EspiritualidadeBíbliaMistériosMundo

O verdadeiro Rei

O verdadeiro Rei

O verdadeiro rei não se senta em tronos
mas se assenta no coração dos homens.

O verdadeiro rei não tinha onde pousar sua cabeça
enquanto os falsos reis descansam em palácios.

O verdadeiro rei usou túnicas rasgadas
mas os falsos reis posam diante das fotos com ornamentos e medalhas.

O verdadeiro rei ensinava o amor da partilha
enquanto os falsos reis se movem por ambição e ganância.

O verdadeiro rei sempre dizia que o poder pertence a Deus
enquanto os falsos reis lutam por um poder que julgam lhes pertencem.

O verdadeiro rei entregou sua vida para o bem da humanidade
enquanto os falsos reis ceifam vidas na miséria para manter sua opulência.

O verdadeiro rei era feito de total simplicidade
enquanto os falsos reis ostentam orgulho e vaidade por onde passam.

O verdadeiro rei abençoava e curava
mas os falsos reis mentem e adoecem a alma do povo.

O verdadeiro rei é desapegado de tudo
mas os falsos reis vivem para encher os seus bolsos.

O verdadeiro rei é filho das estrelas
mas os falsos reis se elevam debaixo da corrupção.

O verdadeiro rei é a face da Verdade
mas os falsos reis têm a mentira por sombra.

O verdadeiro rei traz a sabedoria do Universo
mas os falsos reis são feitos de pura arrogância ignorante.

A sabedoria do verdadeiro rei é simples, modesta e perfeita em seus ensinamentos
mas o discurso dos falsos reis é repleto de astúcia e mentiras declaradas com teor de verdade.

A sabedoria do verdadeiro rei vem de um coração cheio de amor
mas a hipocrisia dos falsos reis é que produz um intelectualismo frio como gelo e falso como as sombras.

O verdadeiro rei cativa com o poder do seu espírito
mas os falsos reis hipnotizam as ovelhas com seu instinto de lobos.

O verdadeiro rei é a voz da Justiça
mas os falsos reis crescem debaixo da tirania articulada.

O verdadeiro rei é feito de amor, da cabeça aos pés
mas os falsos reis segregam ódio em tudo o que pensam e fazem.

O verdadeiro rei espalha os aromas do paraíso
mas os falsos reis exalam o veneno da cobiça.

O verdadeiro rei se sacrifica pelo bem do seu povo
mas os falsos reis sacrificam o povo em benefício próprio.

O verdadeiro rei se move pela bondade
mas os falsos reis só procuram pelas oportunidades de se autopromoverem.

As luzes do céu brilham sobre a testa do verdadeiro rei
enquanto os falsos reis tem sentenças de desonra em sua fronte.

O verdadeiro rei só pensa nos outros
mas os falsos reis só pensam neles mesmos.

O verdadeiro rei traz uma espada na boca, a franqueza que machuca a consciência em pecado
mas os falsos reis estudam discursos hipócritas para agradar os que querem ouvir não a verdade, mas apenas aquilo que lhes convém.

O verdadeiro rei coloca em Deus a cura de tudo
mas os falsos reis depositam sua confiança apenas na ciência – que eles mesmos financiam e manipulam – de acordo com os seus interesses.

O verdadeiro rei não tem orgulho, e sua coroa é seu compromisso com a dor alheia
mas os falsos reis adoram usar coroas de ouro para desfilar nos palcos deste mundo.

O verdadeiro rei foi despojado de tudo e assassinado numa cruz
enquanto os falsos reis cospem na cruz pela simples negação da supremacia de Cristo.

O verdadeiro rei foi entregue pelo seu próprio povo à morte
mas os falsos reis são aplaudidos e eleitos pelo povo que eles enganam todo o tempo.

O verdadeiro rei foi odiado porque quis nos libertar pela verdade
mas os falsos reis mantém as pessoas alienadas com mentiras bem planejadas.

O verdadeiro rei se mostra por inteiro, corpo e alma abertos para que o mundo conheça a sua Doutrina
mas os falsos reis estão cobertos de trapaças escondidas por trás das cortinas.

O verdadeiro rei possui tudo o que existe
mas os falsos reis só possuem o que roubaram.

A religião do verdadeiro rei é o amor ao Pai
mas a religião dos falsos reis é o amor próprio.

O verdadeiro rei é humilde
mas os falsos reis são exibicionistas.

O verdadeiro rei traz vestes limpas e alma imaculada
mas os falsos reis vestem podridão e abominação.

O verdadeiro rei é sincero e coerente em tudo o que faz
mas os falsos reis representam papéis e vivem caindo em contradição.

O verdadeiro rei fala das coisas que traz na própria consciência
mas os falsos reis repetem os roteiros que outros escrevem para eles.

O verdadeiro rei é pobre de bens
mas os falsos reis nunca se contentam com o muito dinheiro que já têm.

O verdadeiro rei governa sobre o universo mas sabe se fazer pequeno
enquanto os falsos reis tem a arrogante pretensão de dominar este mundo.

O verdadeiro rei venceu a própria morte
mas os falsos reis não evitam sequer uma dor de barriga.

O verdadeiro rei traz a paz
mas os falsos reis falam de uma falsa paz que só semeia guerra e discórdia entre os irmãos.

O verdadeiro rei olha nos olhos
mas os falsos reis usam máscaras.

O verdadeiro rei busca a união entre os povos
mas os falsos reis desfilam entre os reinos em busca de status e fama em torno do seu nome.

O verdadeiro rei veste sandálias e anda entre os pobres
mas o falso rei anda sobre tapetes vermelhos e passa longe da pobreza que ele secretamente despreza.

O verdadeiro rei serve a Deus em sua missão
mas a missão dos falsos reis é fazer com que as pessoas lhes sirvam.

O verdadeiro rei tem a mansidão do paraíso no olhar
mas os falsos reis trazem o fogo do inferno nos olhos sempre ardendo com uma febre insaciável.

O verdadeiro rei acalma a tempestade com as palavras
mas os falsos reis só sabem rosnar como cães furiosos.

O verdadeiro rei alivia nossas cargas
mas os falsos reis multiplicam nossas taxas.

O verdadeiro rei carrega o peso do mundo nas costas
mas os falsos reis tornam o mundo e a vida mais pesada para todos.

O verdadeiro rei é tudo o que Deus desejou que ele seja
mas os falsos reis apenas amargam uma inveja secreta de tudo o que eles jamais serão.

O verdadeiro rei governa o céu e a Terra
mas os falsos reis desejam governar este mundo
e transformá-lo no mesmo Inferno donde vieram.

Ao verdadeiro rei pertence tudo
mas aos falsos reis só restará mesmo este período de deserto da humanidade,
até que a humanidade, depois de sofrer bastante, finalmente aprenda a reconhecer – e amar – o verdadeiro rei.

Neste dia, não por força nem por armas, mas pela confiança em Deus resgatada,a humanidade redimida pelo amor do verdadeiro rei fará com que todos os falsos reis e suas legiões se precipitem no lugar de onde vieram.

E o verdadeiro rei assumirá a Justiça da Terra outra vez… porque seu ensino sempre foi este:

“A Deus todo o reino, o poder a glória para sempre”
AMEM.

JP em 17.09.2023

Comentários

Botão Voltar ao topo