Sinais enviados do espaço a cada 157 pode ser contato extraterrestre, afirmam os cientistas

As rajadas rápidas de rádio (de sigla em inglês, FRBs) são um dos eventos mais misteriosos do cosmos.

Essas poderosas explosões de energia surpreenderam os astrônomos desde que foram descobertas em 2007. Desde então, os pesquisadores descobriram evidências de mais de 100 FRBs. E agora, uma equipe de equipe de estudo internacional acredita que descobriu novas informações sobre uma FRB conhecida. a qual poderia lançar luz sobre como elas se formam.

Ao longo de quatro anos, os cientistas usaram o Telescópio Lovell de 250 pés (76 m) de largura no Jodrell Bank Observatory, na Inglaterra, para estudar a FRB 121102, uma rajada de rádio repetida, anteriormente descoberta. Eles descobriram que a FRB 121102 – uma das duas FRBs repetidas conhecidos – parecia ter um ciclo peculiar, aumentando após 90 dias e depois desaparecendo por 67 dias.

A outra rajada rápida de rádio repetida, FRB 180916.J10158 + 56, tem um ciclo muito mais curto em apenas 16 dias. Os cientistas publicaram suas observações em 7 de junho na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Detectar uma periodicidade de um sinal fornece uma restrição importante sobre a origem das explosões e os ciclos de atividades podem argumentar contra processos de uma estrela de nêutrons.

A natureza cíclica desses eventos sugere que talvez eles estejam vinculados a um sistema binário, onde um objeto circula outro, mas são necessárias mais pesquisas.

Parece que alienígenas ainda são uma possibilidade como causadores deste tipo de evento.

(Fonte)

Comentários
Compartilhar