As sete regras herméticas fundamentais para a alquimia do pensamento

O famoso Caduceu de Mercúrio é muito mais do que um símbolo da medicina ou da cura, e se a cura é o seu segredo, a sua primeira ação é mental, porque sabemos que todas as doenças físicas, incluindo as doenças crônicas e de ordem genética, são deficits de energia mental que, então, o caduceu de mercúrio, na qualidade de chave hermética condensada, nos ensina a reparar.

Toda e qualquer prática mentalista será, portanto, uma ação terapêutica para a mente e, por efeito, para o corpo. Por outro lado, usar o corpo físico como veículo de dissipação de prazeres será, certamente, a fonte de muitas doenças e desgostos futuros na vida vivida de forma tão vazia e sem propósito de maiores e melhores conteúdos que este.

Sete são as ações de prática para se obter os dois estados ideais para as experiências da alma:

  1. Trabalho com a respiração
  2. Trabalho com a imaginação (visualização)
  3. Trabalho com a transmutação dos instintos
  4. Trabalho com as frequências harmônicas
  5. Trabalho com a palavra criadora
  6. Trabalho com a permanência (tempo de prática)
  7. Trabalho com a constância (repetição de prática)

O alvo das sete ações de prática é a obtenção dos dois estados ideais:
O relaxamento ou controle do corpo
A concentração ou o controle da mente

Corpo relaxado faz liberar e circular energias vitais em seu potencial máximo, e mente concentrada absorve mais as energias vitais circulantes, transformando-as em energia mental de realização através do pensamento em foco.

Criando estes dois campos de energia, a energia vital e a energia mental, a sua consciência poderá efetuar saltos incríveis de percepção.
O número 72, altamente sagrado e valioso da Cabala Hermética, aparece aqui na estrutura de causa e efeito no sistema corpo-mente da alma.

Enquanto o relaxamento cria o meio energético inferior (energia vital circulante), a concentração cria o meio energético superior (energia mental focalizada), e estes dois estados permitem o salto das percepções para além dos limites da cognição tridimensionalmente limitada, facultando a construção de consciência objetiva.

Pense naquelas sete ações como os ingredientes básicos da receita da Iluminação, e pense nos dois estados de alma como os dois pilares do templo da consciência cósmica que você deve aprender a construir diariamente, tijolo por tijolo, com toda a paciência possível.

Jesus anunciou que, na paciência da vida, possuiríamos a nossa alma.
E como vivemos num mundo cada vez mais imediatista e sem paciência para nada, isso parece explicar o por que de muitas almas que se perdem num sistema disposto a comprar a alma de todo mundo… e quantos não estão vendendo a sua alma ao sistema em troca de migalhas?

Jesus também anunciou as regras herméticas na sentença: Vigiai e Orai.
Vigiar é se fazer desperto.
Orar é estabelecer conexão com o Universo.
Estar desperto e estar conectado com Deus é tudo o que precisamos.
Mas o sistema trabalha para te deixar sempre adormecido e conectado apenas com as suas tolices de consumo.

JP em 13.02.2020

Telepatia e o Caduceu de Mercúrio

Este notável símbolo da sabedoria antiga, carregado de todas as leis e princípios que regem o Mentalismo ou Lei da mente, conforme Hermes-Toth e seus discípulos, é interpretado como a chave ou sentença final da Alquimia entre duas energias que, se fazendo equivalentes e alinhadas, alcançam notas de expansão das faculdades da mente em função disso.

Geralmente nosso cérebro trabalha em meia banda, e a tendência é que a atividade se encontre no hemisfério esquerdo, racional. Raramente alguém emprega as duas bandas num nível equilibrado. Vivemos o tempo todo defasados nesse aspecto da energia psíquica e, por isso, as limitações acontecem.

E como a telepatia acontece no externo entre duas mentes?
É só transportar as leis do Caduceu aplicadas no interno para o externo! São análogas.

Da mesma forma, quando estas duas mentes, tal como as duas bandas cerebrais da realidade interna do nosso campo mental, entram em equilíbrio e conquistam uma alquimia energética tão rara e sutil que o resultado (um deles) é a comunicação mental a distância.

Se a telepatia acontece, é porque essas duas entidades, em suas naturezas mentais e emocionais, se tornam niveladas no universo das múltiplas dimensões, o que faz que entrem em conexão direta, ainda que seus corpos estejam fisicamente distantes. Os gêmeos idênticos costumam ter esses episódios de telepatia “natural” por razões genéticas que, oriundas de laços kármicos do passado, os tornam muito ligados um ao outro.

Porém, quando falamos em alquimia das energias internas, estamos falando apenas de um primeiro passo de preparação interna que nos preparará para alquimias maiores, em caráter externo e coletivo, com outras mentes, as quais, regidas pelos princípios da Egrégora, abrem as portas para infinitas possibilidades de expansão real da consciência que precisa de uma expansão então das faculdades e percepções da mente, já que a mente é o veículo da consciência que se constrói, dessa forma, na porção de alma encarnada.

Portanto, paciência… porque a alquimia interna e a equalização das energias mentais com base na refinação dos instintos básicos constituem apenas os primeiros e elementares passos na direção daqueles grandes passos, mais avançados, e suas conquistas inimagináveis nos domínios do conhecimento universal e da consciência cósmica que consegue acesso direto a ele, sem mais atravessadores em seu caminho!

JP em 21.08.2020

Comentários
Compartilhar