Tubarão com mais de 500 anos é filmado por cientistas

Imagens de um grupo de tubarões foram divulgadas por cientistas europeus e chamaram a atenção da comunidade acadêmica após os especialistas informarem que um deles é, provavelmente, o vertebrado mais antigo do mundo. Estima-se que o tubarão-da-Groenlândia em questão, espécie que cresce, no máximo, 1 centímetro a cada 365 dias, tenha mais de 500 anos de vida.

Ao jornal The Sun, Kim Praebel, professor responsável pela pesquisa, disse que os animais são verdadeiras “cápsulas do tempo”. Foram encontrados 28 tubarões da espécie, todos analisados pelos estudiosos, que identificaram o ancião do grupo, nascido por volta do ano 1505, de acordo com eles. A pesquisa foi publicada na revista científica Science.

Julius Nielsen, biólogo marinho na Universidade de Copenhague, é o autor dos cliques. Especializado em fotografia de animais e fenômenos da natureza, ele afirmou à revista que sabia estar lidando com um animal incomum. “Mas acho que todos na equipe ficaram muito surpresos de saber que são tão velhos”, detalhou.

Antes do tubarão-da-Groenlândia, o vertebrado que carregava o recorde de longevidade era uma baleia-da-Groenlândia, com idade estimada em 211 anos.

A descoberta de tais animais influencia mais do que se imagina na vida do ser humano. Segundo especialistas, o estudo das células do animal, que segue vivo em seu habitat, pode revelar o segredo da longevidade do tubarão. Logo, a expectativa de vida de diferentes espécies pode ser alterada, inclusive a dos homens.

Embora sua carne seja considerada venenosa, o animal é alvo de caça e servido em vários restaurantes da Islândia, após um tratamento específico no preparo.

Fonte

Comentários
Compartilhar