Sirius de Cristo

A Estrela de Belém, Bit-Lechem, Casa do Pão.
Pão, o Pão da Alma, o Conhecimento espiritual original.

Conforme os Dogons, os primeiros instrutores da humanidade vieram do Sistema Sirius, especificamente de um planetá aquático orbitando Sirius B.

Por isso tantas simbologias em torno do PEIXE.
Os Nommos, seres peixe, seres oceânicos, os primeiros Mestres instrutores.
Tal simbolismo foi assimilado profundamente nos Evangelhos, bem como em diversas outras passagens do Velho Testamento.

Sirius, a estrela de Ísis, a Mãe da Luz, Sofia, Sabedoria.
Sirius, a estrela de Toth, Hermes, o pai do Hermetismo ou a ciência do conhecimento espiritual. A primeira das ciências, a ciência do SER, da qual derivam-se todas as ciências e conhecimentos.

Porque, que ciência haveria se não houvesse o ser consciente para estudar e interagir com os fenômenos mensuráveis do Universo?

Eu Sou a Luz do Mundo.
Eu sou o Pão da Vida.

Luz, Pão, energias da Estrela de Bit-Lehem, a casa do Pão, a estrela mais brilhante do nosso céu, hoje e antigamente.

“Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus'”
Aqui, Jesus destaca que não somente de alimento físico se mantém a vida, mas também da energia da Palavra divina, que é a fonte real da vida.

Luz e Pão são equivalentes nesta cosmologia espiritual.
Luz é a Verdade, e Pão é o conhecimento da Verdade que a alma deve ingerir se quiser viver para sempre, liberta das ilusões que torna o mundo ignorante, eternamente ignorante às causas de todo o seu sofrimento, incluindo a prisão no eterno morrer ciclico (a Roda do Samsara).

Nascer em Belém, em Beit-Lehem, a Estrela de Cristo, é comer daquele pão, é beber daquele vinho, pão que se faz carne, vinho que se faz sangue, vida que se faz compartilhada.

Leia também  OS VERDADEIROS ANUNNAKI - parte 5 (O Signo do Peixe)

Ressuscitar em Cristo significa que a nossa vida é compartilhada com a vida dele.
Porque não existe Vida isolada no Universo.
Vida são vidas.
Essa é uma verdade fundamental em qualquer sistema biológico.

Por que não seria verdade nos sistemas espirituais, seres encadeados numa mesma vida e numa mesma consciência compartilhada?

Precisamos resgatar os grandes ensinamentos das trevas do pensamento moderno, sejam trevas do fanatismo de crenças distorcidas, sejam trevas do ateísmo materialista militante.

Esses movimentos contrários à Luz sempre trabalham no sentido da fragmentação, e a concepção fragmentada das coisas é uma das ilusões mais poderosas da atualidade, causando ideologias separatistas em tudo.

Só a Verdade liberta.
Mas precisamos tragar essa verdade através da compreensão que muda nossa conduta de ação e pensamento.

JP em 03.04.2021

Comentários
Compartilhar