Almas gêmeas e a sexualidade da chama violeta

Elas experimentam o sexo em outra forma, não mais carnal, mas a analogia continua válida, porque são duas energias de gênero que se mesclam para criar na terceira força. O termo sexo dos anjos é analogia, porque o que está em cima é como o que está em baixo (Hermes). E o corpo é a materialização da alma que ele reveste. A alma em sua própria escala de força. O corpo é uma analogia da alma que o reveste.

Daí a importante ordem de conservar santo e puro o templo do espírito, que é o corpo, porque tudo o que você pratica de imundo, agressivo e deturpado contra o corpo, é como se praticasse contra o espírito que mora dentro e do qual o corpo é uma analogia viva!

O caminho do amor verdadeiro e da sexualidade dos Anjos implica na renúncia aos prazeres grosseiros da carne que atiram vícios na mente e engaiolam a consciência na escravidão dos cinco sentidos. Transcender aqui significa renunciar, abdicar.

BUDA tinha tudo, poder, riqueza, esposa e filho.
Renunciou a tudo isso para encontrar o Nirvana.
E alguém maior do que Buda falou, depois dele, que felizes os que renunciam às coisas do corpo e do mundo por amor a Deus e ao seu Reino.

Se este é o único caminho a ser seguido, para muita gente ele simplesmente tomba impraticável, quer por incompreensão, quer por faltar as forças para isso.
A mente da grande maioria das pessoas já é escrava do corpo, dos desejos, dos sentidos e da eterna satisfação do ego no controle do corpo.

O sexo comum é apenas uma sombra grosseira e uma casca densa da realidade sutil e perfeita da sexualidade dos Anjos, que nada mais tem de carnal, sensorial ou meramente animal e instintiva.
O Sexo dos Anjos é a Alquimia do Amor operando nas mais altas esferas, porque eles se tornam co-criadores do Universo em suas células de chama violeta… na chama violeta arde a essência do divino Amor das almas gêmeas.

Leia também  A Identidade Andrógina da antiga humanidade

A chama vermelha é a base, o chakra animal, cóccix, kundalini, e as pessoas comuns são reguladas pela sexualidade dos instintos da chama vermelha. Mas Anjos são humanos que elevaram sua chama vermelha ao topo, à coroa da chama violeta, no altar da glândula pineal, e podem se dar ao luxo de participarem da energia do Amor cósmico em suas paridades perfeitas.

Tudo o que é carnal se torna espiritual… tudo o que é denso se torna sutil… tudo o que é animal se torna angelical… tudo o que é ilusão de desejo se torna fonte de luz de consciência perfeita. Eis os caminhos da Alquimia que transformam humanos em Anjos na sua forma mais elevada, a chama violeta da energia andrógina!

Por isso a simbologia das duas asas: o Anjo é o elemento andrógino, a terceira força, e as duas asas, as duas almas que nutrem sua chama violeta, luz e presença cósmica na eternidade.

A carreira das almas gêmeas é o chamado do Amor eterno como parte do ofício do Universo criativo… ou em outras palavras, Deus dentro de você atuando em sintonia com Deus fora, no Todo e em todos, ao redor.

O retorno ao casal primordial, Adão e Eva não num paraíso vegetal, mas num paraíso de energias onde a carnalidade não é mais obstáculo para a manifestação do amor divino de um coração ao outro, formando unidade, e nessa unidade, expressando o próprio DEUS em manifestação de Amor, dentro e ao redor.

A carne volta a ser aquilo que ela era antes da queda e para a qual foi criada, a roupa imortal do espírito consciente, e não um templo de satisfações bestiais que envenenaram o Amor sagrado na fonte da pureza…
Quando fala na linguagem desse magistério do Amor espiritual em templo sagrado, a Bíblia usa a linguagem do Espírito Santo com seus sete dons, e sete (7) é o número mestre da Obra alquimista completa pelas (2) almas gêmeas: 72.

Leia também  BURACOS NEGROS ... E ALÉM!

Dobre-se isso e terá 144, medida do homem anjo, conforme o Apocalipse 21, e a senha dos escolhidos “colhidos” da jardinagem de Deus na Terra.

JP em 09.03.2021

Comentários
Compartilhar