Rússia em emergência depois de roubo de material no “Avião do Apocalipse”

O governo russo disse na quarta-feira que foi informado sobre o roubo de equipamentos confidenciais de uma aeronave militar ultrassecreta conhecida como “Avião do Juízo Final”.

O jato, que é projetado para o comando do país no caso de um ataque nuclear, foi roubado enquanto estava parado enquanto passava por trabalhos de manutenção na região sul do Oblast de Rostov.

O roubo veio a público no início desta semana, após reportagens dos media russos, incluindo da estação televisiva REN, que disse que foram detectados sinais de arrombamento na zona do porão, por onde terão entrado os ladrões, que levaram 39 dispositivos electrónicos.

A polícia da região de Rostov, no Sul da Rússia, disse em comunicado que as buscas pelos responsáveis do roubo estão em curso. Até ao momento, ainda não foram feitas quaisquer detenções, mas a REN afirma que 12 pessoas já foram interrogadas.

A polícia acrescentou que a aeronave estava num aeródromo na cidade de Taganrog, mas não deu detalhes quanto às características do material roubado, excepto o seu valor estimado – mais um de um milhão de rublos (cerca de 11 mil euros).

Os especialistas militares russos especulam que os dispositivos tenham sido roubados porque algumas das unidades foram fabricadas com metais preciosos, nomeadamente ouro e platina.

Questão sensível

O porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dmitry Peskov, descreveu o crime como uma “situação de emergência” e prometeu que o governo tomaria “medidas para evitar que isso aconteça no futuro”.

A polícia local disse que uma busca pelos culpados está em andamento, mas que nenhuma prisão foi feita até o momento.

O roubo ocorre depois que a Rússia  aumentou seus gastos como parte dos planos para reformar o exército.

Leia também  Excalibur e o Santo Graal

O Ilyushin Il-80 foi projetado para sobreviver a pulsos eletromagnéticos e é quase sem janelas para evitar que a tripulação e os passageiros sejam cegados pelos efeitos de uma explosão nuclear.

Fonte

Comentários
Compartilhar