superiores era liberado. Assim sendo, repetiremos a ascensão e queda da primeira humanidade. E nada mudará. Apenas que os grays terão novos companheiros de caverna. Porque a tecnologia mais refinada continuará em segredo:

A Torre de Babel

 

“1 E era toda a terra de uma mesma língua e de uma mesma fala.

2E aconteceu que, partindo eles do oriente, acharam um vale na terra de Sinar; e habitaram ali.

3E disseram uns aos outros: Eia, façamos tijolos e queimemo-los bem. E foi-lhes o tijolo por pedra, e o betume por cal.

4E disseram: Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra.

5Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam;

6E o Senhor disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer.

7Eia, desçamos e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro.

8Assim o Senhor os espalhou dali sobre a face de toda a terra; e cessaram de edificar a cidade.

9Por isso se chamou o seu nome Babel, porquanto ali confundiu o Senhor a língua de toda a terra, e dali os espalhou o Senhor sobre a face de toda a terra.

Gênesis 11

E toda a Terra falava uma só língua, um só conhecimento ,uma só consciência. Mas o homem passou a manifestar cobiça, e desejou subir às estrelas não por liberdade, mas por posse. Daí que os deuses desceram e impediram o seu projeto, fazendo com que, depois de determinado ponto de sua ascensão, a confusão entre as línguas se instalasse, isto é, a disputa dos egos entre si, já que aquela diáspora representou o fim do projeto.

A modernidade não pode tripudiar sobre a palavra dos antigos, que registrou a vontade dos deuses, aqueles que juraram retornar um dia para acertar as contas. E a Torre será ferida pelo Raio da Justiça, mas não será a Mão de Deus a executar a sentença: o próprio homem se voltará contra seus irmãos e exercerá o castigo. Basta abrir os olhos.

Basta contemplar toda fonte de sofrimento, ela nunca foi divina, mas exclusivamente humana: fome, terra ferida, tiranos oprimindo o povo, violência, cobiça, miséria, luxo, mentira, etc. Babel já se instalou na Terra. Homens se desentendem. Vizinhos se desentendem. Parentes se desentendem. Colegas de trabalho se desentendem. Políticos se desentendem. Religiosos se desentendem. Partidos se desentendem. Nações se desentendem. Todos falam idiomas estranhos.

Todos falam o idioma do ego, e não o idioma da consciência e da verdade. A Torre de Babel já está em pé. Só falta cobrir o último andar. Só falta levar tudo isso para além das fronteiras da Terra. Só falta isso para a Torre começar a desmoronar.

O castigo nunca veio das Mãos de Deus. Ele sempre teve origem no próprio homem, que se recusou à obedecer a Lei Maior. E ninguém pode ferir a Lei Maior sem receber as consequências.

É mau sinal. É mau sinal chegar tão alto. É mau sinal conquistar o céu sem conquistar a Bondade e a Justiça. É mau sinal tentar abandonar o lar em chamas, destruido por nossas mãos, aquele Jardim tão puro e abundante que o Pai de toda a perfeição e amor nos deu para cuidar e lavrar.

É mau sinal seguir uma estrada deixando um rastro de destruição e mentira para trás, escondendo a vergonha atrás de máscaras. Não passarão jamais as ondas da prepotência para além das praias da Justiça. É mau sinal para a cobiça e a mentira chegarem tão longe.

Porque será a partir deste exato ponto, o ponto em que a arrogância subiu ao seu nível mais alto, o nível pela Justiça suportável e tolerável, que começará a sua espetacular e inevitável queda.

“O orgulho vem antes da queda”.
Sabedoria universal

*Ícaro já está diante do Sol. Suas asas começaram a derreter. Pode despencar a qualquer momento. Mas, no seu êxtase, não se deu conta do fato. E isso selou o seu destino. O Sol lhe ofuscou tanto os olhos que se esqueceu de lembrar que estava voando com asas de cera todo o tempo.

JP em 21.10.2019
Comentários
Compartilhar