SEGREDOS DOS IMORTAIS

Quando abordamos tecnologia UFO e ponderamos sobre as possibilidades de deslocamento em atalhos, pensamos só na dobra do espaço, mas não na dobra do tempo. Se o espaço dobra, se flexiona, o tempo dobra e se flexiona junto. Seres desta magnitude, como os lendários mestres da antiguidade, vivem muito ou alcançam a própria imortalidade porque não apenas por causa de tecnologias, mas sim da condição de energia que assumem em seus corpos, dobram o tempo e atingem aquele tipo de existência do hiperespaço ou tempo zero. O tempo deixa de passar para eles. É o simbolismo da roda dos renascimentos quebrada.

Extraterrestres, por mais que conheçam tecnologias avançadas, morrem, são mortais. Valiant Thor, por exemplo, o capitão de Vênus, declarou que o limite de vida dos venusianos era 490 anos.

Então, se os extraterrestres são mortais, e os “deuses”, imortais, certamente não se tratam exatamente das mesmas entidades.

O fator imortalidade só pode ser conquistado por certa categoria muito elevada de espíritos, nem mesmo extraterrestres o possuem e o usufruem. Podem viver realmente muito tempo, podem ter fórmulas fantásticas de cura e longevidade, mas morrem. E se morrem, ainda estão atados a roda do tempo e dos renascimentos, ainda que numa escala diferente da nossa.

O fator imortalidade é o que destaca os seres desta categoria, de Jesus Cristo, os deuses gregos, maias, egípcios, e seus heróis, estes que morrem e se tornam estrelas (simbolismo de imortalidade, de perenidade) e de tantos outros registrados nos acervos da sabedoria antiga. E o segredo dessa mesma imortalidade faz parte dos arcanos mais secretos da ciência e sabedoria hermética destes mesmos deuses, aqueles mesmos segredos proibidos, que não podiam ser divulgados aos humanos comuns (mortais) por causa da falta de preparo em se lidar com certas forças ocultas no corpo físico e na mente.

Realidades espirituais e extraterrestres se confundem e se misturam nestes relatos da antiguidade, como na própria história de Cristo. Nem tudo é nave extraterrestre descendo na Terra, há também os mistérios do espírito invisível, que desde do alento das estrelas e nasce, como uma alma comum, neste mundo, mas com um poder, uma sabedoria e uma hierarquia especiais, acima do nível médio.

Donde vem a alma humana? Das estrelas. Mas a maioria das almas humanas vêm com nível de consciência muito baixo, para aprender. Somente uma pequena porção de almas descem com nível de consciência muito elevado, justamente para se fazerem professores e mestres sobre estes aprendizes na Terra.

Então, em muitas destas histórias da antiguidade, há que se fazer bem a distinção. Nem tudo é nave e extraterrestre. Há também a fisiologia da alma, há também a narrativa da cosmogênese espiritual na carne. Há também Anjos e espíritos invisíveis e incorpóreos atuando aqui, não somente naves, Aliens e tecnologia.

Ambas atuam conjuntamente.

O Espírito sobe e desce do céu e não precisa de tecnologia UFO para fazer isso.

Então, é aqui que a Ufologia confunde muitas vezes gato por lebre e toma tudo o que está contido nestes relatos como sendo obra de extraterrestres e prodígios meramente tecnológicos.O que é um erro gritante.

Descer das estrelas não significa necessariamente ou somente descida de entidades físicas corpóreas em naves. Significa também descida de consciências espirituais (Anjos) encarnando na Terra, de tempos em tempos,para guiar a humanidade.

O Sol maior encarnado neste mundo foi Cristo.

Até a morte pode ser revertida, imagine neurônios. Mas não tenho esperanças nesta medicina do mundo, que trabalha mais pela lucratividade dos negócios do que pela cura das doenças da humanidade. Ponho esperanças na medicina do espírito, esta que pode reverter todos os defeitos de fábrica embutidos no seu novo veículo, desde que saibamos acionar seus poderes e mecanismos internos. As vibrações são um destes mecanismos. A moderna ciência se depara cada vez mais com o universo puro das vibrações, por trás mesmo da rede quântica, donde então ela teria saído.

O fato de voce dizer para si mesmo, todo o tempo, que seu cérebro é sadio e bom, já é uma forma de invocar estes poderes especiais do espírito em ti através do bom uso das vibrações.

Algo que já se fazia desde o passado, e hoje foi rebatizado por diversos nomes, Programação Neurolinguística, Lei da Atração, etc.

Para pessoas do tipo PURO CORAÇÃO, como você, a fé não se explica. Ela se vive, se vive intensamente, e assim sendo, alcançam aquele poder de remover montanhas ou reverter a morte, poder esse que os racionais não podem explicar. Porque tentam explicar o que não pode ser explicado. A fé é o Divino em ação no homem.

Nada mais precisa ser explicado.

Eu sempre costumo dizer para a arrogância o mesmo que o Senhor disse a Adão e Eva no Paraíso: se há um futuro certo e inevitável para ti, este futuro se chama pó…

Até as estrelas mais esplêndidas e brilhantes do universo o conhecem bem, que dizer da nossa matéria orgânica tão frágil, instável e corruptível?

Só há um jeito de lidar com o veneno da arrogância básica, é usar os antídotos diários da gratidão e da humildade, que injetam na nossa alma o soro da consciência que somos inteiramente dependentes Daquele e Daquilo que é Maior e Melhor do que nós mesmos.

Para que Atman brilhe em seu trono mais íntimo e próximo de nós: o nosso coração, que sempre acelera suas frequências quando em estado de amor e doação…

JP em 04.02.2019
Comentários
Compartilhar