Novas pragas ameaçando rebanhos e lavouras no mundo inteiro

Fotografia de carrapatos asiáticos de chifres longos detectados em animais, incluindo animais de estimação e gado, bem como em pessoas.

21/08/2020

Pragas de besouros, moscas lanterna e carrapatos asiáticos estão acabando com florestas, cultivos e gado no mundo.

Ao mesmo tempo que uma praga sem precedentes de lagostas estão arrasando a África e o coronavirus está punindo as economias mundiais, uns insetos, de tamanho pequeno, estão devorando florestas, culturas e gado.

Uma praga de pequenos besouros do pinheiro de montanha, não maiores do que um grão de arroz, já destruiu 15 anos de recursos na Columbia Britânica. Quer dizer, uma quantidade suficiente de árvores para construir 9 milhões de casas, e as florestas continuam sendo devoradas em Alberta e no Noroeste do Pacífico.
Agora o escaravelho da picea ameaça devorar ainda mais árvores na América do Norte.

Ao mesmo tempo, os alarmes foram ativados em Delaware, Nova Jersey, Maryland e Pensilvânia, depois de detectar moscas lanterna manchadas, na sua fase de alimentação, capazes de destruir culturas inteiras.

É a primeira vez que também se encontram moscas lanterna manchadas em Staten Island, Nova York, conforme informado pelas autoridades nesta sexta-feira. Segundo admitem desde o Departamento de Conservação Ambiental, os relatórios preliminares são preocupantes, embora a principal intenção seja impedir que eles continuem a entrar no estado de Nova York e limitar qualquer ameaça séria aos recursos naturais.

Vários exemplares adultos destas espécies invasivas de moscas lanterna manchadas foram encontradas por funcionários dos Parques Estaduais em Clay Pit Pnds State Park Reserve. Uma peste que se alimente com mais de 70 espécies de plantas, bem como de culturas, por isso pode ser devastador para a agricultura de Nova York, além de ter o seu efeito na saúde das florestas e nas atividades recreativas.

Para o caso de tudo isso ser pouco, em Ohio foi descoberto o perigoso carrapato asiático de chifres longos, conhecido por matar o gado e transmitir doenças causando estados patogênicos.

O carrapato foi encontrado em um cão no condado de Gallia, que foi enviado posteriormente para um abrigo, segundo o Departamento de Agricultura de Ohio. O carrapato foi enviado para um laboratório federal, onde a espécie foi confirmada.

Esta peste exótica é oriunda de diferentes áreas de leste da Ásia, mas de alguma forma abriu caminho para outros países, incluindo a Nova Zelândia, Austrália e os Estados Unidos, conforme confirmado pelo Centro NEVBD, especializado em Doenças Transmitidas por Vetores.

Este carrapato é castanho, tem oito patas e é menor que uma semente de sésamo.

De 2017 a julho de 2020, este carrapato foi encontrado na Carolina do Norte, Ohio, Tennessee, Virgínia, Pensilvânia, Nova Jersey, Nova York, Maryland, Delaware e Kentucky.

A recente descoberta em Ohio ocorre apenas uma semana depois de ter sido encontrada também em três condados de Kentucky.

Esses carrapatos podem ser potencialmente fatais para os animais. Eles têm a habilidade de transmitir a teileriose, uma doença do gado que pode causar sintomas de anemia e até mesmo a morte do hóspede afetado. Segundo o Centro, esta praga é particularmente fatal para o gado, por isso os produtores devem tomar medidas preventivas e ficar atentos a esta nova ameaça.

Em relação ao seu efeito nos humanos, parece que ainda é algo que está prestes a ser descoberto, embora num estudo do CDC se afirma que o carrapato asiático de chifres longos ′′ é improvável ′′ que seja responsável pela doença de Lyme, mas outro estudo laboratorial descobriu que tem capacidade de transportar e transmitir bactérias associadas à febre maculosa das Montanhosas Rochosas.

Crédito: CDC
(Alerta Tierra)
**************************************

Por isso, por causa desse efeito em cadeia de todas estas pragas biológicas cada vez mais ativas no planeta inteiro, eu nunca acreditei em guerra biológica intencional do Covid-19 chinês, mas numa coisa ainda pior, num efeito negativo da natureza não só no aspecto do clima, mas também, no descontrole de populações de espécies invasoras.
Até porque os distúrbios climáticos explicam perfeitamente o desequilíbrio biológico de certas populações de criaturas que passam a agir como invasoras.

Tudo está dentro de uma reação de distúrbios naturais encadeados uns aos outros.
Tal como os gafanhotos, as moscas, os mosquitos e os carrapatos das pragas bíblicas conforme o Livro do Êxodo.
Estamos dentro de uma recorrência bíblica global, não mais restrita a uma nação somente.
Sinais do fim que precedem o recomeço, a natureza tentando se auto-purificar de todas as ações destruidoras da sociedade moderna e sua máquina de consumo irrefreável…
Estamos pagando o preço, o preço muito caro, por tudo isso.

Mais uma demonstração de que o nosso planeta está atravessando um cenário de curva involutiva… e a barata é o menor dos problemas.

JP em 22.08.2020

Comentários
Compartilhar