Você é Alienado?

 

 

Alienação

Palavra que vem do Latim ALIENUS, “de outro, estranho, que vem de fora”, relacionado a ALIUS, “outro”, mais o sufixo -GENA, da raiz de GIGNERE, “gerar”.

Latim ALIUS, “outro”. Está na origem de alterar, alienígena,
et alii, e outras palavras e expressões atuais.

E é razoável entender o alienado como o que está em outra instância ou situação, como aquele que está afastado das capacidades sociais ou mentais básicas.

ALIENAR

Essa palavra vem do Latim ALIENARE, “ceder, passar adiante, transferir para outra pessoa (domínio ou propriedade), de ALIENUM, “relativo a outro, pertencente a outra pessoa”.
Tornar(-se) separado; afastar(-se), desviar(-se).

ALIENAÇÂO

Alienação nas Ciências sociais, é um conceito que designa indivíduos que estão alheios a si próprios ou a outrem tornando-se escravos de atividades ou instituições humanas, devido a questões econômicas, sociais ou ideológicas

*************************************************************************

Estudo da expressão

Alienação é um sistema de coisas que procura transformar um indivíduo ou objeto em outra coisa.
O termo ALIEN para extraterrestres se aplica a definição “outra civilização”, outra inteligência e indivíduo que não são deste mundo.
Mas o ALIENADO se torna igualmente um indivíduo que não é deste mundo, ou seja, o mundo real, concreto e verdadeiro, se tornando um habitante de sua fantasia ativa construída pelo Sistema.
Fantasia religiosa, fantasia ideológica, fantasia cultural, não importa, o objetivo da Máquina Alienadora do Sistema é deslocar as mentes da consciência objetiva para a consciência subjetiva.

Existem muitos outros mecanismos de suporte para esse caminho, como o caso das drogas psicoativas, que fortalecem o imaginário geralmente infra-consciente das pessoas, que passam a tomá-lo como real.

Mas quantos filmes, games, livros, estilos de arte, moda e modismos, objetos de consumo e marcas, não têm este mesmo poder? Condicionando as mentes no sentido de tomarem todo tipo de fantasia como coisa real, ao ponto de transformarem a si mesmos em OUTRO INDIVÍDUO a partir dessa fantasia, se reconstruindo de forma negativa, subversiva, involutiva, e transformando cada pessoa numa única coisa que interessa ao Sistema: uma célula consumidora do corpo deste monstro que governa o mundo, chamado MATERIALISMO.

A Religião verdadeira, doutrina ou filosofia do Autoconhecimento tem, dentro desse aspecto, um sentido positivo de alienação, porque, da mesma forma, deseja transformar você em OUTRO, mas um outro melhorado, emancipado do Ego e suas portas de alienação negativa. A doutrina pretende resgatar o perdido Eu Divino de cada indivíduo, sepultado debaixo de todo esse entulho cultural alienador da modernidade, e converter você num tipo de extraterrestre, já que o espírito consciente assume poder para se mover em universos paralelos e mundos distantes, se tornando um extraterrestre na concepção do termo.

Porém, se qualquer expressão religiosa, doutrinária ou filosófica estiver deturpada, ela passa a produzir uma alienação negativa no sentido de hipnose, de condicionamento de massa, de pensamento induzido a modelos pré-concebidos a serem manipulados pelos fios articuladores do Sistema.

Todo tipo de informação que a nossa mente digere, todo o tempo, tem um poder alienador em potencial, e isso deve ser constantemente filtrado. Instalar com urgência um filtro de informações na mente, para extrair partículas contaminadas de informação deturpada dentro da imensa ONDA DE INFORMAÇÃO circulando todo o tempo nas mídias globalizadas e interconectadas da era da tecnologia é uma questão de sobrevivência da consciência desperta.

E a Alienação pode vir dos lugares que menos suspeitamos.
Diz o ditado que o sábio e o louco tem algo em comum, ambos não vivem na esfera do pensamento comum, e ambos mergulham em suas realidades paralelas não partilhadas com o cardume, ou a massa condicionada e alienada.

O louco é tão rebelde quanto o sábio, com a diferença de que escolheu um modo drástico e degradante para manifestar sua rebeldia, com prejuízo de si mesmo.
O louco e o sábio são um exemplo das duas faces da mesma moeda do conteúdo do verbo ALIENAR, separar, tornar OUTRO, tornar diferente.

A revolução da consciência é uma forma de alienação própria, enquanto a hipnose coletiva é uma alienação induzida pelo sistema exterior. Essa é a diferença essencial, crucial. O sábio aliena-se a si mesmo através do conhecimento superior que encontrou e depurou nas fontes de sua inteligência, mas o processo de idiotização moderna se baseia num poder alienador vindo de fora, condicionante, de fontes religiosas, políticas, culturais e midiáticas.

Por isso, o primeiro passo do monge, do eremita, do sábio, do alquimista, do santo e do discípulo da Luz é separar-se o quanto antes e como puder dessa malha mental que acorrenta o gado, o cardume e o bando manipulado, compartilhando um mesmo tipo de pensamento induzido e difundido pelos mecanismos de informação.

Em resumo:
A alienação do sábio é um processo individual não partilhado, enquanto a alienação do mundo é um processo induzido pelo sistema exterior, e compartilhado pelas massas em sintonia com a mesma alienação.
E enquanto a alienação do sábio desperta sua consciência, a alienação do povo o torna adormecido.

O Sábio é um alienado que se reconstrói positivamente dentro dos modelos da VERDADE recuperada, enquanto o adormecido é um alienado que se destrói pela invasão mental de valores deformados induzidos procedentes do sistema exterior de manipulação.

Que ele se recolha então ao deserto, a montanha, ao templo, ao profundo interior de si mesmo em meditação e comunhão, para poder quebrar todos os fios que tentam amarrar sua mente ao pensamento coletivo induzido, e então, amarrá-lo definitivamente às Luzes do Universo Mental Superior, que só pode ALIENAR positivamente uma alma se ela estiver despida de mundo e batizada, e banhada nas águas puras do rio da doutrina perfeita.

Aquela água que, nas simbologias místicas antigas, dá novo nascimento ao homem.

Já que também estivemos mergulhados dentro de uma bolsa materna de água antes de vir a este mundo….

 

No final, todos somos alienados, de uma forma ou de outra, mas é preciso entender as diferenças do termo e aplicar a parte positiva do fator “alienação” no sentido do despertar da consciência…

 

JP em 28.08.2019

Comentários
Compartilhar