A Reencarnação não é fator de Evolução

Questionamento

“Se nós não evoluíssemos também através da reencarnação, estaríamos catando coquinho e quebrando com pedra.
Há vários reveses nesses processos mas nunca um ser involui”

(***)

Resposta

Acredite, há coisas piores que os humanos fazem hoje que são piores que catar coquinho e quebrar pedra, denotando clara involução espiritual. Que adianta tecnologia e comodidade material se o coração esfriou no amor com o próximo? Quem sabe no tempo que a gente catava coquinho e quebrava pedra, a gente tinha mais solidariedade?

A Reencarnação não é fator de Evolução
Olhando a questão de forma mais profunda além da crença, além da tradição

Primeiro ponto, não podemos medir evolução em função de tecnologia. Porque ela não mede evolução alguma. Tecnologia é acessório da existência, não uma meta.
A Meta é o desenvolvimento espiritual, e se a tecnologia for usada conscientemente como meio para isso, então ela encontra sua esfera correta de ação. Mas quando a tecnologia, o materialismo e as posses se tornam meta, acontece a involução da consciência, invertendo completamente o sentido e o propósito de se estar na escola da vida.

Não temos constatado a existência de seres alienígenas altamente involutivos e dotados de grande tecnologia… para fazer o mal?

A evolução temporal é limitada, e da mesma forma como o animal evoluiu para o humano tecnológico, o humano tecnológico, em função de maldades assumidas e acumuladas, pode facilmente INVOLUIR ao estado de animal ou pior, monstro humano.

A verdadeira espiritualização da alma depende de um fator que transcende a própria evolução temporal, circular e que se torna facilmente involução depois que a roda alcançou seu ponto limite de subida.

E por outro lado, analisando a evolução do conhecimento sobre a Terra, ele nunca foi realizado por efeito de reencarnação de massas humanas, e sim, por efeito de poucos expoentes da mesma raça humana que, sozinhos, foram empurrando o conhecimento para níveis mais elevados, a quem a raça humana deve tudo o que temos hoje.

Então, essa é outra demonstração de que a teoria da reencarnação como gatilho de evolução é errada. Nossa evolução acontece muito mais em função de indivíduos especiais do que grupos errantes circulando no materialismo por milênios de reencarnações contabilizadas…esses indivíduos semearão com seus próprios esforços o terreno da consciência coletiva na direção de novos e mais elevados patamares do pensamento.

O cenário das reencarnações criado pelo tempo – que é cíclico, tal como são as reencarnações – não garante por si mesmo nenhuma evolução. O mesmo pode ser avaliado num cultivo de sementes.

Voce pode dispor de um solo fértil e um ambiente climático perfeito, e mesmo assim, lançar muitas sementes ali e verificar na prática que poucas germinam, e menos ainda, se desenvolvem completamente.

As condições ambientais perfeitas (reencarnações) não obrigam ou determinam a germinação (evolução) das sementes.

O real fator de evolução das almas-semente lançadas neste cenário de mundo-escola não é externo ou circunstancial (o ambiente criado pelas reencarnações) e sim, um agente INTERNO que, num determinado momento que não depende do tempo em si mesmo (embora se valha de experiências acumuladas) impulsiona o despertar de dentro para fora na direção do auto-aperfeiçoamento.

A mecânica cíclica do Universo não aperfeiçoa ninguém sem esse agente acontecendo.

Tanto que outras tantas almas, cercadas do mesmo ambiente externo de uma determinada alma que germina, não germinam como ela, e nem se interessam pelo despertar espiritual e auto-aperfeiçoamento, vivendo todas as suas mil vidas no mesmo materialismo assumido por vontade própria!

Esses exemplos simples são suficientes para demonstrar a falsidade destas doutrinas superficiais que pregam evolução mecânica e automática das almas ignorando a possibilidade da involução, o movimento complementar de qualquer roda que, subindo até o ponto-limite, depois começa a descer…

Sim, os seres podem involuir sim, ao contrário do que prega mentirosamente as modernas doutrinas deturpadas. E nossa humanidade moderna, cada vez mais eficiente na arte de mentir, matar, enganar, controlar e devastar a natureza com seu materialismo irrefreável e sua cobiça insaciável, é a prova da involução humana no conjunto, embora a real evolução continue sendo sustentada por poucos seres iluminados neste mundo, e em nome deles é que a Providência Divina ainda nos protege, acreditando no gênero humano como um todo.

