Estranho objeto descoberto em órbita da Terra

Davson Filipe

Mini Lua

Astrônomos descobriram que a Terra tem mais um companheiro de órbita

A equipe do programa de monitoramento Catalina Sky Survey (CSS), ligado à Nasa e sediado na Universidade do Arizona, na cidade de Tucson, descobriu um asteroide que ficou preso à órbita terrestre nos últimos anos o que o fez, na prática, se transformar em uma minilua.

O objeto, batizado de 2020 CD3 foi descoberto na noite de 15 de fevereiro pelos pesquisadores Teddy Pruyne e Kacper Wierzchos, que anunciou o fato por meio do Twitter na terça-feira (25).

De acordo com os cálculos dos cientistas do CSS, o asteroide tem entre 1,9 e 3,5 metros de diâmetro (para comparação, a Lua tem diâmetro de 3.474.200 metros) e está preso à gravidade da Terra há três anos.

Por meio de simulação, os pesquisadores conseguiram estimar a trajetória de sua órbita.

Entre 2006 e 2007, houve o caso do 2006 RH120, também descoberto pelo CSS, que orbitou a Terra por menos de um ano até se libertar e seguir seu caminho.

De qualquer forma, as miniluas, como são denominados estes objetos pequenos que orbitam temporariamente a Terra, existem em abundância.

O que é raro é detectá-las, já que elas costumam seu diâmetro pequeno dificulta seu reconhecimento, além do fato de que acabam escapando da órbita terrestre depois de pouco tempo.

Leia também  Pessoas com dengue podem ter imunidade ao coronavírus, sugere estudo

O fato de que o último objeto similar foi reconhecido há 14 anos mostra o quão incomum é a detecção. Há outros casos de “quase-satélites” que ocasionalmente são descobertos ao redor da Terra.

Em 2016, o 2016 HO3 (ou 469219 KamoÊ»oalewa) foi considerado um dos quase-satélites terrestres mais estáveis já descobertos pela humanidade, e deve acompanhar a terra por alguns séculos até se desgarrar.
(Olhar Digital)
*************

Apesar de pequeno, o formato do objeto é intrigante.
De qualquer forma, nada impede que este seja um satélite ou lua artificial, na qualidade de objeto tecnológico.

JP

Comentários
Compartilhar