Valiant Thor e a Sagrada Ordem de Melquisedek

Frank Stranges, escritor
Nascimento: 6 de outubro de 1927, Brooklyn, Nova Iorque, Nova York, EUA
Falecimento: 17 de novembro de 2008, Van Nuys, Los Angeles, Califórnia, EUA

Participou do projeto Blue Book, onde veio a conhecer Valiant Thor em seus contatos com as inteligências secretas norte-americanas.

Frank Stranges, amigo de Valiant Thor e escritor da história secreta que revela sua passagem pela Terra

Nos escritos de Frank Stranges sobre Valiant Thor e sua amizade com o reconhecido líder venusiano pelo Pentágono e a Casa Branca, algumas passagens são muito interessantes, e que falam de um líder com uma grande alma e missão reconhecidas pelos circulos espirituais mais altos do Universo Deus.

Um Esranho (ou Estrangeiro) no Pentágono (Frank Stranges)

o Dr Stranges diz:

“Sempre que Valiant Thor é enviado para outras partes do Universo, é sempre recebido como um homem de Deus, um homem que é recebido cm grande amor e respeito. Ele é sempre chamado para ajudar outros mundos e sociedades na tomada de certas decisões que afetam diretamente toda a população (tal como o nosso mundo, Terra).

A verdade desta questão reside no fato de que ele está na liderança por causa de sua capacidade única de discernir espiritualmente as coisas e resolver muitos problemas dessa natureza.
Tal homem- cuja reputação o precede – é amado e admirado por sua dedicação e amor ao Sagrado em todas as suas esferas, incluindo as esferas material, política, social etc.

E se torna ainda mais interessante saber que ele se comunica com um número de altos membros da conhecida ORDEM DE MELKISEDEQUE, e com membros de outras ordens, nestes últimos anos de suas atividades interplanetárias.

Além de tudo isso, o fato de que o próprio Jesus Cristo o nomeou para o seu elevado cargo e missão na liderança do planeta Vênus, a Estrela da Manhã, com quem Valiant Thor desfruta de amizade e constante comunhão”!


A Sagrada Ordem de Melquisedeque

Melquisedek, concepção artistica da nova era, associado ao signo do Cubo de Metatron (uma de suas relações na Cabala)

Apesar das raras referências a ele na Bíblia, o Livro Sagrado refere-se a Melquisedeque como um sábio rei de uma terra chamada Salém e “sacerdote do Deus Altíssimo.” (Gênesis 14:18). No Novo Testamento, ele é comparado a Jesus, de que é dito ser “segundo a ordem de Melquisedeque” (Epístola aos Hebreus).

Segundo o texto do Pentateuco, Melquisedeque foi o rei da cidade de Salém (que significa “paz”), a qual se acredita ter sido a cidade posteriormente conhecida por Jerusalém.

Melquisedeque teria tido importância no direcionamento de Abrãao – o primeiro registro bíblico da doação de dízimos decorre desta ocasião. Abrãao e Melquisedeque seriam, portanto, contemporâneos, de acordo com as narrações bíblicas.

Destaca-se na sua história a ausência de menções (comuns nos registros bíblicos) a seus antepassados. Como se pode interpretar de alguns versos (Hebreus 7:3), Melquisedeque fora um homem sem genealogia, sem filhos ou parentes conhecidos. O lugar onde seu corpo jaz também é ignorado. Estas características, para a teologia, significam que Melquisedeque seria uma figura do próprio Cristo, contudo, não se sabe se isto seria uma espécie de tipologia ou, até mesmo, “teofania”, que é um termo teológico para quando Deus assume uma forma humana.

Ao nome Melquisedeque pode ainda ser atribuído o significado “Rei de Justiça” em função de ser uma possível junção de mais de uma palavra do idioma hebraico.

Seu nome já foi usado nas denominadas “Índias”, que se referiam à atual Etiópia, Índia e Himalaia. Nessas 3 culturas havia referências a um “Rei da Terra”, que seria o próprio Melquisedeque.

Segundo alguns autores (tais como o polonês Ferdinand Ossendovski e o francês René Guénon), Melquisedeque refere-se expressamente, na tradição judaico-cristã, ao “Rei do Mundo”, do reino mítico de Agartha.
WIkIPÉDIA

Nas traduções herméticas, Melquisedek é associado ao rei do mundo, o dirigente oculto do planeta, sem idade, imortal e ocupando esse posto há longas eras. E não somente isso, uma grande Ordem cósmica e espiritual se assentou na Terra, conectada a outros setores da mesma Ordem em outros pontos do Universo, e todas elas reconhecidas por símbolos equivalentes, como a Cruz e outros arquétipos da geometria sagrada.

Inglaterra, 17.06.2020

Dois crops circles, um na Inglaterra, dia 17 de junho, e o outro na França, dia 5 de julho, em forma de Cruz templária (Cruz de Malta) combinados a assinatura de Valiant Thor (o provável Lord T) em muitos objetos, são uma referência muito forte a essa Ordem Magna espiritual na Terra – comparada com a Ordem Templária por associação a Cristo.

França, 05.07.2020

A Ordem da qual fazem parte os missionários do fim dos tempos, anunciados pelo grande profeta Parravicini, a Ordem sem tempo ou idade, que existe no mundo desde os seus primórdios, mesclando altas inteligências angélicas e arcangélicas com hierarquias extraterrestres, cuja sede está em Sirius, e com diversos segmentos pelo cosmos, da mesma forma que a Igreja Católica tem sua sede em Roma e tem inúmeras igrejas no mundo inteiro ao Vaticano subordinadas (isso e um exemplo para se entender o mecanismo todo).

Agarthi, o Reino Subterrâneo, a cidadela espiritual numa outra dimensão da Terra, é parte dessa realidade oculta do nosso planeta da qual Valiant Thor e a comitiva venusiana são parte, trabalhando no envio de mensagens ao mundo.

O fato desta cruz templária aparecer no norte da França, onde existem inúmeras catedrais góticas com assinatura templária e franco-maçon, significa um real chamado não de ordens mundanas, mas sim, de Ordens secretas, que não são desse mundo, e se ocultam dos nossos olhos.

A assinatura real de Valiant Thor, onde consta o símbolo cristão do PEIXE

São sinais de um chamado, o chamado da Ordem Real de Cristo ou Melquisedek, o rei do mundo, para todos os filhos da raça humana. Um chamado que se conecta com o retorno do Anunnaki ou deuses estelares, que voltam para colher tudo o que aqui foi plantado.

O Sinal da Cruz, do Tau, dos templários, da marca de sangue nas portas dos hebreus antes do Êxodo, da cruz de Cristo molhada de sangue redentor, do selo dos franciscanos, do símbolo dos povos pré-colombianos, da suástica do mundo antigo, cruz celta, cruz latina, cruz indígena, não importa.

Importa que a Cruz é um signo venusiano associado às mais altas inteligências que criaram e cuidam do nosso planeta desde sempre, e por aqui sempre estiveram presentes, em todas as transições, fazendo a mesma coisa desde o começo, ou seja, plantando luz e colhendo consciência espiritual nos renascidos da Cruz.

Valiant Thor e os venusianos precedem a chegada de Jesus Cristo, que, efetivamente, já está entre nós.
Sinais na Terra espelhando sinais no céu…

Urge despertar, porque muitos terão olhos para ver, mas não verão, e ouvidos para ouvir, mas não ouvirão!

JP em 20.07.2020

Veja também:

Comentários
Compartilhar