Tempestade solar atingirá a Terra nesta quinta-feira ao meio-dia

(De Rodrigo Contreras Lopez -20 de agosto de 2020)

Especialistas em clima espacial alertam que uma tempestade solar pode atingir a Terra nesta semana – ela pode interromper os sistemas de geração de energia, a rede elétrica, as comunicações por satélite e os sinais de rádio.

De acordo com a física do clima espacial Dra. Tamitha Skov , o sol prende nossa atenção esta semana com várias regiões brilhantes queimando e lançando tempestades solares.

As previsões da NASA e da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) mostram que a tempestade solar deve atingir a Terra na quinta-feira ao meio-dia. A tempestade é causada por uma ejeção de massa coronal (CME).

De acordo com a NASA , as tempestades solares são uma variedade de erupções de massa e energia da superfície do sol.

Flares, proeminências, manchas solares e ejeções de massa coronal são arautos comuns da atividade solar. Todos eles envolvem liberações repentinas de energia magnética armazenada, acelerando gases quentes próximos à superfície ou na coroa solar.

Às vezes, essas partículas atingem a Terra e além. Quando o material colide com o campo magnético da Terra e cinturões de radiação presos, ele pode lançar partículas em nossa atmosfera superior para causar a Aurora, de acordo com a NASA.

A Aurora, às vezes chamada de luzes polares, luzes do norte ou luzes do sul, é uma exibição de luz natural no céu da Terra. Skov disse que a próxima tempestade solar pode levar o Aurora a lugares como Maine, Minnesota e Washington.

As mesmas partículas “carregadas”, explicou a NASA, podem produzir seus próprios campos magnéticos, que podem alterar o campo magnético da Terra e afetar as leituras da bússola, induzir eletricidade em tubos longos ou produzir picos de eletricidade em redes de energia. que causam quedas de energia e apagões.

Skov acrescentou que a propagação do rádio e a recepção do GPS serão afetadas quando a tempestade solar chegar na quinta-feira.

Os meteorologistas espaciais da NOAA e da NASA analisam o clima espacial usando observações terrestres e espaciais em tempo quase real para avaliar o estado atual do ambiente geofísico solar, que vai do Sol à Terra e pontos intermediários. Os meteorologistas também estão observando o padrão recorrente de atividade solar de 27 dias.

Com base em uma análise completa das condições atuais, comparando-as com situações anteriores, e usando modelos numéricos semelhantes aos modelos meteorológicos, os meteorologistas podem prever o clima espacial em escalas de tempo de horas a semanas.

A NOAA explicou que a previsão do tempo espacial é importante porque seus efeitos nos sistemas da Terra incluem interferência na propagação de ondas curtas de rádio, problemas com a rede elétrica, decadência das órbitas dos satélites e perigo de radiação. para satélites e astronautas durante algumas fases das missões espaciais.

****************************************************

Crops circles de junho e julho desta temporada 2020 anunciaram repetidas vezes sobre fortes tempestades solares para a Terra no período.

JP em 20.08.2020

Comentários
Compartilhar