O Estopim do Apocalipse

“Chamado de vários nomes e conhecido há milênios pelos antigos povos, eis que Absinto, Nibiru, Nêmesis, Planeta X, Hercólobus, Red Kachina, enfim, é o mesmo monstro que, ainda pequeno, se aproxima rapidamente de nós”

Sabemos que, conforme o equilíbrio gravitacional do sistema solar seja poderosamente abalado pelo novo astro, e sabendo que energias sempre se transformam em outras formas de energia, toda essa onda gravitacional gerada no sistema solar e que alcança a Terra e o Sol, criará um efeito dominó, porque as alterações no Sol afetam campos magnéticos, e o campo magnético abalado da Terra afeta praticamente tudo, das telecomunicações aos sentido de orientação dos animais. Além disso, com a alteração climática, calor e frio extremos, impactos diretos na agricultura e fatores que propiciam o aumento de pragas urbanas e doenças.

Quando a Bíblia menciona que aquele Astro que “cairia do céu” traria grande perturbação ao mundo, falava com base cientifica, conhecendo antecipadamente todo o processo cosmológico do Sol como sistema binário e todas as ocorrências que trariam desarranjo do sistema quando o segundo Sol começasse a se aproximar do centro de gravidade do sistema binário.

Seu primeiro impacto (a Terceira trombeta) seria o de abalar as fontes das águas. Na Bíblia, as fontes das águas se relacionam com as bases da vida, as estruturas delicadas do DNA, das células, humanas, animais, vegetais. E os homens beberiam das águas amargas e morreriam. Isso pode ser interpretado de várias formas, energias químicas no ar, mutações, envenenamentos, doenças virais e bacterianas em expansão, etc. A primeira implicação, portanto, é biológica.

E isso já está acontecendo. Muita gente nunca pensa em associar a influência do segundo Sol com a desordem biológica do planeta. Ora, se o clima é alterado e se o campo magnético é alterado, a alteração do status da Biosfera seguirá, em uma questão de (pouco) tempo.

O segundo impacto do astro que “cai” (pode ser literalmente um meteoro, arrastado pelo segundo Sol que se aproxima) se relaciona à quinta trombeta, quando a chave do abismo seria dada ao Anjo, que o abriria, fazendo sair de lá de dentro um exercito de gafanhotos armado para a guerra.
Outra passagem que pode ser interpretada de várias formas.

Exércitos literais de gafanhotos, em pleno 2020, estão devastando grandes áreas da África e do Oriente Médio, e ameaçam se espalhar. Mas esse trecho também fala de legiões de espíritos tenebrosos saindo do abismo onde estavam trancados para iniciar a guerra contra a humanidade, sem falar na identidade dos GREYS, moradores das catacumbas intra-terrenas…

De resto, os quatro cavaleiros do Apocalipse, os selos do Grande Livro, fogo caindo do céu, montanha ardente caindo no mar, estrelas caindo do céu, doenças, campos devastados, fome, carestia, pane da economia, terremotos, calor e frio extremos, chuvas extremas, pandemias, guerras entre as nações, guerras econômicas, guerras ideológicas, guerras culturais, guerras frias de todo tipo em tempo de se tornarem guerras quentes, etc… são partes de um efeito dominó provocado pelo estopim do Apocalipse.

Desde 2016-2017, eu falo nesta página e blog que a data limite da humanidade seria contada em sete anos a partir de 14 de Maio de 2018, quando Israel completou 70 anos de nova nação, trazendo cumprimento da palavra de Cristo conforme Mateus 24: “Não passará uma geração sem que tudo isso se cumpra” (A escatologia de Mateus 24 e 25).
Ainda nem completamos 2 anos daquela data, e serão sete anos intensos de lá em diante.

E é em Mateus 24 que a referência ao Segundo Sol já aparece: ele é descrito como o Sinal, ou um dos sinais do regresso do Filho do Homem nos céus, para ajuntar os escolhidos e julgar a humanidade por seus crimes.

E ali ele é descrito como um sinal que todo o olho vai ver, e que se estenderia do oriente ao ocidente, como um relâmpago – ou cometa de enorme cauda, cobrindo o céu ao lado do Sol em seu trajeto aparente diurno.

E segundo todas as estimativas dos pesquisadores, nesse ano de 2020 é bem provável que o astro em questão (P 7X) comece a aparecer no céu, visível sem telescópios, cumprindo as profecias de Cristo exatamente no ano cujo número configura o duplo julgamento (20, no Taro).

Então, quando você olhar o mundo lá fora e constatar que o CAOS não para de crescer, lembre-se de duas coisas:
1.Tudo isso foi anunciado por Jesus Cristo e os profetas há mais de 2000 anos,
2.E tudo isso está sendo amplamente confirmado agora pela ciência que nunca acreditou em Deus.

Para que suas vigílias de oração sejam conscientes, maduras e repletas de fé.
Porque não haverá mais nada a se fazer… porque chega o Grande Purificador do Mundo.
Ou, nos dizeres dos Hopis, a grande estrela vermelha da purificação da humanidade.
E já vem tarde!

Os dois sóis serão como os dois pratos da Balança da Justiça Cósmica realinhando todas as coisas na Terra conforme a Lei do Criador, que foi muito desviada, desequilibrada e alterada pelos habitantes deste mundo.
E se o Universo nasceu debaixo dessa Lei, inevitável que seja assim. No final, é para o Bem.
Porque do jeito que está é que não pode mais ficar!

JP em 12.03.2020

Comentários
Compartilhar