Analisando a vida pessoal e obra destes poucos seres realmente evoluídos e iluminados por amostra da humanidade, vemos que sua trajetória não se deve a evolução reencarnatória automática, mas vidas sempre dedicadas a trabalhos elevados, sacrifícios, talento, inspiração e um conjunto de ações baseadas não na evolução mecânica e sim na sucessão de escolhas conscientes e sacrifícios voluntários, claro, numa sucessão de existências que, assim dispostas, comporão o currículo desta alma que vai ascendendo cada vez mais a Luz não por causa do tempo e suas encarnações, mas por causa sim de decisões conscientes que ela tomou sem depender de TEMPO para seguir se aperfeiçoando em seus múltiplos destinos.

Dizer que o tempo, por si só, é fator de evolução espiritual, é uma das maiores mentiras pregadas, doutrinas que se basearam nos estudos de Charles Darwin sobre a evolução das espécies para tentar criar uma régua análoga em relação ao espírito. Mas o espírito é algo totalmente a parte, não pode ser avaliado conforme semelhança com a evolução de seres materiais na biologia planetária!

Se o tempo aperfeiçoasse, todas as pessoas idosas seriam necessariamente melhores…mas temos visto na prática que o terrível ego humano também envelhece, e pior, usa a idade como argumento para continuar tirando vantagem sobre os outros (não todos, claro).

Não existe evolução eterna, o que existe é ascensão por transcendência. E transcendência por sacrifício, como Cristo ensinou, sacrifício que ode quebrar num único golpe a roda das reencarnações e nos devolver a imortalidade!

E são estes seres especiais que o Criador vai reunir em breve para que, com sua nota real de evolução de consciência por meio de suas obras manifestadas, possam reconstruir um novo mundo.

Como diz a Bíblia, eles serão sacerdotes eternos de Cristo!

Porque sempre quiseram isso e se sacrificaram por isso em todas as suas vidas, não dependendo de tempo para tomar tal decisão, mas de um secreto agente interno que acorda no coração de um, mas não acorda no coração de outros debaixo das mesmas condições ambientais da reencarnação!

E essa mágica decisão, que dura um instante eterno, é aquela onde cabe uma tão simples e singela decisão que mil existências passadas não conseguiram comportar e nem obrigar nosso coração a produzí-la.

A magia da evolução real como uma ressonância entre o Espírito de Deus e o espírito do homem num instante eterno que transcende o tempo é o maior de todos os mistérios diante de nós. A solução da evolução reencarnatória é a saída mais fácil e simplista para um mistério muito maior do que tal doutrina consegue enxergar…

Quem ou o que coloca essa faísca de QUERER DIVINO nesse momento em nosso coração, a única capaz de revolucionar tudo e deter a roda repetitiva para sempre?

Evoluir para aprender a comer com talheres ou vestir roupas não é o alvo central do programa divino que pretende transformar chispas inocentes em seres divinos. Porque esse tipo de evolução pode regredir facilmente.

Tecnologia não é o alvo da evolução real do Universo, embora possa ser conquistada pela pseudo-evolução circular.

A real evolução desejada pelo universo é a espiritualização da alma individual que se tornou sensível ao Amor Coletivo e aprendeu a viver em sociedade nas bases da paz, da justiça e da fraternidade.

Porque isso, e não tecnologia, é o que gera felicidade e liberdade reais!

Jesus Cristo demonstrou o status de um ser realmente evoluído sem qualquer tecnologia de apoio, ser todo humilde que andava descalço, com vestes rasgadas e o Amor divino nos olhos, e o Poder de Deus no Verbo.

Transformar-nos em seres crísticos é a meta real do Universo.
A evolução é como uma roda que sempre encontra um limite, e chegando nele, começa a involuir, a rodar para baixo.
Somente um golpe consciente de grande sacrifício irá despedaçar a roda do tempo diante da alma aprisionada.
E ela então se libertará.

Mas ninguém é obrigado a abandonar suas crenças.
Porém, acreditar totalmente num livro que você leu sem a menor constatação consciente… é sempre um risco de estagnação da consciência acomodada na crença.
A escolha é inteiramente sua.
Eu estou aqui para abrir novas trilhas do conhecimento.

Porque já chegou o tempo de se desligar de guias externos.
Nem padres, nem pastores, nem médiuns.
Seja você o seu guia no mudo do despertar!

E Seja Cristo o novo Sol da humanidade transformada pela VERDADE!

JP em 10.12.2019

Comentários
Compartilhar