Astrologia e Apocalipse

Uma coisa extensa a ser explorada no Livro das Revelações são os paralelos entre as figuras dos Anjos com a dos Extraterrestres.
Mas uma coisa não é exatamente sinônimo da outra.
Anjos, especialmente aqueles da categoria dos SETE, são elevados espíritos da Presença do Trono do Senhor, e não extraterrestres corpóreos com naves.
Essa é a primeira distinção a ser feita.

Há, no entanto, outras passagens, onde extraterrestres da classe caída, tanto a classe gray como a reptiliana, podem ser detectados, especialmente no Apocalipse 9 e no Apocalipse 16, sob feições de aparência com gafanhotos e rãs.
Sem esses critérios, o Apocalipse, em vez de Revelação, se converte em CONFUSÃO.

Outra coisa a ser destacada, muito importante inclusive naquele livro, é que ele menciona repetidos SINAIS ASTRONÔMICOS no céu que, além de marcar os tempos dos eventos em Terra, registram também o TEOR DOS EVENTOS.
Então, vejo um monte de crentes e pastores evangélicos fazendo vídeos no Youtube e pegando as informações astronômicas e dizendo que ela, a Astronomia, é de Deus e pode ser praticada, mas só a Astrologia é coisa “satânica” a ser evitada pelo “povo de Deus”.

E nisso, não sei se gargalho ou choro, porque eles próprios ignoram que a Astronomia se limita a realizar posicionamento e estudo dos astros no cenário celeste. E a partir do momento em que eu avalio que objetos celestes e determinadas configurações planetárias no céu interferem nos caminhos da humanidade e ancoram grandes realizações e eventos proféticos, sinto muito, isso é ASTROLOGIA PURA… devo avisá-los que estão a praticar a mesma ciência “satânica” dos antigos mestres, que sabiam que o próprio espírito precisa desses eventos astronômicos para efetuar situações de porte no mundo material, como uma âncora mesmo… os planetas e as estrelas são como canal do Verbo operador e realizador dos espíritos.. .e não lhes servia só para marcar o tempo.

Foi assim com o próprio Jesus Cristo, que nasceu em cerca de 2 aC debaixo de alinhamentos planetários raros, e morreu sob um eclipse poderoso em 33 dC.
Essas forças celestes operam uma alquimia de transformação no humano preparado e sintonizado com elas, em níveis que nem imaginamos, como se deu com Jesus Cristo e toda a sua epopéia espiritual no mundo material.
Agora, em 2017, os mesmos sinais de Belém, 2000 anos idos, se repetem, e falam igualmente de um nascimento grandioso na Terra, e que vem junto com grandes dores de parto para a humanidade, como se espera em todo parto normal.

Falando nisso, as datas como 21 de Agosto, 9 e 23 de Setembro de 2017 são âncoras extraordinárias e raras de eventos a se materializarem na Terra.

O Sexto Selo aberto também reúne todas aquelas Luas de Sangue e finaliza o espetáculo com o anúncio da chegada do Dia do Senhor, Dia da Justiça, a ser aberto com uma grande guerra e com uma astro caindo na Terra.

Os astros vibram energias e sutis ondas gravitacionais todo o tempo dentro do sistema solar, um CONTINUUM de Espaço-Tempo transpassado por tais influências que os sábios chamaram de Música das Esferas, associada aos astros em movimento ao redor do Sol como gerando harmonia musical contínua e vibrações de influência no Sistema solar, carregadas de atributos, de formas e modelos mentais a desenhar toda a História da humanidade na curva projetada das tendências globais, articulando poderosamente e sem qualquer resistência os fios do Inconsciente Coletivo.

As pessoas pensam que fazem as coisas e decidem sozinhas por tudo… ledo engano… até nossa individualidade está boiando nesse mar de tendências do Inconsciente Coletivo que vibra e se agita nas ondas dos astros rolando nas Altas Esferas.

É ou não é uma linda doutrina?

JP em 15.04.2020

Comentários
Compartilhar